Aparecida de Goiânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Aparecida de Goiânia
"Aparecida"
"París"
"
Cidade de aparecida de Goiânia.jpg

Bandeira de Aparecida de Goiânia
Brasão de Aparecida de Goiânia
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 11 de maio de 1922
Gentílico aparecidense
Prefeito(a) Maguito Vilela (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Aparecida de Goiânia
Localização de Aparecida de Goiânia em Goiás
Aparecida de Goiânia está localizado em: Brasil
Aparecida de Goiânia
Localização de Aparecida de Goiânia no Brasil
16° 49' 19" S 49° 14' 42" O16° 49' 19" S 49° 14' 42" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Goiânia IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Goiânia
Municípios limítrofes Goiânia, Senador Canedo, Hidrolândia e Aragoiânia
Distância até a capital 11 km
Características geográficas
Área 288,465 km² [2]
População 500 619 hab. (GO: 2°) –  IBGE/2013[3]
Densidade 1 735,46 hab./km²
Altitude 808 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,718 alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 6,296 bilhões IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 13 538,58 IBGE/2011[5]
Página oficial
Prefeitura www.aparecida.go.gov.br
Câmara www.camaradeaparecida.go.gov.br

Aparecida de Goiânia é um município brasileiro do estado de Goiás, localiza-se na Região Metropolitana de Goiânia. Sua população, conforme estimativas de 2014, é de 511,323 habitantes [3] , sendo o segundo município mais populoso do estado, ficando atrás somente da capital, Goiânia. Estendendo-se por uma área de 288.4 km²[2] e ostentando um PIB de 6 296 699 000 reais em 2011 (terceiro maior PIB de Goiás atrás de Goiânia e Anápolis), é um dos principais centros industriais do estado, sendo intensamente conurbada com Goiânia, distante apenas 11 km.

História[editar | editar código-fonte]

A fundação da cidade de Aparecida de Goiânia foi possibilitada pela doação de terras feita por um grupo de fazendeiros da região à Igreja Católica em maio de 1922 e pertencia ao Município de Pouso Alto (atual Piracanjuba), logo depois em 1958 passou a integrar-se ao Município de Grimpas (atual Hidrolândia), tornando-se distrito. Em seguida, no dia 14 de novembro de 1963, o Distrito de Aparecida de Goiás emancipou-se de Hidrolândia , passando a se chamar Aparecida de Goiânia. Aparecida de Goiânia passou então a ser o alvo de inúmeros assentamentos promovidos principalmente pelo governo do estado, o que a impulsionou na classificação de um dos maiores índices de crescimento populacional do Brasil.

O Município de Aparecida de Goiânia se cha­mou, ainda como povoado, Aparecida, nome derivado da padroeira do lugar, Nossa Senhora Aparecida. Em 1958, a Lei Municipal n. 1295 alterou-lhe o nome para Vila Aparecida de Goiás, e restaurou a condição de Distrito, sendo a derivação implícita. Ainda em 1958, a Lei Municipal n. 1.406, de 26 de dezembro, fixou-lhe o nome de Goialândia, formado de Goia de Goiânia e Lândia de Hidrolândia, o que indica Vila situada entre os municípios de Goiânia e Hidrolândia. O nome "Goialândia" porém não foi aceito por parte dos seus moradores, permanecendo o anterior.

A Lei Estadual n. 4.927, de 14 de novembro de 1963 eleva à categoria de Município o Distrito, modificando-lhe o nome para Aparecida de Goiânia, já com foros de cidade, que pode ser dada como cidade que nasceu de Goiânia. Os primórdios da evolução social do pequenino povoado repousam na capelinha Nossa Senhora Aparecida. Local onde os moradores de então pratica­vam o culto religioso àquela que seria mais tarde consagrada a padroeira do lugar.

Habitavam naquelas paragens os fazendeiros José Cândido de Queirós, Abrão Lourenço de Carvalho, Antônio Barbosa Sandoval, João Batista de Toledo e Aristides Frutuoso suas mulheres e filhos que, juntando-se a mais outros, formavam o núcleo populacional que marcou o início da sua histó­ria.

