Papa Higino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Santo Higino
Papa da Igreja Católica
Papa da Igreja Católica
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Eleição 138
Fim do pontificado 142 (4 anos)
Predecessor Telésforo
Sucessor Pio I
Ordenação e nomeação
Dados pessoais
Nascimento
Atenas
Morte 142
Roma, Itália
Nome nascimento Hyginus.jpg
Sepultura Necrópole Vaticana
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Listas de papas: cronológica · alfabética

Santo Higino (em latim, Hyginus) foi um Papa da Igreja Católica Romana (136-140) nascido em Atenas, na Grécia, eleito como sucessor do Papa Telésforo (126-136) e que ficou conhecido por tornar mais precisa a questão da hierarquia na Igreja e pelo estabelecimento do costume de haver padrinho e madrinha no batismo[1].

Filho de um filósofo grego, governou a Igreja por quatro anos e teve um pontificado perturbado pelas perseguições aos cristãos e pelos focos de heresia que começavam a nascer na Igreja dos primeiros tempos. Contando com a ajuda do filósofo São Justino, condenou as heresias e os heresiarcas, e conseguiu triunfar com êxito diante desses perigos.

De acordo com Santo Ireneu e Eusébio de Cesareia, como papa teve de enfrentar um movimento gnóstico do qual fizeram parte Valentim e Cerdão. Ambos ousaram enfrentar Roma, espalhando a heresia do gnosticismo, mistura de doutrinas e práticas religiosas com filosofia e mistérios, cujo princípio fundamental era haver uma fé comum que seria suficiente aos incultos, mas que existiria uma ciência reservada aos doutores que ofereceria a explicação filosófica da fé comum.

Os dois hereges foram excomungados pelo papa, que também era um notável filósofo de origem ateniense. No pontificado esmerou-se na preservação da integridade do ensinamento evangélico, mexeu nas estruturas hierárquicas e na cerimônia do batismo, instituiu as ordens menores para melhorar o serviço da Igreja e preparação do sacerdócio.

Não se sabe exatamente a causa de sua morte, mas se acredita que também tenha morrido martirizado sob a perseguição do Imperador Marco Aurélio, em Roma, embora haja muitas dúvidas em relação a isso. O papa de número 9 foi enterrado no Vaticano, próximo à tumba de São Pedro e sucedido por São Pio I (141-155). Sua festa é celebrada no dia 11 de janeiro.

Referências


Precedido por
Telésforo
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

9.º
Sucedido por
Pio I


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.