Glee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Glee (série))
Ir para: navegação, pesquisa
TV Future Icon.svg
Glee é uma série em exibição.
As informações podem mudar rapidamente. Editado pela última vez em 21 de julho de 2014.


Glee
Glee (PT/BR)
Glee title card.svg
Informação geral
Formato Seriado
Duração 43 minutos
Criador(es) Ryan Murphy
Brad Falchuk
Ian Brennan
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Elenco Lea Michele
Darren Criss
Cory Monteith
Chris Colfer
Dianna Agron
Matthew Morrison
Jane Lynch
Jenna Ushkowitz
Kevin McHale
Jayma Mays
Naya Rivera
Harry Shum Jr.
Heather Morris
Amber Riley
Mark Salling
Chord Overstreet
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos FOX
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 19 de maio de 2009 — atualmente
N.º de temporadas 5 (6ª temporada confirmada)
N.º de episódios 108 (lista de episódios)

Glee é uma famosa e premiada[1] série de televisão criada por Ryan Murphy para a Fox Broadcasting Company, que mistura música, drama, humor (irreverente) e crítica social. É uma comédia musical sobre um grupo de garotos ambiciosos e talentosos que escapam as duras realidades do ensino médio por aderir a um clube de alegria, onde eles encontram força, aceitação e, em última instância, a sua voz no mundo. A trama centra-se em alunos e ex-alunos de um Glee Club e seu professor, Will Schuester ou Mr. Schue, como é mais conhecido; além da icônica Sue Sylvester, que chama atenção pela sua postura diante das situações e pelo seu extenso vocabulário contra as artes, ou seja, o glee club, e, principalmente, contra o Will. Com o nome de "New Directions“, o coral compete nos circuitos de show choirs. Seus membros e outros personagens (parentes, ex-alunos, professores, etc) lidam com situações embaraçosas, envolvendo religião, sexualidade, bullying, suicídio, gravidez, sonhos, entre outros assuntos polêmicos. E, também, de questões de relacionamento - amoroso e familiar - e questões sociais, em diferentes cidades, atualmente. Graduados no ano passado e aspirantes a artistas, Rachel Berry (Lea Michele) e Kurt Hummel (Chris Colfer), fizeram as malas para Nova York e se matricularam em uma prestigiada escola de artes cênicas, a NYADA, onde fizeram novos amigos e aprenderam as realidades cruéis da faculdade e da vida como adultos. Mudaram-se para um loft no Brooklyn, Kurt se inscreveu para estágios, trabalham em lanchonetes, cantaram em barzinhos, Rachel fez o teste para shows da Broadway e ganharam uma companheiro de quarto ácida, chamada de Santana Lopez (Naya Rivera) que se mudou para a Big Apple. Blaine Anderson (Darren Criss) está neste momento para se graduar e depois irá para NYADA para se juntar a Rachel, Kurt e Santana.[2] Desde a sua estreia, Glee se tornou um fenômeno cultural de boa-fé, recebeu honras de prestígio, incluindo um Globo de Ouro entre outros prêmios. A série possui aclamação da crítica, uma base de fãs, duas indicações ao Grammy, dois de platina e cinco álbuns de ouro, mais de 43 milhões de músicas e mais de 13 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo, duas turnês de concertos esgotados, um filme em 3D nos cinemas e quatro prêmios Emmy e três Globos de Ouro, incluindo o prêmio de Melhor Série de Televisão - Comédia ou Musical. Na última temporada, a série chegou ao sua performance 500, marcada com uma versão do hino , "Shout". GLEE: The Music, continua a quebrar recordes com mais de 53 milhões de faixas GLEE baixadas digitalmente. Além disso, o elenco GLEE detém o recorde de maior número de singles de sempre entrar na Billboard Hot 100 chart (203 faixas até à data), superando os registros anteriormente detidas por Elvis Presley, os Beatles e James Brown.[2] GLEE atraiu estrelas para a lista de convidados, desde Gwyneth Paltrow a Kate Hudson e Sarah Jessica Parker. Nesta temporada, Demi Lovato, como "Dani" e Adam Lambert, como "Elliott" adicionam-se ao elenco. GLEE é produzido pela Ryan Murphy Television em associação com a 20th Century Fox Television. Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan são co-criadores da série. Murphy, Falchuk, Brennan e Dante Di Loreto são os produtores executivos.[2]

Resumo[editar | editar código-fonte]

O conceito da série é explorar situações verossímeis ou próximas do cotidiano de qualquer pessoa, através dos personagens que, sempre, se deparam com situações constrangedoras ou para as quais não têm solução ou resposta imediata, mostrando o lado psicológico dos personagens (em diálogos interiores, narrados em off). Têm-se ao final - dos episódios ou da temporada - uma reviravolta espetacular, com a solução do dilema. GLEE é uma formidável experiência de seriado sem o clima de "conto de fadas" muito comum em programas do gênero; mas que contém a estética do cinema Block-Buster.

