Portal:Pensilvânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Portal:Pennsylvania)
Bandeira do Pensilvânia

Portal de Pensilvânia

Keystone State

Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  O Portal de Pensilvânia
Localização de Pensilvânia

A Pensilvânia (; ) é um dos 50 Estados dos Estados Unidos, localizado na Região Centro-Atlântico do país. Seu nome oficial é Commonwealth of Pennsylvania (Comunidade da Pensilvânia). O estado, cuja capital é Harrisburg, deu origem ao nome do período geológico Pennsylvaniano.

A Pensilvânia é um dos estados mais industrializados e urbanizados dos Estados Unidos, tendo sido um dos berços da Revolução Industrial no país, que se iniciou em meados do século XIX. A Pensilvânia é uma grande produtora de produtos alimentícios industrializados, e de produtos químicos e eletrônicos em geral. O estado é o único fornecedor de antracito dos Estados Unidos, um tipo de carvão de altíssima qualidade. Além disso, o estado é o maior produtor de carvão betuminoso do país.

Filadélfia é a maior cidade do estado, sendo um grande centro portuário, bancário, financeiro e industrial. A segunda maior cidade do estado é Pittsburgh, que é um pólo educacional e da indústria de alta tecnologia. Ambos são grandes centros históricos e culturais americanos.

A Pensilvânia é famosa pela região de Pennsylvania Dutch, localizado no sul do estado. A região é famosa pela sua cultura — especialmente culinária e arquiteturaalemã, e pela sua grande população de origem alemã. Em inglês, Pennsylvania Dutch significa "Pensilvânia holandesa", fazendo com que muitos anglófonos pensem que a região tenha sido habitada por imigrantes de origem neerlandesa. De fato, o nome "Dutch" foi uma derivação da palavra alemã deutsch, que significa "alemão" na língua alemã e é também a origem do nome da Neerlândia em inglês. A região de Pennsylvania Dutch é famosa nos Estados Unidos e no Canadá, sendo uma região de cunho turístico, histórico e cultural da Pensilvânia.

O nome do estado vem de William Penn. O Rei inglês Carlos II cedeu a região para Penn em 1681. A palavra Pensilvânia significa "Floresta de Penn", que era um quaker que estabeleceu em sua colônia liberdade religiosa, permitindo a grupos religiosos perseguidos tais como os quakers a instalarem-se na região. Por isto, por vezes o estado é apelidada de The Quaker State, porque a maioria de seus habitantes, nos primórdios da colonização europeia do estado, eram quakers. O cognome do estado é The Keystone State.

A Pensilvânia é um dos estados americanos mais ricos historicamente. A Pensilvânia foi inicialmente colonizada por suecos e neerlandeses, tendo sido posteriormente excluídos da região pelos britânicos. A Pensilvânia foi uma das Treze Colônias britânicas que se rebelaram contra o domínio inglês na região na Guerra da Independência dos Estados Unidos da América. Foi na Pensilvânia que a declaração de independência e a constituição americana foram criadas pelos pais da independência americana. A Pensilvânia tornou-se o segundo estado americano, após ter ratificado a Constituição americana em 12 de dezembro de 1787. Durante a Guerra Civil Americana, a Pensilvânia tornou-se palco da batalha mais sangrenta da guerra civil, a Batalha de Gettysburg.

Sumários temáticos

Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Artigos destacados
Estados Unidos - Em Azul: *Condados com maior proporção de falantes da língua; *Em Vermelho: Condados com grande número de falantes da língua.*Em Púrpura: Condados com ambas características já citadas
Alemão da Pensilvânia (Pennsilfaanisch Deitsch) ou Pennsylvania German (em inglês) é uma língua germânica pertencente grupo linguístico classificado como alemão central ocidental ou Westmitteldeutsch (no idioma alemão). Este idioma é falado por cerca de 300 000 - 350 000 pessoas nos estados da Pensilvânia, Indiana e de Ohio mas também, em menor escala, em 29 outros estados, nos Estados Unidos da América, e em quatro províncias do Canadá.


