Best Thing I Never Had

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Best Thing I Never Had"
Single de Beyoncé
do álbum 4
Lançamento 1 de Junho de 2011
(ver abaixo o histórico de lançamento)
Formato(s) CD single, download digital, EP
Gravação MSR Studio, KMA Studio
(Nova Iorque)
Gênero(s) R&B, pop, soul
Duração 4:14
Gravadora(s) Columbia
Composição Antonio Dixon; Kenneth "Babyface" Edmonds; Larry Griffin, Jr.; Beyoncé Knowles; Caleb McCampbell; Patrick Smith; Shea Taylor
Produção Babyface, S1 & Caleb, Antonio Dixon, Beyoncé Knowles, Shea Taylor
Certificação(ões) ver abaixo a lista de certificações
Informações sobre o vídeo musical
Gravação 15 de Junho de 2011 - Condado de Westchester, Nova Iorque
Lançamento 7 de Julho de 2011
Diretor(es) Diane Martel
Cronologia de singles de Beyoncé
"Run the World (Girls)"
(2011)
"Lift Off"
(2011)
Lista de faixas de 4
"I Miss You"
(3)
"Party"
(5)

"Best Thing I Never Had" é uma canção da cantora americana Beyoncé retirada de seu quarto álbum de estúdio, 4 (2011). Ela foi lançada pela Columbia Records no dia 1 de junho de 2011, como o segundo single do álbum. A canção foi composta por Patrick "J. Que" Smith, Kenneth "Babyface" Edmonds, Symbolyc One, Caleb McCambell, Atonio Dixon, Beyoncé Knowles e Shea Taylor. A gravação e produção da música aconteceu na "MSR Studio" e "KMA Studio" em Nova Iorque. Como afirma Smith, "Best Thing I Never Had", não era originalmente uma balada, ela foi inspirada pela bateria de Doug E. Fresh na canção "The Show".

Sendo uma canção de R&B/Pop , "Best Thing I Never Had" tem letras sobre vingança e karma. Não querendo acabar com o coração partido, a protagonista feminina relata que ela se sente feliz por ter se separado de seu interesse amoroso, que não reconhecia o potencial de levar uma vida feliz ao lado dela. A canção recebeu críticas geralmente positivas, vários críticos de música salientou que a sua temática e estilo se assemelha a outra canção de Beyoncé, "Irreplaceable" (2006). Os vocais de Beyoncé e a letra da canção também foram elogiados.

"Best Thing I Never Had" atingiu um pico de número 16 no gráfico americano Billboard Hot 100 e atingiu um pico no número quatro no Hot R&B/Hip-Hop Songs. O single alcançou a posição número três no UK Singles Chart antes de seu lançamento oficial no país, também alcançou o número dois no Irish Singles Chart e no Polish Airplay Chart. Em outros lugares, a canção alcançou o número um na South Korea Gaon International Chart , e UK R&B Chart, e no EUA Hot Dance Club Play. O single atingiu o pico em geral dentro do top 30 em outros territórios europeus. Ele recebeu uma certificação de platina pela ARIA, e uma certificação de ouro pela RIANZ da Nova Zelândia e RIAA dos Estados Unidos.

O videoclipe para o single foi dirigido por Diane Martel. No vídeo, Beyoncé é vista se preparando para seu casamento. Ela lembra que seu ex-amor nunca lhe deu a atenção que ela merecia. Os críticos geralmente elogiou Beyoncé como olhar deslumbrante na suíte nupcial e elogiou sua habilidade para cantar diretamente para a câmera, afirmando que o tema da canção foi o melhor que ela já teve. "Best Thing I Never Had" foi promovido por várias performances ao vivo, como no Festival de Glastonbury 2011, na série televisiva The View e a canção também fez parte da lista de canções de seu show intimista 4 Intimate Nights with Beyoncé, entre outras performances. A canção recebeu indicação na categoria Record of the Year no Soul Train Music Awards de 2011,[1] e na categoria Outstanding Song no NAACP Image Awards de 2012.[2]

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

"Best Thing I Never Had" foi escrito por Beyoncé Knowles com Kenneth Edmonds[3] Patrick "J. Que" Smith,[4] Antonio Dixon, Shea Taylor, Larry Griffin, Jr. , Caleb McCampbell.[5] Foi produzido por Symbolyc One, Beyoncé, Babyface, Dixon, Taylor, e Caleb.[5][6] Uma festa privada para ouvir album 4 foi realizada em 12 de maio de 2011. Beyoncé ofereceu para um seleto grupo de fãs uma prévia de cinco canções de seu quarto álbum de estúdio, bem como o videoclipe oficial do single "Run the World (Girls)". Nessa ocasião, "Best Thing I Never Had" foi uma dentre as cinco músicas visualizadas.[7] No dia 01 de maio de 2011, uma canção intitulada "End of Time" vazou numa versão demo,[8] enquanto a demonstração completa da canção, com Beyoncé professando seu amor eterno ao seu interesse amoroso, vazou na internet em 20 de maio de 2011, com uma marca d'água com a tag "apenas uso interno".[9][10] Vários sites, incluindo o MTV News começou a reportar que a canção poderia servir como um potencial seguimento do primeiro single, "Run the World (Girls)".[11] No entanto, essas especulações foram logo desmentidas com o lançamento de "1+1", single promocional exclusivamente nos Estados Unidos, em 25 de maio de 2011.[12] No início de Junho de 2011, a Columbia Records informou que "1+1" não seria o segundo single do 4, contudo, ela seria enviado para airplay, favorecendo o lançamento de "Best Thing I Never Had" como o segundo single do 4, depois de "Run the World (Girls)".[13]

Em 27 de maio de 2011, a estação de rádio "Kiss FM 96,1" de Pittsburgh teria recebido um email da equipe de Beyoncé, informando-os que a continuação para o primeiro single, "Run the World (Girls)" do álbum 4, será "Best Thing I Never Had" e que iria estrear no rádio na quarta-feira, 01 de junho de 2011". Conforme relatado, o single estreou nas emissoras de rádio dos Estados Unidos na data anunciada 8 horas da manhã.[14] A sua arte da capa foi fotografada pela artista alemã Ellen von Unwerth,[5] onde mostra Beyoncé posando em um banheiro em frente de um espelho. Ela está segurando um tubo de batom vermelho, que foi usado para escrever "King B" no espelho.[3] Beyoncé está usando um vestido apertado[3] feito pelo designer Lleah Rae.[15] A canção foi lançado no formato de download digital na Austrália,[16] Canadá,[17] Nova Zelândia,[18] bem como nos Estados Unidos em 1 de junho de 2011[19] e em territórios europeus, incluindo Alemanha,[20] em 09 de junho de 2011 e em 16 de junho na Coréia do Sul[21] "Best Thing I Never Had" foi lançada como um single digital no Reino Unido em 03 julho de 2011,[22] ela também foi vendida num CD single na Alemanha em 29 de julho de 2011[23] e em 9 de agosto no Reino Unido.[24] Um EP Digital com remixes da canção foi disponibilizado na Austrália,[25] Nova Zelândia,[26] países europeus, em 2 de setembro de 2011.[27][28] e na Coréia do Sul no dia 21 de setembro.[29]

Gravação e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Patrick "J. Que" Smith, um dos compositores da canção revelou que ele foi inicialmente intimado com a perspectiva de trabalhar com Beyoncé. Depois da gravação da música, ele disse para Gyant da Black Entertainment Television como foi a sessão. Sobre a concepção de "Best Thing I Never Had", Smith disse que ele estava em Los Angeles, quando ele recebeu um telefonema de Tony Dixon, para quem ele foi escritor por anos, dizendo-lhe que eles estavam indo para fazer algum trabalho com Beyoncé.[4] Ele foi para o estúdio em Los Angeles, onde a equipe restante o acompanhou. Durante sua viagem ao seu destino, Smith escreveu parte da música, e uma vez no estúdio, Edmonds juntou-se à sessão de gravação para adicionar sua entrada na música.[4] Depois de mais ou menos um dia, Dixon Smith concluiu a sessão para a escrita de "Best Thing I Never Had". No entanto, Edmonds veio depois, e fez algumas modificações após ouvir a canção, como descreveu Smith: "Você sabe, uma palavra aqui, uma palavra ali, uma melodia aqui, e, de repente, o registro tinha uma vida completamente nova. Ele Babyface é absolutamente magistral em que faz. E eu estou super honrado em trabalhar com esse cara."[4] Após a sessão no estúdio de Los Angeles com Dixon e Edmonds, Smith foi convidado para uma sessão de gravação exclusiva com a própria Beyoncé.[4] Smith ainda mais elaborado sobre a gravação da música, bem como seu encontro com Knowles, a quem descreveu como "extremamente humildade":

