Seleção Croata de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Croácia
Croatia football federation.png
Alcunhas?  Vatreni
Associação Hrvatski nogometni savez
Confederação UEFA (Europa)
Material desportivo?  Logo NIKE.svg Nike
Treinador Croácia Niko Kovač
Capitão Darijo Srna
Mais participações Darijo Srna (116)
Melhor artilheiro Davor Šuker (45)
Kit left arm thinwhiteborder.png Kit body croatia14h.png Kit right arm thinwhiteborder.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm croatia14a.png Kit body croatia14a.png Kit right arm croatia14a.png
Kit shorts croatia14a.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

A Seleção Croata de Futebol é a equipe de futebol nacional da Croácia. Tem sido apontada como uma das seleções mais fortes, desde a separação da Iugoslávia, no início dos anos de 1990. A Croácia se classificou para seis dos sete grandes torneios disputados por ela até hoje.

História da Croácia[editar | editar código-fonte]

A consagração do futebol croata veio mesmo com o terceiro lugar na Copa do Mundo de 1998. A equipe que tinha Davor Suker, o artilheiro do mundial e Zvonimir Boban, na época jogador do AC Milan, como suas principais estrelas, conquistou essa façanha com uma campanha surpreendente, em que derrotaram a Alemanha nas quartas-de-final por 3 a 0. A Seleção Croata só foi derrotada na semi-final, perdendo para a anfitriã França por 2 a 1, com dois gol de Lilian Thuram que nunca havia marcado um gol pela seleção. Na Copa de 2002 e na Eurocopa de 2004, a equipe croata não conseguiu passar da primeira fase. O mesmo se deu na Copa de 2006, na Alemanha, quando terminou em 22º lugar.

Para a Euro 2008, a Croácia não teve uma seleção tão forte quanto aquela que chegou às semifinais na Copa de 1998, tendo alcançado o terceiro lugar. Contudo, mesmo assim conseguiu uma ótima campanha nas Eliminatórias Européias, vencendo oito dos dez jogos que disputou, o que alegrou muito o técnico Zlatko Kranjcar. Nas dez partidas realizadas pela seleção croata, o único momento em que houve descontentamento dos torcedores foi quando a Croácia empatou com a seleção de Malta em 1 a 1, provocando revolta em uma boa parte dos torcedores ao saírem do estádio.

A Croácia em Copas do Mundo[editar | editar código-fonte]

A seleção Croata já disputou 4 Copas do Mundo tendo a melhor posição em 1998. Conquistou do 3º lugar após uma vitória sobre a Holanda na decisão do terceiro lugar. Abaixo estão descritas as respectivas participações:

1930 a 1994[editar | editar código-fonte]

Não participou dessas campanhas porque fazia parte da Iugoslávia. E essa disputava as competições até a sua divisão em 1991 [1]

1998[editar | editar código-fonte]

A Croácia chegou na Copa da França com uma campanha regular conseguindo o segundo lugar do grupo 1 nas eliminatórias europeias (com um ponto a mais que o terceiro colocado - a Grécia), tendo que disputar a repescagem contra a Ucrânia. Venceu o primeiro jogo por 2 a 0 na cidade de Zagreb e empatou o segundo por 1 a 1 em Kiev.

Chegando a competição pela primeira vez a Cróacia entrou no Grupo H que tinha Argentina, Jamaica e Japão. Conseguiu o segundo lugar, com tranquilidade e antecedência (na segunda rodada) , após vencer na estreia por 3 a 1 a Jamaica e o Japão na segunda por 1 a 0. Mas fechou a fase com uma derrota de 1 a 0 para a Argentina. Assim, conquistou seis pontos, marcou quatro gols e sofreu dois. Na fase final, os croatas surpreenderam. Nas oitavas de final, com uma vitória por 1 a 0 sobre a Romênia, que foi cabeça de chave e líder do grupo G. Nas quartas uma grande exibição e mais uma vitória, agora sobre a forte Alemanha por 3 a 0. E assim chegou a semi-final onde perdeu para os donos da casa por 2 a 1. Essa derrota não abalou o time que chegou a disputa do terceiro lugar contra a Holanda. Venceu por 2 a 1 e assim fechou com “chave de ouro” a histórica campanha.

O time não chegou a final, mas teve o artilheiro da Copa: Davor Šuker com 6 gols

2002[editar | editar código-fonte]

A Seleção croata melhorou sua participação nas Eliminatórias da Copa do Mundo de Futebol de 2002 e conseguiu chegar a mais uma Copa. Foi líder do grupo 7 de forma invicta (com 5 vitórias e 3 empates) fazendo 18 pontos em uma chave que contava com Bélgica, Escócia, Letônia e San Marino.

Mas não obteve o mesmo rendimento na Copa do Mundo. Com um desempenho fraco, perdeu para o México na estreia por 1 a 0, surpreendeu a Itália vencendo por 2 a 1 e perdeu para o último do grupo, o Equador, por 1 a 0. Assim, terminou a sua presença em terceiro lugar com três pontos.

2006[editar | editar código-fonte]

Outra bela campanha nas Eliminatórias da Copa do Mundo de Futebol de 2006, mais uma vez liderando o grupo (7 vitórias e 3 empates). Fez 21 pontos, a maior pontuação que conseguiu em eliminatórias. A chave também continha a Suécia, Bulgária, Hungria, Islândia e Malta.

Na Copa do Mundo, formou o grupo F com Brasil, Austrália e Japão. Desta vez, os croatas não conseguiram vencer nenhum jogo. Perderam para o Brasil na estreia por 1 a 0 e empataram com a Austrália por 2 a 2 e o Japão por 0 a 0. Terminou em 3º no grupo e em 22º na classificação geral.

2010[editar | editar código-fonte]

A seleção croata não participou do Mundial de Futebol na África do Sul.

2014[editar | editar código-fonte]

O primeiro jogo da Copa do Mundo FIFA, 2014 no Brasil, foi entre a Croácia e a seleção da casa. A seleção croata foi um adversário difícil, desde o início ameaçou nos contra-ataques. Foi em um contra ataque desses que o jogador da seleção brasileira, Marcelo, fez o primeiro gol contra do Mundial de Futebol. A Croácia perdeu de 3-1 para a seleção do Brasil no estádio Itaquerão na cidade de São Paulo. Os croatas reclamaram que o juiz japonês, Yuchi Nishimura ajudou a seleção do Brasil em um pênalti[2] . O segundo jogo da seleção croata, foi em Manaus, na Arena Amazônia, na noite do dia 18 de junho. A seleção da Croácia, venceu a seleção camaronesa por 4-0[3] . Foi eliminada jogando contra a seleção do México perdendo de 3-1 na Arena Pernambuco em Recife.

Desempenho em competições[editar | editar código-fonte]