Editar
 Messagebox info.png  História de Pensilvânia

Nativos americanos tais como os iroqueses e os algonquinos viviam na região que atualmente constitui o estado da Pensilvânia milhares de anos antes da chegada dos primeiros europeus. Em 1609, o explorador inglês Henry Hudson, em sua tentativa de encontrar um caminho rumo às Índias, desembarcou na Baía de Delaware. Navegando em nome da coroa neerlandesa, Hudson reivindicou a área para os neerlandeses. Logo, os Países Baixos mandariam outras expedições com o intuito de explorar a região.

Em 1643, exploradores suecos fundaram o primeiro assentamento em caráter permanente da região, próxima à atual Filadélfia. Este assentamento tornou-se capital da colônia sueca de Nova Suécia. Tropas neerlandesas capturaram a colônia sueca em 1655, anexando-a aos Novos Países Baixos. Em 1664, os ingleses anexaram todo os Países Baixos. A região foi anexada à colônia de Nova Iorque, que é atualmente o estado americano de Nova Iorque.

Em 1681, o Rei Carlos II da Inglaterra cedeu a região para William Penn, como pagamento de uma dívida que a coroa tinha com o pai de William. William queria nomear a região de Nova País de Gales. Porém, um membro galês do Conselho Real da Inglaterra — onde a aprovação unânime de todos os membros era necessária para que o nome fosse aprovado — rejeitou o nome. Penn então decidiu nomear a região de "Sylvania". Em galês, isto significa "florestas" ou "madeira. O Rei Charles II complementou este nome com Penn. O pai de William Penn havia sido anteriormente um importante almirante da marinha inglesa.

Penn garantiu o direito de liberdade de expressão religiosa dentro de sua colônia. Penn planejou pessoalmente o primeiro assentamento inglês permanente, nomeando-o de Filadélfia. A cidade foi fundada em 1685. Penn posteriormente explorou o interior da colônia, e pagando aos nativos indígenas pelas terras que o Rei Charles II lhe dera. Além disso, Penn instituiu aos indígenas tratamento igualitário com relação a um branco em julgamentos. Isto fez com que os indígenas e os colonos europeus tivessem boas relações até meados do século XIX — mais do que em qualquer outra colônia do nordeste dos Estados Unidos. Graças à liberdade de expressão religiosa, muitos escoceses, irlandeses e alemães instalaram-se no estado.

Em 1688, o então Rei da Inglaterra, James II, foi deposto pela sua filha, Maria, seu marido, William de Orange. A amizade entre James e Penn fizeram com que Maria e William de Orange confiscassem todas as terras de William Penn nas Américas, e destituíssem-no do cargo de governador da colônia de Pensilvânia. O governador da colônia de Nova Iorque ocupou seu lugar. Em 1693, William conseguiu convencer Orange e Maria de que ele, William Penn, era totalmente leal ao casal real. Um ano depois, William Penn voltaria a receber suas terras e o cargo de governador da Pensilvânia. William Penn morreu em 1718, mas sua família continuou a governar a colônia até o início da Guerra da Independência dos Estados Unidos da América.

A Guerra Franco-Indígena teve início em 1754, entre colonos britânicos e franceses. Uma das principais razões eram disputas territoriais entre a colônia britânica de Pensilvânia e a colônia francesa de Nova França sobre a área que se localizava na confluência dos rios Allegheny e Monanhaguela, formando o Rio Ohio, onde atualmente localiza-se a cidade de Pittsburgh. Os confrontos estenderam-se na Pensilvânia até 1758, quando os franceses recuaram.

O território capturado pelos britânicos era povoado pelos nativos indígenas ottawa. Os Ottawa lideraram uma revolta contra os britânicos em 1763. Porém, esta revolta logo acabou com a derrota dos ottawa na Batalha de Bushy Run. O ressentimento dos ottawa contra os britânicos continuou, porém. Em 1768, para solucionar o problema, o governo da Pensilvânia pagou pelas terras onde os ottawa estavam instalados.

