Temporada de Fórmula 1 de 2009

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Temporada de Fórmula 1 de 2009 foi a 60ª temporada da história do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1. A temporada contou com 17 rondas, começando no Grande Prémio da Austrália, a 29 de março de 2009, acabando por terminar no Grande Prémio de Abu Dhabi (em estreia), a 1 de Novembro de 2009.

Jenson Button e a [Brawn-Mercedes] conquistaram os títulos de pilotos e construtores, respectivamente, no Grande Prémio do Brasil, a penúltima ronda do campeonato. Tanto para Button, como para a Brawn, foram os seus primeiros sucessos na Fórmula 1. Também para a história dos campeonatos mundiais ficou o facto de, pela primeira vez, uma equipe ter ganho o campeonato no ano de estreia.

Jenson tornou-se o 10º britânico a vencer o Mundial, sendo também a 1ª vez que dois britânicos venceram o campeonato em anos consecutivos (Hamilton tinha-o feito no ano anterior). Graham Hill (1968) e Jackie Stewart (1969) tinham feito o mesmo, mas não eram ambos ingleses como no caso de Button e Hamilton.

Dez equipas participaram no Campeonato Mundial, após uma mudança radical nas regras numa tentativa da FIA em cortar custos devido à crise, e, também, em melhorar o espectáculo nas pistas. Para o último caso, foram trazidos de volta os pneus slicks, mudanças enormes nas restrições aerodinâmicas e a introdução do KERS (Kinetic Energy Recovering System, ou seja, Sistema Cinético de Recuperação de Energia), numa das maiores mudanças no regulamento de um ano para o outro de sempre.

A equipa Brawn, que surgiu das cinzas da Honda F1, conquistou seis triunfos nas sete primeiras corridas, muito devido ao facto de terem passado os 2 anos anteriores a trabalhar no carro desta temporada. Devido a isto, a equipa conquistou muitos pontos no início do ano, com as outras equipas a apenas terem chegado a esse nível a partir da segunda metade do ano.

No início do ano, Bernie Ecclestone (presidente da FOM) tentou colocar em prática o "sistema de medalhas", no qual afirmava que quem conquistasse a vitória (ouro) mais vezes deveria levar o título. Acabou por falhar em colocar a sua ideia em prática, nem para este ano, nem em 2010.

Equipes e pilotos[editar | editar código-fonte]