As freqüentes desobrigas levadas a efeito pelos padres sediados em Campinas acabaram por incutir nos primeiros habitantes o sentimento religioso da Igreja Católica Apostólica Romana. Os sacerdotes se transportavam para o pequeno lugarejo em animais a fim de cumprirem missão de fé, acentuando in­delevelmente a agregação religiosa, incrementando, conseqüentemente, a aflu­ência de residentes em função do culto.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Nos seus aspectos geográficos, Aparecida de Goiânia integra a Microrregião de Goiânia, estando situada a 18 quilômetros do centro da Ca­pital do Estado pela BR 153 e 15 minutos de percurso. Sua altitude é de 804 metros, com uma área de 289,08 quilômetros quadrados. Suas terras são do tipo sílico argilosa com pedrei­ras. A temperatura média oscila entre 26 e 27 graus centígrados.

Clima[editar | editar código-fonte]

Aparecida de Goiânia possui um clima tropical semiúmido sendo quente a maior parte do ano. Apesar disso, no inverno as temperaturas mínimas podem despencar para até 9°C. Porém, as máximas podem ser superiores a 31°C. (Temperaturas típicas de um dia de inverno: mín. 11°C/máx.28°C). Na primavera, são registradas as maiores temperaturas. Há casos em que as temperaturas máximas podem alcançar ou ultrapassar os 38°C. (Temperaturas típicas de um dia de primavera: mín. 21°C/máx.35°C). No verão as temperaturas ficam mais amenas: entre 19°C e 29°C. (Temperaturas típicas de um dia de verão: mín. 20°C/máx.29°C). No outono, as temperaturas ficam mais amenas variando entre 14°C e 28°C. (Temperaturas típicas de um dia de outono: mín. 15°C/máx.27°C).

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

A sua hidrografia é formada pelo Rio Meia-Ponte que banha o muni­cípio em pequena extensão, servindo de limite com outros municípios. Os ribeirões das Lages, Santo Antônio e o córrego da Serra banham o seu terri­tório. O serviço de eletrificação do município, com energia fornecida pela hidrelétrica de Cachoeira Dourada, foi inaugurado em 11 de maio de 1960 pelas Centrais Elétricas de Goiás (CELG). No aspecto demográfico, a população residente no município após a sua emancipação que não atingia 2.000 pessoas, de acordo com a sinopse preliminar do censo demográfico, sua população em 1980, foi proporcional­mente a de maior crescimento no Brasil, estando assim distribuída: urbana 20.724, rural 21.941 com um total de 42.665 habitantes, ficando a densidade demográfica em 11,40 hab/km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população do município em 2010, de acordo com o IBGE, era de 455.657 habitantes. Já a População estimada de 2013, ultrapassa meio milhões de Habitantes que hoje são 500.619 Habitantes. Por esse crescimento da população Aparecida o municipio passa de Cidade média para Cidade Grande. O principal motivo para a grande população está na Conurbação de Aparecida com Goiânia, que impulsionou o crescimento do município, Aparecida faz parte da [Região Metropolitana de Goiânia] que é atualmente a décima maior aglomeração urbana do Brasil, com uma população de 2 173 141 habitantes. Apresenta uma densidade populacional de 1 782,5 habitantes por km², sendo Aparecida o 2° maior município da Região Metropolitana e também de seu estado. A população de Aparecida de Goiânia é formada por 99.75% de população urbana e 0.25% de população rural.

Problemas[editar | editar código-fonte]

Mesmo cidade grande Aparecida é uma cidade cheia de problemas no que diz respeito a sua infra-estrutura, sofrendo de problemas como falta de água tratada, luz, esgoto e asfalto - que contempla uma média de somente 45% de sua população total. A cidade também não dispõe de um aterro sanitário. Resumindo, é uma cidade que precisa de avanços nas áreas da sáude, segurança, lazer e educação, sendo assim uma cidade que perde em muito para a maioria dos municípios do entorno das capitais de outros estados brasileiros. Hoje, o principal problemas enfrentado pelo aparecidense é a falta de rede de esgoto, está se construindo malha asfáltica (responsabilidade municipal), porém a área de saneamento básica (responsabilidade estadual) não está sendo feita. O que vem gerando uma série de problemas, como o excesso de água servida nas ruas, pois a população não consegue manter suas fossas limpas. Mas o mais incrível, é a liberação da construção de prédios sem rede de esgoto, prédios são construídos juntamente com fossas gigantes.

Bairros[editar | editar código-fonte]


Economia[editar | editar código-fonte]

Avenida Rio Verde, ponto próximo ao principal shopping da cidade.