Em abril de 1775, a Revolução Americana de 1776 teve início. Em maio do mesmo ano, o Segundo Congresso Continental reuniu-se em Filadélfia, onde seus membros votaram pela independência das Treze Colônias, do Reino Unido. Em 4 de julho de 1776, o Congresso americano escreveu a Declaração de Independência das Treze Colônias.

Em dezembro, devido à ameaça de um ataque britânico, o Congresso mudou-se para Baltimore, Maryland, tendo voltado novamente para Filadélfia em março de 1777. Porém, um ataque britânico à Pensilvânia em setembro forçou o Congresso a mudar-se definitivamente, para Lancaster. Em 26 de setembro, os britânicos capturaram Filadélfia. Tropas americanas lideradas por George Washington atacou as forças britânicas em 4 de dezembro, para tentar forçar os britânicos a saírem da cidade. Mas Washington foi derrotado, e foi obrigado a recuar.

Apesar das vitórias em Pensilvânia, os britânicos estavam tendo dificuldades em outras regiões das Treze Colônias, e em junho de 1778, decidiram remover suas tropas da Pensilvânia. Parte destas tropas inglesas juntou-se aos iroqueses, tendo atacado um forte americano, no Vale Wyoming, Pensilvânia, matando todos seus soldados.

Entre maio e setembro de 1878, os membros da Convenção Constitucional reuniram-se em Filadélfia. A Pensilvânia tornou-se o segundo estado a ratificar a Constituição americana, em 12 de setembro, tornando-se o segundo estado à entrar na União, cinco dias após o Delaware ter ratificado a Constituição e tornado-se o primeiro estado dos Estados Unidos da América. Filadélfia foi a capital provisória dos Estados Unidos entre 1790 a 1800, quando a sede de governo foi mudada definitivamente para Washington, DC.

Política

Editar
 Messagebox info.png  Política de Pensilvânia
James Buchanan.jpg

James Buchanan Jr. (23 de abril de 17911 de junho de 1868) foi um advogado e político americano que serviu como Presidente dos Estados Unidos de 1857 a 1861. Ele tinha anteriormente servido como Secretário de Estado de 1845 a 1849 e chegou a representar a Pensilvânia em ambas as casas do Congresso. Ele era um defensor do "direito dos estados" e minimizou o papel do governo federal nos últimos anos da escravidão.

Nascido em uma família rica, Buchanan se tornou um proeminente advogado na Pensilvânia e foi eleito para a Assembleia Estadual pelos Federalistas. Ele então se candidatou e conquistou uma vaga na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos em 1820, permanecendo lá por onze anos. Durante esse tempo, se alinhou ideologicamente com o Presidente Andrew Jackson e o Partido Democrata. Buchanan serviu como embaixador na Rússia no governo do Presidente Jackson, em 1832. Ele foi eleito, em 1834, para o Senado Federal pela Pensilvânia, retendo esta posição por onze anos. Buchanan foi então apontado pelo Presidente James K. Polk para servir como seu Secretário de Estado em 1845 e, oito anos mais tarde, foi nomeado, desta vez pelo Presidente Franklin Pierce, como embaixador para o Reino Unido. Em 1846, Buchanan foi eleito membro da American Philosophical Society.

No começo de 1844, Buchanan se tornou um candidato frequente para a nomeação do Partido Democrata para a presidência. Ele finalmente conquistou a nomeação do seu partido em 1856, derrotando o Presidente Franklin Pierce e o senador Stephen A. Douglas na Covenção Nacional Democrata; ele se beneficiou do fato de ter estado fora do país (como embaixador em Londres) e, portanto, não tinha se envolvido na questão da escravidão, que estava dividindo a nação. Buchanan e seu candidato a vice, John C. Breckinridge do Kentucky, venceram a eleição em cada estado escravagista da União exceto Maryland, derrotando o republicano John C. Frémont e o Know Nothing Millard Fillmore, ganhando por uma boa margem a eleição presidencial de 1856.

