HD 115310

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
r Centauri
Dados observacionais (J2000)
Constelação Centaurus
Asc. reta 13h 16m 53,1s[1]
Declinação -31° 30′ 22,3″[1]
Magnitude aparente 5,110[1]
Características
Tipo espectral K0III[1]
Cor (B-V) 0,962[1]
Astrometria
Velocidade radial 12,9 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 34,18 mas/a[2]
Mov. próprio (DEC) -47,62 mas/a[2]
Paralaxe 12,7119 ± 0,1426 mas[2]
Distância 256,6 ± 2,9 anos-luz
78,7 ± 0,9 pc
Magnitude absoluta 0,6
Detalhes
Massa 2,71 ± 0,19[3] M
Raio 10,8 ± 0,8[3] R
Gravidade superficial log g = 2,63 cgs[3]
Luminosidade 67,11 ± 6,91[3] L
Temperatura 5060[3] K
Metalicidade [Fe/H] = 0,04 ± 0,09[4]
Rotação v sin i = 2,40 km/s[4]
Outras denominações
r Centauri, CD-30 10457, FK5 1342, HR 5006, HD 115310, HIP 64803, SAO 204312.[1]
HD 115310
Centaurus constellation map.png

HD 115310 (r Centauri) é uma estrela na constelação de Centaurus. Com uma magnitude aparente visual de 5,11,[1] é visível a olho nu em locais com pouca poluição luminosa. De acordo com as medições de paralaxe pelo satélite Gaia, está situada a 257 anos-luz (79 parsecs) da Terra.[2] A essa distância, sua magnitude é diminuída em 0,17 devido à extinção causada por gás e poeira no meio interestelar.[4]

r Centauri é uma estrela gigante de classe K no ramo de gigante vermelha,[4] com um tipo espectral de K0III.[1] Com uma massa de 2,71 vezes a massa solar, a estrela expandiu-se para 10,8 vezes o raio solar. Irradia 67 vezes a luminosidade solar de sua fotosfera a uma temperatura efetiva de 5 060 K.[3]

Esta estrela apresenta variações na velocidade radial, o que indica que é uma binária espectroscópica. O tempo monitorado é curto demais para a determinação de parâmetros orbitais. A contribuição da estrela companheira para a luz total do sistema é estimada em menos de 1%.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i «SIMBAD query result - r Cen». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 14 de maio de 2017 
  2. a b c d Gaia Collaboration: Brown, A. G. A.; Vallenari, A.; Prusti, T.; de Bruijne, J. H. J.; et al. (2018). «Gaia Data Release 2. Summary of the contents and survey properties». Astronomy & Astrophysics. 616: A1, 22 pp. Bibcode:2018A&A...616A...1G. arXiv:1804.09365Acessível livremente. doi:10.1051/0004-6361/201833051.  Catálogo Vizier
  3. a b c d e f g Bluhm, P. (outubro de 2016). «New spectroscopic binary companions of giant stars and updated metallicity distribution for binary systems». Astronomy & Astrophysics. 593: A133, 17 pp. Bibcode:2016A&A...593A.133B. doi:10.1051/0004-6361/201628459 
  4. a b c d Jones, M. I.; Jenkins, J. S.; Rojo, P.; Melo, C. H. F. (dezembro de 2011). «Study of the impact of the post-MS evolution of the host star on the orbits of close-in planets. I. Sample definition and physical properties». Astronomy & Astrophysics. 536: A71, 7 pp. Bibcode:2011A&A...536A..71J. doi:10.1051/0004-6361/201117887