Tenente Ananias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Tenente Ananias
"Tenente Ananias, terra de águas marinhas"
Igreja Jesus Maria José

Igreja Jesus Maria José
Bandeira de Tenente Ananias
Brasão de Tenente Ananias
Bandeira Brasão
Fundação 10 de fevereiro de 1962 (52 anos)
Gentílico tenente-ananiense
Prefeito(a) Maíra José Jacome da Silva (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Tenente Ananias
Localização de Tenente Ananias no Rio Grande do Norte
Tenente Ananias está localizado em: Brasil
Tenente Ananias
Localização de Tenente Ananias no Brasil
06° 27' 54" S 38° 10' 48" O06° 27' 54" S 38° 10' 48" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Oeste Potiguar IBGE/2008 [1]
Microrregião Pau dos Ferros IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Norte: Marcelino Vieira;
Sul: estado da Paraíba (Vieirópolis, Lastro, Santa Cruz);
Leste: Alexandria;
Oeste: Paraná e José da Penha.
Distância até a capital 413 km[2]
Características geográficas
Área 223,670 km² [3]
População 10 036 hab. (RN: 67º) –  IBGE/2012[4]
Densidade 44,87 hab./km²
Altitude 340 m (RN: 22º)[5]
Clima Semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,592 (RN: 108º) – baixo PNUD/2010[6]
PIB R$ 35 878,838 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 3 740,89 IBGE/2008[7]
Página oficial

Tenente Ananias é um município brasileiro no interior do estado do Rio Grande do Norte, na Região Nordeste do país. Situa-se na microrregião de Pau dos Ferros e mesorregião do Oeste Potiguar, localizando-se a uma distância de 413 quilômetros a oeste da capital do estado, Natal. Ocupa uma área de 223,670 km², sendo que 1,1522 km² estão em perímetro urbano, e sua população foi estimada no ano de 2012 em 10 036 habitantes, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sendo então o 67º mais populoso do estado e terceiro de sua microrregião.[4]

A sede tem uma temperatura média anual de 28,1°C e na vegetação do município predomina a caatinga hiperxerófila. Com uma taxa de urbanização da ordem de 69,06% (2010), o município contava, em 2009, com cinco estabelecimentos de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,597, considerando como médio pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Tenente Ananias foi emancipado de Alexandria na década de 1960. O nome do município é uma referência a um ex-combatente e tenente das forças armadas, o Tenente Ananias. Atualmente, o município é formado pelos distritos de Tenente Ananias e Mata de São Braz (Vila Mata).

História[editar | editar código-fonte]

A história de Tenente Ananias, município localizado na região Alto Oeste do estado do Rio Grande do Norte, começou quando a família Queiroz e o senhor Olinto Moreira do Nascimento doaram um terreno de 275 km², onde atualmente se localiza este município.[8]

No século XX, por volta de 1944, aconteceu a primeira construção de uma casa, feita a partir de ramas de oiticica. Esta casa, mais tarde, transformou-se em importante centro comercial de alimentos. Algum tempo depois, teve início a formação de um povoado, com a construção de uma igreja, centros comerciais e moradias. Esse povoado foi denominado de Ipueira ou Bom Jesus do Passo. Em 1946, o padre Carlos, vigário da paróquia de Alexandria na época, celebrou a primeira missa ocorrida nessa igreja.[8]

Em 1960, o povoado de Ipueira foi elevado à categoria de vila, passando, dois anos mais tarde, à condição de município, emancipado de Alexandria.[8]

Formação administrativa, alteração toponímica e etimologia[editar | editar código-fonte]

