Itapaci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Itapaci
"Princesinha Do Vale"
Bandeira desconhecida
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 11 de Agosto
Fundação 11 de Agosto de 1945

(69 anos)

Gentílico itapacino
Prefeito(a) Walgney Gonzaga de Castro (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Itapaci
Localização de Itapaci em Goiás
Itapaci está localizado em: Brasil
Itapaci
Localização de Itapaci no Brasil
14° 57' 03" S 49° 32' 56" O14° 57' 03" S 49° 32' 56" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008[1]
Microrregião Ceres IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Pilar, Guarinos, Nova América, Crixás, Rubiataba, Ipiranga de Goiás, Nova Glória e São Luís do Norte.
Distância até a capital 240 Km km
Características geográficas
Área 956,125 km² [2]
População 20 557 hab. (GO: 53º) –  Estimativa IBGE/2014[3]
Densidade 21,5 hab./km²
Altitude 550 m
Clima 25° - 33°
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,725 alto PNUD/2010[4]
PIB R$ 118 519,839 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 7 052,23 IBGE/2008[5]
Página oficial

Itapaci é um município brasileiro do estado de Goiás. Situado na região do Vale do São Patrício, sua população segundo estimativa do IBGE em 2014 era de 20.557 habitantes. O prefeito atual é Walgney Gonzaga de Castro que governa entre 2013 a 2016.

Seu ponto turístico é o Lago Azul. Mesmo com o desenvolvimento da cidade, ainda existem lavouras de tomate, cana-de açúcar e melancia tanto dentro da região quanto em seu entorno, mas seu avanço industrial promove um desenvolvimento rápido do município. Atualmente destaca-se no seu desenvolvimento o primeiro Pólo Universitário da cidade, as várias lojas e indústrias. Itapaci também é conhecido pela sua usina de cana de açúcar Vale Verde (Grupo Farias).

História[editar | editar código-fonte]

O povoamento iniciou-se na década de 1920 nas terras das fazendas Água Fria e Barra, fazendas de gado. O terreno foi doado por um fazendeiro chamado Domiciano Rodrigues Peixoto e uma cruz foi erguida em 1935. O primeiro nome foi Água Fria, logo alterada para o nome de Floresta, e em 1938 mudado para Itapaci. Em 11 de agosto de 1945, foi elevado aos status de município.

Prefeitos e ex-prefeitos Início do mandato Fim do mandato
Sebastião Peixoto da Silveira 1947 1950
Manoel de Oliveira Penna 1951 1954
João Alves da Silva 1955 1958
Antonino de Sousa Mocó 1959 1960
Benício de Souza 1961 1965
Waldemar Nunes de Castro 1966 1969
Antônio Teixeira de Lima 1970 1971
Waldemar Nunes de Castro 1972 1975
Antônio Teixeira de Lima 1976 1982
Adedi José de Santana 1983 1988
Wagner Alves Campos 1989 1992
Francisco Agra Alencar Filho 1993 1996
Adedi José de Santana 1997 2000
Rômulo Alves de Oliveira 2001 2004
Salvador André de Leandro 2005 2008
Francisco Olizete Agra 2009 2012
Francisco Olizete Agra 2013 2013
Walgney Gonzaga de Castro 2013 2016

Geografia[editar | editar código-fonte]

Itapaci é a 5º maior cidade do Vale do São Patrício, por população, segundo estimativas do IBGE. Suas cidades limítrofes são Pilar de Goiás e Guarinos ao norte; Nova América e Crixás ao oeste; São Luís do Norte ao leste; Rubiataba, Ipiranga de Goiás e Nova Glória ao sul.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Possui rios em seu entorno como o Rio São Patricinho e o Rio São Patrício, afluente do Rio das Almas, que serve de divisa entre os municípios vizinhos. Além disso, possui pequenos córregos por entre a cidade que formam represas, como o Lago Azul, para o lazer na cidade.

Relevo e vegetação[editar | editar código-fonte]

Localizada no centro goiano, Itapaci possui uma altitude de 550 metros. O município, tendo suas terras praticamente planas, contém regiões altas ou baixas, sendo seu ponto mais alto a Serra da Figura. Em sua vegetação predomina o cerrado, tendo várias tipologias florestais.

Clima[editar | editar código-fonte]

Seu clima é o Tropical Úmido, com temperaturas máximas elevadas que podem chegar a 37 °C.

