Pixar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Pixar Studios)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pixar
Sede da Pixar em Emeryville, CA
Tipo Subsidiária da Walt Disney Company
Indústria Filmes de animação
Fundação 3 de fevereiro de 1986 (31 anos)
Fundador(es)
Sede Emeryville, Califórnia
Presidente Edwin Catmull
Pessoas-chave
Produtos RenderMan, Marionette
Website oficial http://www.pixar.com/

A Pixar Animation Studios é uma empresa de animação digital norte-americana pertencente à Walt Disney Company. Está localizada em Emeryville, Califórnia. A Pixar já recebeu 27 Oscares da Academia, 7 Globos de Ouro, 11 Grammy Awards e diversos outros prêmios.

Especializada em alta tecnologia de computação gráfica, é a desenvolvedora do software de renderização padrão da indústria, o RenderMan, usado para geração de imagens de realismo fotográfico de alta qualidade.

Desde seu primeiro longa-metragem, Toy Story (1995), o estúdio já lançou dezassete filmes, dos quais quinze se tornaram sucessos de bilheteria e de crítica. Em julho de 2013, seus filmes haviam arrecadado US$ 8,3 bilhões em todo o mundo,[1] com uma média de US$ 597 milhões.[2] Todos os filmes do estúdio estão entre os 50 filmes de animação de maior bilheteria de todos os tempos.

História[editar | editar código-fonte]

A companhia começou como uma divisão da Lucasfilm, a Graphics Group, liderada pelo Dr. Edwin E. Catmull do New York Institute of Technology. A Graphics Group criou softwares de computação gráfica e colaborou com a Industrial Light & Magic na criação de alguns efeitos visuais, principalmente nos filmes Star Trek II: The Wrath of Khan e Young Sherlock Holmes. Em 1986 a companhia foi comprada por Steve Jobs (co-fundador da Apple Inc.) por US$5 milhões, se estabelecendo como uma companhia independente, com Catmull como presidente e Jobs como CEO. Dados os últimos sucessos da companhia, a venda da Lucasfilm foi descrita pela revista Total Film em 2004 como a 6ª "decisão mais idiota na história do cinema". A companhia foi rebatizada "Pixar", uma combinação da palavra "pixel " e da palavra "radar" . No princípio a Pixar era uma companhia de hardware, com seu produto primário sendo o computador Pixar Image Computer. Um dos maiores compradores do computador era a Walt Disney Pictures, que mais tarde em colaboração com a Pixar desenvolveu o CAPS, um software que permitia colorizar animação tradicional no computador. O Image Computer nunca fez muito sucesso, e para tentar alavancar vendas, um dos empregados, John Lasseter, produzia curtas animados como Luxo Jr. que mostravam as capacidades do aparelho. Depois a divisão de animação passou a fazer comerciais. Mas Jobs gastava tanto dinheiro na companhia que após uma série de demissões, a Pixar assinou um contrato com a Disney por US$26 milhões para fazer três longas animados, o primeiro sendo Toy Story, lançado nos cinemas em 1995. Em 2006, a Disney adquiriu a Pixar tornando Steve Jobs o maior acionista individual da companhia.

Disney/Pixar[editar | editar código-fonte]

Todos os principais filmes da Pixar produzidos até hoje foram feitos em colaboração com a Walt Disney Pictures; a Pixar cuida de todos os aspectos de produção enquanto a Disney cuida de todos os aspectos da distribuição. Em 1995, depois do lançamento de Toy Story, ambas as companhias assinaram um contrato de 10 anos ou 5 filmes na qual as duas companhias dividem os custos de produção e lucros — com a Disney recebendo 12.5% dos dividendos e os direitos dos filmes. O acordo foi muito lucrativo para ambas as empresas, já que os filmes da Pixar tem sido muito mais bem sucedidos que os filmes de animação da própria Disney. Os nove filmes de longa-metragem da Pixar arrecadaram mais de $ 4 bilhões, fazendo dela, filme a filme, a mais bem sucedida casa de filmes de todos os tempos. Contudo, o CEO da Disney, Michael Eisner, e Jobs não se entenderam. Por causa de discordâncias pessoais e profissionais, o filme Cars ficou determinado como o último da união das duas empresas.