Em 1953, o povoado de Ipueira passou, por força da nº 897, à condição de distrito. Sete anos mais tarde, foi elevado à categoria de vila e, em 1962, foi desmembrado de Alexandria, tornando-se um novo município do estado do Rio Grande do Norte. Em 10 de março de 1963, o distrito de Mata São Braz foi criado, sendo anexado ao município de Tenente Ananias. Em 26 de março de 1963, o município sofreu uma alteração em seu nome, de Tenente Ananias Gomes para Tenente Ananias. O nome do município é uma referência a um ex-combatente e tenente das forças armadas, considerado filho ilustre do local. O senhor Alfredo Gomes da Silveira era vereador e conseguiu colocar o nome do seu genitor, o tenente Ananias. A população local entendia que o verdadeiro homenageado deveria ser o doador da terra que hoje pertence ao município. Até os dias atuais, o município é formado por dois distritos: Tenente Ananias e Mata de São Braz.[8] [9] [9]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Mapa mostrando o município de Tenente Ananias (em vermelho) e municípios limítrofes. Em azul, os municípios pertencentes ao estado do Rio Grande do Norte e, em verde, os municípios que pertencem ao estado da Paraíba.

Tenente Ananias está localizado no Alto Oeste do estado do Rio Grande do Norte, na mesorregião do Oeste Potiguar e microrregião de Pau dos Ferros,[8] distante 413 quilômetros de Natal, capital estadual,[2] e 1 835 quilômetros de Brasília, capital federal.[10] Ocupa uma área de 223,671 quilômetros quadrados,[3] e se limita com os municípios de Marcelino Vieira a norte; Lastro e Vieirópolis, ambos na Paraíba, a sul; Santa Cruz (Paraíba) e Alexandria a leste; Paraná e José da Penha a oeste.[8]

O relevo do município, com altitudes variando entre duzentos e quatrocentos metros, é constituído pelo Planalto da Borborema, que compreende uma terrenos resultante da ação de rochas pré-cambrianas, com as serras de Cajazeira e Negra e os serrotes Branco, do Pico e do Saco. O solo predominante é o bruno não cálcico, com nível de fertilidade entre médio e alto, textura de argila ou areia, pedregoso e bom índice de drenagem.[8] Tenente Ananias está situado em uma área de abrangência das rochas metamórficas que compõem o embasamento cristalino, provenientes de idade Pré-Cambriana média e com idade variada entre um e 2,5 bilhões de anos. Geomorfologicamente predominam formas tabulares de relevos, com diferentes ordens de grandeza e de aprofundamento de drenagem, geralmente separados por processos de pediplanação. Existem ainda dois sítios arqueológicos no município. São eles: Poço do Açude (que compreende uma série de formações rochosas localizadas à margem direita do rio e espalhadas pelo leito) e São Brás (com rochas de grande extensão e localizadas no riacho do Pó Branco).[8]

O município possui todo o seu território inserido na bacia hidrográfica do Rio Apodi/Mossoró. O principal rio de Tenente Ananias é o São Brás e os principais riachos são da Mata e do Poço da Caatinga. O principal açude é o Jesus Maria José, situado a 1,5 quilômetros da zona urbana, inaugurado em 1984 e com capacidade total para 7 650 750 metros cúbicos de água, cuja bacia hidrográfica possui 106,25 km² de área.[8] [11] Por sua vez, a cobertura vegetal é formada pela caatinga hiperxerófila, com a predominância de cactáceas e plantas de pequeno porte, como o facheiro, o faveleiro, a jurema-preta, o marmeleiro, o mufumbo e o xique-xique.[8]

Clima[editar | editar código-fonte]

Maiores acumulados de chuva registrados em Tenente Ananias
por meses (em 24 horas)
Mês Acumulado Data Mês Acumulado Data
Janeiro 120,8 mm 16/01/1978 Julho 56 mm 27/07/2008
Fevereiro 114,7 mm 26/02/1940 Agosto 40,5 mm 27/08/1972
Março 184 mm 09/03/1963 Setembro 14,6 mm 15/09/1964
Abril 122,3 mm 16/04/1973 Outubro 77,4 mm 21/10/1971
Maio 151,6 mm 02/05/1975 Novembro 111,4 mm 18/11/1979
Junho 66,2 mm 03/06/1963 Dezembro 73 mm 17/12/1962
Fontes: Agência Nacional de Águas (ANA) e Empresa de Pesquisa Agropecuária
do Rio Grande do Norte
(EMPARN). Período: 1962 a 1991 e a partir de 1993.[12] [13]