Primeira temporada[editar | editar código-fonte]

A história começa com um professor de Espanhol, William Schuester, decidido a dirigir o clube de coro da escola em que leciona (aonde estudará na adolescência) ; e torná-la motivo de orgulho novamente. Mas, para isso acontecer, ele terá que encarar vários obstáculos, como: um baixo orçamento, o controle obsessivo de sua esposa Terri, a baixa autoestima dos alunos, e, claro, a treinadora das cheerleaders, campeã de seis títulos nacionais consecutivos, Sue Sylvester, que fará de tudo para impedir o sucesso do clube, devido a motivos do passado e do presente que serão “revelados” aos poucos. Sue tem um espaço no telejornal local. A princípio o Glee Club só é frequentado por alunos excluídos e considerados perdedores. Mas Will fecha um acordo com o diretor da escola, Figgins, garantindo que se eles vencerem a competição regional de show do coro, o programa permanecerá, senão a sala será a alugada para adquirir dinheiro para a escola. Mas não será tão fácil, pois além de Sue, ele terá problemas com sua esposa e com integrantes egoístas do Glee Club, e a princípio, extrair dos alunos, bastante talento se quiserem vencer os regionais. Enquanto isso os alunos tentam achar seu lugar no mundo, mundo que as diferenças não tem vez, e sim um padrão social imposto: Artie tem uma vida complicada na cadeira de rodas depois de um acidente com a mãe. Kurt sofre por não conseguir dizer ao pai e a todos que é homossexual. Quinn, é muito religiosa mas fica grávida do melhor amigo do namorado, Finn. Tina finge ser gaga na escola, para que, assim, ela não precise de apresentar trabalhos orais para a turma, por ser bastante tímida. Mercedes é caracterizada como a negra e gorda, mas ela é mais que isso, é cheia de atitude e fragilidade ao mesmo tempo, procura um lugar nos holofotes, bem longe de Rachel de preferência, sonha em ser um dia uma nova 'Whitney Houston', e acaba por se apaixonar pelo único amigo, que é gay, Kurt. Depois ela entra para as cherleaders, as Cherrios da Sue junto com seu, agora, então amigo, Kurt, e quase desenvolve problemas alimentares, pois Sue a obrigará a perder peso dando como exemplo a maioria (ou a minoria) das garotas americanas, mas Mercedes contará com a ajuda de alguém improvável. E Rachel é solitária, mas focada e, de certo modo, entusiasmada, pelo seus sonhos de carreira profissional. Por ser diferente das outras adolescentes da sua geração é constantemente ridicularizada, principalmente, por Santana – uma menina de origem latina, que esconde um segredo. Rachel não aceita que ninguém seja melhor que ela, portanto passa a maioria das temporadas sozinha. Rachel é judia, adotada, tem como ídolo Barbra Streisand e ainda alimenta um amor não correspondido por Finn, um rapaz às vezes confuso, mais alto que todo mundo. Finn não tem muito talento para dançar, canta muito bem, faz parte da péssima equipa de futebol americano da escola, portanto é popular, mas depois é expulso. Mora apenas com a mãe, pois seu pai morreu no exército.

Segunda temporada[editar | editar código-fonte]

Depois da derrota devastadora nas Regionais - ficando em último lugar - o Glee Club e Will, voltam para a escola, mas infelizmente, ao contrário do que pensavam, ninguém ainda gosta deles, o que será difícil de aguentar no dia-a-dia da escola, porém com uma nova chance, depois do final inesperado na temporada passada. Com isso está aberta a guerra de popularidade típica do século XXI ao estilo mais fracassado possível. Sue terá mais um ano para infernizar e humilhar os gleeks e Willian, principalmente. Fazendo-os sentirem-se pior consigo mesmos, pois ela ainda acha que a arte é inútil e que sonhar não prepara os alunos para a dureza da vida real. Mas depois percebe que se não pode "destrui- los", vai se “juntar” a eles. E os mesmos mostraram o quanto se importam com Sue e com sua irmã Jean, principalmente, em momentos difíceis e ela aprenderá uma lição valiosa. Finn e Quinn, pensavam que poderiam consertar tudo que aconteceu entre eles, um de maneira explicita, e outro enganando a si mesmo. E Rachel sofre por ver os dois esbanjando o “amor” deles em sua cara, mas ao mesmo tempo mostra todo seu lado egoísta ao ter certas atitudes que definem, infelizmente, quem é. Rachel quer toda as atenções sempre voltadas para ela, pois ainda vê no glee a sua escada ao sucesso e não os seus únicos amigos de escola. Rachel é a mais dedicada dos membros do coro, e o seu talento e a sua perspicácia, os levaram longe. Quinn dar-lhe-á um choque de realidade o que levará Rachel a compor com toda a emoção, uma música original para as regionais, na qual o tema é hinos, isso depois de Sue conseguir um 'falso-mandado' jurídico contra qualquer futuro cover feito pelo Glee. Sue também mudará o destino do voo do Glee para Nova Iorque, passagens que não foram fáceis de comprar pois a escola ainda não tem recursos para pagar, “rackeando” a conta de e-mail do Diretor Figgins, mudando o voo para a Líbia, no meio dos conflitos do país, mas alguém irá alertá-los sobre o ocorrido. Kurt irá sofrer de bullying e sairá da escola William McKinley e irá para a Academia Dalton, uma escola particular anti-bullying, que será paga com todo o dinheiro da lua de mel de seu pai com a mãe de Finn, sim, os dois viram irmãos. E lá, Kurt irá conhecer Blaine. A vida amorosa de Mr. Schue anda bem ruim, pois Emma está realmente comprometida com um dentista, que está lhe ajudando indiretamente com o TOC e Terri ex-mulher de Will, o persegue. Enquanto isso os outros personagens lidam com questões como: bullying, namoros, doenças físicas e psicológicas, sexualidade, etc. e se preparam para vencer as nacionais – que ocorrerá em Nova Iorque esse ano e ficando em 12° lugar.

