Temporada de Fórmula 1 de 1997

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Temporada de Fórmula 1 de 1997 foi a 48ª realizada pela FIA. Teve como campeão o canadense Jacques Villeneuve, da Williams, sendo vice-campeão o alemão Heinz-Harald Frentzen, também da Williams.

Foi a última temporada na história da Fórmula 1 a ser permitida o uso de mais de uma configuração de motor, visto que nas temporadas anteriores as configurações predominantes eram dos motores atmosféricos: V8, V10 e V12, com exceção da temporada de 2006, onde houve um consenso geral que permitiu a equipe Toro Rosso, por questão financeira, a utilizar por toda a temporada a configuração V10, não sendo permitida a mais nenhuma equipe, restando somente a configuração V8. Com a saída do motor V12 em 1995, unicamente adotado pela Scuderia Ferrari, 1997 contou apenas com motores V8 e V10. Visto a superioridade de performance, o motor V10 foi o mais adotado sendo que poucas equipes adotaram o motor V8, essa utilizada unicamente por questões de barateamento de produção e manutenção, sendo que Minardi e Tyrell foram as únicas a utilizarem. Somente em 1998, como configuração oficial e obrigatória pela FIA, todas as equipes adotaram o motor V10, apesar desse já se mostrar a configuração ideal.

Pilotos e construtores[editar | editar código-fonte]

Jacques Villeneuve, campeão mundial de Fórmula 1 em 1997 pela Williams.
Heinz-Harald Frentzen, vice-campeão mundial de Fórmula 1 em 1997, 39 pontos atrás de Jacques Villeneuve, após a punição de Michael Schumacher.
David Coulthard terminou a temporada em terceiro pela McLaren.
Equipe Construtor Chassis Motor Pneu No Pilotos Piloto(s) de testes
Reino Unido Danka Arrows Yamaha Arrows-Yamaha A18 Yamaha OX11A 3.0 V10 B 1 Reino Unido Damon Hill Alemanha Jörg Müller
2 Brasil Pedro Paulo Diniz
Reino Unido Rothmans Williams Renault Williams-Renault FW19 Renault RS9 3.0 V10 G 3 Canadá Jacques Villeneuve França Jean-Christophe Boullion
Colômbia Juan Pablo Montoya
4 Alemanha Heinz-Harald Frentzen
Itália Scuderia Ferrari Marlboro Ferrari F310B Ferrari 046/2 3.0 V10 G 5 Alemanha Michael Schumacher Itália Gianni Morbidelli
6 Reino Unido Eddie Irvine
Itália Mild Seven Benetton Renault Benetton-Renault B197 Renault RS9 3.0 V10 G 7 França Jean Alesi Áustria Alexander Wurz
8 Áustria Gerhard Berger
Áustria Alexander Wurz
Reino Unido West McLaren Mercedes McLaren-Mercedes MP4/12 Mercedes FO110E 3.0 V10
Mercedes FO110F 3.0 V10
G 9 Finlândia Mika Häkkinen n/a
10 Reino Unido David Coulthard
República da Irlanda B&H Total Jordan Peugeot Jordan-Peugeot 197 Peugeot A14 3.0 V10 G 11 Alemanha Ralf Schumacher n/a
12 Itália Giancarlo Fisichella
França Prost Gauloises Blondes Prost-Mugen-Honda JS45 Mugen-Honda MF-301HB 3.0 V10 B 14 França Olivier Panis França Emmanuel Collard
Itália Jarno Trulli
15 Japão Shinji Nakano
Suíça Red Bull Sauber Petronas Sauber-Petronas C16 Petronas SPE-01 3.0 V10 G 16 Reino Unido Johnny Herbert Argentina Norberto Fontana
17 Itália Nicola Larini
Itália Gianni Morbidelli
Argentina Norberto Fontana
Reino Unido PIAA Tyrrell Tyrrell-Ford 025 Ford ED4 3.0 V8
Ford ED5 3.0 V8
G 18 Países Baixos Jos Verstappen n/a
19 Finlândia Mika Salo
Itália Minardi Team SpA Minardi-Hart M197 Hart 830 AV7 3.0 V8 B 20 Japão Ukyo Katayama Brasil Tarso Marques
21 Itália Jarno Trulli
Brasil Tarso Marques
Reino Unido HSBC Malaysia Stewart Ford Stewart-Ford SF01 Ford VJ Zetec-R 3.0 V10 B 22 Brasil Rubens Barrichello n/a
23 Dinamarca Jan Magnussen
Reino Unido MasterCard Lola F1 Team Lola-Ford T97/30 Ford ECA Zetec-R 3.0 V8 B 24 Brasil Ricardo Rosset n/a
25 Itália Vincenzo Sospiri

Trocas de pilotos[editar | editar código-fonte]

Calendário[editar | editar código-fonte]