Como presidente, Buchanan interveio na Suprema Corte para reunir apoio da maioria na decisão pró-escravidão e anti-negros no Caso Dred Scott. Ele fez o que os líderes sulistas queriam na tentativa de projetar a entrada do Território do Kansas na União como um estado escravagista sob a Constituição de Lecompton. Com isso, ele irritou não apenas os Republicanos, mas também muitos democratas do norte. Buchanan honrou sua promessa de servir apenas um mandato e apoiou seu vice Breckinridge na sua tentativa malsucedida de ganhar a eleição presidencial de 1860. Ele falhou em reconciliar um fragmentado Partido Democrata devido a um rancor fervente contra Stephen Douglas, o que levou o partido a se dividir em dois na eleição, garantindo a vitória do republicano Abraham Lincoln.

Poucas semanas após Lincoln ser eleito como sucessor de Buchanan, os estados do Sul começaram a declarar independência da União, precipitando a Guerra Civil Americana. A fraca liderança de Buchanan entre o período da eleição em novembro de 1860 e a posse do seu sucessor em março de 1861, foi altamente criticada tanto na época quanto por acadêmicos em anos posteriores. Ele irritou simultaneamente o Norte por não parar a secessão e o Sul por não ter aderido à sua secessão. Ele apoiou o fracassado Acordo Corwin, em uma tentativa de reconciliar o país, mas foi muito pouco e tarde demais. Ele tentou sem sucesso reforçar e ressuprir a guarnição em Forte Sumter, mas não tomou nenhuma ação para prepara o exército para a guerra. Seu fracasso em evitar a Guerra Civil foi descrito alternativamente como inação incompetente ou aceitação passiva da causa do Sul. Muitos contemporâneos o culparam pela guerra e ele foi uma pessoa odiada após deixar a presidência. Ele passaria os últimos anos de sua vida tentando salvar sua reputação. Em sua vida pessoal, Buchanan nunca foi casado e, até a presente data, ele é o único presidente que nunca se casou no decorrer de sua vida. Biógrafos sugeriram de várias maneiras que ele era celibatário, homossexual ou assexuado. Buchanan morreu de insuficiência respiratória em em 1868 e foi enterrado em Lancaster, Pensilvânia, onde ele havia vivido por quase 60 anos. A maioria dos historiadores modernos condenam ele por não ter tentado resolver a questão da escravidão ou ter se esforçado para evitar a Guerra Civil e impedir a secessão do sul. Acadêmicos frequentemente o classificam como um dos piores presidentes na história dos Estados Unidos.

Geografia

Editar
 Messagebox info.png  Geografia de Pensilvânia

O lago Erie é um dos cinco Grandes Lagos. Com uma área de km², o lago Erie é o 13.º maior lago do mundo, em extensão territorial (contando-se o mar Cáspio e o mar de Aral). Limita-se ao norte com a província canadense de Ontário, e ao sul com os Estados americanos de Nova Iorque, Ohio e Pensilvânia. É o mais raso dos cinco Grandes Lagos, com uma profundidade média de apenas 19 metros, e o menos volumoso.

Localização do lago Erie entre os Grandes Lagos.
O lago Erie coberto de gelo, em Cleveland.

Grandes cidades localizadas à beira do lago Erie são:

Foi no lago Erie que em 10 de setembro de 1813 se desenrolou a Batalha do Lago Erie, no contexto da Guerra de 1812.


Editar
 Messagebox info.png  Clima de Pensilvânia

O clima da Pensilvânia é temperado, com quatro distintas estações, com verões quentes, e invernos longos e frios. A proximidade de grandes massas de água no noroeste e no sudeste do estado tornam estas áreas mais amenas ao longo do ano, enquanto que o nordeste e o oeste do estado possuem as menores temperaturas da Pensilvânia no inverno.

A temperatura média do estado no inverno é de -3,3 °C no norte do estado, -2,8 °C no noroeste e de 1 °C no sudeste. No verão, as maiores temperaturas são registradas no sudeste do estado. A temperatura média, no verão, no noroeste é de 21 °C, de 24 °C no sudoeste e de 25 °C no sudeste. A temperatura mais alta já registrada na Pensilvânia é de 44 °C, registrada em 10 de julho de 1936, em Phoenixville; e a temperatura baixa já registrada no estado é de -41 °C, registrada em 5 de janeiro de 1904.

