TV Meio Norte Teresina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TV Meio Norte Teresina
Sistema Timon de Radiodifusão Ltda.
Teresina, Piauí / Timon, Maranhão
Brasil
Tipo Comercial
Cidade de concessão Bandeira Timon.png Timon, MA
Canais Digital: 22 UHF
Virtual: 7 PSIP
Outros canais 20 (NET)
ver mais
Analógico:
07 VHF (1985-2018)
Sede Bandeira de Teresina.svg Teresina, PI
Slogan No meio do povo!
Rede Rede Meio Norte
Rede(s) anterior(es) SBT (1986-2000)
Rede Bandeirantes (1985; 2000-2010)
Fundador Paulo Guimarães
Pertence a Grupo Meio Norte de Comunicação
Proprietário Paulo Guimarães
Presidente Paulo Guimarães
Fundação 25 de abril de 1985 (34 anos)
Prefixo ZYA 655
Nome(s) anteriore(s) TV Timon (1985-1994)
Emissoras irmãs
Cobertura Estado do Piauí e algumas áreas do leste do Maranhão e oeste do Ceará
Coord. do transmissor 5° 6' 41.9" S 42° 47' 45.3" O
Potência 3,4 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial meionorte.com/rede-meionorte

TV Meio Norte Teresina é uma emissora de televisão brasileira concessionada em Timon, Maranhão, porém sediada em Teresina, capital do estado do Piauí. Opera no canal 7 (22 UHF digital), e é geradora da Rede Meio Norte, pertencendo ao Grupo Meio Norte de Comunicação.

Inaugurada em 1985, a emissora operou entre 1986 e 2000 como afiliada ao SBT, e entre 2000 e 2010, como afiliada à Rede Bandeirantes, tendo constituído a partir da segunda metade da década de 1990 uma extensa programação local, havendo em contrapartida uma série de conflitos com as redes que esteve filiada. Desde 2011, passou a operar de maneira independente.

História[editar | editar código-fonte]

TV Timon (1985-1995)[editar | editar código-fonte]

Logotipo da emissora entre 1986 e 1994, quando se chamava TV Timon

A TV Timon foi ao ar pela primeira vez em 25 de abril de 1985, como repetidora da programação da Rede Bandeirantes, através do canal 7 VHF, por iniciativa do empresário Paulo Guimarães,[1] sendo a primeira emissora de televisão do leste maranhense e a segunda a operar na Grande Teresina, que até então contava apenas com a TV Clube, inaugurada em 1972.

Suas primeiras imagens locais foram ao ar em agosto daquele ano, com chamadas anunciando a visita do então presidente da república José Sarney à cidade de Teresina. No fim do ano, a emissora sai ao ar, voltando a operar apenas três meses depois, em 23 de março de 1986, já como afiliada ao SBT.[1] Seus primeiros programas locais, no entanto, começaram a ir ao ar apenas em maio de 1987. Uma vez que mesmo baseada em Timon, no estado do Maranhão, o seu público alvo estava em Teresina, no estado do Piauí, a emissora abriu um escritório comercial e administrativo na Rua Coelho de Resende, no Centro da capital piauiense, para atender ao estado vizinho.

No início da década de 1990, a emissora passa por um período de reestruturação com a formação do atual Grupo Meio Norte de Comunicação. Complementar ao funcionamento da TV Timon, o grupo coloca no ar as rádios Mirante FM (fundada em 1991, atual Meio Norte FM) e Mirante AM (fundada em 1992, depois renomeada com Rádio Meio Norte, atualmente extinta), e compra de familiares o espólio do falecido jornalista Hélder Feitosa, que incluía o jornal O Estado (atual Meio Norte), a Poty FM (atual Boa FM) e a concessão da extinta Rádio Poty, ambos baseados em Teresina.[1] A emissora começa a construir uma nova sede para agregar todos os veículos na capital piauiense, no bairro do Monte Castelo, deixando a cidade de Timon no fim de 1994. Sua antiga sede no Planalto Formosa serviu posteriormente à TV Mirante Cocais, onde atualmente funciona uma sucursal da emissora desde 2013.

TV Meio Norte (1995-presente)[editar | editar código-fonte]

Logotipos utilizados pela emissora entre a segunda metade da década de 1990 e o início de 2000, em 1995 e 1997. As identidades também eram utilizadas pelo Grupo Meio Norte e seus co-irmãos homônimos

Em 1.º de janeiro de 1995, marcando definitivamente a nova fase, a TV Timon passa a se chamar TV Meio Norte, em uma referência a sub-região brasileira que converge os estados do Maranhão e do Piauí, tal qual a emissora. Com a mudança para o outro lado do Rio Parnaíba, a TV Meio Norte expande sua área de cobertura com retransmissoras via micro-ondas mantidas pela empresa estatal ETELPI. Em maio do mesmo ano, a emissora passa a manter o próprio sistema de retransmissoras, com o início da transmissão via satélite, sendo a primeira emissora da América Latina a trabalhar com um canal de satélite exclusivo da Intelsat.

Essa expansão, no entanto, não ficou restrita apenas ao Piauí. Como forma de promover o sorteio do Poupa Ganha, criado em maio de 1995 pelo Grupo Meio Norte e em franca expansão pelo país,[2] a emissora expande o seu sinal nas capitais do Maranhão e do Ceará, a partir de 13 de setembro de 1997. Em São Luís, a emissora passou a ir ao ar através do canal 28 UHF, uma concessão do Serviço Especial de Televisão por Assinatura (TVA) pertencente ao Sistema Mirante de Comunicação (cujo proprietário, Fernando Sarney, era sócio de Paulo Guimarães) e inativa até então. Em Fortaleza, arrendou o Canal 54 Fortaleza, pertencente ao empresário Raimundo Anselmo Mororó e que até então retransmitia a MTV Brasil. Em ambas as cidades, o SBT era servido por afiliadas locais (TV Difusora e TV Cidade, respectivamente), e para não gerar conflitos com as mesmas, as retransmissoras passaram a retransmitir a CNT no espaço em que a TV Meio Norte não exibia programação local.