O desenvolvimento de "Best Thing I Never Had" foi motivada por "The Show", uma canção de Doug E. Fresh (na foto).[30]

Uma semana depois de ter gravado a canção no Power 106 em Los Angeles, Smith postou a versão original de "Best Thing I Never Had" em seu site oficial, The Random Super, em 28 de julho de 2011.[30][31] Ele também expressou sua gratidão porque Beyoncé e sua gravadora escolheram a sua canção para ser o segundo single do 4 descrevendo: "Eu estou tanto emocionado [e] grato que #TeamBey decidiu fazer a nossa música para single, isso soa incrível [...]."[30][31] Smith afirmou que a principal inspiração para o "Best Thing I Never Had" veio da bateria da canção "The Show" de Doug E. Fresh.[30][31] Ele passou a dizer que a canção não era originalmente uma balada.[31] Na verdade, começou soando mais como um hip hop do final dos anos 1980, ao contrário da balada que é agora.[31] Byron Flitsch da MTV ainda comentou que o objetivo de Smith foi realmente "a fim de evitar outra balada, coisa que a versão original não é [...] O delicioso piano com tom dramático é substituído por uma situação quase na linha de tambores que sai muito mais leve do que a versão lançada da música."[32]

Composição[editar | editar código-fonte]

"Best Thing I Never Had" é uma canção de midtempo de R&B/Pop balada com influências da música gospel.[3][33] De acordo com a partitura publicada pela EMI Music Publishing, a canção é definida em tempo comum, com um ritmo moderado de 100 batimentos por minuto, e está escrito na chave de G ♭ principais. A introdução segue a progressão de acordes de G♭–C♭–E♭m–D♭, enquanto os versos seguem E♭m–G♭sus4–G♭–E♭m–D♭6–G♭sus4–G♭. Seu tema e estilo musical tem sido comparado músicas anteriores de Beyoncé, como "Irreplaceable" (2006) e "If I Were a Boy" (2008).[34] instrumentação da canção consiste principalmente com a melodia introdutória de um piano[22] com algumas camadas de apoio com vocais femininos no fundo acompanhado Beyoncé.[35] Como afirmado por Kyle Anderson da Entertainment Weekly, "Best Thing I Never Had" parece ter parcialmente formas emprestados de Celine Dion em "That's the Way It Is" (1999), e de Bruce Hornsby em "The Way It Is" (1986).[36] Caryn Ganz de Yahoo! Music comentou que a canção tem semelhança com "A Thousand Miles" (2002) de Vanessa Carlton emparelhado com a batida de Ryan Tedder.[37] James Dinh da MTV News acrescentou que a música soa como quando uma pessoas vai ouvir uma canção durante um musical da Broadway. Ele atribuiu isso ao fato de que Beyoncé colaborou com a banda Fela! por um par de dias para ganhar inspiração do tema da peça, o músico multi-instrumentista e compositor nigeriano, Fela Kuti.[3]

Liricamente, "Best Thing I Never Had" é sobre a separação entre Beyoncé e seu ex-amor, adequando dissolução em ambas as partes.[38] Em geral, o conteúdo lírico da canção gira em torno de vingança e karma, incluindo o linha de abertura: "Tudo que vai, volta (ei, meu amor)", as letras "a melhor coisa que eu já tive" e "melhor coisa que você nunca teve", bem como a linha de fechamento "chato ser você agora".[35] feliz de ter conseguido evitar a mágoa,[39] Beyoncé continua a cantar sobre o seu ex-amor na canção, que não reconhece como ele seria feliz com ela, até que o rompimento ocorreu.[6][35] Ela admite que não o deseja mais, depois de descobrir seus caminhos enganosos;[3] esta, sendo mostrado nas linhas de pré-refrão, bem como as linhas de refrão: "Quando penso na hora em que eu quase te amei / Você mostrou sua bunda e eu vi o verdadeiro você / Graças a Deus que você estragou tudo, agradeço a Deus por ter me esquivado da bala / Já superei você, Então, amor, é melhor cair fora / Eu queria tanto ficar com você / Mas não sinto mais isso / Porque honestamente / Você acabou por ser a melhor coisa que eu nunca tive / E sempre será a melhor coisa que você nunca teve".[35] O segundo verso começa com Beyoncé cantando: "Tão triste, você está machucado / boo hoo [... ] "um riff de piano e bumbos" antes de dar para seu ex-amor um profundo fora", como afirma Robert Copsey da Digital Spy.[22] Ela então entrega o coro composto por cordas.[22] No final da canção, ela conclui: ". Aposto que é chato ser você agora", referindo-se ao seu ex-amante.[22]

Remix[editar | editar código-fonte]

Em 18 de agosto de 2011, o rapper e produtor Lil Jon e Shawty Putt revelaram o DJ Kontrol Remix de "Best Thing I Never Had". O remix foi feito em uma maneira de dar a canção um recurso de "funk" e "hip hop", como foi afirmado pela Rap-Up . Lil Jon mudou completamente a música misturando os vocais de Beyoncé sobre uma amostra de "Outstanding" (1982) música do grupo The Band Gap, que foi destaque do álbum Gap Band IV (1982).[40] Esta versão de "Best Thing I Never Had" continha recursos com tons gordos em um verso de rap por Putt.[41] No dia 2 de setembro de 2011 foi lançado um EP digital contendo quatro remixes da canção.[28]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

"Best Thing I Never Had" foi geralmente bem recebida pelos críticos de música que elogiou seu recurso amigável para as rádio, vocais de Beyoncé, e especialmente, a honestidade na mensagem da canção, também foram elogiados. Kyle Anderson da Entertainment Weekly observou o desempenho gráfico moderado do single anterior, "Run the World (Girls)", antes de acrescentar: "Best Thing I Never Had" se sente como o tipo de hit crossover que irá ajudará o 4 a se juntar ao resto da discografia de Beyoncé em terras multi platinadas". Ainda fazendo referência ao anterior single, Anderson acrescentou que "Best Thing I Never Had" encontra Beyoncé no mesmo tipo da "imagem para fortalecer o poder feminino, como ela fez em 'Run the World (Girls)', mas há algo mais direto e honesto sobre as letras do novo single (talvez seja a grandeza instantânea da linha, "Quando penso no tempo que eu quase te amei / Você mostrou sua bunda e eu vi o verdadeiro você ')."[3][36] observando suas semelhanças com outros singles anteriores como, "Irreplaceable" e "If I Were a Boy", Gerrick D. Kennedy do Los Angeles Times brincou com Beyoncé dizendo que ela certamente sabe "como dar um fora em um homem, com estilo."[34] James Dinh da MTV News e Daw de Robbie de Idolator sentiu que a música tem um "apelo amigável pela rádio e um refrão cativante." [42] Nadine Cheung da AOL Radio elogiou o desempenho de Beyoncé e a variação vocal na canção.[39] Jim Farber do Daily News fez eco dos sentimentos de Dinh e Daw, comentando: "Felizmente, as melodias das baladas, muitas vezes resgata seus arranjos o suficiente, que de fato, faz ganhar um airplay massivo, sendo susceptíveis de inspirar" e acrescentou: a canção "possui uma melodia crescentes e uma letra inteligente sobre o desviar de uma bola de amor do mal."[43]

Os críticos de música notaram uma semelhança entre "Best Thing I Never Had" com "A Thousand Miles" (2002) de Vanessa Carlton (na foto).