Terceira temporada[editar | editar código-fonte]

Um ano novo começa! O glee club continua perdedor, mas tem mais um ano para vencer. Para alguns é o ano de formatura, e alguns alunos começam a descobrir um mundo totalmente novo – e cruel - fora da escola. Alguns personagens novos chegam e dois antigos personagens reaparecem, causando uma significativa mudança na história de vários outros personagens. A treinadora Beiste, conhecerá Cooter, um olheiro de futebol americano – que Finn quer impressionar para ter uma chance de jogar em um time profissional - que vai se apaixonar por ela e ela sentirá o mesmo, mas terá medo de se envolver pois acha que não é um símbolo de beleza. Ela ficará feliz com ele, mas um tempo depois passará por um caso de violência doméstica. Artie descobre qual carreira quer seguir, mesmo que ainda não seja seu ano de formatura. Will não sabe como ajudar Emma com T.O.C. Irão descobrir um segredo de David Karofsky, na qual irá leva-lo ao limite ao cometer uma tentativa de suicídio. Isso irá afetar professores e alunos, que irão perceber que a vida é muito curta para se importar e Will terá uma conversa franca com os alunos sobre o assunto. Finn está bem perdido, não sabe o que fazer depois que se formar, além de não saber cantar, dançar, nem jogar futebol, ele descobre que não tem nenhum outro talento, mas sempre há uma esperança. O pai de Mike quer que o garoto seja médico, contra a vontade dele, mas o rapaz terá o apoio da mãe, que vai contar que na idade dele tinha um sonho, mas a mãe da mesma era, também, contra. Quinn saiu do glee, se misturou com pessoas bem obscuras, anda fumando e praticando bulliyng na escola e irá cometer um erro atrás do outro, como tentar pegar sua filha de volta e irá sofrer um acidente de carro, prepare-se para mais surpresas. Mas a trama da temporada é a implacável busca de Rachel, pela entrada em NYADA. Rachel também irá receber uma proposta inesperada, que vai muito além de um simples namoro. Os pais da garota estarão contra essa proposta, mas usando psicologia inversa. Sue entrou para a política na temporada passada e usará táticas sujas e promessas vazias - depois de perceber que sua campanha está afundando - para ganhar uma vaga no congresso, e isso afetará, de forma indireta, todos ao seu redor. Sue irá usar como arma principal a queda na economia estadunidense, tocando na ferida do país e chamando atenção dos eleitores, dizendo que a culpa é das artes que esbanjam elitismo e luxo em horas em que o país não pode pagar e que a sociedade não deve aceitar, assim, a campanha eleitoreira de Sue faz sucesso, mas Burt, o pai de Kurt, entrará nessa disputa como um “anti-Sue” com a ajuda de Will. Tina “desabafa” sua situação para o glee club. Puck percebeu que se não se esforçar não irá conseguir se formar. Quatro alunos do terceiro ano tentaram também ganhar as eleições, mas as eleições de presidente de turma, pois isso irá aumentar seus currículos mesmo que isso custe suas amizades. Outros farão de tudo para se destacar. Will prometeu que esse ano seria especial para seus alunos, será?