Expansão da programação e divergências com o SBT (1998-2000)[editar | editar código-fonte]

Em 1998, a grade da emissora é reforçada com a estreia de vários programas locais, especialmente nos horários da tarde e no início da noite, faixas geralmente dedicadas a exibição de conteúdo local. No entanto, a Meio Norte começou a estourar boa parte dos horários cedidos à programação local do SBT, exibindo com delay atrações como o Programa Livre e deixando de exibir outras como o Cinema em Casa e o Festival de Desenhos.[3]

Em 1999, o SBT pressiona a afiliada a obedecer os horários de programação local, mas a TV Meio Norte continua mantendo as alterações feitas na grade de programação.[3] Com o impasse, as relações entre ambas se deterioram e o SBT procura então uma nova afiliação no Piauí. No fim do ano, a TV Cidade Verde, afiliada à Rede Bandeirantes desde 1986 é anunciada como a nova afiliada do SBT, enquanto a TV Meio Norte passa a negociar com a Band, ao mesmo tempo que começa a rodar comunicados na programação sobre os motivos pelos quais está deixando a rede de Silvio Santos. Também foi apontado como um possível motivo adicional para a rescisão por parte do SBT a concorrência do Poupa Ganha com a Tele Sena, título de capitalização comercializado pelo Grupo Silvio Santos, que já estava presente em vários estados brasileiros.[4]

Rede Bandeirantes (2000-2011)[editar | editar código-fonte]

Em 9 de janeiro de 2000, a TV Meio Norte trocou de afiliação com a TV Cidade Verde, tornando-se afiliada à Rede Bandeirantes, e deixando o SBT após cerca de 14 anos de afiliação. Segundo a emissora, a Band havia oferecido "melhores condições", no que diz respeito a programação local.[5] Para comemorar o fato, a TV Meio Norte realizou um grande evento no Parque Potycabana. Em 15 de agosto de 2001, quase um ano após o Poupa Ganha ter suas atividades suspensas pela Caixa Econômica Federal por irregularidades,[6] a TV Meio Norte desativou suas retransmissoras em São Luís e Fortaleza, passando a concentrar suas transmissões apenas no Piauí.

Em 2004, com a estreia de novos programas, a TV Meio Norte passa a produzir em dias úteis quase 14 horas seguidas de programação local (5h-19h20), mantendo a retransmissão da Band apenas entre 19h20 e 5h. A medida acaba causando reclamações dos telespectadores pela não exibição de atrações produzidas pela rede nacional, mas ao mesmo tempo em que as mudanças ocorreram, o Sistema Integrado de Comunicação Meio Norte ativou uma retransmissora pelo canal 19 UHF, que passou a exibir a programação da Band na íntegra até 2007.

Em 2009, a TV Meio Norte inicia o processo de implantação de uma programação totalmente local, começando por exibir programas semanais na faixa compreendida entre 22h e 23h30, e passando a levar ao ar os programas da Band exibidos no horário com quase duas horas de delay. Em 9 de maio, em favor da exibição de uma reprise do programa Planeta Show, a TV Meio Norte não exibiu o Miss Brasil 2009, irritando os telespectadores que queriam ver o concurso.[7] O mesmo aconteceu com a edição do ano seguinte.

Em 2010, os espaços de programação nacional da Band na TV Meio Norte se resumiam apenas a transmissão ao vivo dos eventos esportivos e alguns telejornais, além de alguns programas exibidos com delay no horário nobre. Enquanto a grade já era quase inteiramente local, tornaram-se comuns as insatisfações dos telespectadores e também da própria Band com a programação.[8][9] Em janeiro, o apresentador Beto Rego declarou no Ronda que a emissora estava contratando vários profissionais para montar uma programação inteiramente local.[10] No entanto, apenas em maio a TV Meio Norte anunciou oficialmente que pretendia deixar a Band para se tornar uma emissora independente. A previsão inicial era que isso seria feito após a Copa do Mundo FIFA de 2010, entre julho ou agosto,[11] mas os planos foram adiados de modo que a emissora se organizasse gradualmente para seguir sem a programação nacional. A Band passaria então a ser novamente exibida no canal 19 UHF, onde ia ao ar o sinal da RedeTV! intercalado com programas da TV Meio Norte,[3] porém, isso nunca aconteceu.

Programação independente (2011-presente)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rede Meio Norte

Em 1.º de janeiro de 2011, a TV Meio Norte deixa a Rede Bandeirantes após quase 11 anos de afiliação e torna-se uma emissora independente, lançando uma nova identidade visual e o slogan "A TV da nossa gente".[12] A Band ficou sem sinal no estado até 18 de abril de 2014, quando implantou a Band Piauí, emissora própria sediada na capital piauiense. Como parte da programação da estreia, a emissora cobriu ao vivo de Brasília a posse da presidente eleita Dilma Rousseff, além de entrevistar políticos piauienses e o então presidente da Venezuela, Hugo Chávez durante a cerimônia.[13]

Com a nova programação, a TV Meio Norte passa a encabeçar a Rede Meio Norte, uma rede de televisão regional com pretensões de se expandir para as regiões Norte e Nordeste do Brasil. A primeira afiliada da nova rede foi a TV Codó, que iniciou as transmissões em 18 de fevereiro.[14]

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Logotipo da emissora entre 2015 e 2018
Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
7.1 22 UHF 1080i Programação principal da TV Meio Norte / MN

A emissora iniciou suas transmissões digitais em 11 de agosto de 2011, através do canal 22 UHF.[15] Em 17 de janeiro de 2012, a emissora começou a exibir seus programas em alta definição.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Meio Norte, bem como as outras emissoras de Teresina e região metropolitana, cessou suas transmissões pelo canal 07 VHF em 30 de maio de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[16] O responsável pelo procedimento foi o coordenador técnico Raimundo Pereira, o "Português", que colocou o sinal da TV Timon no ar na inauguração em 1985.[17] Ao contrário das outras emissoras, a Meio Norte tirou o sinal do ar à 0h24 do dia seguinte, após a reprise do programa 100 Milhas. Minutos depois o sinal voltou ao ar com o aviso do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.

Programação[editar | editar código-fonte]

A TV Meio Norte, como emissora independente e cabeça de rede da Rede Meio Norte, possui toda a sua programação produzida localmente. Os programas transmitidos em faixas usualmente utilizadas pelas afiliadas são:

  • Bom Dia Meio Norte: Jornalístico, com Ieldyson Vasconcellos;
  • Ronda do Povão: Jornalístico, com Pádua Araújo e Ídria Portela;
  • Agora: Telejornal, com Amadeu Campos;
  • Patrulha: Jornalístico policial, com Gilvan Barbosa;
  • Informe Meio Norte: Boletim jornalístico, durante a programação

Diversos outros programas compuseram a grade da emissora e foram descontinuados:

  • A Semana
  • Atitude
  • Atmosfera
  • Câmera 7: A Verdade na TV
  • Canal News
  • Caravana Meu Novo Piauí
  • Cidade 7
  • Comando do Meio-Dia
  • Em Cena
  • Esporte 7
  • Jacá da Juju
  • Jornal da Tarde
  • Load
  • Meio Norte Show
  • MN 40 Graus
  • MN Esporte
  • MN Integração
  • MN Notícias
  • MN Ofertas
  • MN Urgente
  • MN Verdade
  • Planeta Show
  • Prece Milagrosa
  • Patrulha da Cidade
  • Poupa Show
  • Programa Carlos Moraes
  • Resenha
  • Sábado Show
  • Superação
  • Tem de Tudo
  • TJ Meio-Dia
  • Top Music
  • TV Auto Show
  • Visita à Seu Lar

Jornalismo[editar | editar código-fonte]

A emissora produziu seu primeiro telejornal, e consequentemente seu primeiro programa a partir de maio de 1987, quando foi ao ar o Cidade 7, apresentado na faixa do meio-dia por J. Leite. Na mesma época, também estreou o Jogo Aberto, jornalístico apresentado por Donizetti Adalto, e posteriormente por Francisco Teixeira e Tomaz Teixeira, e o esportivo Esporte 7. Em 1988, a emissora estreou o jornalístico Comando do Meio-Dia, sendo este o primeiro programa em que Carlos Moraes e Donizetti Adalto formaram a dupla notavelmente conhecida pelos comentários ácidos e pela cobrança as autoridades do Piauí. Donizetti foi para a TV Pioneira em 1989,[18] e o programa ficou no ar até 1990.