Prova Grande Prêmio Data Local
1 Austrália GP da Austrália 9 de Março Melbourne
2 Brasil GP do Brasil 30 de Março Interlagos
3 Argentina GP da Argentina 13 de Abril Oscar Gálvez
4 San Marino GP de San Marino 27 de Abril Imola
5 Mónaco GP de Mônaco 11 de Maio Monaco
6 Espanha GP da Espanha 25 de Maio Catalunya
7 Canadá GP do Canadá 15 de Junho Circuit Gilles Villeneuve
8 França GP da França 29 de Junho Magny-Cours
9 Reino Unido GP da Grã-Bretanha 13 de Julho Silverstone
10 Alemanha GP da Alemanha 27 de Julho Hockenheimring
11 Hungria GP da Hungria 10 de Agosto Hungaroring
12 Bélgica GP da Bélgica 24 de Agosto Spa-Francorchamps
13 Itália GP da Itália 7 de Setembro Monza
14 Áustria GP da Áustria 21 de Setembro A1-Ring
15 Luxemburgo GP de Luxemburgo 28 de Setembro Nürburgring
16 Japão GP do Japão 12 de Outubro Suzuka
17 União Europeia GP da Europa 26 de Outubro Jerez

Resultados[editar | editar código-fonte]

Grandes Prêmios[editar | editar código-fonte]

GP Grande Prêmio Pole Position Volta mais rápida Vencedor Equipe Descrição
1 Austrália GP da Austrália Canadá Jacques Villeneuve Alemanha Heinz-Harald Frentzen Reino Unido David Coulthard Reino Unido McLaren-Mercedes Detalhes
2 Brasil GP do Brasil Canadá Jacques Villeneuve Canadá Jacques Villeneuve Canadá Jacques Villeneuve Reino Unido Williams-Renault Detalhes
3 Argentina GP da Argentina Canadá Jacques Villeneuve Áustria Gerhard Berger Canadá Jacques Villeneuve Reino Unido Williams-Renault Detalhes
4 San Marino GP de San Marino Canadá Jacques Villeneuve Alemanha Heinz-Harald Frentzen Alemanha Heinz-Harald Frentzen Reino Unido Williams-Renault Detalhes
5 Mónaco GP de Mônaco Alemanha Heinz-Harald Frentzen Alemanha Michael Schumacher Alemanha Michael Schumacher Itália Ferrari Detalhes
6 Espanha GP da Espanha Canadá Jacques Villeneuve Itália Giancarlo Fisichella Canadá Jacques Villeneuve Reino Unido Williams-Renault Detalhes
7 Canadá GP do Canadá Alemanha Michael Schumacher Reino Unido David Coulthard Alemanha Michael Schumacher Itália Ferrari Detalhes
8 França GP da França Alemanha Michael Schumacher Alemanha Michael Schumacher Alemanha Michael Schumacher Itália Ferrari Detalhes
9 Reino Unido GP da Grã-Bretanha Canadá Jacques Villeneuve Alemanha Michael Schumacher Canadá Jacques Villeneuve Reino Unido Williams-Renault Detalhes
10 Alemanha GP da Alemanha Áustria Gerhard Berger Áustria Gerhard Berger Áustria Gerhard Berger Itália Benetton-Renault Detalhes
11 Hungria GP da Hungria Alemanha Michael Schumacher Alemanha Heinz-Harald Frentzen Canadá Jacques Villeneuve Reino Unido Williams-Renault Detalhes
12 Bélgica GP da Bélgica Canadá Jacques Villeneuve Canadá Jacques Villeneuve Alemanha Michael Schumacher Itália Ferrari Detalhes
13 Itália GP da Itália França Jean Alesi Finlândia Mika Häkkinen Reino Unido David Coulthard Reino Unido McLaren-Mercedes Detalhes
14 Áustria GP da Áustria Canadá Jacques Villeneuve Canadá Jacques Villeneuve Canadá Jacques Villeneuve Reino Unido Williams-Renault Detalhes
15 Luxemburgo GP de Luxemburgo Finlândia Mika Häkkinen Alemanha Heinz-Harald Frentzen Canadá Jacques Villeneuve Reino Unido Williams-Renault Detalhes
16 Japão GP do Japão Canadá Jacques Villeneuve Alemanha Heinz-Harald Frentzen Alemanha Michael Schumacher Itália Ferrari Detalhes
17 União Europeia GP da Europa Canadá Jacques Villeneuve Alemanha Heinz-Harald Frentzen Finlândia Mika Häkkinen Reino Unido McLaren-Mercedes Detalhes