Quarta temporada[editar | editar código-fonte]

Nova temporada, muitas mudanças. Nessa nova fase Rachel está ralando em NY tentando agradar os professores, na fictícia NYADA, Finn no exército, Puck “trabalhando” em Los Angeles, assim como Kurt que está trabalhando como garçom, Mercedes na UCLA em um projeto, Quinn em YALE se envolvendo com um professor mais velhos e em uma sociedade feminista secreta, Mike em Chicago e Santana primeiramente em Louisville fazendo a vontade de sua mãe. Artie receberá uma notícia importante em relação a carreira que quer seguir, mas uma pessoa irá lhe impedir de tomar logo uma decisão: sua mãe. Burt, o pai de Kurt, está com câncer de próstata. Sue já teve sua filha, mas ainda não revelou o nome do pai. Will e Emma ainda não se casaram. O glee club, pela primeira vez, está popular e não terá dificuldade de recrutar novos membros para suprir a falta dos antigos, como Marley que é filha da cozinheira da escola (que é ridicularizada por ser gorda). Marley desenvolverá problemas alimentares o que irá afetar o glee. E também Ryder, que descobre ter dislexia, o que irá explicar muito sobre seus estudos e sua vida. Mais tarde, ele conhecerá alguém pela internet, algo que primeiramente era bom e ingênuo, vai se transformar em algo suspeito, mas interessante. Brittany repetiu de ano e irá cometer todas as atrocidades que a cantora Britney Spears cometeu em uma fase de sua carreira, uma bela critica a cantora camuflada de comédia. Puck, irá conhecer o meio irmão Jake, e os dois tentarão aproximar e acabar com a rixa entre suas mães. Mercedes e Mike voltarão para Lima para ajudar o amigo Finn, que já se formou mas ainda está na escola meio que “trabalhando” e depois de um tempo ela receberá noticias sobre Los Angeles, que a levarão a tomar uma decisão importante em sua vida. Rachel reencontrará sua mãe biológica e ela ajudará Rachel para algo importante na vida da filha. Mas depois Rachel descobre que a politica da faculdade, NYADA, só permite que os alunos tenham atividades extracurriculares se tiveram permissão de todos seus professores, será que Rachel terá aprovação de Cassandra? Seria a primeira coisa boa que a professora iria fazer. Em um primeiro momento, alguns do núcleo escolar não se dão bem, mas um tiroteio na escola irá fazer todo mundo ir ao limite e repensar o que é importante. Muitos segredos também serão revelados ou começarão a ser. Além de vermos uma reviravolta na história, incluindo a amizade de Sue com Becky Jackson. Além disso Blaine irá descobrir o ‘guilty pleasures’ de Sam, levando ele a refletir, já que a fome é um problema mundial porque a obesidade também é? Todos acabam contando seus 'guilty pleasures’ e isso irá resultar em mais aproximação entre os membros do coral. No ultimo episódio, o glee club tem uma segunda chance de participar das Regionais, que aconteceu no auditório do McKinley, devido a motivos meteorológicos. Este episódio tem vários cliffhangers e surpresas. A quarta temporada possui uma reviravolta de eventos na vida de todos, onde uma sucessão de histórias aparecem e "reaparecem", pois tudo pode acontecer! A temporada mais inutil ever

Quinta temporada[editar | editar código-fonte]

A série vai pegar de onde parou a última temporada e continuar a seguir o caminho dos estudantes NYADA e as crianças do New Directions. O ano escolar vai continuar no McKinley High, onde a vitória do clube do coral nas Regionais vai colocá-los no caminho para a possível vitórias nas Nationals. Enquanto isso, em Nova York, vamos descobrir se Rachel aterra o papel principal em sua primeira produção da Broadway e o que Blaine planeja para sua proposta de Kurt. Dois primeiros episódios da temporada contará com canções dos Beatles. Uma homenagem ao personagem de Cory Monteith, o Finn Hudson, será feito. Além de uma um episódio baseado na rixa entre os fãs de Gaga e Katy Perry, a 5ª temporada de Glee terá um episódio em homenagem ao cantor Billy Joel. Uma curiosidade é que o décimo segundo (12) episódio dessa temporada marca o centésimo (100) da série, e neste teremos a presença de vários antigos personagens, além de músicas já gravadas em Glee, escolhidas por uma votação no site oficial da série.[2] Nas últimas quatro temporadas, o líder do Glee Club foi Will Schuester está casado com a Emma Pillsbury (Jayma Mays). O coração de Mr. Schuester está no lugar certo e ele está determinado a ajudar as crianças em todos os aspectos da vida, mas a cada passo que ele deve lutar com seu rival, Sue Sylvester (atriz vencedora do Emmy Jane Lynch), a treinadora de cheerleading conivente com um bebé recém-nascido. Esse ano, o New Directions conta com Unique Adamas, Marley Rose, Jake Puckerman, Kitty Wilde, Ryder Lynn, Blaine Anderson, Sam Evans, Artie Abrams e Tina Cohen-Chang. Entrou também para o elenco de Glee a líder de torcida Bree. A partir do episódio 100 de Glee, "O episódio marco" – que será dividido em duas partes e irá ao ar nos dia 18 e 25 de março – mostrará Sue Sylvestre acabando com o New Directions, causando a partida de Mr. Shue. Uma grande parte do elenco original e estrelas convidadas retornarão para dizer adeus ao personagem de Morrison, entre eles estão Dianna Agron, Amber Riley, Mark Salling, Heather Morris e Harry Shum Jr. Depois do episódio, os episódios terão NYC como núcleo , fazendo com que Blaine ( Darren Criss ) , Artie ( Kevin McHale ) E Sam ( Chord Overstreet ) se juntam a Rachel , Kurt E Santana . Mais pra frente Mercedes ( Amber Riley ) se muda para NYC e acaba dividindo seu apartamento no Brooklyn com Blaine ( Depois de várias discussões e brigas com Kurt , ele acha melhor se mudar para salvar o casamento dos dois ) e Sam ( com quem volta a ter um caso ) . A Grande estréia de Rachel em Funny Girl finalmente acontece e com isso consegue ganhar uma grande popularidade imensa em NYC , Will e Sue acabam parando na grande cidade grande para ver a estréia de Rachel mas o filho de Will com Emma nasce um pouco antes da estréia , isso faz com que Will tenha que voltar as pressas para Ohio. Blaine consegue ser apadrinhado por uma grande socialite nova yorkina , isso faz com que Kurt se morda de ciúmes e " quase " acaba tudo entre eles.Mercedes está finalizando seu álbum de estréia mas precisa de um novo ritimo e cabe a ninguém menos que Santana Lopez para a lhe ajudar nessa missão . No último episódio , The Untitled Rachel Berry Project ( O Projeto Sem Título de Rachel Berry ) , Brittany volta para ficar com Santana mas Santana infelizmente não se encontra , Mercedes apresenta seu novo single e Brittany se juntam a ela na sua primeira turnê como dançarina , Blaine e Kurt se apresentam para as grandes socialites de NYC E Rachel consegue o roteiro do piloto de sua série na tv e vai fazer com que o sucesso que já tinha em NYC , vire um sucesso MUNDIAL !!!

