Ibn Hazm

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Abū Muḥammad ʿAlī ibn Aḥmad ibn Saʿīd ibn Ḥazm (em árabe: أبو محمد علي بن احمد بن سعيد بن حزم; também conhecido como al-Andalusī aẓ-Ẓāhirī;[1] ; Córdoba, al-Ândalus, 7 de novembro de 994 – Montíjar, Huelva, 15 de agosto 1063, [2] 456 AH[3] ) foi um erudito, literato, historiador, jurista e teólogo hispanoárabe.[4] Era um dos principais defensores da escola de pensamento islâmica zahiri e produziu cerca de 400 obras, das quais apenas sobrevivem 40, abrangendo uma variedade de tópicos, tais como jurisprudência islâmica, história, ética, religião comparada e teologia, bem como "O Anel da Pomba", sobre a arte do amor.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Realizou uma intensa atividade política. Foi vizir do califa Abderramão V e, em conseqüência de intrigas palacianas, esteve na prisão em várias ocasiões, além de ter sofrido um breve desterro. Abandonou a atividade política para dedicar-se a seus estudos de teologia e direito. Exilou-se em diferentes taifas de al-Andalus após as crises do califado, exílio que o levou a recorrer varias taifas: Sevilha, convidado de al-Mutadid ou a taifa de Maiorca. A célebre queima pública de seus livros em Sevilha inspirou um conhecido poema que diz:

دعـوني من إحراقِ رَقٍّ وكـاغدٍ

وقولوا بعلمٍ كي يرى الناسُ من يدري

فإن تحرقوا القرطاسَ لا تحرقوا الذي

تضمّنه القرطاسُ، بـل هو في صدري

يـسيرُ معي حيث استقلّت ركائبي

وينـزل إن أنـزل ويُدفنُ فـي قبري

Cquote1.svg "Deixai de prender fogo a pergaminhos e papéis,

e mostrai vossa ciência para que se veja quem é o que sabe.

E é que ainda que queimeis o papel

nunca queimareis o que contém,

posto que no meu interior o levo,

viaja sempre comigo quando cavalgo,

comigo dorme quando descanso,

e na minha tumba será enterrado logo"

Cquote2.svg
Ibn Hazm

Referências

  1. A. R. Nykl. "Ibn Ḥazm's Treatise on Ethics". Também como Ibn Khazem em algumas fontes europeias medievais. The American Journal of Semitic Languages and Literatures, Vol. 40, No. 1. (Oct., 1923), pp. 30–36.
  2. Ibn Hazm. The Ring of the Dove: A Treatise on the Art and Practice of Arab Love. Trans. A. J. Arberry. Luzac Oriental, 1997 ISBN 1-898942-02-1
  3. USC-MSA Compendium of Muslim Texts Usc.edu. Página visitada em 2010-09-12.
  4. a b Encyclopædia Britannica. '''"Ibn Hazm."''' Encyclopædia Britannica. 2006. Encyclopædia Britannica Online. Oct 23. 2006 Britannica.com. Página visitada em 2010-09-12.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.