GBarbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de G Barbosa)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
GBarbosa
Loja da rede em Feira de Santana.
Privada
Slogan Tudo pra você
Fundação 1955
Fundador(es) Gentil Barbosa e Noel Barbosa
Sede Salvador, Bahia, Brasil[1]
Locais Alagoas
Bahia
Ceará
Pernambuco
Sergipe
Proprietário(s) Cencosud
Empregados 12.000
Produtos Atacado e Varejo
Website oficial GBarbosa

A GBarbosa é uma rede brasileira de supermercados e hipermercados fundada no estado de Sergipe em 13 de julho de 1955.[2] Atualmente a rede faz parte do grupo chileno Cencosud.[3]

Acumula mais de 150 estabelecimentos distribuídos entre supermercados, hipermercados, eletro shows e farmácias nos estados de Sergipe, Bahia, Alagoas, Ceará e Pernambuco além de empregar mais de doze mil colaboradores.[4] Dados de 2010 apontavam a rede como a quarta maior na área de supermercados do país.[5]

História[editar | editar código-fonte]

A princípio tratava-se de uma mercearia que vendia secos e molhados, no centro da capital Aracaju. Em 1961, a primeira filial foi aberta no município sergipano de Tobias Barreto e em 1963, o primeiro supermercado do grupo, focado nas classes de menor poder aquisitivo foi inaugurado em Aracaju. Ao longo dos anos, foi abrindo muitas outras lojas em Aracaju e no interior do estado. No início da década de 1980, o GBarbosa chegou ao interior da Bahia, com a criação da filial na cidade de Esplanada. Em outubro de 2000, a marca estreou na capital da baiana, Salvador. Neste mesmo ano, a rede passou a comercializar produtos farmacêuticos por meio das Farmácias GBarbosa.

No ano de 2001, a rede sergipana foi vendida para o grupo holandês Royal Ahold, no valor de R$ 630 milhões,[6] tendo esta transação sido aprovada em 2003 com restrições.[7] No entanto, o grupo só ficou um pouco mais de quatro anos no controle da empresa, pois entrou em crise na Europa e foi acusado por autoridades financeiras de formar um cartel nos estados de Sergipe e Bahia, uma vez que também era dono da rede pernambucana Bompreço. Após especulações, a venda do G.Barbosa foi confirmada em abril de 2005 para um fundo de investimentos dos Estados Unidos, a Acon Investments.[8]

Em agosto de 2006, a rede supermercadista se estabeleceu na capital de Alagoas, onde opera atualmente com sete unidades.

Desde novembro de 2007, a rede nascida e criada em Sergipe passou a ser comandada pela varejista chilena Cencosud, que escolheu a marca como a principal bandeira a ser trabalhada no Brasil. A compra foi acertada ao preço de US$ 430 milhões.[3] Em 2011, a rede deu continuidade ao crescimento e se estabeleceu na cidade de Fortaleza com mais quatro lojas no formato de supermercado, contando também com a aquisição da rede cearense SuperFamília.[9] Na mesma época, aumentou seu domínio na Bahia, ao comprar e incorporar os Supermercados Cardoso, de Jequié.[10][11][12]

No ano de 2012, a Cencosud anunciou a mudança do escritório desta rede de Aracaju para Salvador.[1][4] Entretanto, isto não significou nenhuma mudança nos planos da multinacional chilena em solo sergipano (no que tange a expansão com novas lojas da bandeira GBarbosa), onde inclusive opera o maior Centro de Distribuição da empresa no Brasil.[13]

Operação[editar | editar código-fonte]

Unidades[editar | editar código-fonte]

Mais abaixo, se seguirão os Estados e as cidades que possuem unidades desta rede, tanto no formato varejista GBarbosa como também sob as alcunhas Eletroshow GBarbosa e GBarbosa Desconto.[14] O número total de unidades por localidade estará presente entre parêntesis.[15]

Nota: dados atualizados em 3 de dezembro de 2018.[15]

Sergipe[editar | editar código-fonte]

São 48 unidades: Aracaju (20), Aquidabã (1), Itabaiana (2), Lagarto (2), Nossa Senhora do Socorro (2), São Cristóvão (1), Barra dos Coqueiros (1), Boquim (1), Canindé (1), Capela (1), Carira (1), Carmópolis (1), Cristianópolis (1), Estância (1), Itabaiana (1), Itabaianinha (1), Lagarto (1), Nossa Senhora das Dores (1), Nossa Senhora da Glória (1), Porto da Folha (1), Poço Verde (1), Propriá (1), Siqueira Campos (1), Simão Dias (1), Tobias Barreto (1), Umbaúba (1).