O clima de Tenente Ananias é tropical (tipo As segundo Köppen), com temperatura média anual de 25,8 ºC e precipitação média de 856 milímetros por ano. A temperatura média do mês mais quente, novembro, é de 27,1 ºC, enquanto a do mês mais frio, junho, de 24,4 ºC. A média de precipitação do mês mais chuvoso, março, é de 209 milímetros, e a do mês mais seco, setembro, de apenas três milímetros.[14] A umidade relativa do ar média anual é de 66% e o tempo de insolação chega a 2 700 horas anuais.[8]

Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), o maior acumulado de chuva registrado em 24 horas em Tenente Ananias, entre 1962 e 1991 e a partir de 1993, foi de 184 milímetros em 9 de março de 1963.[15] Outros grandes acumulados foram de 151,6 milímetros em 2 de maio de 1975,[16] 122,3 milímetros em 16 de abril de 1973,[17] 120,8 milímetros em 16 de janeiro de 1978,[18] 111,4 milímetros em 18 de novembro de 1979,[19] 108,8 milímetros em 19 de abril de 1974,[20] 101 milímetros em 14 de janeiro de 2004[21] e 100 milímetros em 20 de janeiro de 2011.[22] O maior acumulado mensal foi de 531,9 milímetros em abril de 1974.[23]

Dados climatológicos para Tenente Ananias
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 32 31,1 30,2 29,7 29,4 29,3 29,9 31 32,1 32,7 32,9 32,6 31,1
Temperatura média (°C) 26,7 26,2 25,7 25,4 24,9 24,4 24,5 25,1 26,1 26,7 27,1 27 25,8
Temperatura mínima média (°C) 21,5 21,4 21,3 21,1 20,4 19,5 19,1 19,3 20,1 20,7 21,3 21,5 20,6
Precipitação (mm) 86 144 209 189 108 41 24 6 3 8 10 28 856
Fonte: Climate Data.[14]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
1970 7 414
1980 9 778 31,9%
1991 9 529 -2,5%
2000 8 875 -6,9%
2010 9 911 11,7%
Censos demográficos
do IBGE (1970-2010)[24] [25]

A população de Tenente Ananias estimada pelo IBGE em 2012 foi de 10 036 habitantes, sendo o 67º mais populoso do estado.[4] Em 2010, a população do município segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística era de 9 883 habitantes, sendo que 4 979 habitantes eram homens e 4 904 habitantes eram mulheres. Ainda de acordo o mesmo censo, 6 825 habitantes viviam na zona urbana (69,06%) e 3 058 na zona rural (30,94%). O grau da população faz que Tenente Ananias seja classificado como o município com a 63ª maior taxa de urbanização do Rio Grande do Norte. A densidade demográfica, que é uma divisão entre a população e sua área, era de 44,2 habitantes por quilômetro quadrado.[25] [26]

O Índice de Desenvolvimento Humano do município é considerado médio pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Em 2000, seu valor era de 0,597, sendo o 139º maior do estado.[27] Considerando apenas a educação o índice é de 0,677, o índice da longevidade é de 0,648 e o de renda é de 0,465.[27] A renda per capita é de 3 740,89 reais (2010).[7] O coeficiente de Gini, que mede a desigualdade social, é de 0,40, sendo que 1,00 é o pior número e 0,00 é o melhor. A incidência da pobreza, medida pelo IBGE, é de 56,32%, o limite inferior da incidência de pobreza é de 48,65%, o superior é 64% e a subjetiva é 62,19%.[28]

Religião e etnias[editar | editar código-fonte]