As taxas de precipitação média anual de chuva da Pensilvânia é de 104 centímetros. As maiores médias são registradas na região metropolitana de Pittsburgh e no leste do estado, onde a média é de 130 centímetros. Já o centro-norte e o oeste do estado possuem as menores médias de precipitação, de apenas 98 centímetros. As taxas de precipitação média anual de neve variam entre 50 centímetros no sudoeste a 230 centímetros no noroeste da Pensilvânia.

Cultura

Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Biografia selecionada


EdwinTaylorPollock.jpg

Edwin Taylor Pollock (25 de outubro de 1870 - 6 de junho de 1943) foi uma oficial de carreira da Marinha dos Estados Unidos, servindo na Guerra Hispano-Americana e na Primeira Guerra Mundial. Em seguida, foi promovido ao posto de capitão. Como muitos outros oficiais da Marinha, seu nome foi abreviado com as iniciais: E. T. Pollock.

Como um jovem alferes , Pollock serviu a bordo do USS New York durante a Guerra Espanhola-Americana. Após a guerra, ele ascendeu na hierarquia, servido em diversos navios, e fez importantes pesquisas em comunicação sem fio. Em 1917, menos de uma semana antes de os Estados Unidos entraram na I Guerra Mundial, ele ganhou uma corrida contra um colega para receber oficialmente o EUA Ilhas Virgens da Dinamarca, e serviu como o primeiro governador do território na qualidade. Durante a guerra, ele foi promovido a capitão e um navio sob o seu comando transportados 60.000 soldados americanos para a França, para o qual ele foi premiado com uma cruz de marinha . Posteriormente, foi feito o oitavo governador da Naval Samoa Americana e em seguida, o superintendente do Observatório Naval dos Estados Unidos , antes de se aposentar em 1927.
Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Educação em Pensilvânia

Inicialmente, a grande maioria das escolas da Pensilvânia eram administradas por igrejas. A primeira destas escolas religiosas foi instituída em meados da década de 1640, por suecos luteranos. Em 1682, a primeira constituição colonial da Pensilvânia promoveu o ensino a todas as crianças da colônia de Pensilvânia, e que pessoas já deveriam saber ler e escrever aos 12 anos de idade. Em 1834, uma lei aprovada pelo estado instituiu a obrigatoriedade do ensino a todas as crianças entre seis e dezesseis anos de idade. Também instituiu escolas públicas, para o ensino de crianças de pais pobres.

Atualmente, todas as instituições educacionais na Pensilvânia precisam seguir regras e padrões ditadas pelo Conselho Estadual de Educação da Pensilvânia. Este conselho controla diretamente o sistema de escolas públicas do estado, que está dividido em diferentes distritos escolares. O Conselho é composto por 721 membros, 17 deles escolhidos pelo governador e 4 deles escolhidos pela Assembleia Legislativa, para termos de ofício de até quatro anos de duração. Cada cidade primária (city), diversas cidades secundárias (towns) e cada condado, é servida por um distrito escolar. Nas cidades, a responsabilidade de administrar as escolas é do distrito escolar municipal, enquanto que em regiões menos densamente habitadas, esta responsabilidade é dos distritos escolares operando em todo o condado em geral. A Pensilvânia permite a operação de escolas charter — escolas públicas independentes, que não são administradas por distritos escolares, mas que dependem de verbas públicas para operarem. Atendimento escolar é compulsório para todas as crianças e adolescentes com mais de seis anos de idade, até a conclusão do segundo grau ou até os dezesseis anos de idade.