Sexta temporada[editar | editar código-fonte]

A Fox renovou oficialmente GLEE em 19 de abril de 2013 para uma sexta temporada, que será também a última. Ainda não há mais informações sobre a produção da temporada, apesar de haverem especulações de que pode haver um número bem menor de episódios do que as temporadas anteriores, Ryan Murphy disse que Glee vai retornar para suas origens no último ano, então provavelmente teremos Lima como cenário principal, e não Nova York, que poderá não estar presente.Depois de ser anunciado que a sexta temporada haveria 24 episódios, foi anunciado que a última temporada de GLEE teria apenas 14 episódios.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagens Regulares Ano Temporada
1 2 3 4 5 6
Lea Michele Rachel Berry 2009-Presente
Darren Criss Blaine Anderson 2010-Presente
Chris Colfer Kurt Hummel 2009-Presente
Matthew Morrison Will Schuester 2009-Presente
Jane Lynch Sue Sylvester 2009-Presente
Amber Riley Mercedes Jones 2009-Presente
Jenna Ushkowitz Tina Cohen-Chang 2009-Presente
Kevin McHale Artie Abrams 2009-Presente
Dianna Agron Quinn Fabray 2009-Presente
Naya Rivera Santana Lopez 2009-Presente
Heather Morris Brittany S. Pierce 2009-presente
Jayma Mays Emma Pillsbury 2009-Presente
Mark Salling Noah "Puck" Puckerman 2009-Presente
Harry Shum Jr. Mike Chang 2009-Presente
Cory Monteith Finn Hudson 2009-2012
Chord Overstreet Sam Evans 2010-Presente
Ator/Atriz Personagens Recorrentes Ano Temporada
1 2 3 4 5 6
Iqbal Theba Diretor Figgins 2009-Presente
Mike O'Malley Burt Hummel 2009-Presente
Romy Rosemont Carole Hudson-Hummel 2009-Presente
Lauren Potter Becky Jackson 2009-Presente
Josh Sussman Jacob Ben Israel 2009-Presente
Bill A. Jones Rod Remington 2009-Presente
Ashley Fink Lauren Zizes 2009-Presente
Max Adler David Karofsky 2009-2012; 2014
Jessalyn Gilsig Terri Del Monico 2009-2012
James Earl III Azimio Adams 2009-2012
Charlotte Ross Judy Fabray 2009-2012
Robin Trocki Jean Sylvester 2009-2011
Kent Avenido Howard 2009-2010
Stephen Tolobowsky Sandy Ryerson 2009-2011
Patrick Gallagher Kendall "Ken" Tanaka 2009-2013
Dijon Talton Matt Rutherford 2009-2010
Dot-Marie Jones Shannon Beiste 2010-Presente
Alex Newell Wade "Unique" Adams 2012-presente
Grant Gustin Sebastian Smythe 2011- presente
Vanessa Lengies Sugar Motta 2011-2013
Samuel Larsen Joe Hart 2012-2013
Damian McGinty Jr. Rory Flanagan 2011-2012
Melissa Benoist Marley Rose 2012-presente
Jacob Artist Jake Puckerman 2012-presente
Blake Jenner Ryder Lynn 2012-presente
Becca Tobin Kitty Wilde 2012-presente
Pamela Chan Dottie Kazatori 2012-Presente
Dean Geyer Brody Weston 2012-2013
Nolan Gerard Funk Hunter Clarington 2012
Ator/Atriz Atores Convidados Ano Temporada
1 2 3 4 5 6
Jonathan Groff Jesse St. James 2009-2012
Kristin Chenoweth April Rhodes 2009-2011; 2014
Idina Menzel Shelby Corcoran 2009-2010; 2012-2013
Gwyneth Paltrow Holly Holiday 2010-2011; 2014
John Stamos Carl Howell 2010-2011
Charice Sunshine Corazón 2010-2011
Cheyenne Jackson Dustin Goolsby 2010-2011
Whoopi Goldberg Carmen Tibideaux 2012-Presente
Kate Hudson Cassandra "Cassie" July 2012-2013
Sarah Jessica Parker Isabelle Klempt 2012-2013
Adam Lambert Elliott 2013-Presente
Demi Lovato Dani 2013-Presente
Peter Facinelli Mr. Campion 2013-Presente
Legenda
Presente Ausente