Tal como a variedade cultural em Tenente Ananias, são diversas as manifestações religiosas presentes na cidade. Embora tenha se desenvolvido sobre uma matriz social eminentemente católica, é possível encontrar atualmente na cidade dezenas de denominações protestantes diferentes.[29] O município se localiza no país mais católico do mundo em números absolutos. A Igreja Católica teve seu estatuto jurídico reconhecido pelo governo federal em outubro de 2009,[30] ainda que o Brasil seja atualmente um estado oficialmente laico.[31] De acordo com dados do censo de 2000, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população de Tenente Ananias é composta por: Católicos (94,23%), evangélicos (1,88%), pessoas sem religião (3,64%).[29]

Conforme o censo de 2010 realizado pelo IBGE, a população tenente-ananiense é formada por pardos (52,96%), brancos (43,11%), pretos (2,9%), e amarelos (1,02%).[32]

Política[editar | editar código-fonte]

O poder executivo do município de Tenente Ananias é representado pelo prefeito e seu gabinete de secretários, seguindo o modelo proposto pela Constituição Federal.[33] Em vários mandatos, diversas pessoas já passaram pela prefeitura, sendo a mais recente delas Maíra José Jacome da Silva, eleita em 2008 com mais de 59% dos votos válidos, contra mais de 40% do adversário, Flávio.[34] Antes da atual prefeitura, o cargo era ocupado por Maíra Sarmento da Silva, eleita em 2004.[35]

O poder legislativo é representado pela câmara municipal, composta por nove vereadores eleitos para cargos de quatro anos (em observância ao disposto no artigo 29 da Constituição[36] ) e está composta da seguinte forma: quatro do Partido Socialista Brasileiro (PSB), duas do Partido Republicano Brasileiro (PRB), duas do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e uma do Partido da República (PR).[37] Cabe à casa elaborar e votar leis fundamentais à administração e ao Executivo, especialmente o orçamento municipal (conhecido como Lei de Diretrizes Orçamentárias). Devido ao poder de veto do prefeito, em períodos de conflito entre o Executivo e o Legislativo, o processo de votação deste tipo de lei costuma gerar bastante polêmica. Conquanto seja o poder de veto assegurado ao prefeito, o processo de votação das leis que se lhe opõem costuma gerar conflitos entre Executivo e Legislativo. O Poder Judiciário, cuja instância máxima é o Supremo Tribunal Federal, por sua vez é responsável por interpretar a Constituição Federal. O município de Tenente Ananias, não possui assim, constituição própria, em vez disso possui lei orgânica.[38] O município pertence à Comarca de Marcelino Vieira.[39]

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, Tenente Ananias possuía, em novembro de 2011, 7 337 eleitores, o que representa 0,327% dos eleitores do Rio Grande do Norte.[40] Esse número, por ser inferior a duzentos mil, faz com que não haja segundo turno no município.[41]

Economia[editar | editar código-fonte]

Segundo informações divulgados pelo IBGE em 2010, com dados referentes a 2008, o Produto Interno Bruto (PIB) de Tenente Ananias era de R$ 35 878,838 mil.[7] O PIB per capita é de R$ 3 740,89.[7]

O setor primário é o segundo mais relevante da economia tenente-ananiense. De todo o PIB em geral, 4 520 mil reais é o valor adicionado bruto da agropecuária.[28] Segundo o IBGE, em 2010 o município possuía um rebanho de 8 925 bovinos, 239 equinos, 1 408 suínos, 1 152 caprinos, 194 asininos, 120 muares, 2 865 ovinos, 3 280 galinhas e 9 125 galos, frangos e pintinhos. Ainda no mesmo ano, Tenente Ananias produziu 1 453 mil de litros de leite, 21 mil dúzias de ovos de galinha e 905 quilos de mel-de-abelha. Na lavoura temporária são produzidos principalmente o arroz, fava, feijão, milho e tomate. Já na lavoura permanente produzem-se banana, coco-da-baía, goiaba e mamão.[28]

