Antonio Denarium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Antônio Denarium)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antonio Denarium
10.º Governador de Roraima
Período 1º de janeiro de 2019
presente
Vice-governador Frutuoso Lins
Antecessor Suely Campos
Interventor Federal de Roraima em 2018
Período 10 de dezembro de 2018
31 de dezembro de 2018
Presidente Michel Temer
Dados pessoais
Nome completo Antonio Oliverio Garcia de Almeida
Nascimento 3 de março de 1964 (55 anos)
Anápolis, Goiás
Esposa Simone Denarium
Filhos Três
Partido PSL

Antonio Oliverio Garcia de Almeida (Anápolis, 3 de março de 1964),[1] mais conhecido como Antonio Denarium, é um empresário e político brasileiro. Filiado ao Partido Social Liberal, foi eleito governador do estado de Roraima no segundo turno da eleição de 2018. Em dezembro de 2018, foi nomeado pelo presidente Michel Temer como interventor federal no estado, na prática passando a exercer todas as funções do cargo de governador. Foi empossado como governador do Estado no dia 1º de janeiro de 2019.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Antonio Delarium nasceu em 3 de março de 1964 em Anápolis, Goiás, sendo filho de Valdivina e Olivério Almeida.[3][4] É casado com Simone, com quem teve três filhos: Carolina, Gabriel e João Antônio.[5]

Carreira empresarial[editar | editar código-fonte]

Quando tinha 25 anos de idade, Denarium tornou-se gerente titular do Banco Bamerindus. Chegou a Roraima em 1994 com o propósito de chefiar a filial do Bamerindus. No novo estado, atuou no setor financeiro, criando a Denarium Fomento Mercantil, e no setor agropecuário.[6][7] Posteriormente, foi diretor presidente do Frigo 10 e diretor da Coopercarne Cooperativa dos Produtores de Carne de Roraima.[8]

Quando candidatou-se ao cargo de governador em 2018, Denarium declarou ao Tribunal Superior Eleitoral possuir um patrimônio de R$ 15 milhões.[9] Em 2010, declarou ao mesmo tribunal possuir R$ 2,4 milhões.[10]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Denarium estreou na política como candidato pelo Partido Popular Socialista (PPS) a primeiro suplente de Marluce Pinto (PSDB). A chapa, contudo, não foi eleita, perdendo para Romero Jucá (PMDB) e Ângela Portela (PT).[11]

Em 2018, filiado ao Partido Social Liberal (PSL), Denarium se candidatou ao governo de Roraima pela coligação Agora é Roraima com tudo, tendo como vice o médico Frutuoso Lins, do PTC.[12] Aliado de Jair Bolsonaro, durante a campanha defendeu o fechamento da fronteira com a Venezuela como forma de conter a crise imigratória, atribuindo aos venezuelanos a responsabilidade pelos casos de violência.[13]

No primeiro turno, alcançou a marca de 42,2% dos votos válidos contra 38,7% de José de Anchieta Júnior, ex-governador, e 11,1% de Suely Campos. Sua ida ao segundo turno foi impulsionada pela busca da renovação na política e o apoio público ao candidato à presidência do Brasil Jair Bolsonaro. Em 28 de outubro, elegeu-se governador com 53,3% dos votos válidos.[14]

Interventor federal[editar | editar código-fonte]

Em 7 de dezembro de 2018, em meio a uma grave crise financeira e da segurança pública no estado, Denarium foi nomeado pelo presidente Michel Temer como interventor federal em Roraima. A medida, negociada com a governadora Suely Campos, transferiu todos os poderes do governo estadual para Denarium, que na prática assumiu antecipadamente o cargo pelo qual foi eleito.[15][16]

Referências

  1. «Antonio Denarium (PSL)» 
  2. «Conselhos aprovam intervenção em Roraima, e Temer assina decreto na 2ª feira, diz Etchgoyen». G1. Consultado em 9 de dezembro de 2018 
  3. «Anápolis "elegeu" três governadores em 2018». Jornal Opção. 14 de novembro de 2018. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  4. «Antonio Denarium (PSL) é eleito governador de Roraima». Rede Agora. 29 de novembro de 2018. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  5. Inaê Brandão, Jackson Félix e Valéria Oliveira (28 de outubro de 2010). «Antonio Denarium (PSL) é eleito governador de Roraima». G1. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  6. «O empresário Antonio Denarium, do PSL, foi eleito governador de Roraima». O Sul. 29 de outubro de 2018. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  7. «"Eu não preciso ser governador" (Antônio Denárium)». Roraima Agora. 9 de fevereiro de 2018. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  8. «Antonio Denarium (PSL) é eleito governador de Roraima». GaúchaZH. 28 de outubro de 2010. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  9. «Antonio Delarium: detalhamento dos bens». Tribunal Superior Eleitoral. Outubro de 2018. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  10. «Antonio Denarium (2010)». Uol. Outubro de 2010. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  11. «Antonio Denarium (456/PPS)». Uol. Outubro de 2010. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  12. «PSL oficializa candidatura de Antonio Denarium para o governo de Roraima». G1. 29 de julho de 2018. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  13. Talita Marchao e Wellington Ramalhoso (23 de novembro de 2018). «Aliado de Bolsonaro, governador eleito de Roraima quer programa para "devolver" venezuelanos». Uol. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  14. Marcelo Toledo (28 de outubro de 2018). «Empresário e produtor rural Antonio Denarium é eleito governador em Roraima». Folha de S. Paulo. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  15. João Cláudio Netto e Filipe Matoso (7 de dezembro de 2018). «Temer anuncia intervenção federal em Roraima; interventor será governador eleito». G1. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  16. Estelita Hass Carazzai (8 de dezembro de 2018). «Interventor em Roraima diz que prioridade será pagar salários». Folha de S. Paulo. Consultado em 8 de dezembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Suely Campos
Governador de Roraima
2019 – atual
Sucedido por