Também em 1988, seguindo o novo padrão jornalístico do SBT, a emissora estreou o TJ Meio-Dia, telejornal apresentado por Tony Trindade até 1992, quando o jornalista foi para a TV Pioneira. Outros nomes como Luísa Gonçalves, Marcos Teixeira, Cláudia Brandão, Socorro Queiroz, Durvalino Leal e Marcos Rotta também fizeram parte da trajetória inicial do jornalismo na TV Timon.

Em 2 de janeiro de 1995, a emissora, já como TV Meio Norte, estreou o MN 40 Graus, de segunda a sexta, inicialmente entre 12h até 13h30. Carlos Moraes e Donizetti Adalto apresentavam a atração nos mesmos moldes do antigo Comando do Meio-Dia, falando de problemas comunitários, política, esportes e também sobre as celebridades. Em 1997, o programa passou a ser apresentado em trio, com a presença de Raquel Castelo Branco na bancada. Ainda em 1995, estreou o Patrulha da Cidade, programa policial apresentado por Carlos Feitosa, com reportagens de Silas Freire. Feitosa faleceu tempos depois em um acidente automobilístico, e Silas assumiu o programa. A popularidade do apresentador a frente do Patrulha da Cidade o levou a ser eleito vereador do município de Teresina em 1996, sendo esta a primeira vez que Silas Freire foi eleito para um cargo público.

Em 1996, a emissora estreou o telejornal MN Notícias, exibido no início da noite antes do TJ Brasil. Em 1997, estreou aos fins de tarde o jornalístico MN Verdade, cuja exibição se dava antes do Aqui Agora, e após algum tempo, antes do infantil Disney Club. Em janeiro de 1998, estrearam na faixa do meio-dia o MN Esporte, com 15 minutos de duração, e o Ronda Policial substituindo o Patrulha da Cidade, exibido de 12h15 até 13h30. O MN 40 Graus passava a ir ao ar entre 13h30 e 14h30, seguido do MN Verdade, que ia ao ar até 15h30, cortando a veiculação do Cinema em Casa exibido pelo SBT. Dois meses depois, por pressões da rede, o programa acaba sendo tirado do ar. Aos sábados, entre 14h-15h, estreou o programa Câmera 7: A Verdade na TV, dedicado a debates e comentários sobre a política piauiense, ficando no ar até 2000.

Em abril do mesmo ano, Donizetti Adalto é afastado e posteriormente demitido da TV Meio Norte após se desentender ao vivo com o então deputado estadual Leal Júnior (PFL) no MN 40 Graus, quando este veio a emissora se pronunciar em um direito de resposta contra as declarações do jornalista em um episódio onde ele criticou a omissão dos parlamentares piauienses a perseguição de uma servidora da Assembleia Legislativa do Piauí. O presidente da emissora, Paulo Guimarães, proibiu a TV Meio Norte e os demais veículos do Sistema Meio Norte de Comunicação de mencionarem seu nome dali em diante.

Após deixar a emissora, Donizetti candidatou-se a deputado federal pelo PPS, mas dias antes da eleição, foi assassinado a tiros na madrugada do dia 19 de setembro, gerando uma grande comoção popular no Piauí. Seu velório, realizado no Ginásio Verdão, atraiu milhares de pessoas e teve sua cobertura feita pela emissora, que quebrou a partir daí a censura aos fatos relacionados ao antigo funcionário.[18] No mesmo ano, Silas Freire elegeu-se deputado estadual e deixou o comando do Ronda Policial para o apresentador Gomes de Oliveira, o "Galego", a partir de 1999.

Nesse ano, o MN Esporte ganhou mais 15 minutos, passando a ir ao ar entre 11h45 e 12h15, enquanto o Ronda Policial passou a ser transmitido até 13h15. O MN 40 Graus, já sem Carlos Moraes (que retornou ao Paraná após a morte de Donizetti Adalto), passava a ir ao ar até 15h. Uma vez que o Cinema em Casa tinha seu início às 13h45 e término por volta de 15h45, a emissora também gerava localmente o seriado Chaves até o início do Programa Livre. Nos sábados, entre 9h e 10h, a TV Meio Norte estreou o programa MN Integração, sobre o agronegócio piauiense, que ficou no ar até 2002.

No ano de 2000, já como afiliada à Band, a TV Meio Norte reformulou seus programas jornalísticos. O MN 40 Graus foi extinto e deu lugar ao Jornal da Tarde, que ficou no ar até 2006. No mesmo ano, o telejornal MN Notícias deu lugar ao MN Urgente, exibido antes do Jornal da Band até 2004. Em 2002, Galego deixa o Ronda Policial, que passa a ser apresentado por Beto Rego. A partir daí, com uma nova roupagem, o programa passa a se chamar apenas Ronda, diminuindo a ênfase policial e ganhando ares de entretenimento com a presença dos palhaços "Kátia Picolé" e "Chupetinha". Já consolidado com uma das maiores audiências da emissora, o Ronda também ganha uma 1ª edição exibida durante as manhãs. Também em 2002, o MN Esporte é substituído pelo Esporte Meio Norte, que fica no ar até 2004.

Em 2005, estreou o telejornal Bom Dia Meio Norte, na época exibido às 5h. A partir de 2006, com o fim do Ronda 1ª edição, passou a ser apresentado por Ieldyson Vasconcellos, abrangendo também pautas policiais como Ieldyson fazia no antigo programa.[19] No fim de tarde, a emissora passou a exibir os programas Tem de Tudo, revista eletrônica apresentada por Cinthia Lages, e Voz do Povo, jornalístico apresentado por Silas Freire, que retornou à emissora após deixar a carreira política.

