Integração por substituição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Integração por substituição ou integração por mudança de variável[1] é um processo para encontrar a integral, que consiste na substituição de uma variável (às vezes, da própria função) por uma função a partir do teorema fundamental do cálculo.[2] Esse método consiste em escolher um valor I ⊆ ℝ que deve conter um intervalo real e ϕ : [a,b] → I deve ser uma função diferenciável contínua. Após isso, supõe-se que ƒ : I → ℝ é uma função contínua:[3]

Referências

  1. Rudin, Walter (1987), Real and complex analysis, ISBN 978-0-07-054234-1, McGraw-Hill 
  2. Ferzola, Anthony P. (1994), «Euler and differentials», The College Mathematics Journal, 25 (2): 102–111, doi:10.2307/2687130 
  3. Katz, V. (1982), «Change of variables in multiple integrals: Euler to Cartan», Mathematics Magazine, 55 (1): 3–11, doi:10.2307/2689856