Jenson Button, campeão mundial de Fórmula 1 em 2009, pela Brawn GP.
Sebastian Vettel, vice-campeão mundial de Fórmula 1 em 2009, 11 pontos atrás de Jenson Button
Rubens Barrichello, terminou a temporada em terceiro pela Brawn GP.
Equipe Construtor Chassis Motor Pneu No.[1] Pilotos de corrida Pilotos de teste
Reino Unido Vodafone McLaren Mercedes McLaren MP4-24 Mercedes FO 108W V8 B 1 Reino Unido Lewis Hamilton[2] Espanha Pedro de la Rosa[3]
Reino Unido Gary Paffett[3]
2 Finlândia Heikki Kovalainen[4]
Itália Scuderia Ferrari Marlboro Ferrari F60 Ferrari 056 V8 B 3 Brasil Felipe Massa[5] Itália Luca Badoer[6]
Espanha Marc Gené[6]
Itália Luca Badoer[7]
Itália Giancarlo Fisichella[8]
4 Finlândia Kimi Räikkönen[9]
Alemanha BMW Sauber F1 Team BMW Sauber F1.09 BMW P86/9 V8 B 5 Polónia Robert Kubica[10] Áustria Christian Klien[10]
6 Alemanha Nick Heidfeld[10]
França INGRenault F1 Team Renault F1 Team Renault R29 Renault RS27 V8 B 7 Espanha Fernando Alonso[11] Brasil Lucas Di Grassi[12]
8 Brasil Nelsinho Piquet
França Romain Grosjean
Japão Panasonic Toyota Racing Toyota TF109 Toyota RVX-09 V8 B 9 Itália Jarno Trulli[13] Japão Kamui Kobayashi[14]
10 Alemanha Timo Glock[15]
Japão Kamui Kobayashi[16]
Itália Scuderia Toro Rosso Toro Rosso STR4[17] Ferrari 056 V8 B 11 França Sébastien Bourdais[18] Reino Unido David Coulthard[19]
Espanha Jaime Alguersuari[20]
12 Suíça Sébastien Buemi[21]
Áustria Red Bull Racing Red Bull RB5[22] Renault RS27 V8 B 14 Austrália Mark Webber[23]
15 Alemanha Sebastian Vettel[24]
Reino Unido AT&T Williams Williams FW31 Toyota RVX-09 V8 B 16 Alemanha Nico Rosberg[25] Alemanha Nicolas Hülkenberg[25]
17 Japão Kazuki Nakajima[25]
Índia Force India F1 Team Force India VJM02[26] Mercedes FO 108W V8[27] B 20 Alemanha Adrian Sutil[28] Itália Vitantonio Liuzzi[28]
21 Itália Giancarlo Fisichella[28]
Itália Vitantonio Liuzzi[8]
Reino Unido Brawn GP F1 Team[29] Brawn BGP 001[29] Mercedes FO 108W V8[29] B 22 Reino Unido Jenson Button[29] Áustria Alexander Wurz
Reino Unido Anthony Davidson
23 Brasil Rubens Barrichello[29]
Notas
  • Não existem carros com os números 18 e 19 pelo abandono da Honda F1, e não existe o número 13 porque em 1926, o piloto Giulio Masetti morreu pilotando um carro de mesmo número. Desde então, algumas categorias automobilísticas aboliram o número.[carece de fontes?]
  • Brendon Hartley só recebeu a sua super-licença prévia para o Grande Prêmio da Espanha. Por isso, David Coulthard passou a ser segundo piloto tanto da Toro Rosso quanto da Red Bull nas corridas seguintes.
  • Em 16 de julho de 2009, a Toro Rosso anunciou oficialmente a demissão do francês Sébastien Bourdais, alegando que o piloto não correspondia as expectativas da equipe.[30]
  • E em 20 de julho, a equipe anunciou o jovem espanhol Jaime Alguersuari como companheiro de Sébastien Buémi.[31]
  • Após a acidente de Felipe Massa em Hungaroring, Michael Schumacher foi anunciado como substituto enquanto o piloto brasileiro estivesse afastado.[32] Porém com fortes dores no pescoço causadas por um acidente de moto em fevereiro, Michael não pode assumir o lugar de Massa e Luca Badoer assumiu o posto.[33] No entanto, com os maus resultados em Valencia e em Spa, a Ferrari confirmou Giancarlo Fisichella, da Force India, como novo substituto. O piloto de testes Vitantonio Liuzzi assumiu o lugar de Fisichella.
  • Durante os treinos livres de sexta para o Grande Prêmio do Japão, Timo Glock foi substituído por Kamui Kobayashi. O motivo da substituição foi recomendação médica; Glock estava gripado, e os médicos recomendaram repouso, a fim de que ele pudesse se recuperar a tempo do treino livre de sábado.
  • Timo Glock não participou do GP do Brasil e do GP de Adu Dhabi devido a um acidente sofrido pelo piloto no GP do Japão. O piloto foi substituído pelo japonês Kamui Kobayashi, piloto de testes da Toyota.[16]

Calendário oficial[editar | editar código-fonte]

Calendário oficial publicado pela FIA no dia 7 de outubro de 2008[34] e modificado em novembro de 2008.[35]

