UH-60 Black Hawk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Abril de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


UH-60 Black Hawk
Um UH-60 Black Hawk em operação no Iraque.
Descrição
Fabricante Sikorsky
Entrada em serviço 1979
Missão Transporte utilitário e assalto
Tripulação mínimo de 2
Dimensões
Comprimento 19,76 m
Peso
Tara 4.819 kg
Peso total 7.375 kg
Peso bruto máximo 11.113 kg
Propulsão
Motores 2× General Electric T700-GE-701
Performance
Velocidade máxima 357 km/h
Alcance 1.220 km
Relação de subida 216 m/min
Armamento
Metralhadoras 2× 7,62 mm

O Sikorsky UH-60 Black Hawk, designado pelo fabricante como S-70, é um helicóptero médio bimotor de transporte utilitário e assalto. O modelo foi o vencedor de uma competição do Exército dos Estados Unidos da América no final da década de 1970 para a substituição da família UH-1 Huey. Sua variante naval desenvolvida para a US Navy é o Sea Hawk. O fato de ser considerado o melhor em sua categoria tem influenciado suas vendas para as forças armadas de dezenas de países, inclusive o Brasil. Sendo que, sua implementação e emprego têm permitido o emprego de novas estratégias e táticas de combate.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Exército[editar | editar código-fonte]

O Exército Brasileiro adquiriu quatro aeronaves em 1997 para operar na MOMEP (Missão de Observação Militar Equador-Peru) pelas características da região do conflito (grande altitude e sem infraestrutura aeroportuária).

Atualmente, estes helicópteros estão integrados a 4º Batalhão de Aviação do Exército na cidade de Manaus.

Força Aérea[editar | editar código-fonte]

Black Hawk da FAB

Em 2006, adquiriu 6 helicópteros dos estoques dos Estados Unidos. Os UH-60L foram adquiridos pela FAB objetivando atender, especificamente, a missão de Combate SAR na região amazônica, sendo distribuídos no Esquadrão Hárpia 7º/8º GAV e o Pantera 5º/8º. Em 2009 a FAB teria feito o pedido de mais 15 unidades do UH-60L ao Congresso Americano.

Marinha do Brasil[editar | editar código-fonte]

A Marinha do Brasil, com a finalidade de substituir as aeronaves SH-3 Sea King existentes no 1º Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino, pretende adquirir uma variante naval do UH-60, já usada no Exército e na FAB, para emprego ASW. Convém ressaltar que esta variante não tem relação com o Sea Hawk, devido a este ser mais complexo e com mais recursos de navegação e comunicação, o que torna o modelo utilizado pelos EUA bastante oneroso.

Ver também[editar | editar código-fonte]