Iberia Linhas Aéreas de Espanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados de Ibéria, veja Ibéria (desambiguação).
Iberia Líneas Aéreas de España
IATA IB
ICAO IBE
Indicativo de chamada Iberia
Fundada em 1927
Principais centros
de operações
Aeroporto Madrid-Barajas
Outros centros
de operações
Aeroporto Barcelona-El Prat
Aeroporto de Sevilha
Aeroporto Los Rodeos
Aeroporto de Alicante
Programa de milhagem Iberia Plus
Aliança comercial Oneworld
Frota 76
Destinos 119
Companhia
administradora
Iberia Group
Lounge Sala VIP
Sede Madrid, Flag of Spain.svg Espanha
Pessoas importantes Luis Gallegoi Martin (CEO)
Sítio oficial http://www.iberia.com
A sede da Iberia em Madrid.
Iberia Airbus A319

A Iberia - Líneas Aéreas de España, também conhecida apenas como Iberia, é a companhia aérea nacional da Espanha, com sede em Madrid. As suas principais bases são os aeroportos internacionais de Madrid e Barcelona. É integrante da aliança comercial Oneworld, a terceira maior do mundo.

História[editar | editar código-fonte]

A companhia aérea espanhola Iberia foi fundada como companhia aerea de transporte em 28 de junho de 1927, pertencendo em 51% ao Estado espanhol, mas sendo também propriedade da sua congénere alemã Lufthansa. A Iberia foi constituída por pequenas companhias aéreas espanholas, obrigadas a fundir-se por ordem do governo espanhol, sucedendo assim à Concesionaria de Líneas Aéreas Subvencionadas e as Líneas Aéreas Postales Españolas, anteriores transportadoras locais. A frota da Iberia era na altura constituída maioritariamente por aparelhos Junkers, dada a influência da Lufthansa.

No início a Iberia fazia apenas voos domésticos ou internacionais com destino e chegada a Espanha, mas em 1941 começou a fazer carreiras internacionais. No entanto, o desenrolar da Segunda Guerra Mundial levou a que essa expansão fosse adiada. No pós-guerra a Iberia aproveitou a frota de Douglas C-47 militares abandonados pelos norte-americanos para os adaptar ao transporte de passageiros, usando-os paralelamente aos Junkers.

Em 1946 a Iberia comprou alguns Douglas DC-4, que lhe permitiram começar a fazer voos internacionais, começando por Roma e Londres. Os DC-4 também começaram a ser utilizados nas rotas que tinham por destino a América Central, tendo sido ainda nesse ano a primeira companhia europeia a fazer a ligação entre a Europa e a América do Sul. Em 1954 a Ibéria inaugurou uma carreira para Nova Iorque, nos EUA, recorrendo para isso a aparelhos Lockheed Constellation. Os aviões a jacto surgiram na Iberia em 1961, com a compra de uma frota de aparelhos DC-8

Em 1991 a Iberia foi pioneira na Europa ao lançar um programa internacional de fidelização de clientes, o Iberia Plus. Dois anos depois adquiriu vinte por cento da companhia Aerolineas Argentinas, tendo subido a sua participação em 1995 para 85 por cento. No entanto, em finais da década de 1990 vendeu a transportadora argentina. De qualquer forma manteve interesses nesta companhia, assim como na Royal Air Maroc, Viva Air e Ladeco.

Em 2001 a Iberia tornou-se uma empresa completamente privada e actualmente é uma das cinco maiores linhas aéreas europeias, dominando as rotas da Europa para a América Latina. Oferece 119 destinos em 43 países, que fazem cerca de mil voos diários. Em 2006, a Iberia criou a sua primeira companhia low-cost, a Clickair, oferecendo voos principalmente a partir de Barcelona e Valencia, para vários destinos na Europa, incluindo Lisboa e Porto.

Anunciou fusão com a British Airways para formar a International Airlines Group. Séra o terceiro maior grupo de aviação da Europa só ficando atrás da Air France/KLM e do Lufthansa Group. Em 8 de abril de 2010, a companhia aérea formalizou a união com British Airways.[1]

Presença no Brasil e em Portugal[editar | editar código-fonte]

Para o Brasil, a Iberia oferece a partir de Madrid dois voos diário para São Paulo e um voo diário para o Rio de Janeiro. Para Portugal, a Iberia oferece a partir de Madrid seis voos diários para Lisboa, cinco voos diários para o Porto. A partir de Lisboa, também existem ligações diárias directas para Bilbao e Valencia.

Frota[editar | editar código-fonte]

A 7 de Março de 2011 a Iberia realizou um pedido de oito aviões Airbus A330-300 (mais oito opções de compra) com o objectivo de renovar a sua frota de Longo Curso. Prevê-se que o primeiro seja entregue em Janeiro de 2013.[2] Este foi o primeiro pedido desde que faz parte do IAG.

Em Setembro de 2015 a Iberia tem 76 aeronaves:[3]

Frota operada pela Iberia
Avião Em Serviço Encomendas[4] Rotas Passageiros Entrada em serviço
P Y Total
Airbus A319-100 15 0 Médio Curso 44 78 122 2000
Airbus A320-200 12 0 Médio Curso 18 162 180 1993
Airbus A321-200 17 0 Médio Curso 46 154 200 1998
Airbus A330-300 8 0 Longo Curso 36 241 277 2013
Airbus A340-300 7 0 Longo Curso 37 218 254 1996
Airbus A340-600 17 0 Longo Curso 42 300 342 2003
Airbus A350-900 0 16 Longo Curso 2016
Total 76 16 [4]
Iberia A340-600 em Bogotá

Frota histórica[editar | editar código-fonte]

Aviões históricas[5]

1927 - 1945[editar | editar código-fonte]

1945 - 1965[editar | editar código-fonte]

1961 - 2012[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. British e Iberia criam 5ª maior empresa aérea - Folha de S.Paulo, 9 de abril de 2010 (visitado em 9-4-2010)
  2. Calvo, Luis (29 de outubro de 2012). «Iberia, llegan los Airbus A330» (em espanhol). Fly News. Consultado em 30 de outubro de 2012. 
  3. (em inglês) Fleetlist Iberia, ch-aviation.com, recuperado em 4 de setembro 2015
  4. a b Listados oficiales de Airbus con aeronaves encargadas, entregadas y operadas en airbus.com
  5. (em espanhol) Frota histórica da Iberia, grupoiberia.es, recuperado em 4 de setembro 2015

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Iberia Linhas Aéreas de Espanha
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.