GP Título Oficial FORMULA 1 Grande Prêmio Circuito Cidade / Local Data Horário
Local GMT Brasília
1 Austrália ING Australian Grand Prix GP da Austrália Albert Park Melbourne 29/03 17h00 06h00 03h00
2 Malásia Petronas Malaysian Grand Prix GP da Malásia Sepang International Circuit Kuala Lumpur 05/04 17h00 09h00 06h00
3 República Popular da China Chinese Grand Prix GP da China Shanghai International Circuit Shanghai 19/04 15h00 07h00 04h00
4 Bahrein Gulf Air Bahrain Grand Prix GP do Bahrain Bahrain International Circuit Sakhir, Manama 26/04 15h00 12h00 09h00
5 Espanha Telefónica Gran Premio de España GP da Espanha Circuit de Catalunya Barcelona 10/05 14h00 12h00 09h00
6 Mónaco Grand Prix de Monaco GP de Mônaco Circuit de Monaco Monte-Carlo 24/05 14h00 12h00 09h00
7 Turquia ING Turkish Grand Prix GP da Turquia Istanbul Park Istanbul 07/06 15h00 12h00 09h00
8 Reino Unido Santander British Grand Prix GP da Grã-Bretanha Silverstone Circuit Silverstone 21/06 13h00 12h00 09h00
9 Alemanha Großer Preis Santander von Deutschland GP da Alemanha Nürburgring Nürburg 12/07 14h00 12h00 09h00
10 Hungria ING Magyar Nagydij GP da Hungria Hungaroring Budapeste 26/07 14h00 12h00 09h00
11 União Europeia Telefónica Grand Prix of Europe GP da Europa Valencia Street Circuit Valência 23/08 14h00 12h00 09h00
12 Bélgica ING Belgian Grand Prix GP da Bélgica Circuit de Spa-Francorchamps Spa 30/08 14h00 12h00 09h00
13 Itália Gran Premio Santander d'Italia GP da Itália Autodromo Nazionale Monza Monza 13/09 14h00 12h00 09h00
14 Singapura SingTel Singapore Grand Prix GP de Cingapura Singapore Street Circuit Cingapura 27/09 20h00 12h00 09h00
15 Japão Fuji Television Japanese Grand Prix GP do Japão Suzuka Circuit Suzuka 04/10 14h00 05h00 02h00
16 Brasil Grande Prêmio Petrobras do Brasil GP do Brasil Autódromo José Carlos Pace São Paulo 18/10 14h00 16h00 14h00¹
17 =Emirados Árabes Unidos Etihad Airways Abu Dhabi Grand Prix GP de Abu Dhabi Circuito de Yas Marina Yas Island 01/11 15h00 11h00 11h00¹

Testes de pré-temporada[editar | editar código-fonte]

O primeiro teste envolvendo várias equipas ocorreu no Circuit de Catalunya, Barcelona, em novembro de 2008, duas semanas após o fim da temporada anterior.

Todas as equipas (excepto a Toyota), participaram nesta sessão de testes, onde algumas equipas aproveitaram para testar os novos pacotes aerodinâmicos e os pneus slicks (que entrariam em vigor nesse ano). Williams e BMW Sauber estiveram entre essas equipas, com a montadora alemã a correr, não só com as novas especificações de asa dianteira, mas também das da asa traseira. O próprio piloto de testes da equipa (Christian Klien) classificou o carro, como “o mais feio que alguma vez vi”.

A McLaren sofreu grandes contratempos durante a pré-temporada.

Os novatos de F1, Sébastien Buemi (Toro Rosso), Lucas di Grassi e Bruno Senna (ambos em Honda) testaram durante estes testes. Takuma Sato tentava a sua sorte num dos cockpits da Toro Rosso; o campeão do WRC, Sebastien Loeb testou um Red Bull, e o piloto de testes da McLaren, Pedro de la Rosa conduziu pela Force India, devido à nova parceria entre as duas equipas.

Red Bull, Toro Rosso e Renault foram as únicas equipas a testarem exclusivamente os seus carros de 2008 (ainda que com pneus slicks), enquanto que as outras escuderias utilizaram, pelo menos, uma peça aerodinâmica para o carro de 2009.

O teste seguinte ocorreu em Jerez em dezembro de 2008, com seis equipas. Sébastien Buemi a ser o mais rápido em todos os três dias, batendo os rivais a um lugar no grid com a Toro Rosso. A sessão de testes também serviu para a McLaren estrear finalmente as suas definições de 2009 na asa dianteira, bem como algumas outras especificações novas ao longo do seu chassis. Williams e BMW continuaram com as definições das asas deste ano, e Renault e Toro Rosso continuaram com as do ano anterior.

Após as primeiras apresentações, as equipas regressaram às pistas a 19 de janeiro. Toyota, Renault, McLaren e Williams testaram no Algarve juntamente com a Toro Rosso (que ainda usava o seu chassis de 2008). Graças a este facto, Sévastien Buemi (já confirmado como piloto titular) foi o mais rápido nos primeiros três dias de testes. Contudo, choveu nos primeiros dois dias, e apenas na 4ª feira foi possível testar os slicks. Na 5ª feira a chuva voltou e os testes tiveram que ser cancelados, pois os helicópteros médicos não conseguiam descolar.

A Ferrari tinha planeado testar no autódromo português, mas decidiu alterar, no último momento, para Mugello, tendo a chuva limitado (tal como no Algarve) as actividades da Scuderia. Isto levou a que se iniciassem dúvidas acerca da legalidade do novo F60. Entretanto, a BMW conseguiu melhor meteorologia em Valência, onde apresentou o F1.09.

A Brawn GP causou sensação ao dominar os últimos testes da temporada.