Em 3 de março de 2008, em substituição ao Tem de Tudo e ao Voz do Povo, a emissora estreou o jornalístico esportivo Olé, apresentado por Marcos Prado, e o telejornal 70 Minutos, apresentado por Maia Veloso e Fenelon Rocha, exibido antes do Jornal da Band.[20] No mesmo ano, também estreou na faixa do meio-dia o Agora, apresentado por Silas Freire e com os comentários de Elizabeth Sá, que dividiu a atração com Silas até novembro de 2010.[21]

Em junho de 2014, Silas Freire deixa novamente a TV Meio Norte para concorrer à deputado federal nas eleições, e a partir de 1.º de julho, o Agora passa a ser apresentado por Carlos Moraes, que retornou ao Piauí após 16 anos. Dois meses depois, o jornalista é transferido para São Luís, onde faria parte do projeto de implantação da TV Meio Norte Maranhão, e o telejornal passa a ser comandado interinamente por Ieldyson Vasconcellos.[22][23]

Em 13 de março de 2015, o apresentador Beto Rego deixou o Ronda após 13 anos no comando do programa, sendo contratado pela TV Antena 10.[24] Com isso, o programa foi interinamente assumido por Wellington Benário, que já era apresentador eventual nas folgas de Beto e também quando o apresentador foi candidato à deputado estadual em 2014. Em 23 de março, Pádua Araújo deixou a apresentação do Patrulha, sendo substituído por Wellington Raulino, e assumiu o Ronda juntamente com Ídria Portela.[25]

Em 13 de abril, o Agora passa a ser apresentado por Dânio Sousa e Shirley Evangelista,[26] fazendo Ieldyson Vasconcellos deixar de acumular a apresentação do telejornal vespertino e do Bom Dia Meio Norte. Em 2 de outubro, Silas Freire voltou a apresentar o Agora apenas às sextas-feiras, de modo a conciliar o programa com sua carreira política em Brasília.[27] Porém, o jornalista foi afastado do programa em 4 de novembro após criticar a gestão da Secretaria de Segurança do Estado do Piauí, cujo governo de Wellington Dias era apoiado pela TV Meio Norte.[28]

Em março de 2016, o Patrulha passa a ser apresentado por Ivan Lima, que assume a vaga deixada por Wellington Raulino no ano anterior[29] e que estava sendo interinamente ocupada por Paulo Brito. Porém pouco tempo depois, Carlos Mesquita assume a vaga de Ivan, que passa a ficar apenas na Rádio Jornal Meio Norte. Em 19 de abril, ocorre mais uma alteração no Patrulha, e Carlos Mesquita cede o comando para Gilvan Barbosa.[30] Em novembro, Dânio Sousa e Shirley Evangelista passam a apresentar o 70 Minutos no lugar de Virgínia Fábris, e o Agora passa a ser comandado por Amadeu Campos e sua esposa Liana Aragão.[31]

Entretenimento[editar | editar código-fonte]

A primeira produção de entretenimento da emissora foi o programa de variedades Thaí Mulher, apresentado por Thaís Bezerra, a partir de maio de 1987. Em 1988, mesmo com uma precariedade técnica e com poucos recursos, a emissora iniciou a produção do Programa Carlos Moraes, apresentado aos sábados pelo então âncora do Comando do Meio-Dia, Carlos Moraes. O programa foi feito por anos no pátio da sede da TV Timon no Planalto Formosa, atraindo dezenas de pessoas, e posteriormente no Alvorada Clube.

Com a mudança para Teresina em 1995, a emissora construiu seu próprio espaço, o Auditório Francisco Carlos Jansen, no bairro Cristo Rei, onde o Programa Carlos Moraes foi feito até sua extinção em 1998. Outros programas do segmento também foram produzidos pela emissora, como o Poupa Show, Meio Norte Show (apresentado por Gilvan Barbosa) e Sábado Show (apresentado por nomes como Silas Freire, Maia Veloso e Ieldyson Vasconcellos).

Em 1997, estreou nas manhãs da emissora o programa de variedades Revista Meio Norte, apresentado por Socorro Sampaio, com pautas voltadas ao publico feminino e também com informações jornalísticas. O programa foi apresentado por Socorro até 2002, quando passou ao comando de Vanusa Coelho, que deixou o programa em 2010.[32] Posteriormente, Raquel Dias e Eugênia Reis também apresentaram a atração, e atualmente, Karla Berger é a titular do programa. Em agosto de 1998, estreou o programa 100 Milhas, apresentado por Kerly Soares, com pautas sobre automobilismo. 11 anos depois, o programa passou a ser apresentado também por sua filha, Maria Elvira, em 21 de janeiro de 2009, e se mantém no ar até hoje.

Em 2004, estreou na emissora o programa Jacá da Juju, apresentado por Franklin Belarmino, que era baseado em fofocas sobre celebridades da sociedade piauiense. O programa saiu do ar em 2005, após o trágico falecimento de Belarmino em um acidente de moto aos 29 anos, em Teresina.[33] Em novembro do mesmo ano, a emissora estreou o game show Superação, apresentado por Wrias Moura e Suyanne Pessoa, e o Top Music, programa de videoclipes musicais. Um ano depois, em 15 de novembro de 2007, a emissora estreou o programa Super Top, uma fusão dos dois programas.[34] Voltado ao público jovem, o Super Top foi comandado por Wrias até 6 de janeiro de 2012, quando passou a ser apresentado por Raquel Dias após o apresentador tornar-se diretor de programação da emissora

Já Suyanne comandou a atração até 2008, quando estreou o Load, onde ela entrevistava personalidades da cena musical jovem no Piauí e no Brasil. Em 9 de maio do mesmo ano, a emissora estreou no horário das 22h o programa de variedades Em Cena, apresentado por Cinthia Lages, sendo essa a primeira produção semanal exibida pela emissora no horário nobre.[35] Em 15 de setembro, Suyanne Pessoa deixou a TV Meio Norte para dedicar-se a um projeto fora do Piauí,[36] e o Load passou a exibir apenas videoclipes musicais.[37] Posteriormente, o programa foi assumido por Raquel Dias, sendo extinto em 2010 com a ida da apresentadora para o Revista Meio Norte.

Em 29 de agosto de 2009, estreou nas tardes de sábado o programa Flick, voltado ao mundo da construção, arquitetura, decoração, paisagismo e arte, e apresentado por Tamar Campos, Aline Castro e Adriana Kelly, e com reportagens de Juliana Cordeiro.[38] Em 24 de novembro, estreou no horário nobre de terça o BLITZ TV, humorístico apresentado por Cloves Costa e Ídria Portela, com reportagens de Cristian Sousa e Wellington Benário. Utilizando uma fórmula similar a do CQC, exibido pela Band, o programa mistura jornalismo e humor, criando situações cômicas com políticos, artistas e outras figuras públicas piauienses.

Em 8 de março de 2010, a emissora estreou nas noites de segunda, após o Jornal da Band, o programa de variedades Tudo Infoco, apresentado por Leninha Aragão e Ítalo Mota, com matérias sobre culinária, cultura, arte, entre outros temas.[39] A atração foi exibida até janeiro de 2011, quando os apresentadores deixaram a emissora para fazer um programa similar na TV Cidade Verde.[40] Em 1.º de abril, estreou na faixa noturna o Kalor na Noite, apresentado por Suyanne Pessoa, Elayne Leonel, Samilla Melo, Aline Noleto e Guilherme Pacheco, exibido nas quintas e com a cobertura de eventos e festas realizadas no Piauí.

