Paulo Roberto Freire da Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Paulo Freire Costa
Deputado federal por São Paulo
Período 1 de fevereiro de 2011
até a atualidade
Dados pessoais
Nome completo Paulo Roberto Freire da Costa
Nascimento 4 de fevereiro de 1955 (63 anos)
São Paulo
Progenitores Mãe: Vanda Costa[1]
Pai: José Wellington Bezerra da Costa[1]
Esposa Léa Costa
Partido PTB (20022006[1])
PFL (20062009[1])
PR (2009—presente[1])
Religião Protestante
Profissão Ministro do Evangelho
Website Página Oficial

Paulo Roberto Freire da Costa (São Paulo, 14 de fevereiro de 1955[1]) é um político brasileiro. Filiado ao Partido da República (PR) e ligado a Assembleia de Deus,[1] filho do pastor José Wellington Bezerra da Costa. Freire foi eleito para seu segundo mandato como deputado federal por São Paulo nas eleições estaduais de 2014. Freire também está à frente da Assembleia de Deus em Campinas, Ministério do Belém [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 4 de fevereiro de 1955 na cidade de São Paulo (capital), filho do pastor José Wellington Bezerra da Costa e da Vanda Freire Costa, como irmãos: José Wellington Costa Junior, Samuel Freire Costa e Joel Freire Costa, Marta Costa e Rute Freire Costa[2]. Casado com a psicóloga Léa Costa, é pai da Vanessa e Cristiane Costa, e tem três netos.

Religião[editar | editar código-fonte]

Seu início da carreira ministerial foi liderando a juventude na Sede da Assembleia de Deus Ministério do Belém em São Paulo (Belenzinho). Logo depois assumiu o setor de Ermelino Matarazzo, realizando um trabalho que o levou a mais uma decisão importante: Ir para o campo missionário com sua família[2].

Sua missão foi realizada na cidade de El Monte (Califórnia), onde viveu dias difíceis[2].

Em 1995 retornou ao Brasil para assumir a liderança da Assembleia de Deus - Ministério do Belém em Campinas.

Política[editar | editar código-fonte]

Foi eleito deputado federal em 2014, para a 55.ª legislatura (2015-2019). Como deputado, votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[3] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[3] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[3][4]

Referências

  1. a b c d e f g «PAULO FREIRE - PR/SP». Câmara dos Deputados do Brasil. Consultado em 7 de junho de 2015. 
  2. a b c d «Pastor Paulo Freire um homem de fé e ação». Consultado em 27 de janeiro de 2018. 
  3. a b c G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017. 
  4. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.