A 9 de março de 2009, os testes regressaram a Barcelona com uma nova equipa, Brawn GP (a partir da Honda F1). A nova equipa causou impacto ao dominar os tempos na estreia. Anunciava-se assim, como passaria a ser a temporada… A Toro Rosso também aproveitou para estrear o STR04, transformando-se no primeiro teste com todas as equipas e os seus carros de 2009.

A BMW Sauber conseguiu liderar no 2º dia, contudo a Brawn não estava longe com o 4º lugar. No dia nº3, Jenson Button recolocou a Brawn GP no topo dos tempos, e no dia seguinte, Barrichello (o seu companheiro) tornou-se o primeiro piloto a descer ao segundo 18.

A 15 de março, Renault, Brawn e Williams iniciaram o último teste antes do início do campeonato em Jerez. No primeiro dia, Barrichello ficou na frente de Alonso (Renault), enquanto que no dia seguinte foi o espanhol quem ficou na frente, desta vez, de Button. Hamilton estava a ter problemas com o novo MP4-24, no que viria a ser um ano duro para o inglês.

O controverso difusor duplo, inserido em um TF109 no GP da Espanha.

No último dia de conjunto, Button liderou seguido por Nico Rosberg, Nelsinho Piquet e Hamilton. Os testes continuariam, mas apenas Williams e McLaren permaneceram, com a equipa de Ron Dennis a estrear, todos os dias, novas peças no carro, na tentativa de corrigir os erros antes da prova de Melbourne.

Um grande problema que gerou muita controvérsia foi a questão dos difusores duplos. Três equipas - Toyota, Williams e Brawn - lançaram os seus carros com difusores que foram contestados pelas outras equipas, que não os consideravam legais.

Apesar do pedido de esclarecimento à FIA, as 7 restantes equipas afirmaram que, como ainda não havia uma decisão, aquelas três equipas não deveriam utilizar as peças em questão na prova australiana. Após uma inspecção na 4ª feira antes da corrida, os comissários declaram os carros legais. Um tribunal de Apelo ficou marcado para 14 de abril, perto da 3ª corrida do ano, e a FIA apoiou os seus comissários após muita discussão, encerrando a questão.

Até ao meio da época, vimos uma corrida dentro das equipas para incorporar o sistema nos desenhos dos seus carros.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Pilotos[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto AUS
Austrália
MAL½
Malásia
CHN
República Popular da China
BHR
Bahrein
ESP
Espanha
MON
Mónaco
TUR
Turquia
GBR
Reino Unido
ALE
Alemanha
HUN
Hungria
EUR
União Europeia
BEL
Bélgica
ITA
Itália
CIN
Singapura
JAP
Japão
BRA
Brasil
ABD
=Emirados Árabes Unidos
Pts
1 Reino Unido Jenson Button 1 1 3 1 1 1 1 6 5 7 7 Ret 2 5 8 5 3 95
2 Alemanha Sebastian Vettel 13* 15* 1 2 4 Ret 3 1 2 Ret Ret 3 8 4 1 4 1 84
3 Brasil Rubens Barrichello 2 5 4 5 2 2 Ret 3 6 10 1 7 1 6 7 8 4 77
4 Austrália Mark Webber 12 6 2 11 3 5 2 2 1 3 9 9 Ret Ret 17 1 2 69.5
5 Reino Unido Lewis Hamilton DSQ 7 6 4 9 12 13 16 18 1 2 Ret 12* 1 3 3 Ret 49
6 Finlândia Kimi Räikkönen 15* 14 10 6 Ret 3 9 8 Ret 2 3 1 3 10 4 6 12 48
7 Alemanha Nico Rosberg 6 8 15 9 8 6 5 5 4 4 5 8 16 11 5 Ret 9 34.5
8 Itália Jarno Trulli 3 4 Ret 3 Ret 13 4 7 17 8 13 Ret 14 12 2 Ret 7 32.5
9 Espanha Fernando Alonso 5 11 9 8 5 7 10 14 7 Ret 6 Ret 5 3 10 Ret 14 26
10 Alemanha Timo Glock 4 3 7 7 10 10 8 9 9 6 14 10 11 2 NL Les Les 24
11 Brasil Felipe Massa Ret 9 Ret 14 6 4 6 4 3 NL Les Les Les Les Les Les Les 22
12 Finlândia Heikki Kovalainen Ret Ret 5 12 Ret Ret 14 Ret 8 5 4 6 6 7 11 12 11 22
13 Alemanha Nick Heidfeld 10 2 12 19 7 11 11 15 10 11 11 5 7 Ret 6 Ret 5 19
14 Polónia Robert Kubica 14* Ret 13 18 11 Ret 7 13 14 13 8 4 Ret 8 9 2 10 17
15 Itália Giancarlo Fisichella 11 18* 14 15 14 9 Ret 10 11 14 12 2 9 13 12 10 16 8
16 Suíça Sébastien Buemi 7 16* 8 17 Ret Ret 15 18 16 16 Ret 12 13* Ret Ret 7 8 6
17 Alemanha Adrian Sutil 9 17 17* 16 Ret 14 17 17 15 Ret 10 11 4 Ret 13 Ret 17 5
18 Japão Kamui Kobayashi AT 9 6 3
19 França Sébastien Bourdais 8 10 11 13 Ret 8 18 Ret Ret 2
20 Japão Kazuki Nakajima Ret 12 Ret Ret 13 15* 12 11 12 9 18 13 10 9 15 Ret 13 0
21 Brasil Nelsinho Piquet Ret 13 16 10 12 Ret 16 12 13 12 0
22 Itália Vitantonio Liuzzi Ret 14 14 11 15 0
23 França Romain Grosjean 15 Ret 15 Ret 16 13 18 0
24 Espanha Jaime Alguersuari 15 16 Ret Ret Ret Ret 14 Ret 0
25 Itália Luca Badoer 17 14 0
Pos Piloto AUS
Austrália
MAL½
Malásia
CHN
República Popular da China
BHR
Bahrein
ESP
Espanha
MON
Mónaco
TUR
Turquia
GBR
Reino Unido
GER
Alemanha
HUN
Hungria
EUR
União Europeia
BEL
Bélgica
ITA
Itália
CIN
Singapura
JPN
Japão
BRA
Brasil
ABD
=Emirados Árabes Unidos
Pts
Cor Resultado
Ouro Vencedor
Prata 2º lugar
Bronze 3º lugar
Verde Terminou, nos pontos
Azul Terminou, sem pontos
Púrpura Retirou-se
(Ret)
Vermelho Não qualificado
(NQ)
Preto Desqualificado
(DSQ)
Branco Não largou
(NL)
Azul claro Apenas Treino (AT)
Sem cor Não participou
(NP)
Lesionado
(Les)
Excluído
(EX)

