Disnomia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Disnomia ou Dýsnomia (em grego Δύσνομια), na mitologia grega, era a daemon ou espírito que personificava a desordem cívica e a ilegalidade.

Como os outros grandes males da humanidade, Disnomia era filha de Éris (a discórdia), sem que lhe fosse atribuído pai algum.

Em sua atuação era companheira de Adikia (a injustiça), de Até (a ruína) e de Hibris (a violência), sendo seu daemon oposto Eunômia (a ordem cívica). Assim o narrava Solón, que descreveu os grandes males que este espírito havia trazido aos atenienses, em contraposição dos benefícios que traria a legislação e a ordem na cidade.