Dublagem Brasileira[editar | editar código-fonte]

Estudios: Dublavideo e Delart

Direção: João Francisco e Mário Jorge Andrade

Tradução: Sergio Cantú

Versão da FOX Brasil[editar | editar código-fonte]

Nas temporadas 1 e 2.

A Partir da 3ª temporada:

Versão da Rede Globo[editar | editar código-fonte]


Nas temporadas 1° , 2° e 3°


A partir a 3ª temporada a dublagem oficial da Fox passa a ser da Delart.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Matthew Morrison foi escolhido depois de Murphy passar três meses a observar atores na Broadway.

A maior parte do elenco foi escolhida por Ryan Murphy, entretanto, nenhum ou quase nenhum ator do elenco regular tinha experiência no ramo, o que fez muitos não acreditarem na capacidade da série por não haver ninguém famoso no elenco. A série conta com um grande número de personagens menores, desde parentes até coadjuvantes eventuais. Conheça os principais: Rachel Barbra Berry, Blaine Devon Anderson, Finn Hudson, Willian Schuester, Artie Abrams, Diretor Figgins, Emma Pillsbury, Kurt Hummel, Mike Chang, Mercedes Jones, Noah "Puck" Puckerman, Lucy Quinn Fabray, Sam Evans, Santana Lopez, Brittany S. Pierce, Sue Sylvester, Tina Cohen-Chang, Shannon Beiste, Marley Rose, Kitty Wilde, Jacob "Jake" Puckerman, Ryder Lynn, Becky Jackson...

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

A série Glee já recebeu vários convidados especiais, que participaram de um, dois ou mais episódios, como: Eve (cantora) como Grace Hitchens, Neil Patrick Harris como Bryan Ryan, John Lloyd Young como Henri St. Pierre, Victor Garber e Debra Monk como o pai e a mãe de Will Schuester respectivamente, Josh Groban também fez uma participação como ele mesmo, Sarah Drewm como Suzy Pepper, Olivia Newton-John como ela mesma, Jeniffer Aspen como Kendra (irmã de Terri), Lindsay Pearce como Harmony Destiny, Ali Stroker como Betty, a cantora Glória Estefan como Maribel Lopez (mãe de Santana), Kate Sagal como a mãe de Artie, Matt Bomer foi Cooper Devon Anderson (o irmão mais velho de Blaine), Ricky Martin como David Martinez, Lindsay Lohan fez uma participação como ela mesma, a cantora Jessica Sanchez foi Frida Romero, Tamlyn Tomita foi Julia Chang (mãe de Mike Chang), Skylar Astin como Jean Baptiste, Carol Burnett como Doris Sylvester, Tyra Banks como Bichette, entre outras celebridades que já passaram pela série.

Audiência[editar | editar código-fonte]

Lista de audiência por temporada
Temporada Horário Season premiere Season finale Temporada da TV Posição Telespectadores
(em milhões)
1 Quarta 21h00 (2009)
Terça 21h00 (2010)
19 de maio de 2009 8 de junho de 2010 2009–2010 #14 (18-40)
#33 (tudo)[3]
9.77[3]
2 Quarta 20h00 (2010-2011)[4]
Domingo 22h38 (06 de Fevereiro de 2011)
Terça 21h00 (24 de Maio de 2011)[5]
21 de setembro de 2010 24 de maio de 2011 2010–2011 #43 10.11[6]
3 Quarta 21h50 (2011-2012)[7] [8] 20 de setembro de 2011 22 de maio de 2012 2011-2012 #56[9] 8.71[9]
4 Quinta 21h00 (2012-2013)[10] 13 de setembro de 2012 09 de maio de 2013 2012-2013 #50 8.26
5 Quinta 21h00 (2013)

Terça 20h00 (2014)

26 de setembro de 2013 2014 2013-2014 TBA TBA

Até agora, a maior audiência de GLEE foi com o 11º episódio da 2ª temporada, 'The Sue Sylvester Bowl Shuffle', que obteve 26,80 milhões de telespectadores; já a menor audiência foi com o 19º episódio da quinta temporada, 'Old Dog, New Tricks', que obteve apenas 2,14 milhões de telespectadores.

