Revolução Cantada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Revolução Cantada é um nome normalmente usado para eventos de protestos pacíficos entre 1987 e 1990 que levaram à restauração da independência da Estônia, Letônia e Lituânia (principalmente na Estônia), perdida como resultado da ocupação soviética desses territórios durante a Segunda Guerra Mundial, nos termos do Pacto Ribbentrop-Molotov com a Alemanha nazista. O termo foi cunhado por um ativista e artista estoniano, Heinz Valk, em um artigo publicado uma semana após os acontecimentos espontâneos da noite de 10 e 11 de Junho de 1988 em Lauluväljak, durante o festival de canção em Tallinn. Os manifestantes, em seguida, cantaram hinos patrióticos.

A independência dos Estados Bálticos foi conquistada definitivamente algumas semanas após o golpe de Estado em Moscou em Agosto de 1991.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre revolução é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.