O setor secundário é o menos relevante para a economia do município. 2 921 mil reais do PIB municipal são do valor adicionado bruto da indústria (setor secundário).[28] Tenente Ananias se destaca no setor da extração de minérios, especialmente de água marinha. Concentra, juntamente com os municípios de Equador, Lajes Pintadas e Parelhas, quase três quartos dos depósitos minerais do Rio Grande do Norte. Acredita-se que o primeiro mineral tenha sido encontrado em 1943, embora a atividade garimpeira só tenha sido consolidada cerca de uma década mais tarde. Esses minerais hoje estão ficando cada vez mais escassos, mas o comércio do mesmo ainda é praticado.[42] [43] O município ainda se destaca no setor de cosméticos e variedades.[43]

O setor terciário, por sua vez, é o mais relevante para a economia de Tenente Ananias. A prestação de serviços rende 26 087 mil reais ao PIB tenente-ananiense. De acordo com o IBGE, a cidade possuía, no ano de 2008, 130 unidades locais (129 delas atuantes) e 676 trabalhadores, sendo 388 do tipo "pessoal ocupado total" e 288 do tipo "ocupado assalariado". Salários juntamente com outras remunerações somavam 2 556 mil reais e o salário médio mensal de todo município era de 1,5 salários mínimos.[28]

Estrutura urbana[editar | editar código-fonte]

Saúde[editar | editar código-fonte]

Tenente Ananias possuía, em 2009, cinco estabelecimentos de saúde, sendo todos eles públicos. Neles a cidade possuía treze leitos para internação.[28] No ano de 2008, foram registrados 167 nascidos vivos, sendo que 3,6% nasceram prematuros, 78,4% foram de partos cesáreos e 21,6% foram de mães entre 10 e 19 anos (1,2% entre 10 e 14 anos). A taxa bruta de natalidade era de 17,4. No mesmo ano, a taxa de óbitos era de 5,3 por mil habitantes e a taxa de mortalidade infantil era de 6,0 por mil nascimentos.[44] Em 2000, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da longevidade em Tenente Ananias era de 0,648 (o brasileiro era de 0,638).[27]

O município pertence à VI Regional de Saúde do estado do Rio Grande do Norte, com sede no município de Pau dos Ferros. Essa regional reúne 36 municípios oestanos do estado do Rio Grande do Norte.[45]

Educação[editar | editar código-fonte]

Educação de Tenente Ananias em números[28]
Nível Matrículas Docentes Escolas (total)
Ensino pré-escolar 275 13 18
Ensino fundamental 1 614 88 24
Ensino médio 339 16 1

O município de Tenente Ananias possuía, em 2009, aproximadamente 2 228 matrículas e 43 escolas nas redes públicas e particulares entre os ensinos pré-escolar, fundamental e médio.[28]

Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e do Ministério da Educação (MEC), o índice de analfabetismo no ano de 2000 era mais frequente entre pessoas acima de 25 anos de idade (50,03%), enquanto a faixa etária entre quinze e dezessete anos possuía a menor taxa (13,19%).[46] A taxa bruta de frequência à escola passou de 56,79% em 1991 para 83,89% em 2000.[47] 1 066 habitantes possuíam menos de 1 ano de estudo ou não contava com instrução alguma.[48]

Serviços e transportes[editar | editar código-fonte]

O serviço de abastecimento de água de toda o município é feito pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN),[49] enquanto a responsável pelo abastecimento de energia elétrica em Riacho de Santana é a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), que fornece energia em todos os municípios do estado do Rio Grande do Norte.[50] No ano de 2007 existiam 2 615 consumidores e foram consumidos 3 946 KWh de energia.[8] Ainda há serviços de internet discada e banda larga (ADSL) sendo oferecidos por diversos provedores de acesso gratuitos e pagos. O serviço telefônico móvel, por telefone celular, é oferecido por diversas operadoras. O código de área (DDD) de Tenente Ananias é 084[51] [52] e o Código de Endereçamento Postal (CEP) da cidade é de 59955-000.[53] No dia 10 de novembro de 2008 o município passou a ser servido pela portabilidade, juntamente com outras cidades de DDDs 33 e 38, em Minas Gerais; 44, no Paraná; 49, em Santa Catarina; além de outros municípios com código 84, no Rio Grande do Norte.[54]