Episódios[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

1ª Temporada, 2ª Temporada, 3ª Temporada, 4ª Temporada, 5ª Temporada 6 temporada

A trilha sonora de GLEE (CDs, EPs, etc.) é algo marcante durante a série, pois a mesma mistura clássicos com hits atuais em diferentes línguas, inclusive canções originais.Ao todo,já foram interpretadas 526 canções pelo elenco!

GLEE: The Music

GLEE: The Music vai desde os clássicos dos anos 60, até Pop. GLEE: The Music bateu o recorde de download de músicas dos Beatles, de Elvis Presley, e fez a música Don't Stop Believin' se tornar a música mais baixada da história do iTunes - recorde que não é mais deles - assim como a banda Journey, que voltou para o mercado musical chegando a agradecer em público a série e principalmente Ryan Murphy, por ter proporcionado essa reviravolta em sua jornada, literalmente. O cantor e/ou banda não saem perdendo, pois metade do que é arrecadado com os downloads legais da músicas é redirecionado para eles. Lembrando que alguns CDs estão disponíveis apenas para download digital pelo serviço iTunes da Apple.

Primeira Temporada

Segunda Temporada

Segunda - Terceira Temporada

Terceira Temporada

Quarta Temporada

Quinta Temporada

Merchandising[editar | editar código-fonte]

Um balão promocional para a Glee na cidade de Nova York.

Era noite de 19 de maio de 2009. Na TV americana estreava GLEE. Para alguns soava como algo repetido, mas o cheiro de passado logo sumiu nos primeiros minutos. Era em seus personagens complexos, carismáticos, ambiciosos e no texto que estava algo diferente, o enredo nos faz rir e chorar . A série já faturou prêmios Emmy©, um dos mais concorridos na televisão americana e é aclamado pelo fãs. Transmitido em mais de 60 países, a série é só um arsenal multimídia de livros, DVDs, CDs, e games que sustentam a gleekmania no mundo. E ainda tem um curta-metragem.

Livros

A série possui versões em livro. Ryan Murphy, o criador da série, escreveu uma trilogia. O primeiro, GLEE: The Beggining, foi lançado no Brasil. Os outros, GLEE: Foreign Exchange e GLEE: Summer Break, foram apenas lançados nos Estados Unidos e em livrarias virtuais. Mas a série conta com outros livros oficiais: GLEE: Guia Da Série – Não Deixe De Acreditar, Choosing GLEE, além do Anuário Do Colégio William McKinley. Esse último lançado como um guia completo de vários momentos da série, curiosidades envolvendo os personagens, além de ser uma forma de comemoração, a formatura de oito alunos do glee club. Uma autobiografia da iconoclasta personagem Sue Sylvester está praticamente concluída, e Ryan Murphy pensa em levar Jane Lynch, caracterizada de Sue Sylvester, para uma turnê mundial de divulgação deste livro.

GLEE: 3D O Filme[editar | editar código-fonte]

Documentário que junta a turnê de shows GLEE Live! In Concert! os bastidores da turnê e histórias reais de pessoas que tem e/ou tiveram barreiras sociais e o que fizeram para vencê-las, além das apresentações hilárias de Sue Sylvester contra o filme. 14 atores do elenco regular de GLEE, mais alguns atores como Matthew Morrison (Will Schuester) e Jane Lynch (Sue Sylvester), participam ao vivo ou no material gravado. "O filme é uma tentativa de trazer um público maior do show onde o elenco de GLEE não pode chegar e lançar o filme por apenas duas semanas nos EUA" diz Ryan Murphy. O longa conta com números musicais de outros artistas já tocados na série, ao vivo, como: Teenage Dream e Firework de Katy Perry, Ain't No Way de Aretha Franklin, Don't Stop Believin' da banda Journey, Sing do grupo My Chemical Romance, Valerie) de Amy Winehouse, Silly Love Songs dos Beatles, P.Y.T. (Pretty Young Thing) de Michael Jackson, Born This Way de Lady Gaga e Dog Days Are Over de Florence and the Machine. O curta-metragem ficou em cartaz durante duas semanas. O filme custou cerca de US$ 9 milhões e ficou em cartaz no Brasil no dia 16 de setembro de 2011. No fim o esforço dos atores e para o sonho da Fox Broadcasting Company, o filme consegui superar a expectativa de US$ 7 milhões, quando conseguiu arrecadar US$ 18,7 milhões.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

Com cinco temporadas e 108 episódios exibidos e com vários personagens, nenhum deles participou de todos os episódios. Porém, o personagem que participou de mais episódios foi Artie Abrams. Artie não participou do 5x17 e 5x18. Ou seja, dos 108 episódios, Artie participou de 106.

