Silvânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Silvânia
"Atenas de Goiás"
Bandeira de Silvânia
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 5 de outubro
Fundação 1833
Gentílico silvaniense
Lema Novos Tempos
Padroeiro(a) Nosso Senhor do Bonfim
CEP 75180-000
Prefeito(a) José da Silva Faleiro (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Silvânia
Localização de Silvânia em Goiás
Silvânia está localizado em: Brasil
Silvânia
Localização de Silvânia no Brasil
16° 39' 32" S 48° 36' 28" O16° 39' 32" S 48° 36' 28" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Sul Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Pires do Rio IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Vianópolis, Luziânia, Leopoldo de Bulhões, Anápolis, Alexânia, Bela Vista de Goiás e Gameleira de Goiás.
Distância até a capital 85 km
Características geográficas
Área 2 264,769 km² [2]
População 20 106 hab. (GO: 54º) –  Censo IBGE/2014[3]
Densidade 8,88 hab./km²
Altitude 999 m
Clima Tropical de altitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,709 alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 252 537,918 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 13 264,94 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.silvania.go.gov.br

Silvânia é um município brasileiro do estado de Goiás que se localiza na denominada “Região da Estrada de Ferro”.

História[editar | editar código-fonte]

Silvânia teve início por volta do ano de 1774, com a descoberta de lavras de ouro na região. Isso atraiu aventureiros de diversas regiões, inclusive da Bahia, os quais trouxeram consigo uma imagem de Nosso Senhor do Bonfim, o qual deu nome ao arraial que ali surgira. Somente no ano de 1833, a capelinha do arraial de Nosso Senhor do Bonfim recebeu o título de paróquia. O arraial recebeu o título de vila em 2 de abril de 1833. A vila obteve o foro de cidade em 5 de outubro de 1857 através de uma resolução da província de Goiás.[6] A primeira escola pública de Silvânia foi criada em 1829, e Joaquim Gomes Pinto, seu primeiro professor. A educação ganhou destaque no município com a vinda das escolas Salesianas, o Ginásio Anchieta em 1926 e o Instituto Auxiliadora em 1937. O nome Bonfim, foi alterado para Silvânia em 1943, em homenagem à família Silva, de Vicente Miguel da Silva e seus descendentes, que ocupavam cargos de grande prestígio na cidade. Do município de Silvânia, foram desmembrados alguns municípios: Vianópolis, Leopoldo de Bulhões, São Miguel do Passa Quatro Bela Vista de Goiás e Gameleira de Goiás. Silvânia continua sendo um importante polo comercial e educacional da região da estrada de ferro.

Silvânia foi centro educacional do Estado. O poeta Léo Lynce trabalhou na cidade, e Ursulino Leão e Afonso Félix de Sousa estudaram no Ginásio Anchieta. Aldair Aires viveu seus últimos anos de vida na cidade. Escritores da cidade: Antonio Americano do Brasil, Salomão Sousa, Antonio da Costa Neto, André de Leones, Hilda Magalhães, Edmar Camilo Cotrim, Inácio José de Paula e Cavalin, entre outros.

Economia[editar | editar código-fonte]

Economia baseada na pecuária, agricultura e produção de tijolos.

A organização rural é destaque nacional, isto pela participação efetivas dos produtores da Agricultura Familiar e Empresarial nas organizações como a Central de Associações; Coopersil, Cretitag-Silvânia; Sindicato dos Trabalhadores Rurais e, como participação decisivas nas ações do Território Estrada de Ferro Cidade criada na época da exploração do ouro, contribuiu para a formação de grandes figuras do Estado com o Ginásio Anchieta e Instituto Auxiliadora.


Turismo[editar | editar código-fonte]

Igreja Nosso Senhor do Bonfim.

Elementos turísticos: Igreja do Senhor do Bonfim, com mais de duzentos anos, as regiões marcadas pela exploração do ouro, como crateras originadas de tal exploração, a Igreja de São Sebastião, que fica no bairro que leva o mesmo nome, o Cristo, na chegada da cidade, e ao lado, a estação do trem-de-ferro Cuturama. Há também uma bela decoração natalina no centro da cidade.

Silvânia conta com uma pequena rede de hotéis, que podem ser classificados como pousadas.

Bairros[editar | editar código-fonte]

  • Bairro Conselheiro Manuel Caetano
  • Bairro Pedrinhas
  • Bairro Maria de Lourdes
  • Bairro Nossa Senhora de Fátima
  • Bairro São Sebastião
  • Bairro St. Antônio
  • Setor Central
  • Setor Industrial
  • Con.Hab. São Sebastião
  • Resd. Beira do Lago
  • Resd. Deco Corrêa
  • Resd. Jorge Barroso
  • Resd. Park Anchieta
  • Resd. São Judas Tadeu
  • Resd. Anhanguera
  • Bairro Leonides Cotrim " Vila Mutirão "
  • Bairro Nosso Senhor do Bonfim
  • Resd. Jardim Ipê
  • Setor Sul


Links Externos[editar | editar código-fonte]

  • [1] Site do Sindicato dos Trabalhadores Rural. Visitada em 06/01/13
  • [2] Site Território Estrada de Ferro. Visitada em 06/01/13

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2014 Censo Populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de setembro de 2014). Visitado em 30 de setembro de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 31 de julho de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. "História de Silvânia", em: BORGES, H.C. (1981)
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.