Em março, o BLITZ TV deixa de ser exibido nas terças e passa a ir ao ar aos domingos, ao meio-dia. Em maio, o apresentador Cloves Costa deixa o programa para assumir um cargo na Secretaria de Municipal Juventude de Teresina, e Ídria Portela passa a comandar a atração até sua extinção meses depois. No dia 13 do mesmo mês, foi a vez da apresentadora do Kalor na Noite, Samilla Melo, migrar para a TV Clube para seguir como repórter e deixar a atração no comando dos outros quatro apresentadores.[41]

Em 17 de outubro, estreou nas tardes de domingo a revista eletrônica A Semana, apresentada por Vinícius Vainer, com a proposta de tratar de temas variados e de assuntos que ocorrer durante a semana.[42] O programa saiu do ar em maio de 2011, após o apresentador ser demitido da emissora.[43] Em 24 de novembro, estreou o programa culinário Espaço Gourmet, apresentado por Lia Formiga, que foi o primeiro do segmento a ser criado na história da televisão piauiense.[44]

Equipe[editar | editar código-fonte]

Membros atuais[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rede Meio Norte#Contratados
Jornalistas
  • Ananias Ribeiro
  • Amadeu Campos
  • Cinthia Lages
  • Douglas Lima
  • Efrém Ribeiro
  • Gilvan Barbosa
  • Ídria Portela
  • Larissa Belo
  • Laysa Borges
  • Marcos Monturil
  • Pádua Araújo
  • Ranielly Veloso
  • Thaynanda Aquino
Repórteres
  • Caio Amaral
  • Denilson Avelino
  • Julimar Silva
  • Juvenal Ribeiro
  • Leal Júnior
  • Lena Mendonça
  • Pedro Borges
  • Ricardo Moura Fé
  • Socorro Sampaio (correspondente internacional)
  • Suzy Sousa

Membros antigos[editar | editar código-fonte]

  • Adriana Kelly
  • Aline Castro
  • Aline Noleto
  • Any Savana
  • Beto Rego (hoje na TV Antena 10)
  • Cloves Costa
  • Carlos Mesquita
  • Carlos Moraes
  • Diógenes Macedo
  • Donizetti Adalto
  • Elayne Leonel
  • Eugênia Reis
  • Elizabeth Sá
  • Francisco Teixeira
  • Franklin Belarmino †
  • Fenelon Rocha
  • Gomes "Galego" de Oliveira (hoje na TV Cidade Verde)
  • Guilherme Pacheco
  • Ítalo Mota
  • Ivan Lima (hoje na Rádio Jornal Meio Norte)
  • J. Leite
  • Kairo Amaral
  • Lea Leal
  • Leninha Aragão
  • Liana Aragão
  • Machado Júnior
  • Marcos Prado
  • Mariano Wikoli
  • Mônica Freitas
  • Polyana Matos
  • Raquel Castelo Branco
  • Samantha Cavalca (hoje na TV Antena 10)
  • Samilla Mello (hoje na TV Clube)
  • Suyanne Pessoa
  • Tamar Campos
  • Thaís Bezerra (hoje na TV Atalaia)
  • Vanusa Coelho
  • Vinícius Vainer
  • Walteres Arraes
  • Wrias Moura (promovido a diretor de programação)

† - Falecido(a) quando membro(a)

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Lista de retransmissoras
Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital
Agricolândia 13 - Água Branca 11 - Alagoinha do Piauí 13 -
Alegrete do Piauí 07 - Alto Longá 11 - Altos 10 -
Alvorada do Gurgueia 07 - Amarante 49 - Angical do Piauí 14 -
Assunção do Piauí 05 - Avelino Lopes 10 - Barra d'Alcântara 06 -
Barras 07 - Barro Duro 05 - Batalha 05 -
Belém do Piauí 06 - Beneditinos 12 - Bertolínia 13 -
Betânia do Piauí 13 - Bom Jesus 13 - Boqueirão do Piauí 09 -
Brasileira 05 - Buriti Grande (Dom Expedito Lopes) 04 - Buriti dos Lopes 05 -
Cabeceiras do Piauí 11 - Caldeirão Grande do Piauí 09 - Campo Largo do Piauí 07 -
Campo Maior 29 - Canto do Buriti 07 - Capitão de Campos 09 -
Caridade do Piauí 11 - Castelo do Piauí 05 - Caxingó 11 -
Cocal 13 - Cocal de Telha 07 - Cocal dos Alves 11 -
Coivaras 11/12 - Colônia do Gurgueia 50 - Conceição do Canindé 09 -
Corrente 09 - Cristino Castro 13 - Curimatá 07 -
Currais 13 - Dom Expedito Lopes 10 - Elesbão Veloso 13 -
Esperantina 22 - Flores do Piauí 08 - Floriano 07 22
Francinópolis 13 - Francisco Ayres 09 - Fronteiras 05 -
Gilbués 09 - Guadalupe 07 - Hugo Napoleão 13 -
Inhuma 09 - Ipiranga do Piauí 11 - Jacobina do Piauí 09 -
Jaicós 11 - Jardim do Mulato 13 - Jatobá do Piauí 07 -
Jerumenha 07 - Joaquim Pires 11 - Joca Marques 13 -
José de Freitas 07 - Juazeiro do Piauí 09 - Lagoa Alegre 09 -
Lagoa de São Francisco 13 - Lagoinha do Piauí 04 - Luzilândia 10 -
Manoel Emídio 09 - Marcolândia 11 - Massapê do Piauí 09 -
Matias Olímpio 07 - Miguel Alves 11 - Miguel Leão 07 -
Milton Brandão 09 - Monsenhor Gil 07 - Monte Alegre do Piauí 13 -
Morro do Chapéu do Piauí 07 - Nossa Senhora de Nazaré 09 - Nossa Senhora dos Remédios 11 -
Oeiras 05 - Palmeirais 09 - Parnaíba - 09 (21)
Paulistana 07 - Pedro II 07 - Picos 05 22
Pimenteiras 13 - Pio IX 12 - Piracuruca 13 -
Piripiri 07 - Porto 13 - Prata do Piauí 13 -
Regeneração 07 - Santa Cruz dos Milagres 13 - Santa Filomena 03 -
Santa Rosa do Piauí 09 - Santana do Piauí 11 - São Félix do Piauí 13 -
São Gonçalo do Gurgueia 09 - São Gonçalo do Piauí 09 - São João da Canabrava 07 -
São João da Serra 13 - São José do Divino 13 - São Julião 07 -
São Miguel do Tapuio 05 - São Pedro do Piauí 13 - São Raimundo Nonato 06 -
Sigefredo Pacheco 09 - Simões 11 - Simplício Mendes 07 -
Socorro do Piauí 11 - Tamboril do Piauí 09 - Tanque do Piauí 13 -
União 10 - Uruçuí 13 - Valença do Piauí 13 -
Várzea Grande 12 - Vila Nova do Piauí 05 -

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Contratação ilegal de funcionário morto em acidente[editar | editar código-fonte]