Leah Collins da revista canadense Dose Magazine escreveu: "Irreplaceable", "Independent Women", "If I Were a Boy", poderíamos continuar [...] Beyoncé há muito tempo havia provado que ela pode escrever uma canção para todas as mulheres. Músicas que poderiam entregar um tiro de auto-estima. O mais recente single 'Best Thing I Never Had', nos leva de volta para aqueles não tão longínquos dias."[44] Jessica Sinclair, escreveu para Long Island Press comentando que a canção tem contrastes com "Run the World (Girls)" e que "mostra um lado de Beyoncé que raramente vemos."[45] Amos Barshad falou da mesma forma que, Joanne Dörken da MTV UK escreveu: essa canção revela "uma lado mais feroz de Beyoncé", "com seus ritmos mais rápidos e o piano agressivo, é poderoso, emocional e acima de tudo, não podemos tirá-lo de nossas cabeças!"[46] como premiação, a canção ganhou uma classificação de quatro estrelas de cinco. Robert Copsey da Digital Spy elogiou seu conteúdo lírico, bem como o "o piano por trás".[22] Amy Sciarretto do Pop Crush deu a música, quatro estrelas de classificação de cinco e elogiou os vocais de Beyoncé, escrito que "A Rainha B" reina novamente com outra excelente canção pop."[35] Jon Caramainca do The New York Times escreveu que a canção tem "otimismo, e um bom piano" e que Beyoncé tem certamente um lugar no Lilith Fair.[47]

O New York Magazine também descobriu que a música pode ser comparável com "Irreplaceable", escrevendo: "Mais uma vez, o nosso herói tem o seu tempo para demitir um ex-amante, desta vez na linguagem aceitável para uma nação de pré-adolescentes e de uma forma agradável para quem gosta de latidos em uníssono ao longo de refrões pop em ascensão."[48] Da mesma forma, Matthew Perpetua da revista Rolling Stone escreveu que a canção poderia ser basicamente ser "Irreplaceable Parte Dois". Ele ainda elogiou o desempenho de vocal de Beyoncé, escrevendo, que "traz profundidade para uma canção simples sobre dar um fora num pretendente terrível, transmitindo uma irresistível mistura de orgulho genuína e coração partido."[49] Rich Juzwiak do The Village Voice comentou que "Best Thing I Never Had" não é tão icônico para ser comparada a "Irreplaceable", mas nem é tão sombrio assim. Ele também elogiou o otimismo no conteúdo lírico da canção.[50] Ricky Schweitzer de One Thirty BPM concluiu que "Best Thing I Never Had" é "muito superior à maioria do lixo sendo apresentados pelas colegas de Beyoncé."[51]

"Best Thing I Never Had" também recebeu algumas críticas mistas, devido ao seu conteúdo lírico, que inclui as frases "mostrou sua bunda" e "chato ser você agora". David Amidon do PopMatters escreveu que "a preguiça revela-se em outros lugares, como o conteúdo das letras de "Best Thing I Never Had", em 'mostrou sua bunda' proclama o antagonista e Beyoncé confiantemente". ele deve sugar para ser você '"Ele concluiu dizendo que" [nós] estamos se perguntando como tais letras poderiam ser cantadas com tal fervor ".[52] Da mesma forma, Embling de Tiny Mix Tapes comentou: "[...] Não que a Beyoncé esteja velha, mais ela está menos polida a não espreitar através da cortina de maturidade ao longo do tempo. Quando ela canta as palavras 'É chato ser você agora' no 'Melhor coisa que eu nunca tinha", é difícil não imaginar uma menina num colegial dizendo dando um fora em seu namorado num playground" [53] Ele também comparou a música com as baladas de Whitney Houston. Alexis Petridis do The Guardian afirmou que "Best Thing I Never Had", "é a coisa mais interessante sobre o que é a imagem curiosa conjugando uma boa letra e refrão". Tudo estava indo bem, aparentemente, até que o protagonista ex-amorada 'mostrou sua bunda'", dando um pequeno ponto negativo a música.[54]

Reconhecimentos[editar | editar código-fonte]

No dia 17 de dezembro de 2011, Dan Hancox da revista The Guardian colocou "Best Thing I Never Had" na quarta posição na lista de melhores canções do ano.[55]

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Nos gráficos datados em 18 junho de 2011, "Best Thing I Never Had" estreou no número 84 no gráfico americano Billboard Hot 100,[56] e, no número 53 no Hot R&B/Hip-Hop Songs, onde foi a maior estréia da semana.[57] Na semana seguinte, a canção chegou ao número 75 na parada Billboard Hot 100.[58] Continuando a sua ascensão, a partir do número 58 ao número 29 no gráfico em 16 de julho de 2011, durante a semana de lançamento do álbum de Beyoncé, 4.[59] Quatro semanas mais tarde, a canção entrou no top 20, passando de número 25 para o número 19.[60] Para a semana que terminava em 13 de agosto de 2011, o a canção atingiu seu pico, no número 16.[61] Além disso, a canção também chegou ao número um no Hot Dance Club Songs no dia 10 de setembro de 2011.[62] Para a semana terminando 24 setembro de 2011, a canção alcançou o topo da Nielsen Broadcast Data Systems (BDS) gráfico do airplay urbano com 3.765 execuções, que transitou em 22.033.000 ouvintes.[63] A canção alcançou o pico no número quatro no Hot R&B/Hip-Hop Songs.[64]

Para a semana que terminou em 18 junho de 2011, "Best Thing I Never Had" estreou no primeiro lugar do South Korea Gaon International Chart com as vendas digitais de 85.742 cópias.[65] Na semana seguinte, manteve a sua posição no número um em vendas duas vezes maior, crescendo para 174.773 cópias digitais.[66] Em 13 de junho de 2011, a canção estreou no número 29 no ARIA Singles Chart na Austrália.[67] Depois de ter caido e subido na parada, nas próximos cinco semanas,[68] o single chegou ao top 20 em 25 de julho de 2011, movendo-se para o número 18 na parada de singles australiano.[69] Em 01 de agosto de 2011, a canção chegou ao número 17 no ARIA Singles Chart[68] e em número seis no gráfico de R&B.[70] "Best Thing I Never Had" foi disco de ouro pela Australian Recording Industry Association (ARIA), em 24 de julho de 2011.[71] O single estreou no New Zealand Singles Chart em 26 de junho de 2011.[72] Em sua quinta semana na parada, ele chegou ao seu pico no número cinco.[73] Em 14 de agosto de 2011, a canção, foi disco de ouro pela Recording Industry Association of New Zealand (RIANZ).[74]

Antes do lançamento oficial da música no Reino Unido, "Best Thing I Never Had" estreou no número três no UK Singles Chart e número dois no UK R&B Chart em 04 de julho de 2011, vendendo 51.365 cópias esta semana.[75][76] Alan Jones do Music Week atribuiu as altas vendas da canção, pela performance da canção no Festival de Glastonbury 2011 em 26 de junho de 2011.[75][77] A canção tornou-se o décimo sexto hit top 10 de Beyoncé no Reino Unido como artista solo, e o melhor desempenho na parada desde "If I Were a Boy" que chegou ao número um em novembro de 2008.[75] O single alcançou a posição número um no UK Chart Airplay com mais de 71.580 mil impressões ouvinte em 24 de julho de 2011. Tornando-se seu quarto single número um nesta parada como um artista solo, e em sétimo lugar, contando seus singles com as Destiny's Child.[78] Na Irlanda, a canção fez sua estréia no número 35 em 16 de junho 2011.[79] Semanas depois ele entrou no top 10, movendo-se para o número seis.[80] "Best Thing I Never Had" chegou a número dois no Irish Singles Chart em 21 de julho de 2011, sendo este seu pico.[81] Em julho de 2011 a revista Billboard listou "Best Thing I Never Had" como o vigésimo-nono maior sucesso da carreira de Beyoncé.[82] Até dezembro de 2011, a canção vendeu 829,000 mil downloads pagos nos Estados Unidos.[83]

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Vera Wang (na foto) desenhou o vestido que Beyoncé usa no vídeo da música.

O vídeo da música para "Best Thing I Never Had" foi dirigido por Diane Martel, e foi filmado no Condado de Westchester em 15 de junho de 2011 e em Fort Greene, no Brooklyn, em 16 de junho de 2011. Em 20 de junho de 2011, foi revelado que Beyoncé não seria a rainha do baile no vídeo da música. Beyoncé disse que "não sendo rainha do baile no vídeo me lembrou de como eu nunca usei a cobiçada tiara em sua própria high school dance." No entanto, ela acrescentou que era de fato "estranho" não ter seu verdadeiro pai, Mathew Knowles, para levá-la até o altar na cena do casamento, que foi filmado em Sleepy Hollow em 15 de junho de 2011, porque ela foi levada até o altar por seu pai quando se casou com Jay-Z, em abril de 2008.[84] Em 20 de julho de 2011,Beyoncé sentou-se para uma entrevista com o Access Hollywood, onde ela falou sobre o conjunto de seu vídeo para "Best Thing I Never Had":

Ela também falou sobre o vestido de noiva que ela usa no vídeo. Ela disse que era um vestido Barachi que ela viu numa vitrine cerca de um ano atrás, quando ela estava no Grammy Award.[85] Antes de gravar o vídeo da canção, Beyoncé se lembrou do vestido, que ela descreveu como "uma fantasia bonita", então sua equipe foi chamada e eles ainda tinham o vestido.[85] O último foi emparelhado com uma tiara de Lorraine Schwartz, e Beyoncé acrescentou que o conjunto elegante a fez se sentir "como a realeza ... como uma rainha."[85] Na verdade, um colar que Schwartz transformou nessa coroa. Beyoncé também disse que as núpcias vídeo da música foram surpreendentemente mais caótico do que o seu casamento de verdade em 2008 com Jay-Z: "Este pode ter sido um pouco mais louco, na verdade eu tinha que cantar ao mesmo tempo."[85] Além disso, o vestido marfim de decote em V drapeado que Beyoncé usa no vídeo da música foi projetado pela designer chino-americana de moda, Vera Wang.[86] O vídeo estreou online as 20:00 em 7 de julho de 2011.[87][88]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Beyoncé e seu noivo na cerimônia de casamento dos dois.

