Papa Bento VI

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bento VI
Papa da Igreja Católica
134° Papa da Igreja Católica
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Eleição 20 de dezembro de 972
Fim do pontificado junho de 974 (1 ano)
Predecessor João XIII
Sucessor Bento VII
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 20 de dezembro de 972
Ordenação episcopal 19 de janeiro de 973
Cardinalato
Criação 972
por Papa João XIII
Ordem cardeal-diácono
Dados pessoais
Nascimento 925
Roma, Itália
Morte junho de 974 (49 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Italiano
Nome nascimento Ricobaldi of Ferrara
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Listas de papas: cronológica · alfabética

Papa Bento VI (em latim: Benedictus PP. VI; em italiano: Benedictus VI), nascido Ricobaldi of Ferrara (Data de nascimento desconhecida - morto em junho de 974). Foi papa de 19 de Janeiro de 973 até a data de sua morte. Romano, teve sua eleição confirmada pelo Imperador em 19 de janeiro de 973.


Pouco se sabe do seu pontificado, exceto que confirmou os privilégios de várias igrejas e mosteiros. O mais importante foi mesmo o seu fim trágico. [1]

Seu breve pontificado veio no contexto político da fundação do Sacro Império Romano, durante a transição entre os reinados de imperadores alemão Oto I e Oto II e da luta pelo poder de famílias aristocráticas, como o Crescentii e Tusculani na região de Roma. E por isso a necessidade de esperar pela ratificação do Imperador Otão atrasou sua consagração até 19 de Janeiro, 973.[2]

Bento VI nasceu em Roma , o Cardeal-diácono de São Teodoro, filho de Hildebrand. Ele foi eleito e instalado como papa sob a proteção de Oto I, cujo domínio nos assuntos romanos e eclesiais foi resistido pela aristocracia local. Registro de seu pontificado como papa é escassa, embora ele é conhecido por ter privilégios confirmados assumidas por alguns mosteiros e igrejas.

Após a morte de Oto I, um movimento antialemão conquistou Roma, depois de um duro assédio, do Castelo Sant'Angelo[3] contra o papado, Bento foi preso no Castelo de Santo Ângelo, na época um reduto da Crescentii.

Crescentius I (irmão do Papa João XIII)e o Cardeal-diácono Franco Ferrucci, que iria posteriormente tornar-se Bonifácio VII, um antipapa, prenderam o papa Bento VI. Foi quando Oto II enviou um representante imperial, Conde Sicco, para garantir a sua libertação, no entanto Bento foi assassinado estrangulado, depois de dois meses aprisionado.[4]

Converteu ao cristianismo o povo húngaro. Faleceu em junho de 974.

Referências

  1. Encyclopedia (1913)/Pope Benedict VI
  2. [1]
  3. Roger Collins, Keepers of the keys of heaven: a history of the papacy, (Basic Books, 2009), 187.
  4. Encyclopedia (1913)/Pope Benedict VI


Precedido por
João XIII
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

134.º
Sucedido por
Bento VII


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.