Negrito – Pole position
Itálico – Volta mais rápida

* = Classificado pois completou 90% ou mais da prova.

½ = Foram dados a metade dos pontos. A corrida foi interrompida pelo mau tempo.

Construtores[editar | editar código-fonte]

Pos Construtor Carro AUS
Austrália
MAL½
Malásia
CHN
República Popular da China
BHR
Bahrein
ESP
Espanha
MON
Mónaco
TUR
Turquia
GBR
Reino Unido
GER
Alemanha
HUN
Hungria
EUR
União Europeia
BEL
Bélgica
ITA
Itália
CIN
Singapura
JPN
Japão
BRA
Brasil
ABD
=Emirados Árabes Unidos
Pts
1 Reino Unido Brawn-Mercedes 22 1 1 3 1 1 1 1 6 5 7 7 Ret 2 5 8 5 3 172
23 2 5 4 5 2 2 Ret 3 6 10 1 7 1 6 7 8 4
2 Áustria Red Bull-Renault 14 12 6 2 11 3 5 2 2 1 3 9 9 Ret Ret 17 1 2 153.5
15 13* 15* 1 2 4 Ret 3 1 2 Ret Ret 3 8 4 1 4 1
3 Reino Unido McLaren-Mercedes 1 DSQ 7 6 4 9 12 13 16 18 1 2 Ret 12* 1 3 3 Ret 71
2 Ret Ret 5 12 Ret Ret 14 Ret 8 5 4 6 6 7 11 12 11
4 Itália Ferrari 3 Ret 9 Ret 14 6 4 6 4 3 NL 17 14 9 13 12 10 16 70
4 15* 14 10 6 Ret 3 9 8 Ret 2 3 1 3 10 4 6 12
5 Japão Toyota 9 3 4 Ret 3 Ret 13 4 7 17 8 13 Ret 14 12 2 Ret 7 59.5
10 4 3 7 7 10 10 8 9 9 6 14 10 11 2 NL 9 6
6 Alemanha BMW Sauber 5 14* Ret 13 18 11 Ret 7 13 14 13 8 4 Ret 8 9 2 10 36
6 10 2 12 19 7 11 11 15 10 11 11 5 7 Ret 6 Ret 5
7 Reino Unido Williams-Toyota 16 6 8 15 9 8 6 5 5 4 4 5 8 16 11 5 Ret 9 34.5
17 Ret 12 Ret Ret 13 15* 12 11 12 9 18 13 10 9 15 Ret 13
8 França Renault 7 5 11 9 8 5 7 10 14 7 Ret 6 Ret 5 3 10 Ret 14 26
8 Ret 13 16 10 12 Ret 16 12 13 12 15 Ret 15 Ret 16 13 18
9 Índia Force India-Mercedes 20 9 17 17* 16 Ret 14 17 17 15 Ret 10 11 4 Ret 13 Ret 17 13
21 11 18* 14 15 14 9 Ret 10 11 14 12 2 Ret 14 14 11 15
10 Itália Toro Rosso-Ferrari 11 8 10 11 13 Ret 8 18 Ret Ret 15 16 Ret Ret Ret Ret 14 Ret 8
12 7 16* 8 17 Ret Ret 15 18 16 16 Ret 12 13* Ret Ret 7 8
Pos Construtor Carro AUS
Austrália
MAL½
Malásia
CHN
República Popular da China
BHR
Bahrein
ESP
Espanha
MON
Mónaco
TUR
Turquia
GBR
Reino Unido
GER
Alemanha
HUN
Hungria
EUR
União Europeia
BEL
Bélgica
ITA
Itália
CIN
Singapura
JPN
Japão
BRA
Brasil
ABD
=Emirados Árabes Unidos
Pts

