Club Athletico Paulistano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Clube Atlético Paulistano)
Ir para: navegação, pesquisa
Paulistano
CA Paulistano.svg
Nome Club Athletico Paulistano
Fundação 29 de dezembro de 1900 (113 anos)
Estádio Velódromo da Consolação
(de 1900 a 1915) e
Jardim América
(de 1917 a 1929)
Capacidade 10.000 (Velódromo) e
15.000 (Jardim América)
Localização Rua Honduras 1403, São Paulo/SP
Presidente Brasil José Manuel Castro Santos
Competição São Paulo Campeonato Paulista (11 títulos)
Website paulistano.org.br
Kit left arm inter12h.png Kit body inter12h.png Kit right arm inter12h.png
Kit shorts red stripes adidas.png
Kit socks inter12a.png
Uniforme
titular
Kit left arm fsvmainz1112h.png Kit body inter12a.png Kit right arm fsvmainz1112h.png
Kit shorts white stripes adidas.png
Kit socks inter12h.png
Uniforme
alternativo
Kit left arm whiteborder.png Kit body whiteredhorizontal.png Kit right arm whiteborder.png
Kit shorts redwhitesides.png
Kit socks whitehorizontal.png
Uniforme
alternativo
editar

O Club Athletico Paulistano é um clube poliesportivo brasileiro sediado em São Paulo, fundado em 29 de dezembro de 1900, suas cores são vermelha e branca. Sua sede encontra-se no Jardim América, próximo a Avenida Paulista.

O Club Athletico Paulistano conta com times de diversas modalidades esportivas amadoras, possuindo a única quadra no Brasil de pelota basca e gerou a Sociedade Harmonia de Tênis. É até hoje um dos clubes mais exclusivos do Brasil.

Futebol[editar | editar código-fonte]

Formou um importante clube de futebol no início do século XX, tendo vencido o Campeonato Paulista de Futebol onze vezes (1905, 1908, 1913, 1916, 1917, 1918, 1919, 1921, 1926, 1927 e 1929).

Até hoje, o Club Athletico Paulistano, que fechou seu departamento de futebol em 1929, é o único clube a ter sido tetracampeão paulista consecutivamente, em 1916, 1917, 1918 e 1919. Nenhum clube paulista conseguiu igualar tal marca.[1]

Seu uniforme titular era formado por uma camisa e calção brancos com detalhes em vermelho, e meias pretas[2] . O segundo uniforme tinha camisa vermelha, calção branco e meias pretas[3] .

História[editar | editar código-fonte]

Renato Miranda, Olavo de Barros e Sílvio Penteado assistiram, no Colégio Mackenzie, uma partida de futebol deste contra o Internacional, e ficaram estusiasmados. Assim, começou a nascer a ideia de se criar uma nova equipe de futebol que fosse para brasileiros e que representasse a cidade.

No fim de dezembro de 1900, na rua São Bento, nº5, houve a reunião que selou definitivamente a fundação daquele que seria o maior time do país no seu tempo. Como um dos fundadores da Liga Paulista, o Paulistano disputou todos os campeonatos por ela promovidos até 1912.

Em 1913 ocorre a primeira cisão das ligas, e o Paulistano liderava a criação da APEA. Na verdade, a equipe discordava da popularização que o esporte estava sofrendo com o surgimento de clubes como Corinthians e Ypiranga.

Em 1915, houve a desapropriação do terreno do Velódromo, o Club Athletico Paulistano ficou sem sua sede esportiva. Foi então decisiva a ação de um dos sócios fundadores, Manuel Carlos Aranha, neto, o Carlito Aranha que, juntamente com um grupo de rapazes, conseguiu que o time do Paulistano não acabasse. Um novo terreno foi adquirido no Jardim América, entretanto o Paulistano não possuía, de imediato, local para seus treinos. Carlito Aranha pediu emprestado os campos do Palestra Itália e do São Bento e, graças à sua iniciativa, a equipe de futebol do Paulistano pôde participar dos campeonatos.

Por fim, em 1917, foi inaugurado o novo campo do Paulistano, o Estádio Jardim América. Em 1916, a LPF é extinta e a liga criada pelo Paulistano continuou forte de prestigiada. O Paulistano sagrou-se tetracampeão, em 1919, apesar de toda crise pela qual passava.

Time do Paulistano em 1901

Em 1926 o futebol começava a partir para o profissionalismo e o Paulistano, fiel às raízes amadoras do esporte, foi contrário e fundou uma nova liga, a Liga dos Amadores de Futebol (LAF). A liga durou até 1929, quando o time resolveu fechar seu departamento de futebol.

Após ser campeão do último campeonato que disputou, o Paulistão de 1929, o time do Paulistano fez sua derradeira apresentação em 15 de dezembro de 1929. Em seu pequeno campo, o Estádio Jardim América, com bom público no dia, o Alvirubro jogou grande partida, impondo um 6x1 sobre o Antarctica Futebol Clube (que mais tarde teria grande importância para o legado futebolístico do Paulistano), com gols de Mílton (4), Friedenreich e Luizinho para o mandante, e Spitaletti para o time da Moóca.

Sua última formação fora Nestor; Clodô; e Bartô; Romeu, Rueda e Abate; Luizinho, Joãozinho, Friedenreich, Milton e Zuanella. Fora o canto do cisne e uma digna e grandiosa despedida para o Gigante no esporte bretão, que legaria com herança ao mundo, em seu lugar, outro grande time.