A frota municipal no ano de 2010 era de 1 331 veículos, sendo 318 automóveis, 33 caminhões, 327 caminhonetes, trinta camionetas, nove micro-ônibus, 549 motocicletas, 48 motonetas, quatro ônibus e dois veículos utilitários; outros tipos de veículos incluíam nove unidades. Por não possuir rios em abundância, o município não possui muita tradição no transporte hidroviário, e também não é cortada por ferrovias em seu território. O município é atravessado apenas pela RN-117, que começa em Major Sales, passa pelo município e se estende até Alexandria.[55]

Habitação e infraestrutura básica[editar | editar código-fonte]

De acordo com o censo demográfico de 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Tenente Ananias possuía, em geral, 2 663 domicílios, sendo 2 659 casas (99,85%), uma casa de vila ou em condomínio (0,04%), dois apartamentos (0,08%) e uma habitação em casa de cômodos ou cortiço (0,04%).[56] Já em relação à condição de ocupação do domicílio, 1 886 eram imóveis próprios (70,82%), 422 eram alugados (15,85%), 331 cedidos (12,43%) e 24 eram ocupados sob uma outra condição (0,9%). Em relação ao abastecimento de água realizado nas residências, 1 911 recebiam água tratada a partir de uma rede geral de distribuição (71,76%), 52 imóveis eram abastecidos por um poço ou nascente na propriedade (1,95%) e setecentas unidades possuíam abastecimento de água vindo de outras fontes (26,29%). Quanto à energia elétrica, 2 634 imóveis eram abastecidos (98,91%), sendo 2 609 a partir de uma companhia distribuidora de energia (97,97%) e 25 recebiam energia vinda de outras fontes (0,94%); outros 29 domicílios não tinham ou não eram abastecidos pela rede elétrica (1,09%).[57]

Em relação ao destino do lixo, 1 898 domicílios possuíam coleta (71,27%), dos quais 893 eram coletados por serviço de limpeza (33,53%) e 1 005 possuíam sua coleta feita a partir de uma caçamba de serviço de limpeza (37,74%); outros 765 imóveis jogavam o lixo em outros destinos (28,73%).[57] Quanto ao esgotamento sanitário, 434 domicílios não possuíam banheiros nem sanitários (12,88%); já entre os 2 320 domicílios que a possuíam (87,12%), 690 tinham esgotamento sanitário feito a partir da rede geral de esgotos ou pluvial (25,91%), 76 a partir de uma fossa séptica (2,85%) e 1 554 com esgotamento sanitário feito de uma outra maneira (58,36%).[58]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Artesanato[editar | editar código-fonte]

O artesanato também é uma das formas mais espontâneas da expressão cultural tenente-ananiense. Em várias partes do município, assim como do estado, é possível encontrar uma produção artesanal diferenciada, feita com matérias-primas regionais e criada de acordo com a cultura e o modo de vida local. Alguns grupos reúnem diversos artesãos da região, disponibilizando espaço para confecção, exposição e venda dos produtos artesanais. Normalmente essas peças são vendidas em feiras, exposições ou lojas de artesanato.[59] [60]

Principais atrativos e eventos[editar | editar código-fonte]

O município de Tenente Ananias conta com dois importantes atrativos turísticos: a Cachoeira de João Brás e a Igreja Jesus Maria José.[8] [61]