As duas companhias tentaram um novo entendimento no começo de 2004. Para o novo acordo, a Pixar apenas queria pagar à Disney uma taxa de distribuição sem divisão de lucros ou direito de propriedade. Isso era inaceitável para a Disney, mas a Pixar recusou quaisquer concessões. A Pixar saiu em busca de uma nova empresa para distribuir seus filmes, e muitas outras firmas ficaram ávidas por um acerto. A Disney retém os direitos dos primeiros filmes e poderia fazer seqüências para eles, tanto que iniciou a produção de Toy Story 3, sem o envolvimento da Pixar. Porém, em Janeiro de 2006 as duas empresas finalmente chegaram a um acordo e a Disney comprou a Pixar por US$ 7,4 bilhões. Jobs tornou-se, assim, o maior acionista individual da Disney. Mas um detalhe que ainda havia, era que a Pixar tem maior parte das ações entre a aliança Disney & Pixar. Entre 2001 e 2003 foi feito pela Disney e pela Pixar (co-produção) a série de desenho animado chamada Buzz Lightyear do Comando Estelar

Filmes[editar | editar código-fonte]

Filmes[editar | editar código-fonte]

Data de lançamento Título original Título no Brasil Diretor Orçamento Receita IMDb
1 22 de novembro de 1995 Toy Story Toy Story John Lasseter 30 Milhões 361.958.736 8,3
2 25 de novembro de 1998 A Bug's Life Vida de Inseto John Lasseter e Andrew Stanton 60 Milhões 363.398.565 7,2
3 24 de novembro de 1999 Toy Story 2 Toy Story 2 John Lasseter 90 Milhões 485.015.179 7,9
4 2 de novembro de 2001 Monsters, Inc. Monstros S. A. Pete Docter 115 Milhões 562.816.256 8,1
5 30 de maio de 2003 Finding Nemo Procurando Nemo Andrew Stanton 94 Milhões 940.335.536 8,1
6 5 de novembro de 2004 The Incredibles Os Incríveis Brad Bird 92 Milhões 631.442.092 8,0
7 9 de junho de 2006 Cars Carros John Lasseter 120 Milhões  461.983.149 7,1
8 29 de junho de 2007 Ratatouille Ratatouille Brad Bird 150 Milhões 623.722.818 8,0
9 27 de junho de 2008 WALL·E WALL·E Andrew Stanton 180 Milhões 521.311.860 8,4
10 29 de maio de 2009 Up Up - Altas Aventuras Pete Docter 175 Milhões 731.342.744 8,3
11 18 de junho de 2010 Toy Story 3 Toy Story 3 Lee Unkrich 200 Milhões 1.063.000.000 8,3
12 24 de junho de 2011 Cars 2 Carros 2 John Lasseter 200 Milhões  559.852.396 6,2
13 22 de junho de 2012 Brave Valente Mark Andrews e Brenda Chapman 185 Milhões 535.170.602 7,2
14 21 de junho de 2013 Monsters University Universidade Monstros Dan Scanlon 200 Milhões  743.559.607 7,2
15 19 de junho de 2015 Inside Out Divertida Mente Pete Docter 175 Milhões 856.130.132 8,2
16 25 de novembro de 2015 The Good Dinosaur O Bom Dinossauro Peter Sohn 200 Millhões 331.926.147 6,8
17 17 de junho de 2016 Finding Dory Procurando Dory Andrew Stanton 200 milhões 1.028.570.889 7,4
18 16 de junho de 2017 Cars 3 Carros 3 Brian Fee 200 milhões 7,1
19 22 de novembro de 2017 Coco Viva - A Vida é Uma Festa Lee Unkrich 200 milhões
20 15 de junho de 2018 The Incredibles 2 Os Incríveis 2 Brad Bird 200 milhões
21 21 de junho de 2019 Toy Story 4 Toy Story 4 John Lasseter 200 milhões

Curtas Originais[editar | editar código-fonte]

Curtas Baseados em filmes[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]