Duas testemunhas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Duas testemunhas (Bíblia))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Escatologia cristã
Diferenças escatológicas
Apocalypse vasnetsov.jpg
Portal do cristianismo
As duas testemunhas, descrito no Bamberg Apocalypse, em um manuscrito no século XI.

As duas testemunhas são dois profetas de Deus que são vistos em uma visão por João de Patmos que aparecem durante o Segundo ai (a sexta trombeta) no Livro do Apocalipse (Apocalipse 11:1-14).

As duas testemunhas tem sido diversas vezes identificada pela teologia como dois indivíduos, como dois grupos de pessoas ou dois conceitos. Cristãos dispensacionalistas acreditam que os eventos descritos no Apocalipse ocorrerão antes e durante a Segunda Vinda de Cristo e atentam para associar as referências do Apocalipse com a história ou acontecimentos atuais.

Narrativa Bíblica[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Apocalipse 11

João relata que o átrio do Templo de Deus está agora para as nações durante 42 meses. Durante este período de 1 260 dias (ou 42 meses, ou 3½ anos), as duas testemunhas terão autoridade para profetizar, vestidas de saco. Elas são descritas como duas oliveiras e dois castiçais que antecedem o Senhor na terra. Ambos são capazes de devoram seus inimigos com fogo que que sairá de suas bocas. Também, eles tem sobre o céu e as águas e são capazes de ferir com toda sorte de pragas. Depois do seu testemunho de 42 meses, a Besta do Apocalipse é liberada por Deus para matar as duas testemunhas. Durante três dias e meio, o povo da terra comemora-se a morte das duas testemunhas que as atormentavam. Então, Deus ressuscita as duas testemunhas, e a chama-as para cima para ascender ao céu. Logo após, acontece um grande terremoto e mata 7000 mil homens, destruindo um quarto da cidade.

Referencias[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]