Papa Júlio III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Júlio III
Papa da Igreja Católica
221° Papa da Igreja Católica
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Eleição 7 de fevereiro de 1550
Entronização 22 de fevereiro de 1550
Fim do pontificado 23 de março de 1555 (5 anos)
Predecessor Paulo III
Sucessor Marcelo II
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 18 de março de 1513
Ordenação episcopal 12 de novembro de 1514
por Dom Antonio Maria Cardeal Ciocchi del Monte
Nomeado arcebispo 18 de março de 1513
Cardinalato
Criação 22 de dezembro de 1536
por Papa Paulo III
Ordem Cardeal-presbítero (1536-1543)
Cardeal-bispo (1543-1550)
Título Santos Vital, Valéria, Gervásio e Protásio (1537-1542)
Santa Praxedes (1542-1543)
Palestrina (1543-1550)
Papado
Brasão
C o a Giulio III.svg
Dados pessoais
Nascimento 10 de setembro de 1487
Roma, Itália
Morte 23 de março de 1555 (67 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Italiano
Nome nascimento Giovanni Maria Ciocchi del Monte
Progenitores Mãe: Cristofora Saracini
Pai: Vincenzo Ciocchi del Monte
Sepultura Basílica de São Pedro
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Listas de papas: cronológica · alfabética

O Papa Júlio III, nascido Gian Maria del Monte ou Giovanni Maria Giocci (Roma, 10 de setembro de 1487Roma, 23 de março de 1555), teve o seu pontificado de 7 de fevereiro de 1550 até à data da sua morte. É o último dos papas da Alta Renascença.

Vida[editar | editar código-fonte]

Sucedeu ao seu tio como arcebispo de Siponto (Manfredonia) na Apúlia, em 1512, e também da diocese de Pávia em 1520. Em 1536, foi nomeado cardeal-bispo de Palestrina pelo Papa Paulo III, a quem serviu em importantes legações; foi o primeiro a presidir ao Concílio de Trento [1] , abrindo a primeira sessão em Trento, em 13 de dezembro de 1545, com uma breve oração. Durante o concílio, foi o líder do partido papal contra o imperador Carlos V, com quem entrou em conflito por variadas vezes, especialmente quando, em 26 de março de 1547, transferiu o Concílio para Bolonha. Morreu de gota, em 23 de março de 1555. Foi este Papa quem transferiu ao Mestrado da Ordem de Cristo, portuguesa, a arrecadação dos dízimos eclesiásticos, isto é, papais, no Brasil, em 1551.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Papa Júlio III». Ufcq.edu.br 


Precedido por
Paulo III
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

221.º
Sucedido por
Marcelo II


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.