O vídeo da música começa com Beyoncé se preparando para sua cerimônia de casamento usando uma langerie com sintas ligas. Quando a canção começa, Beyoncé olha para a câmera dirigindo as palavras para o espectador, ao mesmo tempo afirmando o tema da canção que ela era o melhor que já tive. Após a cena o vídeo troca para Beyoncé brincando com uma tiara e um véu de noiva em uma cama.. No meio há um corte rápido para imagens de um vídeo de um antigo namorado da escola secundária onde Beyoncé estudou, na noite de um baile de formatura onde Beyoncé tinha 17 anos em 1998. Beyoncé dança com o seu namorado, quando ele se interessa por outra garota, deixando ela sozinha na pista de dança.[89]

O vídeo, em seguida, retorna à cena presente, mostrando Beyoncé em sua preparação final antes que ela caminhe até o altar no dia de seu casamento. Ela canta ao pôr do sol no topo de uma colina com um vasto gramado, com um vestido branco, depois de uma caminhada até o altar para a troca de votos. A cena final mostra o seu ex-namorado no baile de formatura pensando, com o sua coroa de "Rei do Baile". Em contraste, Beyoncé e seu marido recém-casado é visto comemorando em uma recepção alegre. O noivo tira a sinta-liga da noiva com os dentes e então eles começam a dançar com os seus membros mais jovens da família. A cena final apresenta Knowles olhando para a câmera, com um olhar de total satisfação e felicidade. Ela então sai com confiança, para a segunda parte da festa de seu casamento e novo marido, e depois a tela escurece.[89]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Adam B. Vary do Entertainment Weekly disse que no vídeo Beyoncé foi "em seu pico no esgueirar da voz, nos olhares, no gosto em vestidos de casamento opulento"[90] A revista Rolling Stone encontra Beyoné num "olhar deslumbrante em uma suite nupcial" e acrescentou que "a coisa mais negativa sobre o clipe é que ela canta diretamente para a câmera".[91] Leah Collins do The Vancouver Sun disse que o vídeo é "uma fantasia de casamento - possivelmente um pouco mais luxuoso do que as núpcias da vida real entre Beyonce e Jay-Z."[92] Sarah Anne Hughes do The Washington Post elogiou os vestidos "extravagantes" de Beyoncé no vídeo acrescentando que a única "desvantagem" é que não há dança."[93] Kara Warner da MTV News chamou as músicas "Run the World (Girls)" e "Best Thing I Never Had" diferentes como a noite e o dia, acrescentando que a mesma coisa aconteceu com seus vídeos musicais. Ela explicou: "Onde 'Run the World (Girls)" é feroz, alegre e explosivo, "Best Thing I Never Had" também é forte, mas mais suave e lento."[89] Werner ainda elogiou o "lindo vestido" de Beyoncé no vídeo e acrescentou que "provavelmente vai pousar em um estilo de alguns blogs em breve, dada a seus detalhes bordados e jóias, para não mencionar os laços de seda"[89] Andrea Magrath da Daily Mail comparou Beyoncé com Maria von Trapp no vídeo.[94]

Erika Ramirez da revista Billboard elogiou o vídeo acrescentando: "é melhor maneira de mostrar para o seu ex que ele é a melhor coisa que eu nunca tive" e "a alguém maior e melhor em um vestido de casamento Baracci Beverly Hills."[95] Bill Lamb do About.com chamou o vídeo de "belíssimo" e elogiou a sua conceito "simples". Ele ainda acrescentou: "É o visual exuberante de Beyoncé preparando para o evento que são os mais impressionantes."[96] Gordon Smart do The Sun elogiou o espartilho branco que Beyoncé usa no vídeo e chamou-lhe de "sexy". Além disso, ele concluiu que "a sua ex vai se sentir um pouco chateada de vê-lo quando ele se lembra que ela está o perdendo."[97] Ashleigh Rainbird do jornal Daily Mirror encontra Beyoncé em um "olhar sexy com uma calcinha branca rendada e maquiagem - e mais tarde em um vestido de um grande casamento de estilo cigano."[98] O video da música chegou ao número um na carta Airplay TV do Reino Unido, registrando 634 execuções em 24 de julho de 2011.[79]

Versão alternativa[editar | editar código-fonte]

Em 26 de julho de 2011, Beyoncé anunciou planos para fazer um vídeo alternativo para a música. Ela pediu a seus fãs para enviar fotos de seus próprios casamentos ou experiências no dia de um baile, que será incluída em uma versão re-editada do vídeo. O vídeo alternativo foi lançado oficialmente no dia 11 de outubro de 2011.[99]

Performances ao vivo[editar | editar código-fonte]

Beyoncé performando no Good Morning America Summer Concert Series.

Usando um vestido de franja rosa, Beyoncé apresentou "Best Thing I Never Had" ao vivo pela primeira vez durante seu show no Palais Nikaia em Nice, França em 20 de junho de 2011.[100] Servindo como o ato de encerramento no Festival de Glastonbury 2011 em 26 de junho de 2011, Beyoncé se tornou a primeira artista solo feminina da história da do festival a ser atração principal do palco Pyramid em mais de 20 anos.[101] Beyoncé, usando um decotado paletó com lantejoulas douradas, cantou a música como a quarta canção da lista de faixas dos 90 minutos do show.[102] Uma performance pré-gravada de Beyoncé cantando "Best Thing I Never Had" no Festival de Glastonbury foi transmitido durante o BET Awards de 2011 nos Estados Unidos mais tarde no mesmo dia.[103] Em 28 de junho de 2011, Beyoncé apresentou a canção na final do X Factor na França.[104]

Em 01 de julho de 2011, Beyoncé fez um concerto gratuito no Good Morning America como parte de sua série de Concertos de Verão, para o qual ela usava um vestido de franjas amarelas, com estiletes douradas. O show incluiu "Best Thing I Never Had".[105] Poucos dias depois, Beyoncé cantou a música no Macy's 35th Annual July 4 Fireworks Spectacular. Ela subiu ao palco, vestido vestido preto para executar a canção na frente de uma platéia que incluía homens e mulheres das forças armadas.[106]

Ela também cantou a música no programa de televisão The View[107] e no Late Night with Jimmy Fallon.[31] Durante o desempenho no Late Night with Jimmy Fallon , Beyoncé estava com vestido branco e apoiada pela banda da The Roots.[108] Beyoncé cantou a música de três maneiras: primeiro com sua versão do álbum, então ela acrescentou um pouco de funked para o segundo verso, antes de acabar a apresentação cantou na forma jazzy, como afirma Brad Wete da revista Entertainment Weekly, que chamou seus vocais de "impecável".[31] Além disso, Caroline Shin do New York Magazine descreveu sua performance como "poderosa".[109] Beyoncé depois executou "Best Thing I Never Had" em 14 agosto de 2011 durante a seu show intimista 4 Intimate Nights with Beyoncé realizada no Roseland Ballroom, em Nova Iorque.[110] Usando um vestido dourado, ela cantou a música na frente de 3.500 pessoas ela foi acompanhada por sua banda só de mulheres e suas backing vocal, chamado de The Mamas.[36]

No dia 4 de dezembro de 2011 foi transmitido na televisão britânica ITV uma performance pré-gravada da canção no programa A Night with Beyoncé.[111] Nesta ocasião, Beyoncé performou a canção usando uma saia de couro vermelho queimado acompanhado por uma blusa corset de brinze com corte metálico, enfeitado com vários cristais Swarovski personalizados pelo estilista Ralph & Russo.[112]

Elogios[editar | editar código-fonte]

No dia 29 de dezembro de 2011, o Virgin Group listou o videoclipe como o sexto melhor do ano.[113] No mesmo mês, a revista Az Central colocou o videoclipe no Top 30 Music Videos Of 2011 na décima-terceira posição.[114] O site AOL listou a "Best Thing I Never Had" como a décima quinta melhor música pop e nona melhor canção de R&B de 2011.[115][116]

Versão cover[editar | editar código-fonte]

Nós estamos muito ansiosos pelo 4, novo álbum de Beyoncé. Esta canção é um dos nossos singles favoritos do álbum! e naturalmente, nós tivemos que dar o nosso próprio toque nela. Sabemos que os caras podem fazer! Há um monte de erros nos relacionamentos, mas também sabemos as moças às vezes podem as únicas responsáveis por isso. Mas como diz a canção, às vezes, todos nós passamos por coisas nos relacionamentos porque tudo é por uma razão.[117]

O grupo Amhir comentando sobre sua versão cover da música.