Em 1999, as escolas públicas do estado atenderam cerca de 1,817 milhões de estudantes, empregando aproximadamente 114,5 mil professores. Escolas privadas atenderam cerca de 339,5 mil estudantes, empregando aproximadamente 24,5 mil professores. O sistema de escolas públicas do estado consumiu cerca de 13,532 bilhões de dólares, e o gasto das escolas públicas foi de aproximadamente oito mil dólares por estudante. Cerca de 86% dos habitantes do estado com mais de 25 anos de idade possuem um diploma de segundo grau.

A Pensilvânia possui centenas de bibliotecas públicas, administradas por 459 sistemas de bibliotecas públicas diferentes. As bibliotecas públicas do estado movimentam anualmente uma média de 4,7 livros por habitante. A Pensilvânia é um grande centro educacional. A instituição de educação superior mais antiga do estado é a Universidade de Pensilvânia, que foi fundada em 1740, na Filadélfia. Atualmente, a Pensilvânia possui 257 instituições de educação superior, dos quais 68 são públicas e 189 são privadas. O estado possui quatro sistemas públicos de instituições de educação superior: o Sistema Estadual de Educação Superior da Pensilvânia — que é composto de 14 universidades diferentes — e a Universidade Estadual da Pensilvânia. O Sistema de Universidades de Pittsburgh e a Universidade Temple são sistemas públicos de educação superior administradas primariamente por Pittsburgh e Filadélfia.
Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Transportes e comunicações

A Pensilvânia, desde os primórdios da colonização europeia, tem sido um grande polo de transportes. As primeiras estradas do estado datam da década de 1650. A Pensilvânia construiu um grande sistema de canais hidroviários e uma extensiva malha ferroviária ao longo do século XIX. O estado já foi o maior polo ferroviário dos Estados Unidos. A recessão econômica das décadas de 1970 e 1980 levaram ao fechamento de várias delas.

Filadélfia e Pittsburgh continuam a serem grandes centros portuários americanos. Além disso, ambas as cidades são grandes pólos ferroviários e rodoviários. Tanto Filadélfia quanto Pittsburgh dispõem de um aeroporto internacional cada. Em 2002, a Pensilvânia possuía 8 206 quilômetros de ferrovias. Em 2003, o estado possuía 193 802 quilômetros de vias públicas, dos quais 2 869 quilômetros eram rodovias interestaduais, considerados parte do sistema federal rodoviário dos Estados Unidos.

O primeiro jornal publicado na Pensilvânia foi o American Weekly Mercury, publicado pela primeira vez em Filadélfia, em 1719m sendo o primeiro jornal publicado fora de Boston, e a quarta publicada em toda as Treze Colônias. Atualmente são publicados no estado cerca de 400 jornais, dos quais 84 são diários. São impressos em cerca de 875 periódicos. A primeira estação de rádio da Pensilvânia foi fundada em 1919, em Pittsburgh, e a primeira estação de televisão do estado foi fundada em 1941, em Filadélfia. Atualmente, a Pensilvânia possui 373 estações de rádio — dos quais 157 são AM e 216 são FM — e 45 estações de televisão.
Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Demografia de Pensilvânia
Crescimento populacional
Censo Pop.
1790434 373
1800602 36538,7%
1810810 09134,5%
18201 049 45829,5%
18301 348 23328,5%
18401 724 03327,9%
18502 311 78634,1%
18602 906 21525,7%
18703 521 95121,2%
18804 282 89121,6%
18905 258 11322,8%
19006 302 11519,9%
19107 665 11121,6%
19208 720 01713,8%
19309 631 35010,5%
19409 900 1802,8%
195010 498 0126,0%
196011 319 3667,8%
197011 793 9094,2%
198011 863 8950,6%
199011 881 6430,1%
200012 281 0543,4%
201012 702 3793,4%
202013 002 7002,4%
Fonte: US Census

De acordo com o censo nacional de 2000, a população da Pensilvânia em 2000 era de 12 281 054 habitantes, um crescimento de 3% em relação à população do estado em 1990, de 11 924 710 habitantes. Uma estimativa realizada em 2005 estima a população do estado em 12 429 616 habitantes, um crescimento de 4,2% em relação à população do estado em 1990, de 1,2%, em relação à população do estado em 2000, e de 0,3% em relação à população estimada em 2004.

