Quattro Fontane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cruzamento entre a Via delle Quattro Fontane e a Via del Quirinale em Roma (panorama de 270° )
Rio Tibre (rione Monti)
Diana (rione Trevi)
Juno (rione Trevi)
Rio Arno (rione de Castro Pretorio)

O cruzamento entre a antiga Via Pia (hoje via del Quirinale-via XX Settembre) e a Via Felice (percurso que liga a Trinità dei Monti até à Basílica de Santa Maria Maggiore, hoje via Sistina-via Quattro Fontane-via A.Depretis) é caracterizado pela presença, nas quatro esquinas, de quatro fontes (Quattro Fontane), que dão nome ao cruzamento, à rua homónima, e à Igreja de San Carlo alle Quattro Fontane, que Francesco Borromini construiu entre 1638 e 1663 (também chamada San Carlino). Característica única em Roma, do cruzamento pode ver-se à distância os obeliscos de Santa Maria Maggiore (a este), de Trinità dei Monti (a oeste) e do Quirinale (a sul), e a fachada da Porta Pia (a norte), obra de Michelangelo Buonarroti.

O conjunto de fontes foi encomendado pelo papa Sisto V a Muzio Mattei. Construídas entre 1588 e 1593, figuram nas quatro fontes o rio Tibre (símbolo de Roma); o rio Arno, símbolo de Florença; a deusa Diana, símbolo da castidade; e a deusa Juno, símbolo da força. As fontes do Arno, Tibre e Juno são trabalho de Domenico Fontana, e a fonte de Diana foi desenhada pelo pintor e arquiteto Pietro da Cortona.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Sergio Delli, “Le fontane di Roma”, Schwartz & Meyer Ed., Roma, 1985

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

absbottom
Roma

Monumentos: Aquedutos · Catacumbas · Estradas consulares · Fontes · Igrejas · Obeliscos · Pontes · Praças · Templos · Galeria de imagens
História: Fundação de RomaRoma AntigaRepúblicaImpério
Arquitectura · Cultura · História militar · Instituições políticas