Psi Centauri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
ψ Centauri
Dados observacionais (J2000)
Constelação Centaurus
Asc. reta 14h 20m 33,4s[1]
Declinação -37° 53′ 07,1″[1]
Magnitude aparente 4,049[1]
Características
Tipo espectral A0IV[1]
Cor (U-B) -0,11[1]
Cor (B-V) -0,027[1]
Variabilidade binária eclipsante[2]
Astrometria
Velocidade radial 1,80 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -63,69 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -10,65 mas/a[1]
Paralaxe 12,60 ± 0,20 mas[1]
Distância 259 ± 4 anos-luz
79 ± 1 pc
Magnitude absoluta -0,48
Detalhes
Componente primário
Massa 3,114[3] M
Raio 3,634[3] R
Gravidade superficial 3,87 cgs (log g)[4]
Luminosidade 141[3] L
Temperatura 10 450[3] K
Rotação 110 km/s[4]
Idade 290 milhões de anos[2]
113-291 milhões de anos[4]
300 milhões[5] de anos
Componente secundário
Massa 1,909[3] M
Raio 1,811[3] R
Gravidade superficial 4,206 cgs (log g)[6]
Luminosidade 18[3] L
Temperatura 8 800[3] K
Outras denominações
CD-37 9336, FK5 1373, HR 5367, HD 125473, HIP 70090, SAO 205453.[1]
Psi Centauri
Centaurus constellation map.png

Psi Centauri (ψ Cen, ψ Centauri) é uma estrela na constelação de Centaurus. Possui uma magnitude aparente de 4,05, sendo visível a olho nu em áreas sem poluição luminosa excessiva. De acordo com medições de paralaxe, está a uma distância de aproximadamente 259 anos-luz (79 parsecs) da Terra.[1]

Psi Centauri é uma estrela binária eclipsante de tipo espectral A0IV, com uma diminuição de magnitude de 0,28 durante o eclipse primário e 0,16 durante o secundário. A órbita das estrelas tem um período de 38,81 dias e uma alta excentricidade de 0,55.[2] O componente primário é uma estrela de classe espectral B9 com uma temperatura efetiva de 10 450 K.[2] Possui uma massa de 3,11 vezes a massa solar, raio de 3,63 raios solares e luminosidade equivalente a 141 vezes a solar.[3] Inicialmente considerada uma possível variável pulsante, estudos adicionais não acharam evidências de pulsações e mostraram que o movimento orbital das estrelas explica todas as variações observadas no espectro.[6] A estrela secundária é mais fria, com temperatura efetiva de 8 800 K (correspondendo a uma classe espectral de A2),[2] e consideravelmente menor, com massa de 1,91 massas solares, raio de 1,81 raios solares e luminosidade 18 vezes superior à solar.[3]

Psi Centauri emite excesso de radiação infravermelha, o que indica a presença de um disco de detritos no sistema. Esse disco possui raio orbital de 64 UA (separação angular de 0,85 segundos de arco) e suas emissões correspondem a uma temperatura de 120 K. Sua massa é de 9,5×10-3 massas terrestres.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l «SIMBAD query result - psi Cen». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 24 de setembro de 2016. 
  2. a b c d e Bruntt, H.; et al. (setembro de 2006). «Eclipsing binaries observed with the WIRE satellite. I. Discovery and photometric analysis of the new bright A0 IV eclipsing binary ψ Centauri». Astronomy and Astrophysics. 456 (2). pp. pp.651–658. Bibcode:2006A&A...456..651B. doi:10.1051/0004-6361:20065628 
  3. a b c d e f g h i j Eker, Z.; et al. (abril de 2015). «Main-Sequence Effective Temperatures from a Revised Mass-Luminosity Relation Based on Accurate Properties». The Astronomical Journal. 149 (4). pp. 16 pp. Bibcode:2015AJ....149..131E. doi:10.1088/0004-6256/149/4/131 
  4. a b c David, Trevor J.; Hillenbrand, Lynne A (março de 2015). «The Ages of Early-type Stars: Strömgren Photometric Methods Calibrated, Validated, Tested, and Applied to Hosts and Prospective Hosts of Directly Imaged Exoplanets». The Astrophysical Journal. 804 (2). pp. 38 pp. Bibcode:2015ApJ...804..146D. doi:10.1088/0004-637X/804/2/146 
  5. a b Rhee, Joseph H.; Song, Inseok; Zuckerman, B.; McElwain, Michael (março de 2007). «Characterization of Dusty Debris Disks: The IRAS and Hipparcos Catalogs». The Astrophysical Journal. 660 (2). pp. pp. 1556–1571. Bibcode:2007ApJ...660.1556R. doi:10.1086/509912 
  6. a b Mantegazza, L.; Rainer, M.; Antonello, E (março de 2010). «Spectroscopic search for g-mode pulsations in ψ Centauri». Astronomy and Astrophysics. 512. pp. 5 pp. Bibcode:2010A&A...512A..42M. doi:10.1051/0004-6361/200913013