Voo EgyptAir 990

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Egyptair Boeing 767-300 in 1992.jpg

O voo 990 fazia a rota Los Angeles-Nova Iorque-Cairo operado pela EgyptAir. Em 31 de outubro de 1999, cerca das 01h50min (horário local), o avião mergulhou no oceano a 100 km ao sul de Nantucket, Massachusetts. Morreram 217 pessoas.

A investigação da NTSB verificou que o co-piloto substituto, Gameel Al-Batouti, desligou o piloto automático e mergulhou deliberadamente no oceano enquanto repetia "Tawakalt ala Allah" ("Eu acredito em Deus").

A investigação concluiu que se tratou de um ato de vingança do piloto que tinha sido proibido de voar em rotas americanas devido a conduta sexual imprópria.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]