Metropolitano de Sevilha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Metropolitano de Sevilha
Informações
Local Sevilha
Número de linhas 3 + 1 em projecto
Funcionamento
Início de funcionamento 1974, retomado em 1983
Operadora(s) Sociedad del Metro de Sevilla
Dados técnicos
Extensão do sistema 56 km
Mapa da rede

MaparedMS.png

O projeto do Metropolitano de Sevilha nasceu em 1974 com uma proposta de rede formada por três linhas:

  • Linha 1: La Plata, Puerta Jerez, Plaza Nueva, Plaza del Duque, Alameda, Macarena, Pino Montano.
  • Linha 2: Santa Clara, Polígono San Pablo, Alhóndiga, Plaza del Duque, Marqués de Paradas, El Tardón, Rubén Darío.
  • Linha 3: Heliópolis, San Bernardo, Menéndez y Pelayo, Recaredo, Macarena, Cartuja.

O projeto foi cancelado em 1983 depois de terem sido construídos vários troços de túneis. As razões expostas foram danos provocados pelos temores nos edifícios históricos, a natureza instável do solo do Sevilha e falta de rentabilidade económica, já que o planeamento inicial estimava um crescimento da cidade muito superior ao real.

Em 1999 com melhores perspectivas de tecnologia, em relação ao solos, reaviva-se o projeto, criando-se a Sociedad del Metro de Sevilla, que inicia um novo projeto de Metro de Sevilha com quatro linhas, a maioria subterrâneas.

Linhas[editar | editar código-fonte]

METRO

Percurso

Inauguração

Estado Comprimento Estações
Linha 1 Olivar de Quinto ↔ Ciudad Expo 2008 Em obras 18 km 22
Linha 2 Torreblanca ↔ Puerta Triana - Em projeto 12.5 km 17
Linha 3 Pino Montano ↔ Bermejales - Em projeto 11 km 17
Linha 4 Circular - Em projeto 15 km 19
BONDE

Percurso

Inauguração

Estado Comprimento Estações
MC Prado ↔ Plaza Nueva 2007 (Fase I) Concluido 1,4 km 4
MA Circular Aljarafe - Em estúdio - -

O projeto básico compõe-se de 4 linhas de Metro Ligeiro (unidade móvel tipo "Bonde" e combinação de trechos em subterrâneo e superfície) que correm pelo centro urbano de Sevilha e estendem-se até a área metropolitana.

  • A linha 1, Presentemente em construção percorre em subterrâneo 90% do seu percurso no Término Municipal de Sevilha, sai à superfície (sempre em plataforma independente do trafico rodoviário e sem contato com ele) em diferentes pontos da Área Metropolitana.
  • As linhas 3 e 4 ficam à espera de ser licitadas. O projeto ainda não foi aprovado mais se espera que no próximo ano sejam licitadas às obras, e assim o projeto destas linhas seja conhecido pelos cidadãos, e também recolher as alegações destes.
  • A Linha 2 fica recolhida dentro do projeto básico seguindo o corredor Torreblanca-Sevilla Este-Santa Justa-Centro-Puerta Triana, se bem, encontra-se em fase de estúdio.

Junto a estas quatro linhas foram propostas outras de tipo Bonde que conectaram as quatro linhas de metro com aquelas zonas nas que este não tem serviço.

  • Metrocentro (MC) : Em setembro de 2004, o presidente da Câmara municipal de Sevilha propôs construir uma linha de bonde para enlaçar a linha 1 do metropolitano com o centro de Sevilha na sua primeira fase. As obras deste bonde ficam já num avançado estado de execução. A segunda fase prevê a ampliação deste até a estação de comboios de Santa Justa.
  • Metro Aljarafe (MA): Trata-se duma linha de bonde circular que discorre pelos núcleos urbanos de numerosos municípios do Aljarafe sul e que tem conexão com a L1 do Metrô de Sevilha.
  • Outras conexões: Está prevista a conexão da L1 mediante bondes com os municípios de Dos Hermanas e Alcalá de Guadaíra. À hora da execução o resto das linhas do Metropolitano de Sevilha estudou-se a conexão destas com outros núcleos urbanos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]