Márcio Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Márcio Santos
Informações pessoais
Nome completo Márcio Roberto dos Santos
Data de nasc. 15 de setembro de 1969 (51 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,87 m
destro
Informações profissionais
Período em atividade 1987–2004 (17 anos)
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1987–1990
1990–1991
1992
1992–1994
1994–1995
1995–1997
1997
1997–1999
2000
2001
2001
2001
2002
2003
2003
2004
Novorizontino
Internacional
Botafogo
Bordeaux
Fiorentina
Ajax
Atlético Mineiro
São Paulo
Santos
Jinan
Gama
Shandong Luneng Taishan
Paulista
Bolívar
Joinville
Portuguesa Santista


0039 0000(2)
0056 0000(4)
0032 0000(2)
0021 0000(1)
Seleção nacional
1990–1997 Brasil 0042 0000(1)

Márcio Roberto dos Santos (São Paulo, 15 de setembro de 1969) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro.[1][2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira no Novorizontino, de Novo Horizonte (SP), passou por vários clubes, entre eles Internacional e Botafogo, antes de partir para uma carreira na Europa, onde defenderia Bordeaux (França), Fiorentina (Itália) e Ajax (Países Baixos).

Em um de seus últimos jogos pelo Ajax, foi expulso com 17 segundos de jogo por dar uma rasteira por trás em um jogador do PSV.[3]

Deixou o Ajax e voltou ao Brasil, para jogar no Atlético-MG, e passou ainda por São Paulo (do qual foi liberado durante o Campeonato Paulista de 1999, em episódio nebuloso),[4] Santos, Shandong Luneng (China) e Al-Arabi (Catar).

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Estreou pela Seleção Brasileira em 1990, ainda atleta do Novorizontino, na primeira convocação do técnico Paulo Roberto Falcão.

No ano seguinte, disputou a Copa América. Ficou na reserva nos três primeiros jogos, mas após derrota para a Colômbia, assumiu a titularidade no lugar de Wilson Gottardo. Formou dupla com Ricardo Rocha até o restante da competição, ficando com o vice-campeonato.

Já sob o comando de Parreira, foi convocado para alguns amistosos e para a US Cup de 1993. Não disputou a Copa América daquele ano, mas foi titular nos primeiros cinco jogos das eliminatórias de Copa do Mundo de 1994. Terminou perdendo espaço como titular, amargando a reserva para a dupla Ricardo Gomes e Ricardo Rocha até o Mundial, onde o primeiro foi cortado e o segundo se lesionou. Márcio acabou formando uma firme dupla de zaga com Aldair até a conquista do tetracampeonato.

Repetiria a dupla com Aldair na era Zagallo, na conquista da Copa Umbro de 1995, e em alguns amistosos, mas perderia espaço para a concorrência nos anos seguintes. Em 1997, foi reserva para Célio Silva no Torneio da França e na conquista da Copa América. Jogou apenas dois amistosos naquele ano pela amarelinha, sendo a derrota por 4 a 2 para a Noruega sua última partida pela seleção. Mesmo assim, chegou a ser convocado para a Copa do Mundo de 1998, mas precisou ser cortado devido a uma lesão um mês antes do torneio. Para seu lugar, foi convocado André Cruz.[5]

Pós-aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Atualmente afastado dos gramados, reside em Balneário Camboriú (SC), onde possui um shopping center. Eventualmente atua em partidas de Masters ou comemorativas. No dia 19 de abril de 2008, sofreu um acidente vascular cerebral e foi internado em Balneário Camboriú.[6][7] Sem sequelas graves, deixou o hospital cinco dias depois.[8][9]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Internacional
Ajax
São Paulo
Gama
Seleção Brasileira

Referências

  1. Sambafoot. «Márcio Santos». Consultado em 7 de setembro de 2008 
  2. Márcio Santos Jornal de Santa Catarina
  3. "D+", Placar — Tabelão 97, Editora Abril, 1997, pág. 15
  4. "Diretoria libera Márcio", Lance!, 25/3/1999, pág. 13
  5. Marcelo Damato e Sérgio Rangel (14 de maio de 1998). «André Cruz substitui Márcio Santos». Folha de S.Paulo. Consultado em 28 de abril de 2020 
  6. "+Futebol", Jornal da Tarde, 23/4/2008, pág. 12C
  7. Globo.com. «Márcio Santos recebe alta». Consultado em 7 de setembro de 2008 
  8. "Márcio Santos deixa o hospital", Núcleo Futebol Brasileiro, Lance!, 24/4/2008, pág. 21
  9. Estadão. «Márcio Santos deve sair do hospital nesta quarta, após AVC». Consultado em 7 de setembro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço relacionado ao projeto desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.