Quando saiu dos campos, o Paulistano era disparado o melhor time do estado. Tinha onze títulos contra sete do Corinthians e três do Palestra, além de ter contado com Arthur Friedenreich que foi seu artilheiro por seis vezes.

Fato memorável do clube foi a excursão da equipe de futebol à Europa em 1925, graças à iniciativa do presidente do clube, Antônio Prado Júnior. A equipe disputou dez partidas na França, Suíça e Portugal, perdeu apenas uma das partidas e logo após o término da primeira, vencida com o placar de 7 a 2 sobre o selecionado francês, os brasileiros foram denominados pela imprensa francesa por "Les Rois du football". Algumas das bolas utilizadas na Europa estão na sala de troféus do clube, além de muitos documentos textuais e iconográficos que permitem conhecer com mais profundidade a riqueza de tal feito futebolístico.

Pode-se considerar que o Paulistano abriu as portas do continente europeu para o futebol brasileiro. Tanto que nos anos trinta alguns brasileiros foram representar o futebol europeu, principalmente na Itália. Houve o famoso Anfilogino Guarisi, Filó, que não só jogou em time italiano, como representou a Itália na Copa de 1934, sagrando-se campeão mundial.

Após o fechamento do departamento de futebol, uma grande parte de seus jogadores e alguns membros da diretoria fundaram o que é hoje o São Paulo Futebol Clube.

Títulos[editar | editar código-fonte]

INTERESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
CBF - Taça Brasil.svg Copa dos Campeões Estaduais 1 1920Cscr-featured.png
Rio-SãoPaulo.png Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo 1 1917Cscr-featured.png
ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Paulista Championship Trophy.png Campeonato Paulista 11 1905Cscr-featured.png, 1908, 1913, 1916, 1917, 1918, 1919, 1921, 1926, 1927Cscr-featured.png e 1929
São Paulo Torneio Início 3 1924, 1926 e 1928
São Paulo Taça Competência 3 1918, 1919 e 1921
São Paulo Campeonato Paulista de Segundos Quadros 1 1914
São Paulo Taça Jockey Club 2 1916 e 1917
São Paulo Taça Álvares Penteado 3 1905, 1908 e 1911

Cscr-featured.png Campeão Invicto

Ver também[editar | editar código-fonte]

Basquetebol[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

O Clube Athletico Paulistano tem uma participação de destaque no basquetebol brasileiro. Seus times de base conquistam inúmeros títulos pelo estado de São Paulo.

Um desses títulos teve como destaque o time mirim (nascidos em 1993) que conquistou o título da Copa Vitória de Basquete em 1 de maio de 2007.

Na equipe profissional, um dos grandes ídolos do clube foi Marcelo Huertas [4] (mais conhecido como Marcelinho) que hoje joga no basquete espanhol como armador na equipe do Barcelona. Também foi um dos grandes destaques da Seleção Brasileira no Pan-Americano 2007 realizado no Rio de Janeiro. Agora, o Paulistano está na final da 6ª edição do NBB contra o Flamengo, que será no dia 31/05 na HSBC Arena no Rio de Janeiro.

Últimas temporadas[editar | editar código-fonte]

Club Athletico Paulistano
Temporada Novo Basquete Brasil Liga das Américas Liga Sul-Americana Jogos Regionais Jogos Abertos do Interior Jogos Abertos Brasileiros Campeonato Paulista
Pos. J V D Fase Máxima Fase Máxima Fase Máxima Fase Máxima Fase Máxima Fase Máxima
2008/2009 09º 28 11 17
2009/2010 11º 29 10 19 Final
2010/2011 12º 31 8 23 Quartas de Final
2011/2012 31 17 14 Quartas de Final
2012/2013 42 20 22 Semi - Final


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à FIBA Liga das Américas
     Classificado à Liga Sul-Americana de Basquete

Elenco[editar | editar código-fonte]

Elenco do time no Campeonato Paulista 2013/2014 [5]

Club Athletico Paulistano (basquete)
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Armador 5 Brasil André 1,93 m 02/04/1981 Tijuca
Ala 6 Brasil Gemerson 2,02 m 29/03/1993 Base
Ala/Pivô 7 Brasil Lucão 2,09 m 27/02/1994 Vitória Basquete
Ala/Pivô 11 Brasil Pilar 1,92 m 14/02/1984 Bauru
Ala/Armador 12 Brasil Pedro 1,90 m 08/07/1987 Suzano Basquete
Armador 14 Brasil Arthur Pecos 1,83 m 01/11/1994 Palmeiras
Ala/Pivô 15 Brasil Renato 2,05 m 20/04/1987 Bauru
Armador 17 Brasil Duso 1,80 m 29/05/1994 Pinheiros
Pivô 20 Brasil Arthur Casimiro 2,06 m 02/05/1992 College of Southern Idaho (USA)
Ala/Armador 22 Estados Unidos Desmond Holloway 1,92 m 28/03/1990 Liga Sorocabana
Armador 26 Estados Unidos Kenny Dawkins 1,80 m 23/07/1987 Liga Sorocabana
Pivô 44 Brasil Mineiro 2,13 m 08/07/1981 Tijuca
Ala/Pivô 55 Brasil Cesar 2,02 m 08/07/1981 Tijuca
Técnico
Auxiliar Técnico
Outros Membros



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  • (INJ) Contundido

Elenco
• Última atualização: 10/01/2014

Jogadores famosos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre basquetebol é um esboço relacionado ao Projeto Basquetebol. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.