Voo EgyptAir 990

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Voo EgyptAir 990
Acidente aéreo
Egyptair Boeing 767-300 in 1992.jpg

A aeronave envolvida no acidente, um Boeing 767 (SU-GAP) da EgyptAir em 1992, no Aeroporto de Düsseldorf.
Sumário
Data 31 de outubro de 1999 (19 anos)
Causa
  • Acidente deliberado causado pelo co-piloto (NTSB)
  • Falha mecânica (ECAA)
Local Oceano Atlântico, à 100 km ao sul de Nantucket,  Estados Unidos
Origem Aeroporto Internacional de Los Angeles, Los Angeles,  Estados Unidos
Escala Aeroporto Internacional John F. Kennedy, Nova Iorque,  Estados Unidos
Destino Aeroporto Internacional do Cairo, Cairo,  Egito
Passageiros 203
Tripulantes 14
Mortos 217
Feridos 0
Sobreviventes 0
Aeronave
Modelo Estados Unidos Boeing 767-366ER
Operador Egito EgyptAir
Prefixo SU-GAP

O voo 990 fazia a rota Los Angeles-Nova Iorque-Cairo operado pela EgyptAir. Em 31 de outubro de 1999, cerca das 01h50min (horário local), o avião mergulhou no oceano a 100 km ao sul de Nantucket, Massachusetts. Morreram 217 pessoas.

A investigação da NTSB verificou que o co-piloto substituto, Gameel Al-Batouti, desligou o piloto automático e mergulhou deliberadamente no oceano enquanto repetia "Tawakalt ala Allah" ("Eu acredito em Deus").

A investigação concluiu que se tratou de um ato de vingança do co-piloto que tinha sido proibido de voar em rotas americanas devido a conduta sexual imprópria.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]