Papa Dono

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dono
78º papa
Nascimento Roma, Itália
Eleição 2 de Novembro de 676
Fim do pontificado 11 de abril de 678 (1 anos)
Morte 11 de abril de 678
Antecessor Adeodato II
Sucessor Agatão
Listas dos papas: cronológica · alfabética

O Papa Dono (? — 11 de Abril de 678) foi Papa desde 2 de Novembro de 676 até à sua morte em 678.[1] Era filho dum Romano chamado Maurício. Chegou aos nossos dias muito pouca informação acerca da pessoa ou dos feitos do Papa Dono para além daquela registada no Liber Pontificalis.

Pontificado[editar | editar código-fonte]

O Papa Dono ordenou que o o átrio da Basílica de São Pedro fosse pavimentado com grandes blocos de mármore branco, e mandou restaurar outras igrejas de Roma, dentre as quais a Igreja de Santa Eufémia na Via Ápia e a Basílica de São Paulo Extramuros.[2]

Durante o pontificado de Dono, Reparato, o Arcebispo de Ravena, regressou à obediência da Santa Sé, acabando o cisma criado pelo Arcebispo Mauro, que pretendera tornar Ravena autocéfala (independente).

Foi ainda durante o pontificado de Dono que uma colónia de monges Nestorianos foi descoberta num mosteiro Sírio em Roma — o Monasterium Boetianum. Eram, possivelmente, refugiados que fugiam da conquista muçulmana da Síria[3] Consta que o Papa Dono os dispersou pelas várias instituições religiosas da cidade, e cedeu o seu mosteiro a monges Romanos.

Dono aumentou o clero de Roma em doze novos presbíteros e cinco diáconos. Consagrou ainda seis bispos em várias Sés.[4] Um destes pode ter sido Vitaliano de Arezzo.[5]

As relações com Constantinopla no tempo do Papa Dono tendiam a ser conciliatórias. A 10 de Agosto de 678, o Imperador Constantino IV escreveu ao Papa Dono, "o santíssimo e beatíssimo arcebispo da nossa antiga Roma e o Papa universal," esperando atraí-lo para negociações com o Patriarca de Constantinopla e os Monotelistas.[6] Ele ordenor que o nome do Papa Vitaliano fosse colocado de novo nos dípticos que listavam os bispos em comunhão com Constantinopla, acção que lhe trouxe alguns problemas com os Monotelistas e o Patriarca Teodoro I de Constantinopla.[7]

O pontificado de Dono durou um ano, cinco meses, e dez dias. Ao morrer, foi sepultado na Basílica de São Pedro, a 11 de Abril de 678.[8]

Referências

  1. John Moorhead (2014). The Popes and the Church of Rome in Late Antiquity. New York: Routledge. p. 198. ISBN 978-1-317-57827-7 
  2. Duchesne, Liber Pontificalis I, p. 348, que conjectura na nota 2 que a igreja em questão não se trataria da Basílica, mas uma pequena igreja construida para memorializar a separação de Pedro e Paulo antes de serem executados. Mann, pp. 20-21.
  3. John Moorhead (27 Nov 2014). The Popes and the Church of Rome in Late Antiquity. [S.l.]: Routledge. ISBN 9781317578260. ...the advances of Persians and then Arabs in the middle east that were responsible for the coming of Maximos to Africa and, presumably, Theodore of Tarsus to Rome, could easily have brought many more, such as the Syrian monks whom pope Donus discovered were Nestorians. 
  4. Duchesne, p. 348.
  5. Jacopo Burali d'Arezzo (1638). Vite de'vescovi Aretini ... dall'anno CCCXXXVI sino all'anno MDCXXXVIII, etc (em italiano). Arezzo: Ercole Gori. p. 19 
  6. Delogu, p. 61 nota 14: Dono sanctissimo ac beatissimo archiepiscopo antiquae nostrae Romae et universali papae...." J.P. Migne, ed. (1863). *Patrologiae latinae: 87: Scriptorum ecclesiasticorum qui in 7. saeculi secunda parte floruerunt opera omnia ... juxta memoratissimas editiones D. Mabillonii ... (em latim e grego). [S.l.]: Migne. pp. 1147–1153 
  7. Baronius (ed.Theiner), p. 600 (ano 677, n.º 2). A restauração foi ordenada pelo VI Concílio Ecuménico.
  8. Duchesne, p. 348.

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Gasparri, Stefano (2000). "Dono". Enciclopedia dei Papi (em italiano) Acedido em: 2016-11-27.
  • Pope Donus no Patron Saints Index


Precedido por
Adeodato II
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

78.º
Sucedido por
Agatão


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.