Cumari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Cumari
"Terra da Pimenta, Samambaia, Terra do Capoeirão"
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 10 de dezembro
Fundação 10 de dezembro de 1947
Gentílico cumarino
Lema Valorizando Nossa Terra
Prefeito(a) Marco Antônio dos Santos (PTB)
(2013–2016)
Localização
Localização de (Sem nome)
Localização de Cumari em Goiás
Cumari está localizado em: Brasil
Localização de Cumari no Brasil
18° 15' 46" S 48° 09' 03" O18° 15' 46" S 48° 09' 03" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Sul Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Catalão IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Goiandira, Nova Aurora, Anhanguera e Catalão (Goiás)
Distância até a capital 275 km
Características geográficas
Área 579,877 km² [2]
População 2 964 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 5,11 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,737 alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 32 147,816 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 228,39 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.prefeituracumari.blogspot.com.br

Cumari é um município brasileiro do estado de Goiás.

História[editar | editar código-fonte]

Originou-se do povoado de Samambaia, surgido em 1908 com a construção da Estrada de Ferro Goyás e a instalação de uma estação, onde hoje está localizada a cidade. São considerados fundadores do povoado, Marcolino Martins Pereira, Francisco Dias da Silva e Sidnei Afonso (fonte: "Dossiê de Goiás", 1996).

Com a inauguração da estação ferroviária em 1913 o povoado ganhou grande impulso. Em 24 de setembro de 1927, Samambaia ganhou a condição de distrito de Catalão, mudando o nome para Cumari. Em 10 de dezembro de 1947 tornou-se Município autônomo, desmembrando-se de Goiandira, de cuja área passara a fazer parte desde março de 1931. O nome Cumari é um termo indígena originário de uma planta nativa da região, a pimenta Cumari.

O município de Cumari foi fundado a partir de um pouso de tropeiros que instalou-se na região por volta do final do século XIX. Esse pouso tornou-se conhecido por aqueles que conduziam boiadas em direção ao Triângulo Mineiro, ou que vinham de Minas adentrando terras de Goiás. O crescente movimento na região, o constante fluxo de pessoas, foi a oportunidade vislumbrada por Marcolino Martins Pereira: construiu um barracão para atender as necessidades dos tropeiros que passavam constantemente por ali. Este gesto empreendedor logo foi seguido por outros homens, que se fixaram na região, construindo outros barracões. O impulso principal para dar mais fôlego ao aglomerado que se formava onde antes apenas havia um pouso de tropeiros foi, certamente, a construção de uma Estação Ferroviária, inaugurada em 1913. A emancipação política veio em 10 de dezembro de 1947, quando Cumari tornou-se Município autônomo. Atualmente a cidade tem experimentado um sensivel crescimento urbanistico. Dos anos 1980 para cá novos bairros surgiram: Vila Mutirão, Vila Nova Era, Setor Bela Vista, Setor Tempo Novo. As mudanças no embelezamento paisagístico da cidade também se processaram por causa da cobertura asfáltica, que atualmente recobre quase 100% da cidade.

População[editar | editar código-fonte]

A população de Cumari hoje é de 2.964 habitantes (fonte: IBGE/2010).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Situa-se na região sudeste do estado, na Microrregião de Catalão.

Está a 270 quilômetros de Goiânia.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

A cultura do Arroz e a produção de leite e Gado de corte são a base da economia local. Em 2011 iniciaram-se as atividades de uma empresa fabricante de molduras em EPS (Isopor), Telhas Termoacústicas em EPS (Isopor), Lajotas em EPS (Isopor) e Recortados em EPS (Isopor) em Geral. Esta empresa restaurou uma área antiga da cidade gerando novos empregos e atraindo investimentos para a cidade de Cumarí.

Folclore[editar | editar código-fonte]

Cumari festeja, no segundo domingo de janeiro, o dia consagrado a São Sebastião/ no 1º domingo de maio a festa em homenagem à Santa Cruz na Fazenda Capoeirão, e no 2º domingo de julho festeja Nossa Senhora do Rosário. Durante a celebração da Festa de Nossa Senhora do Rosário, que ocorre no mês de julho, a cidade conhece o colorido das Congadas: em filas, os dançarinos de congo, com suas roupas coloridas, seu canto alegre e a coreografia que lhes é peculiar, passam dançando pelas ruas, fazendo a alegria da criançada e encantando os visitantes.

Personalidades[editar | editar código-fonte]

Lúcia Vânia Abrão, Senadora por Goiás e Moisés Abrão, ex. senador pelo Estado do Tocantins, Pedrinho Abrão, ex. Deputado Federal por Goiás, são as personalidades locais de maior projeção fora do Município. Nas últimas décadas destacaram-se à frente da administração municipal os prefeitos Cleide Abrão Tavares (Prefeita por dois mandatos), Antonio Ferreira Leão (Prefeito por três mandatos) e o atual Prefeito Marquinho do Bento, também prefeito em dois mandados (2009-2012 e 2013-2016).

Ensino[editar | editar código-fonte]

A estrutura de ensino de Cumari está montada em 3 escolas, 2 estaduais e uma municipal. Fazem parte da rede de ensino local o Colégio Estadual Getúlio Evangelista da Rocha, o Colégio Estadual Castro Alves e a Escola Municipal Gotinhas do Saber. Há, ainda, uma creche - Creche Escola Coração de Maria - , que atende a população.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 31 de julho de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.