Recepção e Conquistas[editar | editar código-fonte]

GLEE recebeu avaliações favoráveis ​​da crítica especializada, com média ponderada Metacritic de 77 de 100 com base em dezoito revisões críticas. Foi nomeada para dezenove Emmy Awards©, quatro Globos de Ouro©, seis Satelit Awards© e cinquenta e sete outros prêmios, com vitórias, incluindo:

• O Globo de Ouro© 2010 de Melhor Série De Televisão – Comédia ou Musical.

• O Globo de Ouro© 2009 de Melhor Série De Televisão – Comédia ou Musical.

• E prêmios Emmy© para Jane Lynch, para Neil Patrick Harris e para a direção de Ryan Murphy pelo episódio piloto.

A série ganhou o Globo de Ouro© de Melhor Série De Televisão – Comédia ou Musical duas outras vezes. Foi escolhido pela FOX para preencher o intervalo de tempo desejado que se seguiu a cobertura do Super Bowl XLV, em 2011. Em 14 de julho de 2011, GLEE foi nomeado para doze Emmys Prime Time©.

•Satelidy Awards de Melhor atriz:Lea Michele 2009-2010.

Recepção

A série faz sucesso. Já se apresentou, por exemplo, na Casa Branca, a pedido de Michelle Obama, em um show ao vivo e o elenco já foi entrevistado por Oprah Winfrey em seu programa. Entretanto a série é alvo de grupos estadunidenses, geralmente, conservadores, na qual reclamam do conteúdo da série ser polêmico. Um aluno já chegou a ser expulso de uma escola católica por assistir GLEE. O caso mais recente, foi quando houve um 'tiroteio' dentro do núcleo escolar. Várias pessoas foram contra. A FOX, não chegou a censurá-lo, mas foi necessário, para não irritar, emitir uma mensagem antes do mesmo começar. Ryan Murphy disse que o episódio é emocionante, mas é importante ao mesmo tempo, pois debate o assunto de armas num momento em que o país passa pela dificuldade de controle das mesmas e uma das metas de Barack Obama é desarmamento. E diz mais: “Há vários casos de tiroteios em escolas na vida real, infelizmente, essas escolas, e o nosso governo, só pensam em segurança depois que uma tragédia acontece”. Aqui no Brasil, a primeira temporada da série foi exibida com cortes e dublada de forma diferente pela Rede Globo©. Enquanto isso, a série recebe ou é indicada para prêmios.

Referências

Notas[editar | editar código-fonte]

"O show tem que continuar... Em todo o lugar... Ou algo parecido"

Finn Hudson

“Por dezoito anos eu tive um sonho...eles eram minhas asas que mantinham planando perante o fracasso. Mas eu voei perto de mais do sol e elas queimaram. Agora eu sou só a velha Rachel Barbra Berry de Lima, Ohio, um pássaro sem asas, um pinguim. Eu estou diferente? Eu me sinto diferente...”

Rachel Berry

“...eu não caio nessa sua conversinha fiada, com seus alunos feinhos, sobre como a condição humana pode ser melhorada, se você cantar sobre isso! O cenário musical atual distrai as pessoas de temas realmente importantes. Olha, de uma coisa eu tenho certeza Willian, eu provei que posso tirar você e esse seu clubinho de adolescentes da face da Terra! Mas que tipo de mundo seria esse Will? Um mundo onde eu não posso ridicularizar sempre seu cabelo? Um mundo onde eu não posso rir de você por estar mais arrasado do que Michael London em um episódios de 'Os Pioneiros'? Então, Sue Sylvester não sabe se quer viver nesse tipo de mundo...”

Sue Sylvester

“Por sua própria definição, glee significa abrir-se para a alegria.”

Quadro de Lillian Adler

“Fazer parte de algo especial, nos torna especial, não é?.”

Rachel Berry

“É o que eu amo fazer, e nunca será perda de tempo.”

Mike Chang

“Crescer significa fazer escolhas difíceis. Não é mais como no colegial. Quando crescerem, vocês vão irão entender isso.”

Will Schuester

“Grande parte de se tornar adulto, é parar de se culpar pelos erros que cometeu quando ainda era criança.”

Shelby Corcoran

“Não há muita diferença entre um estádio cheio de fãs torcendo por você e uma multidão gritando insultos a você. Os dois estão fazendo muito barulho. Como você encara depende de você. Convença a si mesmo que estão torcendo por você. Faça isso e, um dia, eles farão isso.”

Sue Sylvester

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons