Jorge Tadeu Mudalen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jorge Tadeu Mudalen
Deputado federal por  São Paulo
Período - 1 de fevereiro de 2015
presente
Dados pessoais
Nome completo Jorge Tadeu Mudalen
Nascimento 3 de janeiro de 1955 (62 anos)[1]
Guarulhos, SP[1]
Progenitores Mãe: Farida Mudalen[2]
Pai: Elias Mudalen[2]
Alma mater PUCCAMP[2]
Partido DEM (2007—presente[1][2])
PFL (20052007[2])
PMDB (19992005[2])
PPB (19951999[2])
PMDB (19801995[2])
Profissão Engenheiro civil[2]
Website Website oficial

Jorge Tadeu Mudalen (Guarulhos, 3 de janeiro de 1955) é um político brasileiro. Atualmente filiado ao Democratas (DEM), Mudalen está em seu sétimo mandato como deputado federal por São Paulo.

Na 55ª legislatura (1 de fevereiro de 2015 - 31 de janeiro de 2019), votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[3] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[3] Também votou a favor da Reforma Trabalhista, em abril de 2017 e da primeira rejeição da denúncia contra o então presidente Michel Temer, em agosto de 2017[4]. Na sessão do dia 25 de outubro de 2017, a deputada, mais uma vez, votou contra o prosseguimento da investigação do então presidente Michel Temer, acusado pelos crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa. O resultado da votação livrou o Michel Temer de uma investigação por parte do Supremo Tribunal Federal (STF)[5]. Além de ter se mostrado a favor de decisões que vão contra o trabalhador, o deputado propõe aumentar a pena criminal para as mulheres que abortarem, mesmo em casos de estupro ou Anencefalia.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c «Jorge Tadeu 2500». Eleições 2014. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  2. a b c d e f g h i «JORGE TADEU MUDALEN - DEM/SP». Câmara dos Deputados do Brasil. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  3. a b G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  4. «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». G1 
  5. «Como votou cada deputado sobre a 2ª denúncia contra Temer». Terra 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.