* = Classificado pois completou 90% ou mais da prova.

½ = Foram dados a metade dos pontos. A corrida foi interrompida pelo mau tempo.

Por Grande Prêmio[editar | editar código-fonte]

GP Grande Prêmio Pole Position Volta mais rápida Vencedor Equipe Descrição
1 Austrália Grande Prêmio da Austrália Reino Unido Jenson Button Alemanha Nico Rosberg Reino Unido Jenson Button Reino Unido Brawn-Mercedes Descrição
2 Malásia Grande Prêmio da Malásia Reino Unido Jenson Button Reino Unido Jenson Button Reino Unido Jenson Button Reino Unido Brawn-Mercedes Descrição
3 República Popular da China Grande Prêmio da China Alemanha Sebastian Vettel Brasil Rubens Barrichello Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull-Renault Descrição
4 Bahrein Grande Prêmio do Bahrain Itália Jarno Trulli Itália Jarno Trulli Reino Unido Jenson Button Reino Unido Brawn-Mercedes Descrição
5 Espanha Grande Prêmio da Espanha Reino Unido Jenson Button Brasil Rubens Barrichello Reino Unido Jenson Button Reino Unido Brawn-Mercedes Descrição
6 Mónaco Grande Prêmio de Mônaco Reino Unido Jenson Button Brasil Felipe Massa Reino Unido Jenson Button Reino Unido Brawn-Mercedes Descrição
7 Turquia Grande Prêmio da Turquia Alemanha Sebastian Vettel Reino Unido Jenson Button Reino Unido Jenson Button Reino Unido Brawn-Mercedes Descrição
8 Reino Unido Grande Prêmio da Grã-Bretanha Alemanha Sebastian Vettel Alemanha Sebastian Vettel Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull-Renault Descrição
9 Alemanha Grande Prêmio da Alemanha Austrália Mark Webber Espanha Fernando Alonso Austrália Mark Webber Áustria Red Bull-Renault Descrição
10 Hungria Grande Prêmio da Hungria Espanha Fernando Alonso Austrália Mark Webber Reino Unido Lewis Hamilton Reino Unido McLaren-Mercedes Descrição
11 União Europeia Grande Prêmio da Europa Reino Unido Lewis Hamilton Alemanha Timo Glock Brasil Rubens Barrichello Reino Unido Brawn-Mercedes Descrição
12 Bélgica Grande Prêmio da Bélgica Itália Giancarlo Fisichella Alemanha Sebastian Vettel Finlândia Kimi Raikkonen Itália Ferrari Descrição
13 Itália Grande Prêmio da Itália Reino Unido Lewis Hamilton Alemanha Adrian Sutil Brasil Rubens Barrichello Reino Unido Brawn-Mercedes Descrição
14 Singapura Grande Prêmio de Cingapura Reino Unido Lewis Hamilton Espanha Fernando Alonso Reino Unido Lewis Hamilton Reino Unido McLaren-Mercedes Descrição
15 Japão Grande Prêmio do Japão Alemanha Sebastian Vettel Austrália Mark Webber Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull-Renault Descrição
16 Brasil Grande Prêmio do Brasil Brasil Rubens Barrichello Austrália Mark Webber Austrália Mark Webber Áustria Red Bull-Renault Descrição
17 =Emirados Árabes Unidos Grande Prêmio de Abu Dhabi Reino Unido Lewis Hamilton Alemanha Sebastian Vettel Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull-Renault Descrição