Para estimular o desenvolvimento socioeconômico local, a prefeitura de Tenente Ananias, juntamente ou não com empresas locais, investe no segmento de festas e eventos. Essas festas, muitas vezes atraem pessoas de outras cidades, exigindo uma melhor infraestrutura no município e estimulando a profissionalização do setor, o que é benéfico não só aos turistas, mas também a toda população da cidade. As atividades ocorrem durante o ano inteiro, entre os quais destacam-se a festa de emancipação política do município (comemorada em 10 de fevereiro, dia em que o município se emancipou de Alexandria), a festa do Padroeiro Jesus Maria José (que ocorre no último domingo de cada ano) e o Forró Folia, que ocorre em dezembro e está entre os maiores eventos do Alto Oeste Potiguar.[8]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. a b Distância entre Natal/RN e Tenente Ananias/RN. Google Maps. Página visitada em 14 de abril de 2014.
  3. a b IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  4. a b c ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2012 (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (30 de agosto de 2011). Página visitada em 31 de agosto de 2012.
  5. Rio Grande do Norte. Embrapa (2000). Página visitada em 26 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 27 de fevereiro de 2011.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 04 de setembro de 2013.
  7. a b c d e Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  8. a b c d e f g h i j k l m n TENENTE ANANIAS. IDEMA/RN (2008). Página visitada em 26 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2011.
  9. a b Histórico. Biblioteca IBGE. Página visitada em 26 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2011.
  10. Distância entre Natal/RN e Brasília/DF. Google Maps. Página visitada em 14 de abril de 2014.
  11. Ficha Técnica do Reservatório Jesus Maria José. Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (2001). Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  12. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). Monitoramento Hidrometeorológico - Municípios - Tenente Ananias. Agência Nacional de Águas (ANA). Página visitada em 14 de abril de 2014.
  13. Monitoramento pluviométrico. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte. Página visitada em 14 de abril de 2014.
  14. a b Clima: Tenente Ananias. Climate Data. Página visitada em 14 de abril de 2014. Cópia arquivada em 14 de abril de 2014.
  15. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (1963). Chuvas - médias diárias - 3/1963. Agência Nacional de Águas. Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  16. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (1975). Chuvas - médias diárias - 5/1975. Agência Nacional de Águas. Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  17. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (1973). Chuvas - médias diárias - 4/1973. Agência Nacional de Águas. Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  18. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (1978). Chuvas - médias diárias - 1/1978. Agência Nacional de Águas. Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  19. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (1979). Chuvas - médias diárias - 11/1979. Agência Nacional de Águas. Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  20. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (1974). Chuvas - médias diárias - 4/1974. Agência Nacional de Águas. Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  21. Ocorrência de Chuvas (mm) - 2013 - Posto: TENENTE ANANIAS(EMATER-ST MORORO). Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (2004). Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  22. Ocorrência de Chuvas (mm) - 2011 - Posto: TENENTE ANANIAS(EMATER-ST MORORO). Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (2011). Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  23. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (1974). Chuvas - médias mensais - 4/1974. Agência Nacional de Águas. Página visitada em 18 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de abril de 2014.
  24. Demografia - População Total. Confederação Nacional de Municípios. Página visitada em 26 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2011.
  25. a b Tabela 2.1 - População residente, total, urbana total e urbana na sede municipal, em números absolutos e relativos, com indicação da área total e densidade demográfica, segundo as Unidades da Federação e os municípios – 2010. IBGE (2010). Página visitada em 23 de dezembro de 2011.
  26. Tabela 2.7 - População residente, por situação do domicílio e sexo, segundo os municípios – 2010. IBGE (2010). Página visitada em 23 de dezembro de 2011.
  27. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas PNUD_IDH_2000
  28. a b c d e f g h Cidades@ - IBGE. TENENTE ANANIAS - RN. Página visitada em 26 de dezembro de 2011.
