HD 117440

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
d Centauri
Dados observacionais (J2000)
Constelação Centaurus
Asc. reta 13h 31m 02,7s[1]
Declinação -39° 24′ 26,3″[1]
Magnitude aparente 3,88[1] (4,64 + 5,03)[2]
Características
Tipo espectral G8II + G9III[2]
Cor (U-B) 1,04[1]
Cor (B-V) 1,16[1]
Astrometria
Velocidade radial -2,40 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -15,67 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -10,49 mas/a[1]
Paralaxe 3,60 ± 0,49 mas[1]
Distância 910 ± 120 anos-luz
280 ± 40 pc
Magnitude absoluta -2,5[3]
Detalhes
Massa 7,5 ± 0,5[4] M
Gravidade superficial log g = 1,9 cgs[3]
Luminosidade 2628,64[5] L
Temperatura 4741[3] K
Metalicidade [Fe/H] = −0,01[3]
Idade 40,3 ± 7,6 milhões[4]
de anos
Outras denominações
d Centauri, CD-38 8592, HR 5089, HD 117440, HIP 65936, SAO 204545.[1]
HD 117440
Centaurus constellation map.png

HD 117440 (d Centauri) é uma estrela binária[2] na constelação de Centaurus. Tem uma magnitude aparente visual de 3,88,[1] sendo visível a olho em locais sem poluição luminosa excessiva. Com base em medições de paralaxe do satélite Hipparcos, está localizada a uma distância de aproximadamente 910 anos-luz (280 parsecs) da Terra, com uma incerteza grande de cerca de 120 anos-luz (40 pc).[1]

O sistema d Centauri é composto por duas estrelas de classe G, uma gigante luminosa e outra gigante, com tipos espectrais de G8II e G9III e magnitudes aparentes de 4,64 e 5,03.[2] Estão orbitando o centro de centro de massa do sistema com um período orbital de 78,7 anos, semieixo maior de 0,1647 segundos de arco e excentricidade orbital de 0,46.[6] A massa total do sistema, estimada a partir da terceira lei de Kepler, é de 15,46 ± 7,56 vezes a massa solar.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l «SIMBAD query result - d Cen». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 17 de maio de 2017. 
  2. a b c d Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A. (setembro de 2008). «A catalogue of multiplicity among bright stellar systems». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 389 (2): pp. 869-879. Bibcode:2008MNRAS.389..869E. doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x 
  3. a b c d Kovtyukh, V. V.; Gorlova, N. I.; Belik, S. I. (julho de 2012). «Accurate luminosities from the oxygen λ7771-4 Å triplet and the fundamental parameters of F-G supergiants». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 423 (4): pp. 3268-3273. Bibcode:2012MNRAS.423.3268K. doi:10.1111/j.1365-2966.2012.21117.x 
  4. a b Tetzlaff, N.; Neuhäuser, R.; Hohle, M. M (janeiro de 2011). «A catalogue of young runaway Hipparcos stars within 3 kpc from the Sun». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 410 (1): pp. 190-200. Bibcode:2011MNRAS.410..190T. doi:10.1111/j.1365-2966.2010.17434.x 
  5. McDonald, I.; Zijlstra, A. A.; Boyer, M. L. (novembro de 2012). «Fundamental parameters and infrared excesses of Hipparcos stars». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 427 (1): pp. 343-357. Bibcode:2012MNRAS.427..343M. doi:10.1111/j.1365-2966.2012.21873.x 
  6. a b Malkov, O. Yu.; Tamazian, V. S.; Docobo, J. A.; Chulkov, D. A (outubro de 2012). «Dynamical masses of a selected sample of orbital binaries». Astronomy & Astrophysics. 546. pp. id.A69, 5 pp. Bibcode:2012A&A...546A..69M. doi:10.1051/0004-6361/201219774