No dia 24 de junho de 2011, o grupo Ahmir lançou uma versão cover da música intitulada "Best Thing She Never Had",[118] o grupo também fez um videoclipe para a canção.[117] No dia 13 de outubro de 2011 por Craig Colton no programa The X Factor do Reino Unido na segunda semana da oitava temporada do programa.[119] Esta versão cover da música ajudou nas vendas da versão original onde a canção saltou do número 38 para o número 27 no UK Singles Chart no dia 16 de outubro de 2011.[120]

O grupo de inglês The Horrors, fez uma versão cover da canção durante o Live Lounge na BBC Radio 1 em outubro de 2011.[121] Chris Coplan do Consequence of Sound escreveu: "Esta foi a reformulação da canção do hino feroz para uma decididamente outro estilo, os rapazes atingiram o equilíbrio perfeito entre o tom suave da versão original e seu próprio som deprimente."[122] Krissi Murison de NME declarou que "Desafiando a expectativa de mais um manifesto de The Horrors, mas esta última reviravolta chocante, até mesmo para os seus padrões, Faris Badwan cantando Beyoncé no Live Lounge para Fearne Cotton. O resultado? Sem dúvida, o shoegaze mais psicodélico que a canção nunca teve."[123]

Faixas e formatos[editar | editar código-fonte]

Single digital
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Best Thing I Never Had"   Beyoncé Knowles, Kenneth "Babyface" Edmonds, Shea Taylor e S1 & Caleb 4:14
CD Single[23]
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Best Thing I Never Had"   Beyoncé Knowles, Kenneth "Babyface" Edmonds, Shea Taylor e S1 & Caleb 4:14
2. "Run the World (Girls) (Kaskade Club Mix)"   Nash, Beyoncé Knowles, Nick van de Wall, Pentz, David Taylor, Adidja Palmer 5:03
EP digital - Remixes[27][28]
N.º Título Duração
1. "Best Thing I Never Had" (Gareth Wyn Remix) 6:33
2. "Best Thing I Never Had" (Olli Collins & Fred Portelli Remix) 6:23
3. "Best Thing I Never Had" (Billionaire Remix) 4:40
4. "Best Thing I Never Had" (Moguai Remix) 6:17

Créditos[editar | editar código-fonte]

Os créditos retirados do encarte do 4.[5]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

No dia 20 de outubro de 2011, a canção recebeu indicação na categoria Record of the Year no Soul Train Music Awards,[1] e na categoria Outstanding Song no NAACP Image Awards de 2012.[2]

Ano Prêmio Categoria Resultado
2011 Soul Train Music Awards[1] Record of the Year Indicado
2012 NAACP Image Awards[2] Outstanding Song Indicado
ASCAP Rhythm & Soul Music Awards[124] Award Winning R&B/Hip-Hop Songs Venceu
Vevo[125] Certified Award Venceu

Posições e certificações[editar | editar código-fonte]

Precessão e sucessão[editar | editar código-fonte]

Gráficos de sucessão
Precedido por
"Every Teardrop Is a Waterfall" por Coldplay
Primeira posição na Gaon International Chart da Coréia do Sul
18 de junho — 25 de junho de 2011
Sucedido por
"Moves Like Jagger" por Maroon 5 e Christina Aguilera
Precedido por
"Put Your Hands Up (If You Feel Love)" por Kylie Minogue
Primeira posição na Hot Dance Club Songs nos Estados Unidos
10 de Setembro — 17 de Setembro de 2011
Sucedido por
"Talking to the Universe" por Ono
Precedido por
"How We Hall" por Loick Essien e Tanya Lacey
Primeira posição na UK R&B Chart do Reino Unido
23 de julho — 30 de julho de 2011
Sucedido por
"She Makes Me Wanna" por JLS e Dev
Precedido por
"Don't Wanna Go Home" por Jason Derülo
Primeira posição na VH1 Urban Chart do Reino Unido
23 de julho — 30 de julho de 2011
Sucedido por
"She Makes Me Wanna" por JLS e Dev

