História militar da Roma Antiga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Encenação histórica do exército romano em manobras.

Roma foi um Estado cujo crescimento sempre andou lado a lado com sua história militar, durante os 13 séculos em que existiu. O núcleo da história militar da Roma Antiga é, portanto, o mérito alcançado nas grandes batalhas campais, desde a conquista da península Itálica às batalhas finais contra os bárbaros.

Guerras romanas[editar | editar código-fonte]

Esta lista, que não é exaustiva, pretende enumerar os maiores conflitos em que se viu envolvido o Estado romano, incluindo inimigos externos ou internos. São também apresentados os mais importantes generais, tanto romanos como bárbaros. Devido à longa duração de cada uma destas guerras, será frequente a listagem de vários generais na mesma guerra, ou do mesmo general em várias guerras.

A listagem está organizada em "guerras de conquista", travadas enquanto Roma se expandia, exterminando potenciais ameaças e/ou procurando a segurança contra eventuais ameaças externas, "revoltas e rebeliões", em que Roma era ameaçada pelos seus próprios generais ou povos conquistados, e "invasões externas", em que Roma lutou na defensiva contra inimigos externos, sem que, no final da batalha, tenha resultado numa conquista.

Guerras de conquista[editar | editar código-fonte]

Revoltas e rebeliões[editar | editar código-fonte]

Invasões externas da Roma[editar | editar código-fonte]

Povos e personalidades[editar | editar código-fonte]

Generais romanos[editar | editar código-fonte]

Inimigos de Roma[editar | editar código-fonte]

Esta é uma lista de figuras que fomentaram revoltas e guerras contra Roma.

O exército romano[editar | editar código-fonte]