Classificação de pilotos[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto AUS Austrália BRA Brasil ARG Argentina SMR San Marino MON Mónaco ESP Espanha CAN Canadá FRA França GBR Reino Unido GER Alemanha HUN Hungria BEL Bélgica ITA Itália AUT Áustria LUX Luxemburgo JPN Japão EUR União Europeia Pontos
1 Canadá Jacques Villeneuve Ret 1 1 Ret Ret 1 Ret 4 1 Ret 1 5 5 1 1 DSQ 3 81
DSQ Alemanha Michael Schumacher 2 5 Ret 2 1 4 1 1 Ret 2 4 1 6 6 Ret 1 Ret 78
2 Alemanha Heinz-Harald Frentzen 8 9 Ret 1 Ret 8 4 2 Ret Ret Ret 3 3 3 3 2 6 42
3 Reino Unido David Coulthard 1 10 Ret Ret Ret 6 7 7 4 Ret Ret Ret 1 2 Ret 10 2 36
4 França Jean Alesi Ret 6 7 5 Ret 3 2 5 2 6 11 8 2 Ret 2 5 13 36
5 Áustria Gerhard Berger 4 2 6 Ret 9 10 1 8 6 7 10 4 8 4 27
6 Finlândia Mika Häkkinen 3 4 5 6 Ret 7 Ret Ret Ret 3 Ret DSQ 9 Ret Ret 4 1 27
7 Reino Unido Eddie Irvine Ret 16 2 3 3 12 Ret 3 Ret Ret 9 10 8 Ret Ret 3 5 24
8 Itália Giancarlo Fisichella Ret 8 Ret 4 6 9 3 9 7 11 Ret 2 4 4 Ret 7 11 20
9 França Olivier Panis 5 3 Ret 8 4 2 11 6 Ret 7 16
10 Reino Unido Johnny Herbert Ret 7 4 Ret Ret 5 5 8 Ret Ret 3 4 Ret 8 7 6 8 15
11 Alemanha Ralf Schumacher Ret Ret 3 Ret Ret Ret Ret 6 5 5 5 Ret Ret 5 Ret 9 Ret 13
12 Reino Unido Damon Hill DNS 17 Ret Ret Ret Ret 9 12 6 8 2 13 Ret 7 8 11 Ret 7
13 Brasil Rubens Barrichello Ret Ret Ret Ret 2 Ret Ret Ret Ret Ret Ret Ret 13 14 Ret Ret Ret 6
14 Áustria Alexander Wurz Ret Ret 3 4
15 Itália Jarno Trulli 9 12 9 Ret Ret 15 Ret 10 8 4 7 15 10 Ret 3
16 Brasil Pedro Diniz 10 Ret Ret Ret Ret Ret 8 Ret Ret Ret Ret 7 Ret 13 5 12 Ret 2
17 Finlândia Mika Salo Ret 13 8 9 5 Ret Ret Ret Ret Ret 13 11 Ret Ret 10 Ret 12 2
18 Japão Shinji Nakano 7 14 Ret Ret Ret Ret 6 Ret 11 7 6 Ret 11 Ret Ret Ret 10 2
19 Itália Nicola Larini 6 11 Ret 7 Ret 1
20 Dinamarca Jan Magnussen Ret Ret 10 Ret 7 13 Ret Ret Ret Ret Ret 12 Ret Ret Ret Ret 9 0
21 Países Baixos Jos Verstappen Ret 15 Ret 10 8 11 Ret Ret Ret 10 Ret Ret Ret 12 Ret 13 16 0
22 Itália Gianni Morbidelli 14 10 Ret 9 12 9 9 Ret 0
23 Argentina Norberto Fontana Ret 9 9 14 0
24 Japão Ukyo Katayama Ret 18 Ret 11 10 Ret Ret 11 Ret Ret 10 14 Ret 11 Ret Ret 17 0
25 Brasil Tarso Marques Ret 10 Ret 12 Ret 14 EX Ret Ret 15 0
Brasil Ricardo Rosset DNQ DNP 0
Itália Vincenzo Sospiri DNQ DNP 0
Pos Piloto AUS Austrália BRA Brasil ARG Argentina SMR San Marino MON Mónaco ESP Espanha CAN Canadá FRA França GBR Reino Unido GER Alemanha HUN Hungria BEL Bélgica ITA Itália AUT Áustria LUX Luxemburgo JPN Japão EUR União Europeia Pontos
Cor Resultado
Ouro Vencedor
Prata 2º lugar
Bronze 3º lugar
Verde Terminou, nos pontos
Azul Terminou, sem pontos
Púrpura Retirou-se
(Ret)
Vermelho Não qualificado
(NQ)
Preto Desqualificado
(DSQ)
Branco Não largou
(NL)
Azul claro Apenas Treino (AT)
Sem cor Não participou
(NP)
Lesionado
(Les)
Excluído
(EX)

