Frota K do Metrô de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde fevereiro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2018).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.


Metrô-SP logo.svg TUE Cobrasma-T'Trans - Frota K
FrotaK307.JPG
Trem K07 em testes no Pátio Itaquera
----
Frota K Metrô.jpg
Interior
----
Fabricante Cobrasma, modernizado por Consórcio MTTrens (T'Trans / Grupo MPE / Temoinsa)
Fábrica Brasil Hortolândia, SP e Três Rios, RJ
Período de construção 1982–1986
Entrada em serviço 1984
Período de renovação 2011–2014
Total construídos 25 trens / 150 carros
Total em serviço 23
Total desmanchados 0
Formação 6 carros
Capacidade 2070 passageiros (condição 8 pass/m²)
Operador Metrô de São Paulo
Depósitos Pátio Itaquera e Pátio Belém
Linhas 3red.png Vermelha
Especificações
Corpo aço inoxidável
Comprimento Total 130,05 m
Comprimento do veículo 21,75 m (cada carro)
Largura 3,10 m
Altura 3,62 m
Altura do Piso 1,113 m
Velocidade máxima 100 km/h (máxima de projeto)
Peso 37,267 kg (tara carro A) / 36.042 kg (tara carro B)
Aceleração 1,12 m/s²
Desaceleração 1,2 m/s² (serviço) / 1,5 m/s² (emergência)
Tipo de tração Elétrica (Corrente alternada)
Motor 4 motores de indução com inversor de tensão trifásico por motor
Potência 220 kW /motor
Tipo de transmissão Manual / ATO - Automático / ATO-RED / futuramente CBTC (Controle por comunicação entre trens, via e estações)
Tipo de climatização HVAC
Alimentação 750 Vcc
Captação de energia Terceiro trilho
Classificação UIC BoBo + BoBo + BoBo + BoBo + BoBo + BoBo
Truque "H" rígido
Freios regenerativo/reostático, pneumático(atrito)
segurança Interface de comunicação de áudio com operador / Botões de abertura de portas / Extintores de incêndio abaixo dos bancos / Travamento automático das folhas de portas
Acoplamento Engate tipo N2 (carro A)
Bitola 1,60 m

A Frota K do Metrô de São Paulo é uma série de TUES reformados da frota C Cobrasma, estando entregues ao Metrô todos os 25 trens envolvidos na reforma (antigos matrículas C01 até C25 para K01 até K25).

História[editar | editar código-fonte]

A Frota C foi fabricada entre 1979 e 1986, pelo consórcio Francorail/Société MTE/JS/BBC/TCO/Cobrasma, na fábrica desta última, localizada no município de Sumaré (hoje Hortolândia).

Esta frota foi reformada pelo consórcio MTTrens, que é composto pelas empresas Grupo MPE, Temoinsa e TTrans, entre 2011 e 2014. Atualmente, todos operam na Linha 3 - Vermelha, mesma linha do antigo Frota C.

Críticas e Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Cartel no Metrô de São Paulo

Esta frota foi reformada pelo consórcio MTTrens, que por sua vez possui denúncias de um cartel, envolvendo superfaturamento, além de uma possível economia no que diz respeito a troca de peças. Há vários relatos referentes, alegando vários problemas com esta frota. Alguns chegam a registrar média de 35 problemas técnicos por dia, em especial a composição K07.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Metrô-SP logo.svg

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons

Referências