Armênio-brasileiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Arménia Armênio-brasileiros Brasil
Hóri @ Maquinária Festival 04.jpgAracy Balabanian 01.jpg
FiukAracy Balabanian
População total

100 000[1]

Regiões com população significativa
São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Triângulo Mineiro e Mato Grosso do Sul
Línguas
portuguêsarmênio (apenas membros mais idosos)
Religiões
Igreja Ortodoxa ArmêniaIgreja Católica ArméniaIgreja Evangélica Armênia
Etnia
Armênios

Um armênio-brasileiro é uma pessoa de ascendência totalmente, parcialmente, ou predominantemente brasileira e armênia, ou ainda um imigrante armênio no Brasil. A população total desta diáspora é de cem mil armênios-brasileiros, eles estão presentes em cidades como São Paulo, no Rio de Janeiro, Uberaba, Santa Maria, Fortaleza, em Campo Grande, Anápolis, São José do Rio Preto, Lins, Guaxupé, Osasco, no bairro de Nova Palestina em Vitória e em Recife.[1][2]

Os imigrantes armênios no Brasil estão centrados no Rio de Janeiro, Osasco, mas principalmente na cidade de São Paulo,[2] onde há escolas, igrejas, centros culturais, e uma estação de metrô denominada Armênia em homenagem ao país Cáucaso.[3] Em 1990, os armênios e seus descendentes tinham em mãos 50% do comércio varejista de calçados da cidade.[4]

Armênio-brasileiros célebres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «População da Diáspora Armênia». www.armeniadiaspora.com. Consultado em 31 de maio de 2014. Cópia arquivada em 11 de março de 2015 
  2. a b Marcarian 2016, p. 111.
  3. Pereira, Liésio. «Diáspora Armênia traz para São Paulo os primeiros imigrantes». Radiobrás. Arquivado do original em 25 de novembro de 2004 
  4. Melo 2011, p. 360.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]