Circuito de Suzuka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Suzuka Circuit)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Circuito de Suzuka
Suzuka International Racing Course
Mapa do circuito.
Informação geral
Localização Suzuka, Mie, Japão
Fuso horário UTC+9
Capacidade 155 000
Licença FIA Grau 1
Proprietário Honda Motor Co., Ltd.
Operador Mobilityland Corporation
Inauguração 1962
Arquiteto John Hugenholtz[1][2][3][4]
Eventos principais Fórmula 1
GP do Japão
(1987–2006, 2009–presente)

FIM EWC
8 Horas de Suzuka
(1978–presente)

Intercontinental GT Challenge
10 Horas de Suzuka
(1966–1973, 1980–presente)

WTCR
(2018–presente)

Super GT
(1983–presente)

Super Formula
(1973–presente)

Circuito Grand Prix (2003–presente)
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 5,807 km (3,609 mi)
Curvas 18
Volta mais rápida 1:30.983 (Lewis Hamilton, Mercedes, 2019, Fórmula 1)
Circuito Grand Prix de motociclismo
(2004–presente)
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 5,821 km (3,617 mi)
Curvas 17
Volta mais rápida 2:07.110 (Kousuke Akiyoshi, F.C.C. TSR Honda CBR1000RR, 2009)
Circuito Leste
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 2,243 km (1,394 mi)
Curvas 7
Volta mais rápida 0:53.885 (Alain Menu, Chevrolet, 2012, WTCR)
Circuito Oeste
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 3,466 km (2,154 mi)
Curvas 9
Circuito original sem a chicane final (1962–1982)
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 6,004 km (3,728 mi)
Curvas 17
Volta mais rápida 1:34.247 (Aguri Suzuki, Ralt Formula 3, 1982)

Circuito de Suzuka ou Suzuka International Racing Course é um circuito localizado na cidade de Suzuka, no Japão. Sediou o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1 de 1987 até 2006, quando em 2007 e 2008 foi a vez de Fuji, próximo a cidade de Shizuoka. Suzuka retornou a partir de 2009. É um circuito formulado em oito, onde o piloto passa por um túnel (embaixo de uma ponte) e por uma ponte. O circuito nipônico tem 5,8 Km e foi palco de 11 títulos de pilotos na Fórmula 1: Nelson Piquet (1987), Ayrton Senna (1988, 1990 e 1991), Alain Prost (1989), Damon Hill (1996), Mika Hakkinen (1998 e 1999), Michael Schumacher (2000 e 2003) e Sebastian Vettel (2011)[5].

Para os torcedores brasileiros é uma pista muito especial, devido as vitórias e provas espetaculares de Ayrton Senna, e claro os três títulos que ele conquistou na carreira conforme citado.

Introdução[editar | editar código-fonte]

Vista aérea do circuito.

Projetado como uma pista de teste da Honda em 1962 pelo holandês John Hans Hugenholtz, Suzuka é um dos poucos circuitos competitivos do mundo a ter o traçado em forma de número 8, com as costas da reta passando sobre a parte da frente por meio de um viaduto.

O circuito foi modificado três vezes:

Em 1983 foi colocado uma chicane na última curva para diminuir a velocidade dos carros dentro da reta dos boxes e a curva Degner foi feita dentro de dois cantos em vez de uma longa curva; o circuito também foi considerado seguro em 1983 adicionando-se mais barreiras de segurança, mais áreas de escape e removendo fardos de palha entrando na vegetação;

Em 2002, a chicane foi ligeiramente modificada,a 130R também foi modificada e algumas curvas em forma de S foram feitas um pouco mais fortes e rápidas;

Em 2003, a chicane foi feita ligeiramente mais rápida e próxima a 130R.

O circuito pode ser usado em três configurações; Suzuka Completo, Suzuka Leste e Suzuka Oeste.

Curva 130R[editar | editar código-fonte]

A curva 130R, localizada após a descida do viaduto que corta a parte baixa da pista (marcada com o número 15 no mapa acima), é a mais famosa curva do circuito - e uma das mais da Fórmula 1[6]. Ela recebeu este nome - 130R - por causa de seu raio de 130 metros, e pode ser contornada de pé embaixo a mais de 300 km/h na Fórmula 1[7].

Ela é famosa também por ser a curva que mais exerce forças — até 4 G[7]. É também uma das curva mais - senão a mais - rápida de todas da F-1, feita a 310 km/h em sétima marcha. Com isso, os pneus são sujeitos a três forças simultâneas: descendente, em curva e aceleração. O pneu direito dianteiro, por exemplo, suporta o equivalente a 800 quilos de força descendente quando o carro descreve esta curva à velocidade máxima[8].

Depois de um acidente grave em 2002, com o piloto Allan McNish (que escapou praticamente ileso), a curva foi modificada para ter dois pontos de tangência, o que em tese a tornaria mais segura[7]. Assim, ela foi transformada em duas, agora chamadas de 85R e 340R[9]. Contudo, em 2003, o piloto de MotoGP Daijiro Kato sofreu um acidente na 130R e morreu — o que significa que, mesmo depois das mudanças, 130R continua sendo extremamente perigosa[7].

Críticas[editar | editar código-fonte]

Reta principal.

Apesar de ser um circuito considerado seletivo e elogiado pela maioria dos pilotos como um dos mais desafiantes da categoria, Suzuka sofre muitas críticas devido as suas limitadas áreas de escape em curvas onde os pilotos beiram os 300km/h.

Nigel Mansell em 1987 e Timo Glock em 2009 foram dois dos pilotos que tiveram acidentes fortes no circuito quando da sessão de treinos classificatórios, impedindo-os de competir na corrida.

