Voo United Airlines 811

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Voo United Airlines 811
Explosion-155624 icon.svg
Ilustração da descompressão no B747
Sumário
Data 24 de fevereiro de 1989 (26 anos)
Causa Descompressão explosiva
Local Estados Unidos Arredores de Honolulu, Havaí, EUA
Coordenadas 21° 18′ N -157° 55′ E
Origem Aeroporto Internacional de Los Angeles, Califórnia
Escala Aeroporto Internacional de Honolulu, Havaí
Destino Aeroporto de Auckland, Nova Zelândia Nova Zelândia
Passageiros 337
Tripulantes 18
Mortos 9
Feridos 38
Sobreviventes 346
Aeronave
Modelo Boeing 747-122
Operador Estados Unidos United Airlines
Prefixo N4713U

Em 24 de fevereiro de 1989, o voo United Airlines 811 tinha como rota a saída em Honolulu, Havaí e chegada à Austrália, com uma pequena escala no aeroporto de Auckland, Nova Zelândia. Viajavam neste voo 355 passageiros a bordo do que era, na época, o maior avião do mundo, o Boeing 747.

Acidente[editar | editar código-fonte]

Ao decolar, pela noite, do aeroporto de Honolulu, o Boeing 747 perdeu - nos arredores do local - a sua porta de carga que se abriu e se desprendeu da aeronave. Tal incidente causou uma descompressão no 747 e 9 passageiros foram sugados para fora da aeronave. Alguns dos passageiros succionados caíram no Oceano Pacífico e outros nos motores 3 e 4, acarretando em um incêndio no motor de número 4.

A tripulação requereu imediata volta ao aeroporto de Honolulu, e o fez com sucesso. O avião pousou e os 346 passageiros restantes saíram do jato com segurança.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um acidente aéreo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.