  29. a b Dados do Município: Tenente Ananias - RN. Página visitada em 26 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2011.
  30. Cristiane Agostine (8 de outubro de 2009). Senado aprova acordo com o Vaticano. O Globo. Página visitada em 2 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada em 4 de março de 2011.
  31. Fernando Fonseca de Queiroz (Outubro de 2005). Brasil: Estado laico e a inconstitucionalidade da existência de símbolos religiosos em prédios públicos. Jus Navigandi. Página visitada em 2 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada em 4 de março de 2011.
  32. IBGE (2010). Tabela 3145 - População residente por sexo, situação do domicílio e cor ou raça - Resultados Preliminares do Universo. SIDRA. Página visitada em 26 de dezembro de 2011.
  33. Governo Municipal. Guia de direitos. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 11 de outubro de 2011.
  34. Prefeito. UOL Eleições (2008). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  35. RESULTADO DA ELEIÇÃO 2004. Tribunal Superior Eleitoral (2004). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  36. DJI. Constituição Federal - CF - 1988 / Art. 29. Página visitada em 26 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 27 de fevereiro de 2011.
  37. Apuração 1º turno (Vereadores). Terra (6 de outubro de 2008). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  38. "Government structure" Brazilian Government. (em inglês). Página visitada em 8 de outubro de 2011.
  39. Poder Judiciário do Rio Grande do Norte. Consulta de Comarcas e Juízes. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  40. Eleitorado WEB. TSE (setembro de 2011). Página visitada em 26 de dezembro de 2011.
  41. THALES TÁCITO PONTES LUZ DE PÁDUA CERQUEIRA (3 de julho de 2007). O candidato único precisa de quantos votos para ser eleito prefeito ?. Portal ClubJus. Página visitada em 26 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 10 de outubro de 2011.
  42. Mineração e Desenvolvimento Sustentável (2008). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  43. a b Telecentros Minerais. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  44. DATASUS. Cadernos de Informações de Saúde - Rio Grande do Norte (xls). Página visitada em 11 de outubro de 2010.
  45. Dispositivos 6ª região de saúde  » Dispositivos da 6ª região de saúde do Rio Grande do Norte. Página visitada em 12 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 24 de dezembro de 2011.
  46. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Educação. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2011.
  47. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Educação - Freqüência Escolar. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2011.
  48. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Educação - Anos de Estudo. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2011.
  49. Secretaria do Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Resumo dos Custos Totais de Poços Para Atender a Demanda Humana Concentrada no Ano 2020. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2011.
  50. Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte. A COSERN. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  51. Estado: Rio Grande do Norte (RN). Web Busca. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2011.
  52. CÓDIGOS DO RIO GRANDE DO NORTE. Anatel (8 de junho de 2011). Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2011.
  53. Sobre Tenente Ananias. CityBrazil. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2011.
  54. Estadão (7 de novembro de 2008). Portabilidade numérica chega a mais 8 milhões na 2ªf. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 1º de março de 2011.
  55. Mapa. IDEMA/RN (2009). Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2011.
  56. IBGE (2010). Tabela 3152 - Domicílios particulares permanentes, por tipo do domicílio e número de moradores - Resultados Preliminares do Universo. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  57. a b IBGE (2010). Tabela 3157 - Domicílios particulares permanentes, por condição de ocupação do domicílio, da existência de energia elétrica, da forma de abastecimento de água e do destino do lixo - Resultados Preliminares do Universo. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  58. IBGE (2010). Tabela 3154 - Domicílios particulares permanentes, por existência de banheiro ou sanitário e tipo de esgotamento sanitário - Resultados Preliminares do Universo. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  59. Sebrae lança catálogo de artesanato potiguar. Correio da Tarde (27 de outubro de 2010). Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 25 de outubro de 2011.
  60. Cleonildo Mello (20 de outubro de 2010). Sebrae lança catálogo para divulgar peças artesanais do RN. SEBRAE/RN. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 25 de outubro de 2011.
  61. Pontos Turísticos. Confederação Nacional de Municípios. Página visitada em 27 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]