Katia Sastre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Katia Sastre
Deputada Federal por São Paulo
Período 1º de fevereiro de 2019
até atualidade
Dados pessoais
Nascimento 4 de abril de 1976 (43 anos)[1][2]
São Paulo, SP, Brasil
Partido PL (2018-atualmente)
Profissão Policial militar
Serviço militar
Lealdade Polícia Militar do Estado de São Paulo
Graduação Insignia PM P5.PNG Cabo

Katia da Silva Sastre (São Paulo, 4 de abril de 1976), é uma policial militar e política brasileira, filiada ao Partido Liberal (PL).[3]

Ficou conhecida após reagir a uma tentativa de assalto na porta de uma escola em Suzano, realizada por Elivelton Neves Moreira, de 21 anos. Katia estava de folga, num evento do dia das mães junto com a sua filha, quando Elivelton tentou assaltar a escola; Katia atirou no peito do assaltante que, apesar de socorrido, não resistiu ao ferimento. Katia foi homenageada pelo então governador de São Paulo, Márcio França (PSB), que lhe entregou flores.[4]

Carreira Política[editar | editar código-fonte]

Nas eleições de 2018, foi eleita deputada federal por São Paulo,[5][6] tendo recebido mais de 264 mil votos.[7] A princípio, Sastre usou o vídeo aonde atirava em Elivelton no seu horário, mas esse vídeo foi retirado do ar pelo TRE de São Paulo, voltando depois a ser exibido na íntegra[8].

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.