Mudança dos direitos de transmissão[editar | editar código-fonte]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Aerodinâmica[editar | editar código-fonte]

A principal mudança do regulamento de 2009 será a redução da carga aerodinâmica dos carros, com o objetivo de facilitar as ultrapassagens. Serão proibidos os apêndices, seguirá um desenho padrão, e o aerofólio traseiro será drasticamente reduzido.[40]

O aerofólio dianteiro será móvel e controlado por um motor elétrico. Com isso, os pilotos poderão alterar o ângulo de ataque de acordo com o ponto da pista em que estiverem. O spoiler foi abaixado e alargado, indo até o limite dos pneus.[40]

Sistema de Recuperação de Energia Cinética - KERS[editar | editar código-fonte]

Na temporada de 2009, será introduzido o KERS (Kinetic Energy Recovery System/Sistema de Recuperação de Energia Cinética). Ele irá reaproveitar a energia gerada nas frenagens (antes dissipada na forma de calor) e a armazenará em duas baterias. Este sistema proporcionará aproximadamente 80 cavalos de potência a mais 6,6 segundos por volta, bastando o piloto apertar um botão no volante.[40]

Perigos do KERS[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser uma nova tecnologia, o KERS pode representar um risco para os pilotos e os mecânicos. Durante uma sessão de treinos em Sakhir, no Bahrein, um mecânico da BMW Sauber F1 Team foi eletrocutado após tocar no carro do piloto alemão Nick Heidfeld após algumas voltas do carro com o KERS ligado.[41] Apesar disso, este incidente foi o único na mesma sessão de treinos.

Pneus[editar | editar código-fonte]

Devido a mudanças de regulamento previstos para 2009 pela FIA, a Bridgestone irá produzir pneus slick, é o retorno dos pneus lisos e sem sulcos a categoria.[40] [42]

Campeonato[editar | editar código-fonte]

Em 17 de março, pouco menos de duas semanas para o começo do campeonato, a FOM anunciou mudanças drásticas no critério do campeonato. O piloto que tivesse o maior número de vitórias seria o campeão.[43] [44] Porém, após a intervenção das equipes, que utilizaram o direito de veto, decidiu-se manter a pontuação vigente: 10-8-6-5-4-3-2-1 como critério de definição para o título.[45]