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Centric Announces 2011 Soul Train Awards Nominees, Chris Brown Leads With 5 Nominations». Centric Tv. Consultado em 20 de Outubro de 2011 
  2. a b c «The 43fd NAACP Image Awards - Recording Nominees». NAACP Image Awards. Consultado em 19 de Janeiro de 2012 
  3. a b c d e f g Dinh, James (1 de junho de 2011). «Beyonce Premieres 'Best Thing I Never Had'». MTV News. MTV Networks. Consultado em 1 de junho de 2011 
  4. a b c d e f Gyant (3 de junho de 2011). «"Best Thing I Never Had" Songwriter Inspired by Beyonce». BET News. BET Networks. Consultado em 4 de junho de 2011 
  5. a b c d «4». Columbia Records. 2011. Cópia arquivada em 24 de Junho de 2011  Parâmetro desconhecido |albumlink= ignorado (ajuda); Parâmetro desconhecido |artist= ignorado (|outros=) sugerido (ajuda)
  6. a b «New Music: Beyoncé – 'Best Thing I Never Had'». Rap-Up. Devin Lazerine. 1 de junho de 2011. Consultado em 2 de junho de 2011 
  7. MTV News Staff (11 de maio de 2011). «Beyonce Previews 4, 'Run The World (Girls)' Video». MTV News. MTV Networks. Consultado em 2 de junho de 2011 
  8. «Listen To Snippets Of Beyonce's Supposed Next Single "End Of Time" | Music News, Reviews, and Gossip on». Idolator. Buzz Media. 1 de maio de 2011. Consultado em 6 de junho de 2011 
  9. «Beyonce Will Love You "Till The End Of Time" In New Single». Idolator. Buzz Media. 20 de maio de 2011. Consultado em 6 de junho de 2011 
  10. Buchanan, Kyle (21 de maio de 2011). «Listen to Beyoncé's Next Single, 'Till the End of Time' - Vulture». New York. New York Media Holdings. Consultado em 24 de maio de 2011 
  11. Dinh, James (1 de junho de 2011). «Beyonce's 'Till The End Of Time' Hits The Internet». MTV News. MTV Networks. Consultado em 1 de junho de 2011 
  12. Corne, Lewis (26 de maio de 2011). «Beyoncé releases new song '1+1'». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 6 de junho de 2011 
  13. Trust, Gary (1 de junho de 2011). «'Idols' Scott McCreery & Laura Alaina Top Hot 100 Debuts, Adele Still No. 1». Billboard. New York: Prometheus Global Media. Consultado em 6 de junho de 2011 
  14. Lipshutz, Jason (31 de maio de 2011). «Beyonce to Release New Single on Wednesday». Billboard. New York: Prometheus Global Media. Consultado em 2 de junho de 2011 
  15. Michault, Jessica (18 de julho de 2011). «For Her New Look, Beyoncé Goes Under the Radar». The New York Times. Arthur Ochs Sulzberger, Jr. The New York Times Company. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  16. a b «Best Thing I Never Had - Single». iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 6 de junho de 2011 
  17. a b «Best Thing I Never Had - Single» (em inglês). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 6 de junho de 2011 
  18. a b «Best Thing I Never Had - Single» (em inglês). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 6 de junho de 2011 
  19. a b «Best Thing I Never Had - Single» (em inglês). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 2 de junho de 2011 
  20. «Best Thing I Never Had - Single» (em German). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 26 de junho de 2011 
  21. a b «Best Thing I Never Had (Single)». Olleh Music. Consultado em 3 de Novembro de 2011 
  22. a b c d e f g Cheung, Nadine (3 de julho de 2011). «Beyoncé: 'Best Thing I Never Had'». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 1 de agosto de 2011 
  23. a b c «Beyoncé - Best Thing I Never Had - Sony Music Entertainment Germany GmbH». Sony Music Entertainment Germany GmbH. Cópia arquivada em 25 de junho de 2011  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "gercd" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  24. a b «Best Thing I Never Had [Single]» (em inglês). Amazon. Consultado em 31 de Agosto de 2011 
  25. a b «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP Beyoncé» (em inglês). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 21 de setembro de 2011 
  26. a b «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP Beyoncé» (em inglês). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 21 de setembro de 2011 
  27. a b «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP Beyoncé». iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 21 de setembro de 2011 
  28. a b c d «Best Thing I Never Had (Remixes)». Amazon.com. Amazon Inc. Consultado em 21 de setembro de 2011 
  29. a b «Best Thing I Never Had (Digital Audio Bundle)». Olleh Music. Consultado em 3 de Novembro de 2011 
  30. a b c d Ramirez, Erika (28 de julho de 2011). «Beyonce's 'Best Thing I Never Had' Songwriter Releases Original Version: Listen - The Juice». Billboard. New York: Prometheus Global Media. Consultado em 29 de julho de 2011 
  31. a b c d e f g Wete, Brad (29 de julho de 2011). «Beyonce performs 'Best Thing I Never Had' on Late Night with Jimmy Fallon, song writer releases original version». Entertainment Weekly. Time Warner. Consultado em 29 de julho de 2011 
  32. Flitsch, Byron (1 de agosto de 2011). «Listen: What Beyonce's 'Best Thing I Never Had' Could Have Sounded Like». MTV News. MTV Networks. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  33. Kot, Greg (24 de junho de 2011). «Beyonce album review; 4». Chicago Tribune. Tribune Company. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  34. a b Kennedy, Gerrick D. (1 de junho de 2011). «Beyoncé debuts new single, 'Best Thing I Never Had'». Los Angeles Times. Tribune Company. Consultado em 2 de junho de 2011 
  35. a b c d e Sciarretto, Amy (1 de junho de 2011). «Beyonce 'Best Thing I Never Had' - Song Review». PopCrush. Consultado em 2 de junho de 2011  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "popcrush" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  36. a b c Anderson, Kyle (1 de junho de 2011). «Beyonce's New Single 'Best I Never Had': Hear It Here». Entertainment Weekly. Time Inc. Consultado em 2 de junho de 2011  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "ew" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  37. Ganz, Caryn (1 de junho de 2011). «Sasha Meh? Beyonce Debuts Dull Ballad 'Best Thing I Never Had'». Yahoo! Music. Yahoo!. Consultado em 6 de junho de 2011 
  38. Herrera, Monica (1 de junho de 2011). «Beyonce's 'Best Thing I Never Had' Single Premieres: Listen». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 1 de junho de 2011 
  39. a b Cheung, Nadine (1 de junho de 2011). «Beyonce, 'Best Thing I Never Had' – New Song». AOL Radio. AOL Inc. Consultado em 2 de junho de 2011 
  40. Herrera, Monica (18 de agosto de 2011). «New Music: Beyonce - 'Best Thing I Never Had (Lil Jon And DJ Kontrol Remix)'». Rap-Up. Devin Lazerine. Consultado em 22 de agosto de 2011 
  41. Idolator Staff, Monica (19 de agosto de 2011). «Beyonce's "Best Thing I Never Had" Gets A Hip-Hop Overhaul». Idolator. Buzz Media. Consultado em 22 de agosto de 2011  |último= e |autor= redundantes (ajuda)
  42. Daw, Robbie (1 de junho de 2011). «Review Revue: Critics React To Beyoncé's "Best Thing I Never Had"». Idolator. Buzz Media. Consultado em 6 de junho de 2011 
  43. Farber, Jim (28 de junho de 2011). «Beyonce review: Singer shows softer side and lyrical power with new album '4'». Daily News (New York). Mortimer Zuckerman. Consultado em 3 de agosto de 2011 
  44. Collins, Leah (1 de junho de 2011). «Listen: Beyoncé Debuts 'Best Thing I Never Had'». Dose Magazine. Postmedia Network Inc. Consultado em 6 de junho de 2011 
  45. Sinclair, Jessica (2 de junho de 2011). «Beyoncé: Best Thing I Never Had Video». Long Island Press. Jed Morey. Morey Publishing. Consultado em 6 de junho de 2011 
  46. Dorken, Joanne (21 de junho de 2011). «Beyoncé '4' Track By Track Review». MTV UK. MTV Networks. Consultado em 15 de agosto de 2011 
  47. Caramanica, Jon (27 de junho de 2011). «On '4,' Beyoncé Bids Farewell (for Now) to Her Old Selves». The New York Times. Arthur Ochs Sulzberger, Jr. The New York Times Company. Consultado em 3 de agosto de 2011 
  48. Barshad, Amos (1 de junho de 2011). «Hear Beyoncé: Still Irreplaceable!». New York Magazine. New York Media Holdings. Consultado em 2 de junho de 2011 
  49. Perpetua, Matthew (8 de junho de 2011). «Beyoncé's '4': A Track-by-Track Breakdown». Rolling Stone. Jann Wenner. Consultado em 11 de junho de 2011 
  50. Juzwiak, Rich (28 de junho de 2011). «Beyonce's Odes to Joy». The Village Voice. Village Voice Media. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  51. Schweitzer, Ricky (3 de julho de 2011). «Album Review: Beyoncé – 4». One Thirty BPM. Evan Kaloudis. Consultado em 3 de agosto de 2011 
  52. Amidon, David (29 de junho de 2011). «Beyoncé: 4». PopMatters. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  53. Embling (28 de junho de 2011). «Beyonce - 4 Music Review». Tiny Mix Tapes. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  54. Petridis, Alexis (23 de junho de 2011). «Beyoncé: 4 - review». The Guardian. Guardian News and Media Limited. Consultado em 10 de agosto de 2011  Texto " Music " ignorado (ajuda); Texto " The Guardian " ignorado (ajuda)
  55. «Best albums of 2011: how Guardian critics voted». The Guardian. Guardian Media Group. Consultado em 17 de dezembro de 2011 
  56. Trust, Gary (8 de junho de 2011). «Adele's Still 'Deep' Atop Hot 100, Coldplay Makes a Splash». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 9 de junho de 2011 
  57. «Hot R&B/Hip-Hop Songs: Week Ending June 18, 2011». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 9 de junho de 2011 
  58. Grein, Paul (15 de junho de 2011). «Week Ending June 12, 2011. Songs: The Odd Couples». Yahoo! Music. Yahoo! Inc. Consultado em 16 de junho de 2011 
  59. Grein, Paul (6 de julho de 2011). «Week Ending July 3, 2011. Songs: Songs Of A Legend». Yahoo! Music. Yahoo!. Consultado em 7 de julho de 2011 
  60. Grein, Paul (27 de julho de 2011). «Week Ending July 17, 2011. Songs: Bad Meets Bruno». Yahoo! Music. Yahoo! Inc. Consultado em 27 de julho de 2011 