Em seus aspectos econômicos, a pecuária, com a criação de gado bovi­no com a finalidade de corte e leite é uma das atividades na sua pequena extensão rural. No município onde predomina a indústria extrativa de areia para construções, pedras, barro comum para fabricação de tijolos, a agricul­tura não é expressiva, tendo-se em vista que são atividades conflitantes, den­tro de uma pequena área territorial rural, visto que 70% do seu território encontra-se hoje ocupado por grande proliferação imobiliária, cujos lotes e áreas diversas estão ocupadas por moradias e setores industriais.

O intercâmbio comercial, em maior escala, é realizado com o municí­pio de Goiânia e com outros estados, tendo como principal meio de acesso a rodovia BR-153. Por seu turno, Goiânia é o principal centro consumidor de seus produtos extrativos e industrializados. Supermercados, armazéns, mer­cearias e semelhantes realizam o abastecimento interno.

Aparecida de Goiânia possui agências dos Correios e Telégrafos, mi­lhares de telefones instalados, ônibus de percurso entre a Capital e a maioria das regiões do município, bastante asfalto e muitos bens e serviços públicos, existindo agências bancárias como o Banco do Brasil, Bradesco, CEF, Itaú e outros.

Industrialização[editar | editar código-fonte]

Aparecida de Goiânia tem vocação industrial, pois conta com espaço, investimentos em infra-estrutura e logística de transporte que dão suporte à expansão econômica, na região". Ao mesmo passo perde o título de cidade dormitório. Na área de serviços, o Produto Interno Bruto (PIB) do município registrou crescimento de 46% entre os anos de 2002 e 2006. Índice superior ao do Estado que foi de 35%. Segundo levantamento da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), o PIB geral de Goiás teve elevação de 35%, enquanto que o de Aparecida registrou 54%. Um avanço decorrente da expansão da atividade industrial na região. Além de Goiânia, a cidade faz limite com os municípios de Aragoiania, Bela Vista de Goiás, Hidrolândia e Senador Canedo. O município conta com o Polo Empresarial Goiás, que reúne várias empresas de diversos segmentos, como as fraldas Sapeka, JC Distribuição Logística, entre outras.

Conta com grandes indústrias como: Grupo ORTOMIX, NASA Transportes, Companhia do sono LTDA., Emtram Transportes, Stock Hospitalar, 100 Parar Transportes, Grupo Mabel.

Indicadores socioeconômicos[editar | editar código-fonte]

Atividades econômicas em Aparecida de Goiânia - (2012)[6]
  • PIB municipal (2008):[5] R$ 3,873 bilhões
  • PIB per capita (2008):[5] R$ 7.827,05
  • Composição do PIB (2008)[7]
  • Valor adicionado bruto da agropecuária: R$ 5.421 milhões
  • Valor adicionado bruto da indústria: R$ 0,792 bilhão
  • Valor adicionado bruto dos serviços: R$ 2,643 bilhões
  • Impostos sobre produtos líquidos de subsídios: R$ 0,432 bilhão

Política[editar | editar código-fonte]

Prefeitura[editar | editar código-fonte]

Atual prefeito Maguito Vilela

Em 3 de fevereiro de 1964, o governador do estado Mauro Borges Teixeira nomeou Licídio de Oliveira como o primeiro prefeito do então recém criado município de Aparecida de Goiânia.[8] O país passava por momentos difíceis, devido ao golpe militar de 1964.[8] O presidente da República, Humberto de Alencar Castelo Branco, nomeou como interventor do governo de Goiás o tenente-coronel Meira Matos.[8] Como o município de Aparecida representava um reduto da oposição ao golpe, foi nomeado para ocupar o cargo de prefeito o ex-combatente de guerra, José Bonifácio da Silva, cujo mandato se estendeu até 31 de janeiro de 1966.[8] A partir dessa data, assume o primeiro prefeito eleito pelo voto direto, Tanner de Melo, e desde então todos os prefeitos foram eleitos de forma democrática.[8] A cena local esteve polarizada entre o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e a Aliança Renovadora Nacional (Arena) e seus sucessores, o PMDB e o PFL. Atualmente, a gestão de Aparecida está nas mãos do ex-governador de Goiás Maguito Villela, do PMDB.

