Willard van Orman Quine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Willard Van Orman Quine
Willard Van Orman Quine
Nascimento 25 de junho de 1908
Morte 25 de dezembro de 2000 (92 anos)
Nacionalidade estadunidense
Influências
Influenciados
Prêmios Tarski Lectures (1990), Prêmio Kyoto (1996)
Magnum opus Palavra e Objeto
Escola/tradição Filosofia analítica
Principais interesses Epistemologia, Lógica, Ontologia, Filosofia da Linguagem
Ideias notáveis indeterminação da tradução, holismo, naturalismo

Willard Van Orman Quine (Akron, 25 de junho de 1908Boston, 25 de dezembro de 2000), usualmente citado como Quine, mas conhecido por seus amigos e familiares como Van, foi um dos mais influentes filósofos e lógicos norte-americanos do século XX, considerado o maior filósofo analítico da segunda metade deste século.

Quine pertenceu à tradição da filosofia analítica ao mesmo tempo que foi um dos principais proponentes da visão que a filosofia não é análise conceitual. Quine lecionou filosofia e matemática durante toda a vida na Universidade Harvard, onde foi titular da Cadeira de Filosofia Edgar Pierce de 1956 a 1978. Entre seus principais escritos encontra-se "Dois dogmas do empirismo", o qual ataca a distinção entre juízos analíticos e sintéticos e defende um holismo epistêmico, quiçá semântico, e Word and Object, o qual aprofundou tais posições e introduziu a famosa tese da indeterminação da tradução. Quine mostrou que a distinção entre juízos sintéticos e juízos analíticos não estava apoiada em nada firme, era um dogma que era aceito sem nenhuma justificação, apenas pela necessidade dos empiristas de isolar a convenção dos juízos testáveis. Sem este dogma, este princípio do atomismo na verificação também não se sustenta e portanto é aceito apenas como um outro artigo de fé, um segundo dogma. Quine então conclama os empiristas a se livrarem dos dois dogmas e, sem distinção entre juízos sintéticos e juízos analíticos e aderindo a um holismo quanto à verificação, a endossarem um empirismo sem dogmas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Quine nasceu a 25 de junho de 1908 nos Estados Unidos, educado no Oberlain Colege, tendo obtido o título de doutor em Harvard, sob orientação de Alfred North Whitehead. Inicialmente tendo a lógica como seu principal campo de interesse e objetivando e aperfeiçoar em tal campo visitou Viena, Praga e estudou Lógica com Rudolf Carnap. Em 1936 tornou-se professor em Harvard. Morreu a 25 de dezembro de 2000, em seu país natal.

Trabalhos notáveis[editar | editar código-fonte]

  • De um Ponto de Vista Lógico (From a Logical Point of View), 1953.
  • Palavra e Objeto (Word and Object), 1964.
  • Relatividade Ontológica e Outros Ensaios (Ontological Relativity and Other Essaysw), 1969.
  • Filosofia da Lógica (Philosophy of Logic), 1970.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Quine, programa de computador inventado por influência de Willard Quine.
  • Átomo de Quine, o hiperconjunto Q = { Q }

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.