  61. a b «Beyonce Album & Song Chart History». Billboard Hot 100 for Beyonce. Prometheus Global Media. Consultado em 17 de agosto de 2011 
  62. a b «Week of September 10, 2011 - Hot Dance Club Songs». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 4 de setembro de 2011 
  63. «BDSradio.com - Urban National Airplay Chart». Nielsen Broadcast Data Systems. Nielsen Company. Consultado em 18 de setembro de 2011. Cópia arquivada em 18 de setembro de 2011 
  64. «Week of September 24, 2011 - Hot R&B/Hip-Hop Songs». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 1 de setembro de 2011 
  65. «South Korea Gaon International Chart (Week: June 11, 2011 to June 18, 2011)». Gaon Chart. Consultado em 4 de julho de 2011 
  66. «South Korea Gaon International Chart (Week: June 18, 2011 to June 25, 2011)». Gaon Chart. Consultado em 4 de julho de 2011 
  67. «Australia Top 50 Singles Chart (June 13, 2011)». ARIA Charts. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2011 
  68. a b c d e f g h i j k «Beyonce – Best Thing I Never Had». ARIA Charts. Hung Medien. Consultado em 31 de junho de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  69. «Australia Top 50 Singles Chart (July 25, 2011)». ARIA Charts. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2011 
  70. a b «Top 40 Urban Albums & Singles Chart – 31 July 2011». Australian Recording Industry Association. Cópia arquivada em 31 de julho de 2011 
  71. a b «ARIA Charts - Accreditations - 2011 Singles». Australian Recording Industry Association. 29 de agosto de 2011. Consultado em 28 de agosto de 2011 
  72. «New Zealand Top 40 Singles Chart (June 26, 2011)». Recording Industry Association of New Zealand. Hung Medien. Consultado em 17 de agosto de 2011 
  73. «New Zealand Top 40 Singles Chart (July 31, 2011)». Recording Industry Association of New Zealand. Hung Medien. Consultado em 17 de agosto de 2011 
  74. a b «Chart #1787 - Top 40 singles». Recording Industry Association of New Zealand. Consultado em 29 de setembro de 2011 
  75. a b c Jones, Alan (3 de julho de 2011). «Beyonce's 4 wins the album chart numbers game». United Business Media. Music Week. Consultado em 4 de julho de 2011 
  76. «Chart Positions». The Official Charts Company. The Official Charts Company. 3 de julho de 2011. Consultado em 3 de julho de 2011 
  77. Telegraph Reporter (3 de julho de 2011). «Beyonce: I will never forget dream night at Glastonbury». The Daily Telegraph. Telegraph Media Group. Consultado em 1 de setembro de 2011 
  78. Jones, Alan (July 24 2011). «Chart Search». United Business Media. Music Week. Consultado em 19 de setembro de 2011  Verifique data em: |data= (ajuda) Note: Music Week subscription is required to access the source.
  79. a b «Irish Singles Chart (June 16, 2011)». Chart-Track. Irish Recorded Music Association. Consultado em 17 de agosto de 2011 
  80. «Irish Singles Chart (July 14, 2011)». Chart-Track. Irish Recorded Music Association. Consultado em 17 de agosto de 2011 
  81. a b «Irish Singles Chart (July 21, 2011)». Chart-Track. Irish Recorded Music Association. Consultado em 17 de agosto de 2011 
  82. «Beyonce's 30 Biggest Billboard Hits». Prometheus Global Media. Julho de 2011. Consultado em 4 de outubro de 2011 
  83. «Rihanna vs. Beyonce: Who Reigns Supreme?». Rolling Stones. 18 de Dezembro d 2011. Consultado em 18 de Dezembro d 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  84. Crasher, Gate (20 de junho de 2011). «Beyoncé's mama Tina Knowles has more of a diva attitude than the 'Bootylicious' singer». Daily News. Mortimer Zuckerman. Consultado em 20 de junho de 2011 
  85. a b c d e «Beyonce Relives Wedding For 'Best Thing I Never Had' Video». Access Hollywood. 20 de julho de 2011. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  86. Crasher, Gate (8 de julho de 2011). «Beyoncé Goes Bridal!». Vera Wang's Official Website. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  87. «Beyoncé Walks Down the Aisle in 'Best Thing I Never Had'». Rap-Up. Devin Lazerine. 7 de julho de 2011. Consultado em 8 de julho de 2011 
  88. Bark, Theo (8 de julho de 2011). «Beyonce Plays a Blushing Bride in 'Best Thing I Never Had' video». AOL Music. AOL Inc. Consultado em 29 de julho de 2011 
  89. a b c d Warner, Kara (7 de julho de 2011). «Beyonce's 'Best Thing I Never Had' Video Premieres». MTV News. MTV Networks. Consultado em 8 de julho de 2011 
  90. B. Vary, Adam (7 de julho de 2011). «New video for Beyonce's 'Best Thing I Never Had' features lace teddy, great lighting». Entertainment Weekly. Time Inc.. Time Warner. Consultado em 9 de julho de 2011 
  91. «Beyonc: 'The Best Thing I Never Had'». Rolling Stone. Jann Wenner. 8 de julho de 2011. Consultado em 9 de julho de 2011 
  92. Collins, Leah (8 de julho de 2011). «Beyonce video Best Thing I Never Had debuts online». The Vancouver Sun. Pacific Newspaper Group. Postmedia Network. Consultado em 29 de julho de 2011 
  93. Anne Hughes, Sarah (8 de julho de 2011). «Beyonce gets hitched in 'Best Thing I Never Had' video». The Washington Post. Katharine Weymouth. The Washington Post Company. Consultado em 29 de julho de 2011 
  94. Magrath, Andrea (8 de julho de 2011). «Beyoncé in bridal lingerie for new Best Thing I Never Had video». Daily Mail. Associated Newspapers. Consultado em 29 de julho de 2011 
  95. Ramirez, Erika (7 de julho de 2011). «Beyonce Walks Down the Aisle in 'Best Thing I Never Had': Watch». Billboard. New York: Prometheus Global Media. Consultado em 26 de setembro de 2011 
  96. Lamb, Bill (8 de julho de 2011). «Beyonce Unveils Stunning Video For "Best Thing I Never Had"». About.com. The New York Times Company. Consultado em 31 de julho de 2011 
  97. Smart, Gordon (9 de julho de 2011). «Beyonce wears bridal underwear in new music video». The Sun. News International. Consultado em 29 de julho de 2011 
  98. Rainbird, Ashleigh (9 de julho de 2011). «Beyonce wear bridal lingerie in Best Thing I Never Had video». Daily Mirror. Trinity Mirror. Consultado em 29 de julho de 2011 
  99. «Beyoncé Releases 'Best Thing I Never Had' Alternate Fan Video — Exclusive!». Celebuzz!date=11 de outubro de 2011. Consultado em 11 de outubro de 2011 
  100. «Beyonce Invades the Stage at European Concert Kickoff (Video)». Rap-Up. 20 de junho de 2011. Consultado em 1 de julho de 2011 
  101. MTV Reporter (27 de junho de 2011). «Beyoncé Closes 2011 Glastonbury Festival». MTV UK. MTV Networks. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  102. «Beyonce covers Kings Of Leon and Prince at Glastonbury». NME. IPC Media (Time Inc.). 27 de junho de 2011. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  103. «Beyonce Performs During BET Awards (Video)». Rap-Up. Devin Lazerine. 26 de junho de 2011. Consultado em 20 de julho de 2011 
  104. Littlejohn, Georgina (29 de junho de 2011). «Beyonce gyrates on the judges' table on X Factor France». Daily Mail. Associated Newspapers Ltd. Consultado em 30 de junho de 2011 
  105. «Beyonce 'fros some moves in identical yellow and black crochet dresses for Good Morning America performance». Daily Mail. Associated Newspapers Ltd. 4 de julho de 2011. Consultado em 7 de julho de 2011 
  106. «Beyonce Blesses Macy's 4 July Fireworks Spectacular (Preview)». Rap-Up. Devin Lazerine. 3 de julho de 2011. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  107. «Beyonce Visits 'The View' (Video)». Pap-Up. Devin Lazerine. 28 de julho de 2011. Consultado em 5 de setembro de 2011 
  108. Maloy, Sarah (29 de julho de 2011). «Beyonce Performs 'Best Thing I Never Had' on 'Jimmy Fallon': Watch - Viral Videos». Billboard. New York: Prometheus Global Media. Consultado em 29 de julho de 2011 
  109. Shin, Caroline (29 de julho de 2011). «Last Night on Late Night: Lady Gaga Will Not Wear Bowling Shoews». New York Magazine. Consultado em 29 de julho de 2011 
  110. Newman, Jason (15 de agosto de 2011). «Concert Review: Beyoncé Reigns at Roseland Ballroom». Rap-Up. Devin Lazerine. Consultado em 21 de agosto de 2011 
  111. «Beyonce Does "Best Thing I Never Had" For iTV's 'A Night With Beyonce'». Idolator. Consultado em 9 de Dezembro de 2011 
  112. «Beyonce Knowles In Ralph & Russo – 'A Night With Beyonce'». Red Carpet. Consultado em 7 de Dezembro de 2011 
  113. «Videos of the year - 2011». Virgin Group. Consultado em 29 de dezembro de 2011 
  114. «Top 30 Music Videos Of 2011». Az Central. Consultado em 8 de janeiro de 2012 
  115. «10 Best R&B Songs of 2011». AOL. Consultado em 8 de janeiro de 2012 
  116. «Top Pop Songs of 2011 (EXCLUSIVE)». Aol. Consultado em 9 de Abril de 2010 
  117. a b «AHMIR "BEST THING SHE NEVER HAD" VIDEO». New England Hip Hop. 24 de julho de 2011. Consultado em 21 de outubro de 2011 
  118. «Ahmir: Best Thing I Never Had (Response) - "Best Thing She Never Had" - Single». iTunes. 4 de julho de 2011. Consultado em 14 de outubro de 2011 
  119. «X Factor UK, Series 8, Week 2 - Songlist». 15 de outubro de 2011. Consultado em 29 de outubro de 2011  Texto "X Factor Updates" ignorado (ajuda)
  120. «UK Singles Chart > Week Ending: 22 October 2011 > Top 40». The Official Charts Company. 16 de outubro de 2011. Consultado em 29 de outubro de 2011 
  121. «Listen to The Horrors cover Beyonce's 'Best Thing I Never Had'». NME. IPC Media. 13 de outubro de 2011. Consultado em 14 de outubro de 2011 
  122. Coplan, Chris (13 de outubro de 2011). «Check Out: The Horrors cover Beyoncé». Consequence of Sound. Complex Media Network. Consultado em 14 de outubro de 2011 
  123. Murison, Krissi (26 de Outubro de 2011). «The Horrors - 'Best Thing I Never Had'». NME. Ipc Media. Consultado em 24 de Novembro de 2011 
  124. «ASCAP 2012 Rhythm & Soul Music Awards: Winners List». Ascap.com. Consultado em 19 de setembro de 2011 
  125. VEVO. «Beyonce Certified» (em inglês). Consultado em 12 de Novembro de 2012 