Em 5 de janeiro de 1995, enquanto se encaminhava para a realização de uma matéria no município de Nossa Senhora dos Remédios, a equipe de reportagem da TV Meio Norte sofreu um acidente automobilístico na Rodovia PI-212 (na época, uma estrada sem pavimentação), a cerca de 25 km do município de Barras. Ao desviar de um buraco, o motorista Josimar Assunção Silva perdeu o controle do automóvel, que virou e capotou três vezes numa ribanceira, sacando do banco de trás para fora do carro o repórter da Meio Norte FM e cinegrafista da TV Meio Norte Francisco das Chagas Azevedo Rosa, que bateu fortemente a cabeça e ainda foi atingido pelo próprio carro, que terminou virado em cima dele. No automóvel também estavam o repórter Marcos Teixeira, o cinegrafista Antônio Andrade e o fotógrafo do jornal Meio Norte, Manoel Messias, que sobreviveram com algumas escoriações.[45]

Assim como os demais, Azevedo Rosa foi levado de ambulância ao Hospital Regional de Barras mas não resistiu e morreu aos 22 anos, tendo seu velório e enterro custeados pela emissora. Porém, o profissional trabalhava há mais de um ano sem carteira de trabalho assinada (a mesma só foi assinada após o acidente), o que levou sua mãe, Maria Marlene de Azevedo Rosa, a entrar com um pedido judicial de indenização contra a TV Meio Norte. O processo, no entanto, se arrasta até hoje.[45]

Injúria racial contra Maia Veloso[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2005, o jornalista Arimatéia Azevedo, colunista do jornal O Dia e proprietário do website Portal AZ, publicou na coluna "Xico Pitomba" (pseudônimo usado pelo jornalista no website) uma nota a respeito do falecimento do maquiador da TV Meio Norte, José Osmar Pereira Emídio, o "Índio". Em tom sarcástico, o jornalista disse que o maquiador infartou por ter "tido muito trabalho para clarear" a apresentadora Maia Veloso.

Após o ocorrido, a advogada Audrey Martins Magalhães entrou com uma queixa contra Azevedo na Delegacia de Repressão às Condutas Discriminatórias de Teresina, classificada pela delegada Patrícia Monte como crime de injúria racial.[46] Azevedo, que já possuía vários processos judiciais por acusações de calúnia, difamação e chantagem a empresários e outras personalidades, além de processar o Sistema Integrado de Comunicação Meio Norte por questões trabalhistas, foi preso preventivamente em 26 de outubro por tentar coagir a advogada em razão do processo.[47] Ele se tornou — após Jorge Kajuru, no mesmo ano — o segundo jornalista brasileiro a ser preso por tentar intimidar pessoas que o processam.

Suspensão de debate eleitoral em 2008[editar | editar código-fonte]

Em 11 de julho de 2008, o debate eleitoral entre os candidatos à prefeito de Timon, realizado pela TV Meio Norte, teve sua suspensão decretada pelo juiz da 94ª Zona Eleitoral, Simeão Pereira e Silva, a pedido do candidato da Coligação Trabalhando dá Certo, Luciano Leitoa (PSB). O pedido de suspensão foi feito porque a coligação só recebeu a confirmação do debate 48 horas antes da sua realização, enquanto a lei eleitoral estipula um prazo mínimo de 72 horas. Luciano chegou a comparecer ao local do debate horas antes do seu início, mas foi aconselhado pelos diretores da emissora a ir embora. Silas Freire, que seria o responsável pela mediação, anunciou que o debate não contaria com a presença do candidato por uma desistência, mostrando o seu lugar no estúdio vazio.[48][49] Uma semana depois, em 17 de julho, foi realizado um novo debate, agora, com o candidato confirmando sua presença.[50]

Direito de resposta ao SINPOLJUSPI[editar | editar código-fonte]

Em 4 de agosto de 2008, a TV Meio Norte veiculou no Agora uma entrevista com o policial civil Cristiano Ribeiro Moraes da Costa, que fez várias críticas ao Sindicato dos Policiais Civis, Penitenciários e Servidores da Secretaria de Justiça do Estado do Piauí (SINPOLJUSPI), afirmando que os policiais civis do estado não eram mais representados pelo sindicato, e que o SINPOLJUSPI por representar também os agentes penitenciários, prejudicava os policiais nas negociações com o Governo do Estado do Piauí quando estes cobravam reivindicações.[51]

O SINPOLJUSPI posteriormente entrou em contato com a emissora para rebater a fala do policial através de um direito de resposta no telejornal, que foi recusado. Por conta disso, o sindicato entrou na justiça para obtê-lo, e em 7 de janeiro de 2009, o juiz Raimundo Holland Moura de Queiroz, da 6ª Vara Criminal da Comarca de Teresina determinou que a TV Meio Norte veiculasse o direito de resposta no Agora em até 24 horas depois da decisão, sob pena multa de R$ 2.000 por cada dia de descumprimento.[51]

Proselitismo político nas Eleições 2010[editar | editar código-fonte]

Nas eleições gerais de 2010, a TV Meio Norte foi criticada e punida pela Justiça Eleitoral por fazer uma cobertura jornalística parcial em favor de candidatos ligados ao PT e ao PSB na disputa pelo governo do estado do Piauí e também à então candidata a presidência, Dilma Rousseff.

Em 16 de junho, ainda no período de pré-campanha, o candidato a presidência José Serra (PSDB) visitou a cidade de Teresina, e foi até as TVs Cidade Verde, Clube e Antena 10, além de conceder uma entrevista ao vivo para a Rádio Difusora. No entanto, por considerar "que a emissora tem mantido uma postura passional no período da pré-campanha", a TV Meio Norte foi excluída do roteiro de visitas pela coordenação de campanha.[52]

Em 13 de outubro, já na campanha em andamento, a TV Meio Norte fez uma ampla divulgação da visita de Dilma Rousseff e do então presidente Luís Inácio Lula da Silva à Teresina, transmitindo ao vivo trechos do comício de campanha da candidata, que também contou a presença do candidato ao governo do estado pela Coligação Para o Piauí Seguir Mudando, Wilson Martins (PSB), e do senador Wellington Dias (PT), o que é proibido pela lei eleitoral. No dia seguinte, a emissora exibiu ao vivo no Bom Dia Meio Norte e no Agora entrevistas com os políticos Fábio Novo (PT), Marcelo Castro (PMDB) e Átila Lira (PSB), todos de partidos ligados à coligação do candidato ao governo Wilson Martins. Por conta disso, o juiz José Acélio Correia, tomando como base a Resolução Nº 23.191/2009, multou em 27 de outubro o Sistema Integrado de Comunicação Meio Norte no valor de R$ 21.282,00 por tratamento privilegiado à Coligação Para o Piauí Seguir Mudando.[53] A determinação, que foi um pedido da Coligação A Força do Povo, do candidato Silvio Mendes (PSDB), foi uma das 13 ações (3 no primeiro turno e 10 no segundo) impetradas na Justiça Eleitoral contra a emissora, pedindo desde multas até a suspensão da programação por proselitismo.[54]