Referências

  1. FIA revises final 2009 entry list. autosport.com (2009-03-26). Página visitada em 2009-03-26.
  2. "Lewis extends McLaren stay until 2012", Manipe F1, 2008-01-18. Página visitada em 2008-05-19.
  3. a b New McLaren title-challenger revealed. itv-f1.com (2009-01-16). Página visitada em 2009-01-16.
  4. "McLaren confirm Kovalainen for 2009", Autosport, 2008-07-31. Página visitada em 2008-07-31.
  5. "Massa extends Ferrari stay until 2010", Manipe F1, 2007-10-16. Página visitada em 2008-05-20.
  6. a b "Ferrari retain Badoer, Gene as testers", Autosport, 2008-09-29. Página visitada em 2008-09-29.
  7. "Luca Badoer vai substituir Felipe Massa em Valência", autosport.aeiou.pt, 2009-08-11. Página visitada em 2009-08-11.
  8. a b "Giancarlo Fisichella na Ferrari", autosport.aeiou.pt, 2009-09-03. Página visitada em 2009-09-03.
  9. "Ferrari confirm Raikkonen to end of 2010", formula1.com, 2008-09-12. Página visitada em 2008-09-12.
  10. a b c "Kubica and Heidfeld stay with BMW", BBC Sport, 2008-10-06.
  11. "The ING Renault F1 Team confirms its 2009 driver line-up", ING Renault F1 Team, 2008-11-05. Página visitada em 2008-11-05.
  12. "F1: Renault unveil the R29", F1-Live.com, 2009-01-19. Página visitada em 2009-01-19.
  13. "Trulli signs new Toyota contract", BBCsport, 2006-07-28. Página visitada em 2006-10-20.
  14. "Kobayashi stays on as Toyota reserve", autosport.com, 2009-01-15. Página visitada em 2009-01-15.
  15. "Toyota to retain Glock for 2009", itv-f1.com, 2008-08-04. Página visitada em 2008-08-04.
  16. a b Timo Glock fica de fora do GP do Brasil. Globoesporte.com (11 de outubro de 2009). Página visitada em 11 de outubro de 2009.
  17. Toro Rosso apresenta seu novo STR4. Revista Racing (9 de março de 2009). Página visitada em 21 de março de 2009.
  18. Beer, Matt (2009-02-06). Bourdais confirmed at Toro Rosso. Autosport. Haymarket Publications. Página visitada em 2009-02-06.
  19. "Coulthard confirms retirement decision", ITV-F1, 2008-07-03.
  20. "STR confirma espanhol de 19 anos, o piloto mais jovem da história", globoesporte.com, 2009-07-20. Página visitada em 2009-07-24.
  21. "Toro Rosso confirm Buemi for 2009", autosport.com, 2009-01-09. Página visitada em 2009-01-09.
  22. RBR lança novo carro para repetir façanha de sua filial na temporada 2009. Globoesporte.com (9 de fevereiro de 2009). Página visitada em 21 de março de 2009.
  23. "Red Bull confirm Webber for 2009", Manipe F1, 2008-07-03. Página visitada em 2008-07-03.
  24. "Sebastian Vettel to join Red Bull for 2009", The Official Formula 1 Website, 2008-07-17. Página visitada em 2008-07-17.
  25. a b c "Williams names unchanged line-up for '09", crash.net, 2008-10-01. Página visitada em 2008-10-01.
  26. "Force India testa novo carro pela primeira vez no domingo", Folha Online, 23 de fevereiro de 2009. Página visitada em 21 de março de 2009.
  27. "Force India confirm Mercedes deal", autosport.com, 2008-11-08. Página visitada em 2008-11-08.
  28. a b c "Force India to retain complete driver line-up for 2009 season", Force India Formula One, 2008-12-14. Página visitada em 2008-12-15.
  29. a b c d e "Brawn GP takes over Honda Racing", autosport.com, 2009-03-05. Página visitada em 2009-03-06.
  30. Sem 'corresponder expectativas', Bourdais é demitido da Toro Rosso.
  31. STR confirma espanhol de 19 anos, o piloto mais jovem da história.
  32. Aos 40, Schumacher substituirá Massa na Ferrari.
  33. Schumacher desiste do retorno à F-1 e culpa dores; Badoer corre.
  34. 2009 FIA F1 Official Calendar. FIA (2008-06-25). Página visitada em 2008-06-25.
  35. "China moves to April as FIA issues revised 2009 calendar", The Official Formula 1 Website, 5 de novembo de 2008. Página visitada em 5 de novembro de 2008.
  36. "The BBC wins rights to UK Formula One coverage", formula1.com, 2008-03-20. Página visitada em 2008-03-20.
  37. "MEDIAPRO WINS F1 TV RIGHTS IN SPAIN", SportBusiness.com, 2007-05-16.
  38. "tv7 взе формула 1 (em Búlgaro)", telemaniac.com, 2007-05-12.
  39. "ESPN Star Sports agrees new 5-year deal", pitpass.com, 2008-09-03.
  40. a b c d Emoção e busca por ultrapassagens provocam mudanças na F-1 em 2009. Globoesporte.com (19 de novembro de 2008). Página visitada em 21 de março de 2009.
  41. Mecânico da BMW Sauber leva choque em teste de novidade para 2009. Globoesporte.com (22 de julho de 2008). Página visitada em 21 de março de 2009.
  42. Fabricante alega que equipes de F-1 terão adaptação rápida a pneus slick. A Notícia (7 de janeiro de 2009). Página visitada em 21 de março de 2009.
  43. FIA muda regras para a temporada 2009: número de vitórias determinará campeão. Globoesporte.com (17 de março de 2009). Página visitada em 21 de março de 2009.
  44. Vitórias decidirão campeão mundial da Fórmula 1 em 2009. estadao.com.br (17 de março de 2009). Página visitada em 21 de março de 2009.
  45. Ecclestone confirma: novo sistema para a F-1 só vai entrar em vigor em 2010. Globoesporte.com (22 de março). Página visitada em 22 de março.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]