Desastre aéreo de Überlingen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Desastre aéreo de Überlingen
  • Voo Bashkirian Airlines 2937
  • Voo DHL 611
Acidente aéreo
Bashkirian Airlines Tupolev Tu-154M KvW-1.jpg
SNAS Aviation Boeing 757 JetPix.jpg
Acima, RA-85816, a aerovave da Bashkirian Airlines envolvida no acidente, antes de ser arrendada à Transeuropean Airlines, fotografada no Aeroporto de Colônia-Bonn em julho de 1998.

Abaixo, A9C-DHL, a aerovave da DHL envolvida no acidente, enquanto ainda utilizava o prefixo australiano VH-AWE, fotografada decolando do Aeroporto de Bruxelas em agosto de 1996.

Sumário
Data 1 de julho de 2002 (18 anos)
Causa Colisão no ar devido a falha do controle de tráfego aéreo
Local Alemanha Entre as cidades de Owingen e Überlingen, Alemanha
Coordenadas 47° 46′ 42″ N, 9° 10′ 26″ L
Total de mortos 71 (todos)
Primeira aeronave
Modelo Tupolev Tu-154M
Operador Rússia Bashkirian Airlines
Prefixo RA-85816
Origem Aeroporto Internacional Domodedovo, Moscou, Rússia
Destino Aeroporto de Barcelona, Espanha
Passageiros 60
Tripulantes 9
Sobreviventes 0 (nenhum)
Segunda aeronave
Modelo Boeing 757-23APF
Operador Estados Unidos DHL
Prefixo A9C-DHL
Origem Aeroporto Internacional do Bahrain, Bahrain
Escala Aeroporto Internacional de Bérgamo, Bérgamo, Itália
Destino Aeroporto de Bruxelas, Bruxelas, Bélgica
Tripulantes 2
Sobreviventes 0 (nenhum)
Ilustração do momento da colisão entre os aviões
Memorial em homenagem às vítimas

O Desastre aéreo de Überlingen ou Acidente do lago de Constança, foi um acidente aéreo ocorrido com o voo DHL 611, um Boeing 757 cargueiro, que operava a serviço da operadora DHL e um Tupolev Tu-154, da Bashkirian Airlines, que transportava sobretudo crianças da Rússia em férias até à cidade de Barcelona. O acidente teve lugar no espaço aéreo que separa as cidades de Owingen e Überlingen, na Alemanha.

As duas aeronaves colidiram no ar às 21:35 (UTC) do dia 1 de julho de 2002. O 757 da DHL acabou por cortar a cabine do Tu-154M, fazendo com que todos os tripulantes e passageiros das aeronaves morressem na sequência do choque.[1]

Cerca de dois anos depois, o BFU - Bundesstelle für Flugunfalluntersuchung (Escritório Federal de Investigação de Acidentes Aéreos da Alemanha) determinou que as causas do acidente tinham sido a falha no sistema de controle do tráfego aéreo e problemas quanto ao uso do sistema anticolisão. Cerca de dois meses depois da publicação dessas conclusões, o controlador de tráfego aéreo que estava de serviço na hora do acidente, o dinamarquês Peter Nielsen, foi morto à facada pelo russo Vitaly Kaloyev, que perdeu a esposa e os dois filhos no acidente.[2]

O episódio do acidente e suas consequências fazem parte do enredo do filme Aftermath, lançado em 2017.

Referências

  1. Relatório Final da Investigação Arquivado em 23 de janeiro de 2007, no Wayback Machine., recuperado 22 de fevereiro 2015
  2. Acidente aéreo de Überlingen recordado dez anos depois, euronews.com, 2 de julho 2012
Ícone de esboço Este artigo sobre um acidente aéreo é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.