A postura da TV Meio Norte foi criticada pelo senador Heráclito Fortes (DEM), em uma entrevista ao vivo para o Agora em 15 de outubro, um dia após os fatos ocorridos. "Não vivemos numa ditadura, mas não se pode negar que houve tendência do sistema Meio Norte em favor das candidaturas oficiais. Aliás, nos Estados Unidos, os jornais tomam partido, é algo perfeitamente normal. Por que esconder isso? Todos viram, basta pegar as últimas 20 manchetes para confirmar o que estou dizendo", disse ele ao apresentador Silas Freire, que rebateu o entrevistado e disse "que as empresas do grupo Meio Norte são todas democráticas e sempre chamam todos os políticos para participações". Fortes relembrou ainda a polêmica campanha publicitária do Banco do Brasil em 2007, que pedia em uma mensagem subliminar um terceiro mandato para o então presidente Lula (quando a constituição só permite dois mandatos seguidos),[55] comparando isso a postura da emissora ao mostrar um cartaz da referida campanha durante a entrevista.[56]

Pirataria[editar | editar código-fonte]

Desde que se tornou uma emissora independente em 2011, a TV Meio Norte é acusada de exibir séries, desenhos e filmes notadamente baixados da internet nos blocos Cine Meio Norte, Série em Cartaz, Sessão Desenho e no programa Teleleco sem possuir os direitos de transmissão para tal.

Num dos casos, a emissora chegou a exibir no programa Madrugada Harém, vídeos eróticos baixados de sites adultos como o XVideos. Após uma nota a respeito publicada pelo colunista do UOL, Flávio Ricco,[57] o diretor de programação da TV Meio Norte, Wrias Moura, rebateu as críticas dizendo que as produções exibidas no programa eram feitas localmente, e outras eram de domínio público.[58]

A emissora chegou também a anunciar que exibiria a partir de 13 de abril de 2015 a telenovela mexicana Triunfo del amor, produzida entre 2010 e 2011 pela Televisa. No entanto, a Televisa afirmou que apenas o SBT possui os direitos de transmissão desta e de outras produções no Brasil.[59]

Agressão ao jornalista Pedro Borges[editar | editar código-fonte]

Em 6 de janeiro de 2015, o jornalista Pedro Borges foi agredido enquanto gravava uma matéria sobre um tiroteio ocorrido no Parque Alvorada, em Teresina. Enquanto fazia a passagem da reportagem, que seria exibida no Agora, um cidadão, que havia sido entrevistado minutos antes pelo repórter, abriu a porta de sua casa e o chutou pelas costas. Borges posteriormente se encaminhou para o 7º Distrito Policial de Teresina, onde prestou queixa sobre o ocorrido.[60][61]

