Windhoek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Windhoek
Horizonte de Windhoek
Selo de Windhoek
Selo
Windhoek está localizado em: Namíbia
Windhoek
Localização na Namíbia
22° 34' 12" S 17° 5' 1" E
País Flag of Namíbia Namibia
Região Khomas
Estabelecido 18 de outubro de 1890
Administração
 - Prefeito Matheus Shikongo
Área
 - Total 249 sq mi (645 km²)
    • Densidade Erro de expressão: caractere " " não reconhecido/sq mi (500 0/km2)
Fuso horário WAT (UTC+1)
 - Horário de verão WAST (UTC+2)
Windhoek no final do 19 século
Selos para German South West Africa carimbo Windhuk

Windhoek ou Vinduque[1] [2] [3] [4] é a capital da Namíbia. Com uma área de 645 km² e 230 000 habitantes, tem uma densidade populacional de 356,6 habitantes por quilômetro quadrado. Porém, com a afluência da população vinda de toda a Namíbia, pesquisadores estimam que a população possa passar de 300 000 habitantes[5] . Fica localizada na divisão administrativa de Khomas. Composta pelo Centro, pelo bairro de Khomasdal e ainda pelo township de Katutura.

O actual prefeito é Matthew Shikong. Windhoek é um importante centro do comércio de peles de ovelha.

História[editar | editar código-fonte]

Windhoek (pronúncia aproximativa "Vinduque") é conhecida tradicionalmente por dois nomes: Ai-Gams, nome dado pelo povo Nama, e Otjomuise, nome dado pelos hererós. Ambos os nomes se referem às nascentes de água quente que existiam no local, e que estiveram na origem do povoamento. Em meados do século XIX, o Capitão Jan Jonker Afrikaner estabeleceu-se perto de uma das maiores nascentes, no local do actual subúrbio de Klein-Windhoek. O local era o ponto de contacto entre os namas e os hererós.

O nome Windhoek é derivado da palavra afrikaans Wind-Hoek, que significa "canto do vento".

A cidade prosperou durante algum tempo, com o afluxo de colonos africânderes, mas as guerras entre Nama e Herero acabaram por destruí-la.

Em 1878, o Reino Unido anexou Baía de Walvis e incorporou-a na Colónia do Cabo (em Inglês: Cape Colony). No entanto, o Reino Unido não estava interessado em estender a sua influência para o interior. Um pedido por parte de comerciantes de Lüderitzbucht resultou na declaração do protectorado alemão do Sudoeste Africano em 1884. Em 1890, a Alemanha enviou uma força militar de protecção (Schutztruppe) sob o comando do Major Curt von François, para manter a ordem. Esta força estabeleceu-se em Windhoek, interpondo-se entre os Nama e os Herero.

Windhoek foi fundada em 18 de Outubro de 1890, quando Von François iniciou a construção de um forte, hoje conhecido como Velha Fortaleza (Alte Feste). A cidade desenvolveu-se lentamente, com apenas os edifícios essenciais e pequenas explorações agrícolas de frutas, tabaco, e gado. O desenvolvimento acelerou a partir de 1907, com a imigração de colonos vindos de outras partes da Namíbia, da Alemanha, e da África do Sul.

Durante a Primeira Guerra Mundial, tropas sul-africanas ocuparam Windhoek em Maio de 1915. Durante os próximos cinco anos, a Namíbia foi administrada por um governo militar, provocando a estagnação da cidade e do país. Após a Segunda Guerra Mundial, o desenvolvimento recuperou gradualmente. A partir de 1955, foram iniciados grandes projectos de obras públicas, incluindo a construção de escolas e hospitais, o alcatroamento de estradas, e a construção de barragens e aquedutos, que finalmente estabilizaram o abastecimento de água potável. O desenvolvimento da cidade acelerou-se com a independência da Namíbia em 1990.

Windhoek encontra-se geminada com diversas cidades na sua maioria capitais africanas, mas destaca-se as cidades de Trossingen na Alemanha e Richmond nos Estados Unidos.

Economia[editar | editar código-fonte]

Windhoek é centro administrativo, econômico e cultural de Namíbia. Um estudo feito no inicio da década de 90 estimou que a cidade provem metade dos empregos não relacionados a agricultura no país. A cidade possui uma universidade federal, uma companhia aérea e algumas redes de bancos e serviços privados.O governo de Windhoek possui um orçamento maior que varias cidades próximas somadas.

Transportes[editar | editar código-fonte]

O alcatroamento das ruas de Windhoek começou em 1928, estando hoje praticamente completo. A cidade possui dois aeroportos: o Aeroporto de Eros (para pequenas aeronaves) nos arredores da cidade, e o Aeroporto Internacional de Windhoek, 42 km a leste da cidade.

Clima[editar | editar código-fonte]

Windhoek está situada numa região semi-desértica, com dias geralmente quentes (muito quentes no Verão) e noites frias, sendo raras as temperaturas negativas. As temperaturas mínimas situam-se entre 5 °C e 18 °C.

A maior parte da chuva cai nos meses de verão. A seca ocorre normalmente uma vez em cada década.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rocha, Carlos (2 de junho de 2010). A grafia portuguesa de topónimos estrangeiros. Ciberdúvidas da Língua Portuguesa. Página visitada em 19 de janeiro de 2012.
  2. Porto Editora. Vinduque. Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Infopédia – Enciclopédia e Dicionários Porto Editora. Página visitada em 19 de janeiro de 2012.
  3. Serviço das Publicações da União Europeia. Anexo A5: Lista dos Estados, territórios e moedas. Código de Redacção Interinstitucional. Página visitada em 18 de janeiro de 2012.
  4. Macedo, Vítor. (Primavera de 2013). "Lista de capitais do Código de Redação Interinstitucional". A Folha — Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias (n.º 41): 10. Sítio web da Direcção-Geral da Tradução da Comissão Europeia no portal da União Europeia. ISSN 1830-7809. Página visitada em 23 de maio de 2013.
  5. World Gazetter: Windhoek - profile of geographical entity including anme variants. Página visitada em 19 de dezembro de 2010.