HD 116243

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
m Centauri
Dados observacionais (J2000)
Constelação Centaurus
Asc. reta 13h 24m 00,5s[1]
Declinação -64° 32′ 08,4″[1]
Magnitude aparente 4,52[1]
Características
Tipo espectral G6II[1]
Cor (U-B) 0,50[1]
Cor (B-V) 0,83[1]
Astrometria
Velocidade radial 12,30 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 29,79 mas/a[2]
Mov. próprio (DEC) -21,47 mas/a[2]
Paralaxe 13,3749 ± 0,1716 mas[2]
Distância 244 ± 3 anos-luz
75 ± 1 pc
Magnitude absoluta 0,037 (visual)[3]
-0,220 (bolométrica)[3]
Detalhes
Raio 5,6[4] R
Gravidade superficial log g = 2,63 cgs[5]
Luminosidade 90,73[6] L
Temperatura 5177[5] K
Metalicidade [Fe/H] = -0,12[5]
Rotação v sin i = 4,2 km/s[3]
Outras denominações
m Centauri, CD-63 841, HR 5041, HD 116243, HIP 65387, SAO 252293.[1]
HD 116243
Centaurus constellation map.png

HD 116243 (m Centauri) é uma estrela na constelação de Centaurus. Tem uma magnitude aparente visual de 4,52,[1] sendo visível a olho nu em locais sem muita poluição luminosa. Com base em medições de paralaxe, está localizada a aproximadamente 244 anos-luz (75 parsecs) da Terra.[2] A essa distância, sua magnitude é diminuída em 0,20 devido à extinção causada por gás e poeira no meio interestelar.[5]

m Centauri tem um tipo espectral de G6II,[1] o que indica que é uma estrela evoluída classificada como uma gigante luminosa. Tem um raio de 5,6 vezes superior o solar[4] e está brilhando com 91 vezes a luminosidade solar.[6] Sua fotosfera irradia essa energia a uma temperatura efetiva de 5 177 K,[5] conferindo à estrela a coloração amarelada típica de estrelas de classe G.[7] Não possui estrelas companheiras conhecidas.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j «SIMBAD query result - m Cen». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 16 de maio de 2017 
  2. a b c d Gaia Collaboration: Brown, A. G. A.; Vallenari, A.; Prusti, T.; de Bruijne, J. H. J.; et al. (2018). «Gaia Data Release 2. Summary of the contents and survey properties». Astronomy & Astrophysics. 616: A1, 22 pp. Bibcode:2018A&A...616A...1G. arXiv:1804.09365Acessível livremente. doi:10.1051/0004-6361/201833051.  Catálogo Vizier
  3. a b c Pasquini, L.; de Medeiros, J. R.; Girardi, L. (setembro de 2000). «Ca II activity and rotation in F-K evolved stars». Astronomy and Astrophysics. 36: 1011-1022. Bibcode:2000A&A...361.1011P 
  4. a b Pasinetti Fracassini, L. E.; Pastori, L.; Covino, S.; Pozzi, A (fevereiro de 2001). «Catalogue of Apparent Diameters and Absolute Radii of Stars (CADARS) - Third edition - Comments and statistics». Astronomy and Astrophysics. 367: 521-524. Bibcode:2001A&A...367..521P. doi:10.1051/0004-6361:20000451 
  5. a b c d e Luck, R. Earle (junho de 2014). «Parameters and Abundances in Luminous Stars». The Astronomical Journal. 147 (6): artigo 137, 16 p. Bibcode:2014AJ....147..137L. doi:10.1088/0004-6256/147/6/137 
  6. a b McDonald, I.; Zijlstra, A. A.; Boyer, M. L. (novembro de 2012). «Fundamental parameters and infrared excesses of Hipparcos stars». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 427 (1): 343-357. Bibcode:2012MNRAS.427..343M. doi:10.1111/j.1365-2966.2012.21873.x 
  7. «The Colour of Stars». Australia Telescope, Outreach and Education. Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation. 21 de dezembro de 2004. Consultado em 16 de maio de 2017 
  8. Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A. (setembro de 2008). «A catalogue of multiplicity among bright stellar systems». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 389 (2): 869-879. Bibcode:2008MNRAS.389..869E. doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x