San Miguel de Tucumán

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Argentina San Miguel de Tucumán  

San Miguel de Tucumán
—  Província  —
Tucuman Yerba Buena Vista.JPG
San Miguel de Tucumán está localizado em: Argentina
San Miguel de Tucumán
Localização de San Miguel de Tucumán na Argentina
26° 50' S 65° 12' O
Província Tucumán Bandera de la Provincia de Tucumán.svg
Departamento Capital
Fundação 31 de maio de 1565
Fundador Diego de Villarroel
Administração
 - Intendente Domingo Luis Amaya
Altitude 431 m (1 414 pés)
População (2001)
 - Total 527,607
Gentílico: tucumano/a
Fuso horário EET (UTC+2)
 - Horário de verão EEST (UTC+3)
Código postal T4000
Sítio www.tucuman.gov.ar

San Miguel de Tucumán é a capital da província de Tucumán na Argentina e a maior cidade do Noroeste Argentino, sendo inclusive o quinto maior centro urbano do país, depois de Buenos Aires, Córdoba, Rosario e Mendoza encontrando-se à frente de La Plata. Além disso, é a cidade mais importante do Região do Norte Grande Argentino.

Segundo o censo argentino de 2001, San Miguel de Tucumán tem uma população de aproximadamente 527.607 habitantes (806.006 na região metropolitana), o que representa um crecimento de 12% frente à população de 1991 que era, segundo o censo, de 470.809 habitantes. A área do município é de 90 km² e a altitude do centro da cidade em relação ao nível do mar é de 450 metros. San Miguel de Tucumán está a 1311 km de Buenos Aires e suas coordenadas geográficas são 26°50′ S 65°12′ O.

O crescimento da cidade superou os limites originais levando-a a ocupar territórios dos departamentos vizinhos en todas as direções, dando assim origem à conurbação da Grande San Miguel de Tucumán. Em 2008, foi sede da XXXV Cúpula do Mercosul, na qual participaram sete presidentes sulamericanos. Sua importância histórica reside principalmente, entre outras coisas, porque foi nesta cidade que se produziu a Declaração de independência da Argentina, no dia 9 de julho de 1816.

Geografia e clima[editar | editar código-fonte]

O clima na região de San Miguel de Tucumán é subtropical, fato esse que favorece a atividade agrícola. No inverno de 2005, foram vários os registros de neve na cidade, mais do que na maioria dos anos anteriores. A cidade está situada nas ladeiras das montanhas Aconquija - uma extensão da pré-cordilheira frontal dos Andes que corresponde à parte mais setentrional de toda a Serra dos Pampas - e está, também, próxima às margens do importantíssimo rio Salí. Apesar de o centro urbano se encontrar a uma altitude de aproximadamente 450 metros em relação ao nível do mar, a Grande San Miguel de Tucumán se estende por territórios com diversos níveis de terreno.

História e curiosidades[editar | editar código-fonte]

San Miguel de Tucumán foi fundada em 31 de maio de 1565 por Diego de Villarroel e foi palco, ao longo de história, de muitos acontecimentos importantes, dentre os quais podemos destacar a declaração da independência em 9 de julho de 1816. A declaração ocorreu na "Casa de la Independencia" (também conhecida como "Casa de Tucumán") onde o congresso, lá reunido, declarou a Argentina como estado soberano e independente de quaisquer país, incluindo a Espanha.

"Casa de Tucumán", onde foi declarada a Independência da Argentina em 1816.

San Miguel de Tucumán, até em virtude de seu tamanho, foi a terra natal de vários nomes importantes da história argentina, entre estes nomes podemos destacar: Bernardo de Monteagudo, Juan Bautista Alberdi, Nicolás Avellaneda, Julio Argentino Roca, Alejandro Heredia, Gregorio Aráoz de Lamadrid, Antonio Álvarez Condarco, El Pbro. Dr. Zoilo Dominguez, Lola Mora, Thibon de Libian, Miguel Angel Estrella, Raúl Presbisch, Alfredo Poviña, Mercedes Sosa, Leda Valladares, Mercedes Paz, César Pelli, Lorena Bernal, Julio Ardiles Gray, Tomás Eloy Martínez, Víctor García, Ricardo Rojas, Claudia Amura, Joaquín Morales Solá, entre outros.

San Miguel de Tucumán é a sede de duas redes de televisão aberta da Argentina (responsáveis pelo Canal 8 e pelo Canal 10), quatro jornais (La Gaceta, El Siglo, El Tribuno e La Ciudad), três companias de televisão a cabo (CCC, ATS e TCC) e várias estações de rádio.

A cidade de Tucumán tem várias universidades, das quais podemos destacar a Universidad Nacional de Tucumán (fundada em 1914), a Universidad Tecnológica Nacional (fundada em 19 de agosto de 1954), a Universidad del Norte Santo Tomás de Aquino e o Instituto Lillo, dedicado a pesquisas nas áreas biológicas.

Principais pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

Casa do governo, ou "Casa de Gobierno" como é lá chamada.
  • Plaza Independencia
  • Casa de Gobierno
  • La Catedral
  • Basílica de San Francisco
  • Edificio de la Federación Económica
  • Palacio Padilla
  • Casa Histórica de la Independencia
  • Iglesia de la La Merced
  • Museo de Arte Sacro
  • Museo Timoteo Navarro
  • Casa del Presidente Avellaneda
  • Museo del Folklore norteño
  • Parque 9 De Julio

Principais Bairros[editar | editar código-fonte]

Foto do "Parque 9 De Julio", um dos mais importantes pontos turísticos da província de Tucumán
Avenida Mate de Luna
  • Centro Histórico
  • Barrio Norte
  • Barrio Sur
  • El Bajo
  • Barrio Lola Mora
  • Barrio Obispo Piedrabuena
  • Villa 9 de Julio
  • Ciudadela
  • San Cayetano
  • Barrio El Bosque
  • Barrio Norte
  • Barrio Padilla
  • Barrio Oeste I
  • Barrio Oeste II
  • Barrio Modelo
  • Barrio Kennedy
  • Barrio Ferroviario
  • Barrio Independencia
  • Barrio Los Plátanos
  • Barrio Policial
  • Floresta
  • Villa Alem
  • Villa Amalia
  • Villa Luján
  • Villa Muñecas
  • Villa Santillán
  • Villa Urquiza

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]