Eleições gerais[editar | editar código-fonte]

Eleição Vencedor  % Vencedor  %
1998 (1°) FHC 71,16% Iris 54,60%
1998 (2°) Não houve Iris 52,19%
2002 (1°) Lula 45,72% Marconi 43,25%
2002 (2°) Lula 63,53% Não houve
2006 (1°) Lula 48,78% Maguito 44,93%
2006 (2°) Lula 66,33% Maguito 50,57%
2010 (1°) Dilma 46,10% Iris 43,43%
2010 (2°) Dilma 55,80% Iris 59,88%
Fontes: 1998, 2002, 2006, 2010

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral referentes aos anos de 1998 a 2010, Aparecida de Goiânia geralmente atua como um reduto petista em eleições presidenciais e como um reduto pemedebista em eleições estaduais – ao contrário da capital estadual. A vitória mais recente de um presidenciável tucano em Aparecida ocorreu em 1998, quando Fernando Henrique Cardoso obteve o apoio esmagador do eleitorado aparecidense, conquistando mais de 71% dos votos válidos. Desde então, os presidenciáveis petistas ganharam a disputa em Aparecida tanto no primeiro quanto no segundo turno. Já nas disputas para governador, geralmente polarizadas entre PMDB e PSDB, a preferência da população local pelos candidatos pemedebistas é clara. Com exceção do pleito de 2002, quando o tucano Marconi Perillo obteve o apoio de 43,25% dos aparecidenses que compareceram às urnas, os candidatos pemedebistas ao governo foram hegemônicos em Aparecida.

No referendo de 2005, 62,2% dos eleitores aparecidenses que foram às urnas se declararam a favor da comercialização de armas de fogo e munição no país, enquanto 37,7% votaram contra.[9]

Cultura[editar | editar código-fonte]

A responsável pelo setor cultural da prefeitura de Aparecida de Goiânia é a Secretaria de Cultura e Turismo, que tem como principal objetivo a popularização, o resgate e a valorização da identidade cultural do município. Para isso, conta com espaços como o Centro de Cultura e Lazer José Barroso e a Casa de Musicalidade, além do palco móvel do projeto Ação Cultural, que visita pontos estratégicos da cidade, apresentando artistas de diferentes segmentos que atuam em Aparecida.

Igreja Catolica de Aparecida de Goiânia, uma parte da historia e da cultura do município.

Música[editar | editar código-fonte]

Aparecida assim como Goiânia possui uma forte influência da música sertaneja. A cidade tem muitos festivais de músicas, como Aparecida é Show, um festival de rodeio e música sertaneja (também apelidado de rodeio show). Goiás é Show, Festival de Shows de vários gêneros musicais como Rock ,Funk , Axé e de fato o Sertanejo. Em aparecida também tem diversas casas de show, a mais importante delas é a Atlanta Music Hall conhecida por ser palco de gravações de DVD's de muitos Cantores Brasileiros.

Esporte[editar | editar código-fonte]

Aparecida de Goiânia é sede de 1 clube de futebol de Goiás reconhecido nacionalmente que é o Associação Atlética Aparecidense. A cidade também conta com um Estádio o Estádio Annibal Batista de Toledo,tem capacidade para 4.800 pessoas e é utilizado Também pelo Goiânia Esporte Clube um clube de Goiânia. A Cidade também possui vários ginásios de esportes assim beneficiando e valorizando o esporte para os cidadães aparecidenses.

Noites e culinária[editar | editar código-fonte]

As noites Aparecidenses são marcadas por seus Motéis que são muitos na cidade, existe ate bairros especializados para os demais Motéis da Cidade, As Boates também são pontos especiais da cidade. Vários bairros da cidade são marcados por vários tipos de estabelecimentos de atividade noturna dentre bares, cafés, casas de espetáculo e danceterias que atendem aos mais diversos públicos, dos mais conservadores aos mais vanguardistas e irreverentes.

A culinária aparecidense possui as mesmas características encontradas em seu estado. O uso do pequi e o da guariroba são comuns no arroz. A pamonha, a galinhada e o empadão goiano são alguns dos pratos típicos de Aparecida. Outra imagem da culinária da cidade são as X-saladas encontradas em pit-dogs que também são muito comuns em Goiânia.

Edifícios perto da Vila Brasilia, e fundo a Serra das Areias.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. a b IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. a b Estimativa Populacional 2013 (PDF) Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1º de julho de 2013). Página visitada em 29 de agosto de 2012.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 31 de julho de 2013.
  5. a b c d Produto Interno Bruto dos Municípios 2011 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 05 de janeiro de 2014.
  6. Atividades econômicas de aparecida de Goiânia (2012) Plataforma DataViva.. Página visitada em 13 de janeiro de 2014.
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Banco de Dados: Cidades
  8. a b c d e Lista dos prefeitos no website da prefeitura de Aparecida de Goiânia
  9. Resultado do Referendo de 2005 por município. Tribunal Superior Eleitoral.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aparecida de Goiânia