Economia[editar | editar código-fonte]

Sua economia está baseada na Agropecuária, agricultura e serviços.. Em 2006, havia 425 fazendas com uma área total de 51.805 hectares, dos quais 3.500 hectares eram terras agrícolas e 38.600 hectares foram pasto. A pecuária é a principal atividade econômica, com 75 mil cabeças em 2006. Há plantações de arroz, feijão, milho, amendoim e mandioca. A cultura principal é a cana com 4.800 ha. plantado em 2006 e uma produção de 384 mil toneladas.


Agências bancárias: Banco do Brasil S.A; Banco Itaú S.A; Caixa Econômica Federal; Banco Bradesco S.A.

Educação[editar | editar código-fonte]

  • Ensino privado:
  • Escola Portal do Saber
  • Colégio Assunção (Convênio Municipal e Estadual)
  • Escolas municipais:
  • Escola Municipal Leôncio José Santana
  • Escolas estaduais:
  • Escola Estadual Nova Ponte
  • Escola Estadual Luís Alves Machado
  • Escola Estadual Vicença Maria de Jesus
  • Escola Estadual Santa Teresinha
  • Colégios estaduais:
  • Colégio Estadual Geralda Andrade Martins
  • Ensino superior:
  • Faculdade Asteq

Conta também com a Friend's Language Center - Curso de Inglês que vem se destacando a cada ano.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
1991 12 652
2000 13 931 10,1%
2010 18 458 32,5%
Est. 2014 20 557 [6] 47,6%
Fonte:IBGE[7]

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Itapaci, é considerado elevado segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), sendo seu valor 0,725. Considerando apenas a educação, o valor do índice é de 0,626 (classificado como médio). O índice da longevidade é de 0,844 (o brasileiro é 0,638) e o de renda é de 0,720.

Religião[editar | editar código-fonte]

De acordo com os dados do censo de 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade apresentava os seguintes índices:

Religião Nº Pessoas
Católica 13.885
Evangélica 3.291
Outras religiosidades cristãs 168
Espírita 36
Sem religião 971

Outros dados[editar | editar código-fonte]

Dados obtidos segundo o Censo 2010 realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)[8]

Valor do rendimento nominal mediano mensal por residência R$ 1.020,00
Domicílios particulares permanentes 5.921
Valor do rendimento nominal mediano mensal por pessoa maior de 10 anos de idade R$510,00
Pessoas com dez anos ou mais de idade 15.642
Óbitos de crianças de menos de 1 ano de idade, ocorridos de agosto de 2009 a julho de 2010 2
Óbitos de pessoas ocorridos de agosto de 2009 a julho de 2010 106
Total de moradores em domicílios particulares permanentes 18.389
Moradores em domicílios particulares permanentes Urbanos 16.617
Moradores em domicílios particulares permanentes Rurais 1.772
Taxa de alfabetização das pessoas de 5 anos ou mais de idade (%) 87,6
Pessoas com cinco anos ou mais de idade, alfabetizadas 15.030
Homens com dez ou mais anos de idade 7.701
Mulheres com dez ou mais anos de idade 7.941
Pessoas com até 10 anos de idade 3.154
População residente 18.458
Pessoas residentes em domicílios particulares 18.419
Pessoas com faixa etária de 0 a 4 anos 1.300
Pessoas com faixa etária de 5 a 9 anos 1.516
Pessoas com faixa etária de 10 a 14 anos 1.707
Pessoas com faixa etária de 15 a 17 anos 1.022
Pessoas com faixa etária de 18 a 19 anos 623
Pessoas com faixa etária de 20 a 24 anos 1.607
Pessoas com faixa etária de 25 a 29 anos 1.556
Pessoas com faixa etária de 30 a 34 anos 1.505
Pessoas com faixa etária de 35 a 39 anos 1.444
Pessoas com faixa etária de 40 a 49 anos 2.614
Pessoas com faixa etária de 50 a 59 anos 1.683
Pessoas com faixa etária de 60 a 69 anos 1.073
Pessoas com faixa etária de 70 anos ou mais 808

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2014 Censo Populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2014). Visitado em 26 de outubro de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  6. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas IBGE_Est_Pop_2014
  7. Evolução Populacional Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 17 de novembro de 2014.
  8. Censo 2010 IBGE http://www.ibge.gov.br/home/download/estatistica.shtm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.