Referências

  1. a b c GALLAS, Ana Kelma Cunha; MARQUES, Francisco Wilk Santos Leal; VIVEIROS, Lucas Lins (Setembro de 2012). «Tinha um jornal no meio do caminho: Estratégias usadas pelo Jornal Meio Norte no contexto de disputas mercadológicas com o Jornal O Dia» (PDF). Intercom. Consultado em 13 de maio de 2018 
  2. Rosenthal, Heliane (21 de março de 1999). «Bingo Poupa Ganha se espalha pelo País». Jornal do Commercio. Consultado em 13 de maio de 2018 
  3. a b c França, Katylenin (23 de julho de 2010). «TV Meio Norte começará com a 'programação local' em agosto». 180 Graus. Consultado em 8 de agosto de 2010 
  4. Pascowitch, Joyce (15 de janeiro de 2000). «Limão». Folha de S.Paulo. Consultado em 13 de maio de 2018 
  5. Lee, Anna (12 de janeiro de 2000). «Suzana Werner entra em "Vila Madalena"». Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de dezembro de 2012 
  6. «Poupa Ganha encerra atividades». O Estado de S. Paulo. 28 de setembro de 2000. Consultado em 13 de maio de 2018 
  7. «Tv Meio Norte comete gafe na programação da noite deste sábado». 180 Graus. 10 de maio de 2009. Consultado em 13 de maio de 2018 
  8. «Afiliada da 'Band' no Piauí não exibe entrevista com o presidente Lula». Portal AZ. 5 de abril de 2010. Consultado em 3 de setembro de 2010. Arquivado do original em 13 de maio de 2018 
  9. Rocha, Rômulo (26 de abril de 2010). «Silvio no Twitter: Serra na Band, mas MN não está transmitindo». 180 Graus. Consultado em 3 de julho de 2010 
  10. Oliveira, Apoliana (28 de janeiro de 2010). «Beto Rêgo afirma que TV MN terá programação local de 24 horas». 180 Graus. Consultado em 13 de maio de 2018 
  11. Ricco, Flávio (22 de maio de 2010). «SBT atravessa momento de relativa tranquilidade em sua teledramaturgia». UOL. Consultado em 29 de maio de 2010 
  12. Sallan, Marcos (5 de janeiro de 2011). «TV Meio Norte deixa Band e se torna Independente». 180 Graus. Consultado em 10 de setembro de 2011 
  13. Ribeiro, Efrém (1 de janeiro de 2011). «Cínthia Lages entrevista Hugo Chavez na posse de Dilma». meionorte.com. Consultado em 10 de setembro de 2011 
  14. «Rede Meio Norte abre filial em Codó, no Maranhão e pode virar HD e até 3D». 180 Graus. 18 de fevereiro de 2011. Consultado em 13 de maio de 2018 
  15. Alencar, Anderson (16 de agosto de 2011). «Harris: Gigante da tecnologia aporta no Piauí». meionorte.com. Consultado em 13 de maio de 2018 
  16. «Sinal analógico será desligado no dia 30 de maio para Teresina e região». Rede Clube. 17 de janeiro de 2018. Consultado em 19 de abril de 2018 
  17. «Grupo Meio Norte de Comunicação se despede de sinal analógico». meionorte.com. 31 de maio de 2018. Consultado em 12 de março de 2019 
  18. a b Rodrigues, Toni (5 de março de 2015). «Caso Donizete Adalto, 16 anos de impunidade». Política Dinâmica. Consultado em 13 de maio de 2018 
  19. «Ieldyson Vasconcelos completa 10 anos na MN e conta curiosidades da carreira». Portal 8. 30 de junho de 2016. Consultado em 13 de maio de 2018 
  20. Ribeiro, Ananias (3 de março de 2008). «TV Meio Norte estréia o esportivo Olé e a revista jornalística 70 Minutos». meionorte.com. Consultado em 13 de maio de 2018 
  21. «Elisabeth Sá sai do 'Agora' e pode ser correspondente da 'MN' no DF». Portal Pontonet. 13 de novembro de 2010. Consultado em 13 de maio de 2018 [ligação inativa]
  22. «Carlos Moraes deixa o Agora devido baixa audiência e a 'sombra de Silas'». 180 Graus. 21 de agosto de 2014. Consultado em 13 de maio de 2018 
  23. «EXCLUSIVO: Carlos Moraes deixa Rede Meio Norte em meio a mágoas com o Grupo». Portal 8. 26 de julho de 2016. Consultado em 13 de maio de 2018 
  24. Oliveira, Lenno (13 de março de 2015). «Após 20 anos na Meio Norte, Beto Rêgo acerta com a TV Antena 10». O Guia. Consultado em 13 de maio de 2018 
  25. Sousa, Jhone (23 de março de 2015). «Pádua assume o Ronda, trazendo os bonecos e ao lado de Ídria Portela». 180 Graus. Consultado em 13 de maio de 2018 
  26. Antunes, Romário (13 de abril de 2015). «Jornal Agora estreia com novo cenário na nova programação 2015 da Rede Meio Norte». meionorte.com. Consultado em 13 de maio de 2018 
  27. Lima, Fabrize (28 de setembro de 2015). «Silas Freire volta a apresentar o Programa Agora, na TV Meio Norte». meionorte.com. Consultado em 13 de maio de 2018 
  28. «Silas Freire foi afastado da Meio Norte por criticar secretaria de segurança». Portal 8. 19 de dezembro de 2015. Consultado em 13 de maio de 2018 
  29. «Wellington Raulino deixa a TV Meio Norte». Portal 8. 20 de junho de 2015. Consultado em 13 de maio de 2018 
  30. «Sai Carlos Mesquista: Um novo apresentador assume o 'Patrulha'». Portal 8. 19 de abril de 2016. Consultado em 13 de maio de 2018 
  31. Antunes, Romário (16 de novembro de 2016). «Jornalista Amadeu Campos estreia segunda na Rede Meio Norte». meionorte.com. Consultado em 13 de maio de 2018 
  32. «Jornalista Vanusa Coelho está fora do programa diário Revista da Manhã da TV Meio Norte». Mural da Vila. 16 de outubro de 2010. Consultado em 13 de maio de 2018 
  33. «Apresentador de TV é encontrado morto no Piauí». Terra. 12 de julho de 2005. Consultado em 13 de maio de 2018 
  34. «Super Top dá prêmios e dinheiro vivo na TV Meio Norte. É Hoje!». meionorte.com. 15 de novembro de 2007. Consultado em 12 de agosto de 2010 [ligação inativa] 
  35. «Cínthia Lages estréia programa. Saiba as novidades nas TVs do PI». 180 Graus. 12 de maio de 2008. Consultado em 13 de maio de 2018 
  36. «Suyane Pessoa deixa a TV Meio Norte». 180 Graus. 15 de setembro de 2008. Consultado em 13 de maio de 2018 
  37. «Load, da Tv Meio-Norte, agora é só de clipes». 180 Graus. 22 de setembro de 2008. Consultado em 13 de maio de 2018 
  38. «TV Meio Norte estreia programa Flick neste sábado, 29, às 13h». 180 Graus. 27 de agosto de 2009. Consultado em 13 de maio de 2018 
  39. «Programa ""Tudo Infoco"" estreia hoje na TV Meio Norte». meionorte.com. 8 de março de 2010. Consultado em 14 de março de 2010 
  40. «Bastidores: Ítalo Motta e Leninha Aragão pedem demissão da MN». 180 Graus. 19 de janeiro de 2011. Consultado em 13 de maio de 2018 
  41. «Samilla Melo deixa a TVMN e assina com a tv clube». Mural da Vila. 16 de maio de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  42. «Vinícius Vainer estreia neste domingo o programa ""A Semana""». meionorte.com. 14 de outubro de 2010. Consultado em 13 de maio de 2018 
  43. «Vinicius Vainner é demitido da TV Meio Norte: 'Fui pego de surpresa'». 180 Graus. 16 de maio de 2011. Consultado em 13 de maio de 2018 
  44. «Lia Formiga apresenta primeiro programa de Culinária da TV MN». 180 Graus. 17 de novembro de 2010. Consultado em 10 de setembro de 2011 
  45. a b «Cinegrafista de TV no Piauí morreu há 13 anos e mãe nunca recebeu nada». Portal AZ. 22 de março de 2008. Consultado em 13 de maio de 2018. Arquivado do original em 18 de abril de 2018 
  46. «Piada racista divide imprensa e pode virar inquérito no Piauí». Consultor Jurídico. 21 de outubro de 2005. Consultado em 13 de maio de 2018 
  47. Aguiar, Adriana (27 de outubro de 2005). «Jornalista é preso por usar coluna para coagir advogada». Consultor Jurídico. Consultado em 13 de maio de 2018 
  48. «Justiça suspende debate da TV Meio Norte com candidatos de Timon». Portal AZ. Consultado em 29 de outubro de 2015 [ligação inativa] [ligação inativa]
  49. Carvalho, João (12 de julho de 2008). «Desistência de Luciano Leitoa pegou mal». GP1. Consultado em 13 de maio de 2018 
  50. Carvalho, João (17 de julho de 2008). «Debate com candidatos de Timon: Agora vai». GP1. Consultado em 13 de maio de 2018 
  51. a b Pedrosa, Robert (14 de janeiro de 2009). «Justiça manda TV MN conceder direito de resposta ao Sinpoljuspi». Ai5Piauí. Consultado em 13 de maio de 2018. Arquivado do original em 4 de dezembro de 2010  |urlmorta= e |ligação inativa= redundantes (ajuda)
  52. «Serra garante fortalecer programas sociais como Bolsa Família». 180 Graus. 17 de junho de 2010. Consultado em 3 de julho de 2010 
  53. «Justiça multa TV por transmitir parte da visita de Lula ao Piauí». 180 Graus. 27 de outubro de 2010. Consultado em 10 de setembro de 2011 
  54. «Silvio já entrou com 13 ações contra a TV Meio Norte por parcialidade». 180 Graus. 29 de outubro de 2010. Consultado em 10 de setembro de 2011 
  55. «Heráclito Fortes critica campanha do Banco do Brasil». Senado. 15 de agosto de 2007. Consultado em 13 de março de 2014 
  56. «HERÁCLITO diz, dentro da MN, que empresa é tendenciosa». 180 Graus. 15 de outubro de 2010. Consultado em 10 de setembro de 2011 
  57. Ricco, Flávio (21 de agosto de 2012). «O SBT precisa de um bom professor de Português». UOL. Consultado em 23 de maio de 2018 
  58. «Wrias rebate Uol e diz que vídeos do Madrugada Harém são da web». 180 Graus. 22 de agosto de 2012. Consultado em 23 de maio de 2018 
  59. Vaquer, Gabriel (10 de abril de 2015). «Rede de TV nordestina promete novela da Televisa; exibição é ilegal». NaTelinha - UOL. Consultado em 13 de maio de 2018 
  60. Gama, Aliny (6 de janeiro de 2015). «Jornalista leva voadora ao vivo no Piauí: "Ele deu um chute na imprensa"». UOL. Consultado em 13 de maio de 2018 
  61. Ribeiro, Efrém (6 de janeiro de 2015). «Pedro Borges, repórter da Rede Meio Norte, é agredido com 'voadora' em local de tiroteio». meionorte.com. Consultado em 13 de maio de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]