  126. «Billboard Japan Hot 100». Mediaguide South Africa - Top 10 Airplay. Consultado em 15 de novembro de 2012. Cópia arquivada em 14 de novembro de 2011 
  127. «Chartverfolgung / Beyonce / Single» (em German). Bundesverband Musikindustrie. Musicline (Germany). Consultado em 25 de agosto de 2011 
  128. «Beyonce – Best Thing I Never Had». Ö3 Austria Top 40. ORF.at. Consultado em 10 de agosto de 2011 
  129. «Beyonce Album & Song Chart History». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 210 de julho de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  130. «Best Thing I Never Had - South Korea». Gaon Chart. Consultado em 23 de junho de 2011 
  131. «Beyonce Album & Song Chart History». Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs for Beyonce. Prometheus Global Media. Consultado em 15 de agosto de 2011 
  132. «Biggest Jump: Week of July 9, 2011». Billboard. Prometheus Global Media. 9 de julho de 2011. Consultado em 1 de julho de 2011 
  133. «Rhythmic Top 40 2011-09-17». Billboard. Prometheus Global Media. 21 de Maio de 2011. Consultado em 21 de Maio de 2011 
  134. «Radio Top100 Oficiálna - Best Thing I Never Had» (em Slovak). International Federation of the Phonographic Industry (Slovakia). Consultado em 10 de agosto de 2011 
  135. «Euro Digital Songs 2011-07-16». Billboard. Prometheus Global Media. 21 de Maio de 2011. Consultado em 21 de Maio de 2011 
  136. «Top 40 Singles» (em húngaro). MAHASZ. Consultado em 18 de Setembro de 2011 
  137. «Japan Charts > Billboard Japan Hot 100 (August 17, 2011)». Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs for Beyonce. Prometheus Global Media. Consultado em 15 de agosto de 2011. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2011 
  138. «Beyoncé - 4». Dutch Top 40. Consultado em 22 de julho de 2011 
  139. «Official Urban Chart Top 100». MegaCharts Urban Top 100. Week September 11, 2011: Dutch Urban Top 100. Consultado em 11 de setembro de 2011  Verifique data em: |data= (ajuda)
  140. «Beyonce – Best Thing I Never Had». ZPAV. Consultado em 11 de junho de 2011 
  141. «Portugal Digital Songs 2011-08-27» (em Polish). Associação Fonográfica Portuguesa. 1 de Julho de 2011. Consultado em 22 de Setembro de 2011 
  142. «TOP 30 RING TONES - SEMANA 32 DE 2011». Associação Fonográfica Portuguesa. Consultado em 15 de Novembro de 2011 
  143. «Chart Archive > UK Singles > 9 July 2011». UK Singles Chart. The Official Charts Company. Consultado em 20 de julho de 2011 
  144. «Chart Archive > R&B Singles > 23 July 2011». UK R&B Chart. The Official Charts Company. Consultado em 20 de julho de 2011 
  145. «Radio Top100 Oficiální – Beyoncé - Best Thing I Never Had - Czech Republic» (em Czech). International Federation of the Phonographic Industry (Czech Republic). Consultado em 22 de setembro de 2011 
  146. «Россия Топ 10. Цифровые треки». 2M. Consultado em Octuber 29, 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  147. «Global Dance Tracks 2011-09-10». Billboard. Consultado em 1 de maio de 2011 
  148. a b «Brasil Hot 100 Airplay». Brasil: BPP. Billboard Brasil: 106 e 107. Setembro de 2011 
  149. «Best Thing I Never Had - South Korea». Gaon Chart. Consultado em 23 de junho de 2011 
  150. «ARIA End of Year Charts - Top 100 Singles». Australian Recording Industry Association. Consultado em 31 de dezembro de 2011, 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  151. «ARIA Charts - End Of Year Charts - Top 50 Urban Singles 2011». Australian Recording Industry Association (ARIA). Consultado em 4 de Janeiro de 2012 
  152. «Best of 2011 - Hot 100 Songs». Billboard. Consultado em 7 de Dezembro de 2011 
  153. «Best of 2011 - R&B/Hip-Hop songs». Billboard. Consultado em 7 de Dezembro de 2011 
  154. «Best of 2011 - Rhythmic Songs». Billboard.Biz. Consultado em 7 de Dezembro de 2011 
  155. «Revealed: The Top 40 singles and albums of 2011 so far». The Official Charts Company. Consultado em 7 de Dezembro de 2011 
  156. Lane, Dan. «The biggest selling R&B and hip hop albums and singles of 2011 revealed». The Official Charts Company. Consultado em 21 de Janeiro de 2012 
  157. «Gold Platinum Database». Music Canada. Consultado em 5 de julho de 2012 
  158. «SEARCHABLE DATABASE >> Beyonce». Consultado em 29 de agosto de 2011 
  159. «Sverigetopplistan - Best Thing I Never Had». Sverigetopplistan. Consultado em 15 de Janeiro de 2010 
  160. «Best Thing I Never Had - Single» (em austríaco). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  161. «Best Thing I Never Had - Single» (em belga). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 26 de junho de 2011 
  162. «Best Thing I Never Had - Single». iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 9 de junho de 2011 
  163. «Best Thing I Never Had - Single» (em austríaco). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  164. «Best Thing I Never Had - Single» (em inglês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  165. «Best Thing I Never Had - Single» (em inglês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  166. «Best Thing I Never Had - Single» (em dinamarquês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  167. «Best Thing I Never Had - Single» (em espanhol). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  168. «Best Thing I Never Had - Single» (em ingles). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  169. «Best Thing I Never Had - Single» (em Eslováquio). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  170. «Best Thing I Never Had - Single» (em francês). iTunes. Consultado em 23 de outubro de 2011 
  171. «Best Thing I Never Had - Single» (em finlandês). iTunes. Consultado em 23 de outubro de 2011 
  172. «Best Thing I Never Had - Single» (em grego). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  173. «Best Thing I Never Had - Single» (em holandês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  174. «Best Thing I Never Had - Single» (em irlandês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  175. «Best Thing I Never Had - Single» (em italiano). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  176. «Best Thing I Never Had - Single» (em ingles). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  177. «Best Thing I Never Had - Single» (em ingles). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  178. «Best Thing I Never Had - Single» (em luxemburguês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  179. «Beyoncé - Best Thing I Never Had». iTunes. Consultado em 3 de novembro de 2011 
  180. a b «Beyoncé - Best Thing I Never Had». Mixup Digital. Consultado em 3 de novembro de 2011 
  181. «Best Thing I Never Had - Single» (em norueguês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  182. «Best Thing I Never Had - Single». iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  183. «Best Thing I Never Had - Single» (em tcheco). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  184. «Best Thing I Never Had - Single» (em sueco). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  185. «Best Thing I Never Had - Single» (em suíço). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  186. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em alemão). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  187. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em austríaco). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  188. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em búlgaro). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  189. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP». iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  190. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em inglês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  191. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em inglês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  192. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em dinamarquês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  193. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em espanhol). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  194. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em ingles). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  195. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em francês). iTunes. Consultado em 23 de outubro de 2011 
  196. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em finlandês). iTunes. Consultado em 23 de outubro de 2011 
  197. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em grego). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  198. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em holandês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  199. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em irlandês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  200. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em italiano). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  201. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em inglês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  202. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em inglês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  203. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em luxemburguês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  204. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em norueguês). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  205. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP». iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  206. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em sueco). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  207. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em suíço). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  208. «Best Thing I Never Had (Remixes) - EP» (em tcheco). iTunes. Consultado em 30 de outubro de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]