Califado Rashidun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde outubro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
الخلافة الراشدية
Califado Rashidun

Califado

Derafsh Kaviani.png
 
Labarum.svg
632 – 661 Umayyad Flag.svg
Localização de Califado Rashidun, Califado Ortodoxo ou Califado bem guiado
O Califado Rashidun (verde escuro) em seu auge em 654, incluindo os seus estados vassalos (verde claro).
Continente Eurásia
Capital Medina e Kufa
Língua oficial arábico, aramaico, armeniano, línguas berberes, georgiano, grego, hebraico, persa médio.
Religião Islamismo
Governo Não especificado
Amir al-Mu'minin
 • 632 - 634 Abu Bakr
 • 634 - 644 Omar
 • 644 - 656 Otman
 • 656 - 661 Ali
Período histórico Idade Média
 • 632 morte de Maomé
 • 661 morte de Ali
Área
 • 654 9 000 000 km2
População
 • 654 est. 40 300 000 
     Dens. pop. 4,5/km²
Moeda Dinar, Dirham
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Califado Rashidun

O Califado Rashidun (em árabe: الخلافة الراشدية), também conhecido como Califado bem guiado ou, em muitas línguas europeias, Califado Ortodoxo, foi um império árabe islâmico fundado em 632, após a morte de Maomé, que durou até 661.

Foi governado pelos primeiros quatro califas do Islão, conhecidos como os "califas bem guiados". O califado foi fundado por Abu Bakr, sogro de Maomé, que sucedeu a este como líder da Ummah (comunidade do Islão) quando Maomé morreu. No seu auge, os territórios do califado incluíam a península Arábica, Norte de África, Levante, Pérsia, parte da Ásia Central, do Cáucaso e da Anatólia, além de diversas ilhas mediterrânicas, como Chipre, Rodes, Creta e parte da Sicília, o que fez dele um maiores impérios da história. O império teve duas capitais: Medina e Kufa.

Origem[editar | editar código-fonte]

Depois da morte de Maomé em 632, os ansar (cidadãos de Medina que ajudaram Maomé) debateram qual deles deveria suceder ao profeta na gestão dos assuntos dos muçulmanos enquanto a família de Maomé estava ocupada com o enterro. Abu Ubayda ibn al-Jarrah e Umar ibn al-Khattab, membro da tribo dos coraixitas e proeminente companheiro do profeta, apoiaram Abu Bakr, que se tornaria assim o primeiro califa Rasul Allah (sucessor do mensageiro de Alá). O califado então criado embarcou numa campanha para propagar o Islão e divulgar a mensagem de Alá.

Califas bem guiados[editar | editar código-fonte]

Os quatro líderes do Califado de Rashidun são conhecidos na tradição muçulmana sunita como "califas bem guiados" (em árabe:الخلفاء الراشدون, al-julafā' ar-rāshidūn). Em muitas línguas europeias são conhecidos também como "califas ortodoxos". Os sunitas de língua urdu por vezes chamam-lhes os "quatro amigos" (چار یار, chaar yaar).

Os quatro eram companheiros muito próximos do profeta e foram eleitos por aclamação da comunidade de crentes, ao contrário dos seus sucessores omíadas e abássidas, cuja sucessão era hereditária.

Para os carijitas não houve mais que dois califas "bem guiados", já que, segundo eles, só os califados de Otman e Ali ibn Abi Talib foram bem guiados. Outras correntes incluem a Hasan ibn Ali como o quinto califa rāshid.

Segundo os xiitas, o primeiro califa foi Ali ibn Abi Talib (Ali) seguido dos Imãs xiitas, pois teria sido ele o sucessor designado por Maomé.