HD 125628

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
HD 125628
Dados observacionais (J2000)
Constelação Centaurus
Asc. reta 14h 22m 37,1s[1]
Declinação -58° 27′ 32,8″[1]
Magnitude aparente 4,923[1] (5,09 + 6,94)[2]
Características
Tipo espectral G8III + F5V[2]
Cor (B-V) 0,86 / 0,45[3]
Astrometria
Velocidade radial 14,6 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -39,63 mas/a[4]
Mov. próprio (DEC) 24,11 mas/a[4]
Paralaxe 12,9198 ± 0,0340 mas[4]
Distância 252,4 ± 0,7 anos-luz
77,4 ± 0,2 pc
Detalhes
HD 125628 A
Luminosidade 158,90[5] L
Temperatura 5400[5] K
Rotação v sin i = 5,5 km/s[3]
Idade 3,6 bilhões[3] de anos
HD 125628 B
Raio 2,04+0,07
−0,08
[4] R
Luminosidade 7,537+0,031
−0,030
[4] L
Temperatura 6692+146
−113
[4] K
Rotação v sin i = 6,3 km/s[3]
Idade 2,7 bilhões[3] de anos
Outras denominações
CPD-57 6619, HR 5371, HD 125628, HIP 70264, SAO 241673.[1]
HD 125628
Centaurus constellation map.png

HD 125628 é uma estrela binária[2] na constelação de Centaurus. Com uma magnitude aparente visual de 4,92,[1] pode ser vista a olho nu em locais com pouca poluição luminosa. De acordo com as medições de paralaxe da sonda Gaia, a estrela secundária está localizada a uma distância de 252,4 anos-luz (77,4 parsecs) da Terra.[4]

O componente primário do sistema HD 125628 é uma estrela gigante de classe G do com um tipo espectral de G8III.[2] Está irradiando de sua fotosfera 160 vezes a luminosidade solar a uma temperatura efetiva de 5 400 K.[5] Sua companheira, de magnitude 6,94, é uma estrela de classe F da sequência principal com um tipo espectral de F5V. As duas estrelas estão separadas por 9,08 segundos de arco.[2] O sistema é um emissor de raios X com um fluxo de 298,6×1017 W/m2.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f «SIMBAD query result - HR 5371». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 30 de junho de 2017 
  2. a b c d e Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A. (setembro de 2008). «A catalogue of multiplicity among bright stellar systems». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 389 (2): 869-879. Bibcode:2008MNRAS.389..869E. doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x 
  3. a b c d e Desidera, S.; Gratton, R. G.; Lucatello, S.; Claudi, R. U.; Dall, T. H. (agosto de 2006). «Spectroscopic characterization of a sample of southern visual binaries». Astronomy and Astrophysics. 454 (2): 553-558. Bibcode:2006A&A...454..553D. doi:10.1051/0004-6361:20064895 
  4. a b c d e f g Gaia Collaboration: Brown, A. G. A.; Vallenari, A.; Prusti, T.; de Bruijne, J. H. J.; et al. (2018). «Gaia Data Release 2. Summary of the contents and survey properties». Astronomy & Astrophysics. 616: A1, 22 pp. Bibcode:2018A&A...616A...1G. arXiv:1804.09365Acessível livremente. doi:10.1051/0004-6361/201833051.  Catálogo Vizier
  5. a b c McDonald, I.; Zijlstra, A. A.; Boyer, M. L. (novembro de 2012). «Fundamental parameters and infrared excesses of Hipparcos stars». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 427 (1): 343-357. Bibcode:2012MNRAS.427..343M. doi:10.1111/j.1365-2966.2012.21873.x 
  6. Hunsch, M.; Schmitt, J. H. M. M.; Voges, W. (janeiro de 1998). «The ROSAT all-sky survey catalogue of optically bright late-type giants and supergiants». Astronomy and Astrophysics Supplement. 127: 251-255. Bibcode:1998A&AS..127..251H. doi:10.1051/aas:1998347