Em 2014, numa corrida marcada pela passagem de um tufão, na volta 43, o francês Jules Bianchi, da Marussia, escapou na curva Dunlop atingindo um trator, que retirava a Sauber do alemão Adrian Sutil, que rodara na volta anterior. O impacto do bólido russo contra o trator acabou findando a corrida sob bandeira vermelha. A direção da prova e os organizadores da mesma foram criticados pela exposição dos pilotos ao risco de andarem numa pista sem condições de pilotagem e pela colocação do trator numa área perigosa numa curva de alta velocidade. No dia 17 de julho de 2015 (nove meses depois do acidente), a página oficial de Jules Bianchi noticiou a morte do piloto francês, aos 25 anos. Foi a primeira morte na Fórmula 1 desde o tricampeão brasileiro Ayrton Senna, em 1994.[10]


Cultura Popular[editar | editar código-fonte]

Juntamente com Fuji Speedway, o circuito de Suzuka é amplamente usado em jogos de arcade e em jogos eletrônicos, o primeiro jogo a contar com o circuito foi o Pole Position II de 1983, também foi o circuito principal do jogo Suzuka 8 Hours de 1993, outros jogos incluem F355 Challenge, Forza Motorsport 2, Forza Motorsport 3, Forza Motorsport 4, Gran Turismo 4, Gran Turismo 5, Gran Turismo 6, Gran Turismo Sport, Tourist Trophy, iRacing, R: Racing Evolution, Auto Modellista, Shift 2 Unleashed, Le Mans 24 Hours, MotoGP 3, MotoGP 4, Racing Battle e outros. O circuito aparece na maioria dos jogos de Fórmula 1.

Vencedores[11][12][editar | editar código-fonte]

O fundo rosa indica que a prova não fez parte do Mundial de Fórmula 1.

Ano Piloto Construtor Resumo
2019 Finlândia Valtteri Bottas Mercedes Detalhes
2018 Reino Unido Lewis Hamilton Detalhes
2017 Detalhes
2016 Alemanha Nico Rosberg Detalhes
2015 Reino Unido Lewis Hamilton Detalhes
2014 Detalhes
2013 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault Detalhes
2012 Detalhes
2011 Reino Unido Jenson Button McLaren-Mercedes Detalhes
2010 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault Detalhes
2009 Detalhes
Não houve em 2007 e 2008
2006 Espanha Fernando Alonso Renault Detalhes
2005 Finlândia Kimi Räikkönen McLaren-Mercedes Detalhes
2004 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Detalhes
2003 Brasil Rubens Barrichello Detalhes
2002 Alemanha Michael Schumacher Detalhes
2001 Detalhes
2000 Detalhes
1999 Finlândia Mika Häkkinen McLaren-Mercedes Detalhes
1998 Detalhes
1997 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Detalhes
1996 Reino Unido Damon Hill Williams-Renault Detalhes
1995 Alemanha Michael Schumacher Benetton-Renault Detalhes
1994 Reino Unido Damon Hill Williams-Renault Detalhes
1993 Brasil Ayrton Senna McLaren-Ford Detalhes
1992 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault Detalhes
1991 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda Detalhes
1990 Brasil Nelson Piquet Benetton-Ford Detalhes
1989 Itália Alessandro Nannini Detalhes
1988 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda Detalhes
1987 Áustria Gerhard Berger Ferrari Detalhes
Não houve de 1965 a 1986
1964 Japão Soukichi Shikiba Porsche Detalhes
1963 Reino Unido Peter Warr Lotus-Cosworth Detalhes

Por pilotos, equipes e países que mais venceram1[editar | editar código-fonte]

↑1 (Última atualização: GP do Japão de 2019)
Contabilizados somente os resultados válidos pelo Mundial de Fórmula 1

Recordes em Suzuka[editar | editar código-fonte]

Piloto Chassi/Motor Tempo Extensão Ano
Pole Position Alemanha Sebastian Vettel Ferrari V6 Turbo 1min 27s 064 5.807 km 2019
Melhor Volta na Prova Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes V6 Turbo 1min 30s 983 5.807 km 2019

Referências

  1. «日本GPプレビュー (2006 Japanese Grand Prix preview)». Honda. Motor Co., Ltd. (em japonês). Honda. Motor Co., Ltd. Consultado em 16 de abril de 2016 
  2. «マイ・ワンダフルサーキット 第28回 (My Wonderful Circuit 28)». Hiroaki Iemura (em japonês). Honda. Motor Co., Ltd. Consultado em 16 de abril de 2016 
  3. «マイ・ワンダフルサーキットII 第5回 (My Wonderful Circuit II 5)». Hiroaki Iemura (em japonês). Stinger. Consultado em 16 de abril de 2016 
  4. «マイ・ワンダフルサーキットII 第6回 (My Wonderful Circuit II 6)». Hiroaki Iemura (em japonês). Stinger. Consultado em 16 de abril de 2016 
  5. «Vettel cruza em terceiro e se torna o mais jovem bicampeão da Fórmula 1». globoesporte.globo.com. 9 de outubro de 2011 
  6. flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/ 130R
  7. a b c d flatout.com.br/ Os trechos mais marcantes de todos os circuitos do automobilismo
  8. pirelli.com/ O GP do Japão de F1 sob o ponto de vista dos pneus: Suzuka, 5-7 de Outubro de 2012
  9. flatout.com.br/ Circuito de Suzuka: a história de uma das últimas arenas à moda antiga da Fórmula 1
  10. «Jules Bianchi morre aos 25 anos, nove meses após grave acidente no Japão». GloboEsporte.com. 17 de julho de 2015. Consultado em 17 de julho de 2015 
  11. Japanese Grand Prix Past Results ALTIUS DIRECTORY
  12. «Suzuka - Circuits». Stats F1.com 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Circuito de Suzuka
Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.