Topónimos tupis-guaranis no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Antes do descobrimento do Brasil pelos portugueses no ano de 1500, já viviam ali populações de nativos, em grande parte falantes de línguas pertencentes à família linguística tupi-guarani. Estas línguas, em especial a língua tupi, geraram muitos dos atuais topônimos brasileiros. Uns, como Guarujá e Aracaju, são tradicionais, utilizados pelas populações indígenas antigas; outros são modernos, apostos por eruditos utilizando as línguas tupis-guaranis, como Anhembi ou Urubupungá.1

Radicais[editar | editar código-fonte]

Alguns dos radicais mais comuns em tupi-guarani são: pará- (mar ou rio grande), - 'y ou ty - (água ou rio), itá- (pedra), yby- (terra), ybyrá (madeira, árvore), oka - (casa), taba - (aldeia), pirá- (peixe), gûyrá- (pássaro), gûyrátinga - (garça), una (preto, escuro), -pyranga ou -pytanga (vermelho), -tinga (branco, claro), -oby (verde ou azul), -gûasu (grande), -mirim (pequeno), -atã (duro), -katu (bom), -panema (imprestável), -berab (brilhante), -sununga (que ressoa) e -tyba (ajuntamento)2 .

Lista de cidades e localidades[editar | editar código-fonte]

Nome tupi-guarani Significado
Abaeté homem verdadeiro, homem ilustre, homem de respeito, homem de bem2
Andaraí rio dos morcegos2
Aracaju gûyrá ("pássaro") e akaîu ("caju"), portanto, "caju de pássaros" ou cajueiro dos pássaros"3
Araçatuba ajuntamento de araçás<2
Araraquara toca das araras ou dos ararás (cupins na sua fase alada)4 2
Araruama arara promissora2
Araxá lugar alto de onde primeiro se avista o sol[carece de fontes?]
Atibaia lugar saudável[carece de fontes?]
Avaré padre2
Bariri rio do canal2
Barueri rio do canal velho2
Bangu monte escuro[carece de fontes?]
Bauru cesto de frutas
Botucatu vento bom2
Butantã terra muito dura
Caçapava lugar de se atravessar a mata2
Caraguatatuba ajuntamento de caraguatás2
Catanduva ajuntamento de plantas duras2
Curitiba pinheiral2
Embu-Guaçu grande rio das cobras2
Guaíra local intransponível[carece de fontes?]
Guararema pau-d'alho, árvore que cheira alho
Guaratinguetá muitas garças2
Ibirapuera madeira podre ou árvore velha2
Igaratá canoa alta[carece de fontes?]
Iguaçu rio grande2
Indaiatuba ajuntamento de indaiás2
Itabira pedra levantada2
Itaboraí rio da pedra bonita
Itaim pedregulho2
Itaipu barulho do rio da pedra2
Itamarati
Itacoatiara pedra pintada2
Itanhaém prato de pedra2
Itapetinga laje de pedra branca, pedra achatada branca2
Itapeva pedra chata (laje)2
Itaporanga pedra bonita2
Itaquaquecetuba muitas taquaras cortantes2
Itaquera pedra dormente2
Itararé pedra escavada2
Itatiba ajuntamento de pedras2
Itavuvu
Iturama cachoeira promissora2
Manhuaçu
Manhumirim
Maranhão rio grande que corre2
M'Boi Mirim cobra pequena2
Pará mar, rio grande2
Paraíba rio grande ruim, mar ruim
Paraibuna grande rio ruim preto
Paraitinga rio claro do grande rio2
Paraná rio grande2
Paranaguá enseada de mar2
Parapuã rio que sobe
Pavuna lugar escuro2
Pejuçara caminho das palmeiras
Pindamonhangaba lugar de fazer anzol2
Piracicaba lugar onde o peixe chega2
Piraçununga peixe que ressoa2
Ponta Porã ponta bonita
Saquarema enseada fedorenta que se atravessa2
Sorocaba terra rasgada2
Tabapuã aldeia redonda2
Taguatinga barro branco
Tatuapé caminho de tatu2
Taubaté aldeia alta2
Tijuca brejo, charco, água podre2
Ubatuba muitas canoas, porto
Uberaba rio brilhante2
Uiraúna pássaro preto2
Umuarama lugar de pessoas amigas
Votorantim cascata branca
Votuporanga vento bonito2

Acidentes geográficos[editar | editar código-fonte]

Nome tupi-guarani Significado
Guanabara gua ana para = seio que parece mar. Semelhante a Paranaguá.
Iguaçu rio grande2
Iguatemi
Ipanema rio imprestável ou lagoa fedorenta2
Ipiranga rio vermelho2
Jericoacoara toca das tartarugas-marinhas2
Marajó barreira do mar[carece de fontes?]


Referências

  1. M.V. Dick
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. Terceira edição. São Paulo. Global. 2005. 463 p.
  3. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  4. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 156.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]