Negrito – Pole position
Itálico – Volta mais rápida

  • Michael Schumacher foi desqualificado pela manobra no GP da Europa, em que "jogou" propositalmente seu carro em Villeneuve. Os pontos nos construtores não foram excluídos.
  • Em negrito indica pole position e itálico volta mais rápida.
  • Jarno Trulli começou a temporada na Minardi, mas devido ao acidente de Olivier Panis no Canadá, a equipe Prost contratou o italiano. Porém, o retorno de Panis ao time azul forçou a saída de Trulli, que não conseguiu terminar a sua primeira temporada na F-1. O italiano só viria a disputar sua primeira temporada completa em 1998.
  • A MasterCard-Lola esteve na Austrália e no Brasil, mas não disputou as duas corridas (na Austrália, "estouraram" o limite de 107%, e, no Brasil, a equipe já havia falido).
  • Esta temporada marcou seis estréias: Alexander Wurz (Benetton), que substituiu Gerhard Berger em três corridas, Jarno Trulli (começou pela Minardi e foi para a Prost no lugar de Olivier Panis, que havia se acidentado no Canadá), Shinji Nakano (estreou pela Prost, primeiro como companheiro de equipe de Panis, depois virou o companheiro de time do italiano), Vincenzo Sospiri (não disputou nenhuma corrida pela MasterCard-Lola), Ralf Schumacher (estreando pela Jordan) e Norberto Fontana (atuou em quatro corridas pela Sauber).
  • Foi também uma temporada de despedidas, sendo quatro ao todo: Gerhard Berger (encerrou sua carreira pela Benetton, apesar de alguns boatos ligando o austríaco a um retorno à Ferrari em 1998), Gianni Morbidelli (deixou a Sauber após o GP do Japão), Nicola Larini (também abandonou a Sauber após cinco corridas) e Ukyo Katayama (encerrou sua participação na F-1 pela Minardi, com nenhum ponto marcado).

Resumo das principais provas[editar | editar código-fonte]

Austrália

Jacques Villeneuve conquistou a pole, mas largou mal e teve de abandonar a prova na 1º curva da prova, se envolvendo em um acidente com Eddie Irvine e Johnny Herbert. Com isso, seu companheiro, Heinz-Harald Frentzen, assumiu a liderança, mas, nos boxes, perdeu a liderança para Mika Hakkinen. Até o final da prova, muitas disputas aconteceram durante a prova. Além de Hakkinen e Frentzen, Michael Schumacher e David Coulthard brigaram pela liderança. A vitória ia ficando com Frentzen, mas a 3 voltas do final, os freios travaram e ele teve de abandonar a prova. A vitória ficou com Coulthard, que comemorou sua segunda vitória e a quebra do jejum da McLaren de mais de 3 anos sem vitória, quando Ayrton Senna venceu pela última vez. Schumacher chegou em segundo e Hakkinen em terceiro.

Brasil

Após a péssima corrida na Austrália, Villeneuve venceu com muita facilidade em Interlagos. Largando da pole, ele não passou por nenhum problema durante as 71 voltas do Grande Prêmio. Gerhard Berger passou em segundo, e a sensação do campeonato, Olivier Panis, ficou em terceiro lugar. Rubens Barrichello abandonou na 17º volta, com problemas no motor.

Argentina

Mais um domínio de Villeneuve. Ele largou na frente, e dominou durante toda a prova. Com a vitória, ele assumiu a liderança do campeonato, com 20 pontos. Em segundo, chegou Eddie Irvine, com Ralf Schumacher em terceiro. Detalhe da corrida: na largada, Michael Schumacher protagonizou uma confusão entre os pilotos. Ele e Coulthard tiveram de abandonar a prova.

Espanha

No final da temporada, Michael Schumacher provocou um acidente em uma ultrapassagem e foi punido com perda de todos os pontos (sem excluir as vitórias). Assim Frentzen conseguiu terminar na segunda colocação do mundial de pilotos.

Classificação de construtores[editar | editar código-fonte]

Pos Construtor Chassis Motor Pneus Pontos Vitórias Pódiums Poles
1 Reino Unido Williams-Renault FW19 Renault G 123 8 15 11
2 Itália Ferrari F310B Ferrari G 102 5 13 3
3 Itália Benetton-Renault B197 Renault G 67 1 8 2
4 Reino Unido McLaren-Mercedes MP4-12 Mercedes G 63 3 7 1
5 Reino Unido Jordan-Peugeot 197 Peugeot G 33 3
6 França Prost-Mugen-Honda JS45 Mugen-Honda B 21 2
7 Suíça Sauber-Petronas C16 Petronas G 16 1
8 Reino Unido Arrows-Yamaha A18 Yamaha B 9 1
9 Reino Unido Stewart-Ford SF01 Ford Zetec-R B 6 1
10 Reino Unido Tyrrell-Ford 025 Ford G 2
11 Itália Minardi-Hart M197 Hart/Ford B
12 Reino Unido MasterCard Lola-Ford T97/30 Ford EC4 B