O crescimento populacional natural da Pensilvânia entre 2000 e 2005 foi de 87 600 habitantes — 761 887 nascimentos menos 674 287 óbitos — o crescimento populacional causado pela imigração foi de 102 470 habitantes, enquanto que a migração interestadual resultou na perda de 28 012 habitantes. Entre 2000 e 2005, a população da Pensilvânia cresceu em 148 562 habitantes, e entre 2004 e 2005, em 35 145 habitantes.

Uma estimativa realizada em 2004 aumenta este número para 12 406 292 habitantes. 4,6% da população do estado (568 800 habitantes) não nasceram nos Estados Unidos. A Pensilvânia possui uma das populações hispânicas e asiáticas em mais rápido crescimento de todo país. O crescimento populacional do estado havia estagnado na década de 1970 e 1980, por causa da recessão econômica que abateu-se sobre o estado à época. Durante a década de 1990, maiores níveis de imigração e a recuperação econômica do estado fizeram com que a população do estado passasse a crescer novamente. Pela primeira vez, níveis de imigração aumentaram desde a Segunda Guerra Mundial.
Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Desportos em Pensilvânia
Lambeau Field panorama.jpg

O Lambeau Field (apelidado de "The Frozen Tundra") é um estádio localizado em Green Bay, Wisconsin (EUA). É a casa do time de futebol americano Green Bay Packers, da NFL.

Começou a ser construído em 1956, sendo inaugurado em 29 de setembro de 1957, no jogo Packers 21, Chicago Bears 17. Originalmente com capacidade para 32.500 torcedores, hoje pode receber quase 73.000 fãs.

Até 1965 chamava-se City Stadium, porém após a morte do fundador do time, Earl Louis "Curly" Lambeau em Junho de 1965, decidiu dar o seu nome ao estádio. A partir de 11 de Setembro daquele ano o estádio ficou conhecido como Lambeau Field.

O apelido ("A Tundra Congelada" em português) refere-se a decisão do Campeonato da NFL de 1967, entre Packers e Dallas Cowboys, jogado no dia 31 de Dezembro com - 15 °C, no que ficou conhecido com Ice Bowl. O narrador da partida definiu o gramado como "The fronzen tundra of Lambeau Field". Os Packers ganharam o jogo (21-17) e o apelido permaneceu.

Uma renovação, com ampliação, ocorreu em 2003. O Lambeau Field é um estádio há mais tempo ocupado por um time da NFL. Em 2007, no Cinquentenário do estádio, os Packers farão sua 51ª Temporada no mesmo campo, superando o Chicago Bears que de 1921 até 1970 mandou seus jogos no Wrigley Field.

O estádio sofreu uma nova ampliação no ano de 2013, aumentando novamente sua capacidade e incluindo locais com assentos individuais.

Apesar de ser o estádio mais tradicional da NFL, curiosamente o Lambeau Field nunca sediou um Super Bowl.

Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Categorias
Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Tópicos
  • Árvore: Tsuga canadensis
  • Bebida: Leite
  • Cpensorro: Dogue alemão
  • Cognomes:
    • Keystone State
    • Quaker State (não oficial)
  • Flor: Kalmia latifolia
  • Fóssil: Trilobita
  • Inseto: Vaga-lume
  • Lema: Virtue, liberty, and independence (Virtude, liberdade e independência)
  • Locomotiva elétrica: Pennsylvania Railroad GG1 #4849
  • Locomotiva a vapor: Pennsylvania Railroad K4s
  • Mamífero: Odocoileus virginianus
  • Música: Pennsylvania
  • Navio: United States Brig Niagara
  • Pássaro: Bob dinker
  • Slogan: Memories last a lifetime, you've got a friend in Pennsylvania (Lembranças duram uma vida inteira, você tem um amigo na Pensilvânia).
Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Portais relacionados




Territórios fronteiriços

Aqueles listados em negrito itálico são Portais em destaque.


Editar
 Flag of Pennsylvania.svg  Wikimedia


Purgar cache do servidor