Bahia[editar | editar código-fonte]

São 84 unidades: Salvador (11), Feira de Santana (10), Paulo Afonso (2), Vitória da Conquista (2), Alagoinhas (3), Araci (1), Camamu (1), Camaçari (1), Campo Formoso (1), Candeias (1), Cansanção (1), Capim Grosso (1), Catu (1), Cícero Dantas (1), Cipó (1), Conceição da Feira (1), Conceição do Coité (1), Conceição do Jacuípe (1), Coração de Maria (1), Cruz das Almas (1), Entre Rios (1), Esplanada (1), Euclides da Cunha (1), Gandu (1), Ilhéus (1), Inhambupe (1), Ipirá (1), Irará (1), Itaberaba (1), Ituberá (1), Jacobina (1), Jaguaquara (1), Jequié (3), Jeremoabo (1), Juazeiro (4), Lauro de Freitas (1), Monte Santo (1), Muritiba (1), Mutuípe (1), Nazaré (1), Olindina (1), Paripiranga (1), Queimadas (1), Riachão do Jacuípe (1), Ribeira do Pombal (1), Rio Real (1), São Sebastião do Passé (1), São Gonçalo dos Campos (1), Santo Estevão (1), Santo Antônio de Jesus (1), Santaluz (1), Serrinha (1), Senhor do Bonfim (1), Teixeira de Freitas (1), Valença (1), Tucano (1).

Alagoas[editar | editar código-fonte]

São 18 unidades: Maceió (7), Arapiraca (1), Atalaia (1), Coruripe (1), Delmiro Gouveia (2), Palmeira dos Índios (1), Penedo (1), Santana do Ipanema (1), São Miguel dos Campos (1), São Sebastião (1), Teotônio Vilela (1).

Pernambuco[editar | editar código-fonte]

Com 2 unidades: Petrolina (2).

Ceará[editar | editar código-fonte]

São 7 unidades: Fortaleza (7).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «GBarbosa confirma a transferência de escritório». Infonet - O que é notícia em Sergipe. 31 de março de 2012. Consultado em 14 de março de 2019 
  2. Seixas, Carla (3 de maio de 2011). «Rede GBarbosa chega ao mercado pernambucano». JC Online. Consultado em 12 de fevereiro de 2013 
  3. a b «Chilena Cencosud compra a rede de supermercados GBarbosa». www1.folha.uol.com.br (salvo em archive.is). Folha de S. Paulo. 7 de novembro de 2007. Consultado em 22 de outubro de 2008 
  4. a b Secom, Governo de Sergipe (31 de janeiro de 2013). «G Barbosa assume compromisso com Déda de manter Centro Distribuidor em Sergipe». NE Notícias (salvo em Wayback Machine). Consultado em 12 de fevereiro de 2013 
  5. Terra, Thiago (10 de outubro de 2010). «Pão de Açúcar é o maior supermercado varejista do Brasil». EXAME. Consultado em 26 de outubro de 2010 
  6. Reuters (21 de dezembro de 2001). «Grupo holandês Ahold compra rede G.Barbosa de supermercados». www1.folha.uol.com.br (salvo em Wayback Machine). Folha Online - Dinheiro. Consultado em 7 de junho de 2012 
  7. «Seae aprova, com restrições, a aquisição de Supermercados GBarbosa pelo Grupo Ahold». Ministério da Economia. 12 de junho de 2003. Consultado em 14 de março de 2019 
  8. Jornal do Commercio (4 de dezembro de 2005). «G Barbosa é vendida a Fundo dos EUA». NE Notícias (salvo em Wayback Machine). Consultado em 7 de junho de 2012 
  9. Serpa, Egídio (29 de maio de 2011). «G. Barbosa chega a Fortaleza; sai o Superfamília». blogs.diariodonordeste.com.br. Diário do Nordeste. Consultado em 7 de junho de 2012 
  10. Novaes, Wilson (9 de agosto de 2011). «Supermercados Cardoso confirma em nota incorporação pelo G.Barbosa». Jequié Repórter (salvo em archive.is). Consultado em 7 de junho de 2012 
  11. «Primeira mão: Grupo Cardoso foi incorporado ao Grupo Cencosud.». Blog Ari Moura. 9 de agosto de 2011. Consultado em 12 de fevereiro de 2013 
  12. «Análise setorial - Supermercados 2011» (PDF). GVcev | Centro de Excelência em Varejo da FGV-EAESP. Consultado em 29 de setembro de 2018 
  13. «GBarbosa apresenta novos investimentos em Sergipe». Infonet - O que é notícia em Sergipe. 5 de setembro de 2012. Consultado em 14 de março de 2019 
  14. Cencosud. «Histórico GBarbosa». GBarbosa. Consultado em 19 de março de 2018 
  15. a b Cencosud. «Unidades GBarbosa». GBarbosa. Consultado em 30 de maio de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]